Brazilian Journal of Pulmonology

ISSN (on-line): 1806-3756 | ISSN (printed): 1806-3713

SBPT

Publication continuous and bimonthly

SCImago Journal & Country Rank
Advanced Search

 

Current Issue: 1997 - Volume 23 - Number 5 (September/October)

ORIGINAL ARTICLE

Prevalence of major depression in patients with chronic obstructive pulmonary disease

Prevalência de depressão maior em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica

 

Marlise Heckler; Roger Weingartner; José da Silva Moreira; Sérgio Prezzi; Nélio Tombini

 

Abstract

Depression is the most prevalent psychiatric disorder among hospitalized patients. Chronic obstructive pulmonary disease (COPD) is the most common pulmonary disease, responsible for a high incidence of hospitalization. The purpose of this study is to determine the prevalence of major depression in patients hospitalized due to COPD and correlate such depression with PaCO2, PaO2, respiratory infection, degree of functional airflow obstruction, and steroid therapy. Depression was diagnosed according to DSM IV criteria for major depressive disorders, and assessed by the Beck Depression Inventory. The interview, spirometry, and arterial blood gas analysis were performed between the third and the tenth day of hospitalization. The authors made a prospective study of 51 patients,
34 male and 17 female, with a mean age of 61 ± 11 years. Respiratory infection was the most frequent cause of hospital admission. Major depression was present in 26.9% (n = 11) of the patients, and proportionally higher in females (8 vs 3, p = 0.003). PaCO2 was higher in depressive patients than in non-depressive ones (60.1 ± 18.0 vs 45.8 ± 10.0 mmHg, p = 0.004). Other variables did not display significant differences. The authors conclude that major depression is highly prevalent among patients with COPD, specially in hypercapnic individuals and women.

 

Resumo

A depressão é o distúrbio psiquiátrico mais comum em pacientes hospitalizados por distúrbios orgânicos. A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é a forma mais freqüente de doença pulmonar e responsável por grande número de internações. O objetivo deste trabalho foi analisar a prevalência de depressão maior em pacientes internados com DPOC e correlacionar a depressão com o grau de obstrução funcional, PaCO2, PaO2, infecção respiratória e uso de corticóide. A depressão foi diagnosticada segundo os critérios do Manual de Estatística e Diagnóstico de Distúrbios Mentais IV (DSM IV) para transtornos orgânicos do humor e quantificada pela Escala de Depressão de Beck (BDI). A entrevista, espirometria e gasometria arterial foram realizadas entre o 3º e o 10º dia de internação. Participaram deste estudo prospectivo 51 pacientes (34 homens e 17 mulheres) com idade média de 61 ± 11 anos. Infecção respiratória foi o motivo mais freqüente para internação hospitalar. Depressão maior esteve presente em 26,9% dos pacientes, o que representa 8 mulheres e 3 homens (p = 0,003). A PaCO2 foi de 60,1 ± 18,0mmHg para os deprimidos e de 45,8 ± 10,0mmHg em não deprimidos (p = 0,004). Não se encontrou diferença entre os outros dados analisados. Os autores concluem que a depressão maior é comum nos pacientes com DPOC, especialmente nos hipercápnicos e do sexo feminino.

 

 

Keywords: Chronic obstructive pulmonary disease. Steroid. Hypercapnia. Hypoxemia. Depression.

 

Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica. Corticóide. Hipercapnia. Hipoxemia. Depressão.

 

 

No content registered.

 

 


The Brazilian Journal of Pulmonology is indexed in:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Support

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretariat of the Brazilian Journal of Pulmonology
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2019 - Brazilian Thoracic Association

Logo GN1