Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 2008 - Volume 34  - Número 1  (/Janeiro)

Editorial

1 - Nossos doentes pneumopatas e a poluição atmosférica

Air pollution and our lung disease patients

Paulo Saldiva

J Bras Pneumol.2008;34(1):1

PDF PT PDF EN English Text


2 - Avanços no diagnóstico radiológico dos nódulos pulmonares

Advances in the radiological diagnosis of pulmonary nodules

Edson Marchiori, Klaus Loureiro Irion

J Bras Pneumol.2008;34(1):2-3

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

3 - Avaliação do conhecimento sobre o uso de inaladores dosimetrados entre profissionais de saúde de um hospital pediátrico

Evaluation of the knowledge of health professionals at a pediatric hospital regarding the use of metered-dose inhalers

Fábio Pereira Muchão, Sílvia La Regina Rodrigues Perín, Joaquim Carlos Rodrigues, Cláudio Leone, Luiz Vicente Ribeiro Ferreira Silva Filho

J Bras Pneumol.2008;34(1):4-12

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar os conhecimentos sobre o uso e manejo de inaladores pressurizados dosimetrados entre profissionais de um hospital pediátrico terciário. Métodos: Foram realizadas avaliações sobre o conhecimento do uso de inaladores pressurizados dosimetrados através de questionários teóricos e práticos, com médicos, fisioterapeutas, enfermeiras e auxiliares de enfermagem, atribuindo-se uma nota de 0 a 10 para cada avaliação. Calcularam-se as medianas das notas obtidas pelos profissionais de cada categoria, as questões com maiores e menores índices de erros, e foi feita a comparação descritiva do desempenho das diversas categorias profissionais. A análise estatística foi feita através do método de Kruskal-Wallis de comparação de medianas. Também foi realizada a análise através de regressão logística múltipla seqüencial. Resultados: Foram avaliados 30 médicos residentes ou estagiários de pediatria, 23 médicos assistentes, 29 fisioterapeutas, 33 enfermeiras e 31 auxiliares de enfermagem. Os médicos residentes, fisioterapeutas e médicos assistentes obtiveram desempenho significativamente superior aos dos enfermeiros e auxiliares de enfermagem. Apenas os médicos residentes obtiveram mediana superior a 6. Conclusões: O conhecimento a respeito do uso de inaladores dosimetrados entre os profissionais de saúde da instituição é insatisfatório, principalmente entre enfermeiros e auxiliares de enfermagem, diretamente envolvidos na aplicação prática dos inaladores dosimetrados.

 


Palavras-chave: Inaladores dosimetrados; Espaçadores de inalação; Asma; Educação profissional em saúde pública.

 

4 - Mesotelioma pleural maligno: experiência multidisciplinar em hospital público terciário

Malignant pleural mesothelioma: multidisciplinary experience in a public tertiary hospital

Ricardo Mingarini Terra, Lisete Ribeiro Teixeira, Ricardo Beyruti, Teresa Yae Takagaki, Francisco Suso Vargas, Fabio Biscegli Jatene

J Bras Pneumol.2008;34(1):12-20

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivos: Avaliar a experiência com o diagnóstico e a terapêutica do mesotelioma pleural maligno (MPM) acumulada durante 5 anos em um hospital público terciário. Métodos: Avaliação retrospectiva dos prontuários dos pacientes com diagnóstico de MPM entre janeiro de 2000 e fevereiro de 2005. Resultados: Foram analisados 17 pacientes, 14 homens e 3 mulheres, com idade média de 54,1 (13-75) anos. Os espécimes de biópsia para exame histopatológico foram obtidos por meio de pleuroscopia em 9 pacientes (53%), agulha de Cope em 5 (29,5%) e biópsia pleural aberta em 3 (17,5%). Os tipos histológicos foram: epitelial em 14 pacientes (82%), sarcomatóide em 1 (6%) e bifásico em 2 (12%). As terapêuticas instituídas foram: multimodal (pleuropneumonectomia com radioterapia e quimioterapia adjuvante) em 6 pacientes (35%), quimioterapia e radioterapia em 6 (35%), radioterapia exclusiva em 3 (17,5%) e quimioterapia exclusiva em 2 (12%). A sobrevida média foi de 11 (1-26) meses. Conclusões: Na presente experiência foi empregada a abordagem multidisciplinar integrada, e contou-se com uma estrutura hospitalar de alta complexidade para o diagnóstico e tratamento do MPM, como preconizado na literatura. Apesar disso, a sobrevida média observada foi de apenas 11 meses, refletindo a agressividade da doença.

 


Palavras-chave: Mesotelioma; Pleura; Cirurgia; Diagnóstico.

 

5 - Desenvolvimento de uma órtese de Dumon modificada para aplicações traqueais: um estudo experimental em cães

Development of a modified Dumon stent for tracheal applications: an experimental study in dogs

Rogério Gastal Xavier, Paulo Roberto Stefani Sanches, Amarilio Viera de Macedo Neto, Gabriel Kuhl, Samanta Bianchi Vearick, Marcelo Dall'Onder Michelon

J Bras Pneumol.2008;34(1):21-26

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever o desenvolvimento de uma órtese de silicone e os testes in vivo de compatibilidade e aplicabilidade na traquéia canina normal. Métodos: Quatro densidades de silicone foram testadas para a obtenção de protótipos. Para cada densidade, foi calculada a pressão exigida para causar a compressão, considerando-se uma área de contato de 1 cm2 e uma redução de 30% no diâmetro. A densidade selecionada foi 70-75 Shore A hardness. Adicionou-se sulfato de bário em pó ao silicone para tornar a órtese desenvolvida radiopaca e facilmente identificável ao exame radiológico. A órtese desenvolvida apresenta superfície externa corrugada com arcos salientes e descontínuos, semelhantes aos anéis traqueobrônquicos, para intercalação e fixação nas vias aéreas inferiores, superfície interna polida e extremidades lisas que evitam o dano por fricção. O protótipo considerado como sendo o mais adequado em termos de rigidez e flexibilidade foi implantado broncoscopicamente em traquéias caninas normais. Os animais foram sacrificados após oito semanas, e a traquéia foi removida para análise anatomopatológica. Resultados: Não houve complicações após a implantação das órteses. Nenhuma precisou ser removida, e todas estavam bem posicionadas ao final de oito semanas. O estudo histopatológico mostrou que a membrana basal epitelial foi preservada. Foram observados pontos focais de desnudamento epitelial, leve infiltrado inflamatório sob a mucosa e, mais raramente, tecido de granulação com neoformação vascular e ausência de microorganismos. Conclusões: A órtese desenvolvida mostrou resistência aos esforços mecânicos e biocompatibilidade, não provocando reação tecidual adversa na traquéia canina, além de permanecer íntegra ao final do experimento.

 


Palavras-chave: Implantes experimentais; Silicones; Materiais biocompatíveis.

 

6 - Diagnóstico auxiliado por computador na detecção de nódulos pulmonares pela tomografia computadorizada com múltiplos detectores: estudo preliminar de 24 casos

Detection of pulmonary nodules by computer-aided diagnosis in multidetector computed tomography: preliminary study of 24 cases

Julia Capobianco, Dany Jasinowodolinski, Gilberto Szarf

J Bras Pneumol.2008;34(1):27-33

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivos: Avaliar o desempenho de um programa para auxílio na detecção de nódulos pulmonares em tomografia computadorizada com múltiplos detectores (TCMD). Métodos: Foram avaliadas 24 tomografias computadorizadas de tórax consecutivas realizadas no Centro de Medicina Diagnóstica Fleury no período de 07/10/2006 a 19/10/2006 usando um tomógrafo helicoidal multidetectores de 64 canais. O estudo compreendeu 12 pacientes do sexo feminino e 12 do sexo masculino, com idades variando entre 35 e 77 anos, idade média de 57,9. As imagens foram analisadas independentemente pelo método da dupla leitura e pelo programa diagnóstico auxiliado por computador (DAC). Os nódulos encontrados nos diferentes processos foram registrados e os dados comparados. Resultados: A sensibilidade total da detecção de nódulos pelo DAC nesse trabalho foi de 16,5%, 55% excluindo os nódulos medindo <4 mm. A sensibilidade separada por tamanho foi de 6,5% para nódulos <4 mm, 45% para nódulos de 4 a 6 mm, 100% para nódulos de 6 mm a 1 cm, e 0% para nódulos >1 cm. Menos de 1% dos nódulos verdadeiros destacados pelo DAC não haviam sido registrados no processo de dupla leitura. Conclusões: Neste trabalho preliminar de 24 casos, o programa testado não conseguiu superar de forma significativa a sensibilidade da dupla leitura realizada de rotina neste serviço.

 


Palavras-chave: Interpretação de imagem assistida por computador; Lesão numular pulmonar; Tomografia Computadorizada por Raios X.

 

7 - O efeito do corticosteróide na prevenção da síndrome da embolia gordurosa após fratura de osso longo dos membros inferiores: revisão sistemática com meta-análise

The effect of corticosteroids on the prevention of fat embolism syndrome after long bone fracture of the lower limbs: a systematic review and meta-analysis

Rodrigo Cavallazzi, Antonio César Cavallazzi

J Bras Pneumol.2008;34(1):34-41

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar a evidência disponível sobre o efeito do corticosteróide na prevenção da síndrome da embolia gordurosa (SEG) após fratura de osso longo do membro inferior e/ou pélvis. Métodos: Pesquisamos as bases de dados eletrônicas do Medline, Excerpta Medica, Cochrane Library, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde e Scientific Electronic Library Online em março de 2007. Selecionamos estudos randomizados e controlados que compararam corticosteróide com placebo (ou cuidados de rotina) na prevenção da SEG após fratura de osso longo de membro inferior e/ou pélvis. Também revisamos as referências contidas nos estudos incluídos. Resultados: Seis estudos foram incluídos. O risco relativo total de desenvolver SEG foi 0,16 (IC95%: 0,08-0,35) no grupo que recebeu corticosteróide em comparação com o grupo controle. O risco relativo total de desenvolver hipoxemia foi 0,34 (IC95%: 0,19-0,59) no grupo que recebeu corticosteróide em comparação com o grupo controle. Conclusão: A análise da evidência mostrou que o corticosteróide diminui o risco de SEG e hipoxemia após fratura de ossos longos de membro inferior.

 


Palavras-chave: Embolia Gordurosa; Corticosteróides; Metanálise.

 

Comunicação Breve

8 - Poluição atmosférica devido à queima de biomassa florestal e atendimentos de emergência por doença respiratória em Rio Branco, Brasil - Setembro, 2005

Anthropogenic air pollution and respiratory disease-related emergency room visits in Rio Branco, Brazil - September, 2005

Márcio Dênis Medeiros Mascarenhas, Lúcia Costa Vieira, Tatiana Miranda Lanzieri, Ana Paula Pinho Rodrigues Leal, Alejandro Fonseca Duarte, Douglas Lloyd Hatch

J Bras Pneumol.2008;34(1):42-46

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A poluição atmosférica é um importante problema de saúde pública, principalmente na Amazônia e grandes cidades brasileiras. Em setembro de 2005, observou-se elevada concentração de fumaça em Rio Branco, Acre, devido às queimadas. Para avaliar a relação entre a concentração diária de particulate matter < 2,5 μm (PM2,5) e o número de atendimentos diários de emergência por doença respiratória (DR), desenvolveu-se estudo ecológico. A concentração de PM2,5 ultrapassou o limite de qualidade do ar durante 23 dias. Observou-se maior incidência de DR em crianças < 10 anos e correlação positiva entre a concentração de PM2,5 e atendimentos por asma.

 


Palavras-chave: Poluição do ar/efeitos adversos; Incêndios; Doenças respiratórias/epidemiologia; Asma; Estudos de séries temporais.

 

Ensaio Pictórico

9 - Alterações difusas da traquéia: aspectos na tomografia computadorizada

Diffuse abnormalities of the trachea: computed tomography findings

Edson Marchiori, Aline Serfaty Pozes, Arthur Soares Souza Junior, Dante Luiz Escuissato, Klaus Loureiro Irion, César de Araujo Neto, Jorge Luiz Barillo, Carolina Althoff Souza, Gláucia Zanetti

J Bras Pneumol.2008;34(1):47-54

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O objetivo deste ensaio pictórico foi apresentar as principais alterações tomográficas observadas em doenças que acometem a traquéia de forma difusa. As doenças estudadas foram amiloidose, traqueobroncopatia osteocondroplástica, traqueobroncomegalia, papilomatose laringo-traqueo-brônquica, linfoma, neurofibromatose, policondrite recidivante, granulomatose de Wegener, tuberculose, paracoccidioidomicose e traqueobroncomalácia. O principal aspecto observado na tomografia computadorizada foi o espessamento das paredes traqueais, com ou sem nodulações, calcificações parietais ou comprometimento da parede posterior. Embora a tomografia computadorizada permita a detecção e a caracterização das doenças das vias aéreas centrais, e a correlação com os dados clínicos reduza as possibilidades diagnósticas, a broncoscopia com biópsia continua sendo o procedimento mais importante no diagnóstico das lesões difusas da traquéia.

 


Palavras-chave: Doenças torácicas; Doenças da traquéia, Tomografia computadorizada por raios X; Traquéia.

 

Relato de Caso

10 - Lipossarcoma de mediastino: relato de caso

Mediastinal liposarcoma: a case report

Roberto Saad Junior, Vicente Dorgan Neto, Roberto Gonçalves, Márcio Botter, Leticia Cristina Dalledone Siqueira

J Bras Pneumol.2008;34(1):55-58

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Relatamos o caso de uma mulher de 51 anos com lipossarcoma mediastinal. O lipossarcoma é a neoplasia mesenquimal maligna mais comum em adultos, embora sua localização mediastinal seja extremamente rara. Ele possui grande volume e variados subtipos histológicos. É caracterizado pela compressão de estruturas vizinhas. A tomografia computadorizada e a ressonância magnética fornecem informações úteis para o diagnóstico.A biopsia tecidual e a identificação do tipo histológico são importantes na determinação da terapia e são necessárias para o diagnóstico final. A radioterapia e a quimioterapia são modalidades terapêuticas ineficazes. De acordo com a literatura, a ressecção cirúrgica é o tratamento de escolha. Está indicado o acompanhamento a longo prazo, pois a taxa de recidiva é alta.

 


Palavras-chave: Lipossarcoma; Neoplasias do mediastino; Relatos de casos [tipo de publicação].

 

11 - Termoplastia brônquica: relato do primeiro tratamento endoscópico de asma na América Latina

Bronchial thermoplasty: report on the first endoscopic treatment for asthma in Latin America*

Adalberto Sperb Rubin, Paulo Francisco Guerreiro Cardoso

J Bras Pneumol.2008;34(1):59-62

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A termoplastia brônquica é um novo procedimento broncoscópico que libera energia por radiofreqüência nas vias aéreas, com potencial redução da broncoconstrição causada pela contratura da musculatura lisa. Relatamos o caso de um homem de 48 anos, portador de asma persistente moderada, submetido à termoplastia brônquica. O tratamento aumentou o volume expiratório forçado no primeiro segundo, aumentou o número de dias livres de sintomas, reduziu o uso da medicação de resgate e melhorou o escore no questionário de Juniper Asthma Quality of Life Scale. A termoplastia brônquica foi bem tolerada e segura. Esta foi a primeira termoplastia brônquica na América Latina, com resultados estimulantes após 12 meses quanto ao seu potencial benefício em asmáticos pouco controlados.

 


Palavras-chave: Asma/tratamento; Função pulmonar; Relatos de casos [tipo de publicação].

 

Ano 2008 - Volume 34  - Número 2  (/Fevereiro)

Editorial

1 - Hipertensão pulmonar em pneumopatias crônicas: temos que aprender mais

Pulmonary hypertension in chronic respiratory disorders: we need to learn more

Roberto F. P. Machado

J Bras Pneumol.2008;34(2):65-66

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Alterações histopatológicas pulmonares em pacientes com insuficiência respiratória aguda: um estudo em autopsias

Pulmonary histopathological alterations in patients with acute respiratory failure: an autopsy study

Alexandre de Matos Soeiro, Edwin Roger Parra, Mauro Canzian, Cecília Farhat, Vera Luiza Capelozzi

J Bras Pneumol.2008;34(2):67-73

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivos: Apresentar alterações histopatológicas pulmonares encontradas em autopsias de pacientes falecidos por insuficiência respiratória aguda (IRA) e verificar se doenças de base e específicos fatores de risco associados aumentam a incidência dessas alterações. Métodos: Foram revisados laudos finais de autopsias e selecionadas 3.030 autopsias de pacientes > 1 ano de idade, com infiltrado pulmonar radiológico, portadores de doença de base e fatores de risco associados, que morreram por alterações pulmonares decorrentes de IRA. Resultados: As principais alterações histopatológicas pulmonares causadoras de morte imediata foram: dano alveolar difuso (DAD); edema pulmonar; pneumonia intersticial linfocítica (PIL) e hemorragia alveolar. As principais doenças de base encontradas foram: AIDS; broncopneumonia; sepse; cirrose hepática; tromboembolismo pulmonar; infarto agudo do miocárdio (IAM); acidente vascular cerebral; tuberculose; câncer; insuficiência renal crônica e leucemia. Os principais fatores de risco associados foram: idade ≥ 50 anos; hipertensão arterial; insuficiência cardíaca congestiva; doença pulmonar obstrutiva crônica e diabetes mellitus. Pacientes com esses fatores de risco e AIDS apresentaram alta probabilidade de desenvolver PIL; pacientes com esses mesmos fatores, de desenvolver DAD, se portadores de sepse ou cirrose hepática; pacientes com tromboembolismo e os mesmos fatores de risco, de desenvolver hemorragia alveolar; pacientes com esses fatores de risco e IAM, de desenvolver edema pulmonar. Conclusões: Os achados pulmonares em pacientes com óbito por IRA apresentaram quatro padrões histopatológicos: DAD, edema pulmonar, PIL e hemorragia alveolar. Doenças de base e específicos fatores de risco associados correlacionaram-se positivamente com determinados padrões histopatológicos detectados à autópsia.

 


Palavras-chave: Insuficiência respiratória; Autopsia; Doenças pulmonares intersticiais; Edema pulmonar; Hemorragia.

 

3 - Aspiração de corpo estranho em crianças: aspectos clínicos, radiológicos e tratamento broncoscópico

Foreign body aspiration in children: clinical aspects, radiological aspects and bronchoscopic treatment

Andrea de Melo Alexandre Fraga, Marcelo Conrado dos Reis, Mariana Porto Zambon, Ivan Contrera Toro, José Dirceu Ribeiro, Emilio Carlos Elias Baracat

J Bras Pneumol.2008;34(2):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever manifestações clínicas e tratamento broncoscópico da aspiração de corpo estranho em crianças menores de 14 anos de idade, correlacionando com achados broncoscópicos. Métodos: Estudo retrospectivo, descritivo analisando prontuários de todas as crianças menores de 14 anos de idade atendidas no Hospital das Clinicas da Universidade Estadual de Campinas de janeiro de 2000 a dezembro de 2005, submetidas à broncoscopia por suspeita clínica de aspiração de corpo estranho. Resultados: Foram analisados 69 pacientes, com idade entre 8 meses e 12 anos/7 meses (75,4% abaixo de 3 anos), dos quais 62,3% eram do sexo masculino. A principal queixa foi tosse súbita (75,4%). Em 74% dos casos houve alteração de ausculta pulmonar e dispnéia foi observada em 20 crianças (29%). Um total de 88% apresentou alteração radiológica. A aspiração ocorreu predominantemente em pulmão direito (54,8%), com material de origem vegetal, destacando feijão e amendoim (30,7%). Complicações ocorreram em 29% dos pacientes, sendo pneumonia a mais comum, e foram associadas ao tempo maior de aspiração (p = 0,03). Um total de 7 pacientes (10,1%) necessitaram ventilação mecânica, e 5 (7,2%) foram submetidos a mais de uma broncoscopia. Conclusão: História clínica com início súbito de engasgo e tosse, anormalidades na ausculta pulmonar e na radiografia de tórax caracterizam o quadro clínico de aspiração e são indicativas de broncoscopia. Quanto maior o tempo de aspiração, maior o risco de complicações. A alta prevalência de corpos estranhos de origem vegetal alerta para a necessidade de programas preventivos dirigidos aos menores de 3 anos.

 


Palavras-chave: Corpos estranhos; Broncoscopia; Pediatria.

 

4 - Prevalência de hipertensão pulmonar avaliada por ecocardiografia Doppler em uma população de pacientes adolescentes e adultos com fibrose cística

Prevalence of pulmonary hypertension evaluated by Doppler echocardiography in a population of adolescent and adult patients with cystic fibrosis

Paula Maria Eidt Rovedder, Bruna Ziegler, Antônio Fernando Furlan Pinotti, Sérgio Saldanha Menna Barreto, Paulo de Tarso Roth Dalcin

J Bras Pneumol.2008;34(2):83-90

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a prevalência de hipertensão pulmonar (HP) em pacientes com fibrose cística (FC), comparar características clínicas, escore radiológico, função pulmonar e parâmetros ecocardiográficos nos grupos com e sem HP e correlacionar achados ecocardiográficos com características clínicas, escore radiológico e função pulmonar. Métodos: Estudo transversal prospectivo em pacientes clinicamente estáveis (idade ≥ 16 anos) atendidos por um programa de adultos para FC. Os pacientes foram submetidos a avaliação clínica, ecocardiografia Doppler, testes de função pulmonar e exame radiológico do tórax. Resultados: Obteve-se a velocidade de regurgitação tricúspide (VRT) em 37 dos 40 pacientes estudados. A prevalência de HP foi de 49% com um ponte de corte da VRT de 2,5 m/s (18 pacientes) e de 30% com um ponte de corte da VRT de 2,8 m/s (11 pacientes). Os valores de saturação periférica de oxigênio (SpO2) em repouso, escore clínico, volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) e capacidade vital forçada (CVF) foram significativamente menores no grupo com HP. A VRT correlacionou-se significativamente com SpO2 em repouso (p < 0,001), escore clínico (p < 0,001), escore radiológico (p = 0,030), VEF1 em litros (p < 0,001) e em % do previsto (p < 0,001) e CVF em litros (p = 0,008) e em % do previsto (p = 0,001). A SpO2 em repouso foi o melhor preditor independente da VRT (p < 0,001). Conclusão: A alta prevalência de HP nos pacientes com FC estudados sugere que a presença de HP seja considerada na avaliação e acompanhamento desses pacientes. O melhor preditor de HP foi a SpO2 em repouso.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Valva Tricúspide/fisiopatologia; Hipertensão pulmonar; Ecocardiografia Doppler.

 

5 - O tabagismo em um município de pequeno porte: um estudo etnográfico como base para geração de um programa de saúde pública

Smoking in a small city: an ethnographic study to serve as a base for the creation of a public health program

Thales Jenner de Oliveira Falcão, Iris do Céu Clara Costa

J Bras Pneumol.2008;34(2):91-97

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Traçar um diagnóstico da prevalência do tabagismo em Parazinho (Rio Grande do Norte), visando subsidiar o planejamento de programas de controle do tabagismo no município. Métodos: Foi aplicado um questionário entre 150 pessoas (25,6% do universo de fumantes), contendo 30 perguntas objetivas e subjetivas, com a finalidade de reunir informações sociais e biológicas sobre esses usuários de tabaco das zonas urbana e rural, pelos agentes comunitários de saúde, durante visitas domiciliares. Resultados: Os dados foram analisados pela estatística descritiva, tendo como principais resultados: maior prevalência de fumantes do sexo masculino (57,8%); início precoce do consumo de tabaco entre a maioria dos entrevistados (antes dos 12 anos em 45% deles); condição econômica como agente agravante desta temática (66% dos entrevistados ganhavam até um salário mínimo); dificuldade encontrada para o abandono desse comportamento (44,6% deles relataram haver fumante em casa; e 80%, terem algum amigo fumante); doenças tabaco-relacionadas (56,6% dos fumantes tinham problemas respiratórios); além da associação do uso do tabaco à ingestão alcoólica em 52% dos fumantes. Conclusão: Entende-se que este diagnóstico servirá de base para a geração de um programa local de prevenção e controle do tabagismo, o que na prática já começa a ser viabilizado a partir da capacitação de uma equipe para 'abordagem mínima e intensiva do fumante', além da implantação a médio prazo de um ambulatório municipal de assistência a esses dependentes.

 


Palavras-chave: Tabagismo/prevenção & controle; Questionários; Tabagismo/epidemiologia.

 

6 - Uveíte por tuberculose em um centro de referência no Sudeste do Brasil

Tuberculous uveitis at a referral center in southeastern Brazil

Wesley Ribeiro Campos, Juliana Fulgêncio Henriques, Afrânio Lineu Kritski, André Curi, Rosita Tomishi Pimentel, Silvana Spindola de Miranda

J Bras Pneumol.2008;34(2):98-102

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever a ocorrência de uveíte por tuberculose (UTB) em um centro de referência em Minas Gerais, Brasil. Métodos: Um total de 16 pacientes (idade ≥ 15 anos) atendidos consecutivamente de janeiro de 2001 a julho de 2004 no Centro de Referência de Uveíte do Estado de Minas Gerais para avaliação diagnóstica de uveíte foi selecionado para este estudo. Foram coletados dados demográficos e clínicos, assim como dados sobre avaliação para toxoplasmose, sífilis e doenças reumatológicas, teste tuberculínico e sorologia anti-HIV. Resultados: Dos 16 pacientes, 11 (69%) tinham UTB. História prévia de contato com tuberculose pulmonar foi relatada por 72% (8/11) dos pacientes do grupo com UTB e por 20% (1/5) dos pacientes do grupo sem UTB. Embora a razão de chances para essa associação tenha sido de 10,67 (IC95%: 0,59-398,66), o valor de p apresentou significância limítrofe (0,078). Não houve diferença quanto ao quadro ocular inflamatório e ao resultado do teste tuberculínico entre os pacientes com UTB e os sem UTB. Todos os pacientes tinham sorologia negativa para o HIV e foram acompanhados por 2 anos. Conclusões: Neste estudo, a história prévia de contato com tuberculose pulmonar foi de grande ajuda para o diagnóstico da UTB.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Uveíte; Diagnóstico; Brasil.

 

Comunicação Breve

7 - Exemplos brasileiros de programas de controle de asma

Brazilian examples of programs for the control of asthma

Alcindo Cerci Neto, Olavo Franco Ferreira Filho, Tatiara Bueno

J Bras Pneumol.2008;34(2):103-106

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O objetivo do trabalho foi o de determinar quais são os programas brasileiros que apresentam experiência no manejo da asma. As informações sobre os programas e suas características foram obtidas via correio eletrônico. As variáveis analisadas eram relacionadas aos asmáticos, ao próprio programa e aos profissionais envolvidos. Utilizou-se a estatística descritiva. Foram analisados 17 programas. Todos os programas possuíam financiamento público, produção de materiais informativos e de treinamento e presença de médico especialista. Concluiu-se que a experiência acumulada em todos os programas pode ser utilizada como um dos pilares para a consolidação de um programa nacional de controle da asma.

 


Palavras-chave: Programas; Asma; Saúde publica.

 

Artigo de Revisão

8 - Fibrose cística no adulto: aspectos diagnósticos e terapêuticos

Cystic fibrosis in adults: diagnostic and therapeutic aspects

Paulo de Tarso Roth Dalcin, Fernando Antônio de Abreu e Silva

J Bras Pneumol.2008;34(2):107-117

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A fibrose cística, que já foi considerada uma doença da infância, é agora também uma doença do adulto. O aumento da longevidade resultou em mais problemas médicos relacionados com a idade e com a própria doença. O crescente número de adultos com fibrose cística resultou em aumento da necessidade de cuidados médicos. Essa necessidade tem sido suprida por um crescente número de pneumologistas de adultos e outros especialistas. O objetivo dessa revisão é sumarizar o conhecimento corrente sobre o diagnóstico e tratamento no adulto com fibrose cística. Na maioria dos casos, o diagnóstico é sugerido por manifestações de doença sinopulmonar crônica e insuficiência pancreática exócrina, e, então, confirmado por um teste do suor positivo. Pacientes adultos podem, entretanto, apresentar suficiência pancreática e características clínicas atípicas, às vezes, associadas com teste do suor normal ou limítrofe. Em tais casos, a possibilidade de realizar pesquisa de mutações para fibrose cística e de medir a diferença de potencial nasal pode ser de utilidade diagnóstica. A abordagem terapêutica padrão para a doença pulmonar inclui: antibióticos, higiene das vias aéreas, exercício, mucolíticos, broncodilatadores, oxigênio, agentes anti-inflamatórios e suporte nutricional. A utilização adequada dessas terapias resulta em mais pacientes com fibrose cística sobrevivendo na vida adulta com uma aceitável qualidade de vida.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Diagnóstico; Terapêutica; Mucoviscidose.

 

Relato de Caso

9 - Uma rara causa de dispnéia com apresentação singular na tomografia computadorizada de tórax: síndrome de ativação macrofágica

A very rare cause of dyspnea with a unique presentation on a computed tomography scan of the chest: macrophage activation syndrome

Rodrigo Antônio Brandão-Neto, Alfredo Nicodemos Cruz Santana, Debora Lucia Seguro Danilovic, Fabíola Del Carlo Bernardi, Carmen Silvia Valente Barbas, Berenice Bilharinho de Mendonça

J Bras Pneumol.2008;34(2):118-120

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A síndrome de ativação macrofágica é uma doença rara e potencialmente fatal. Ela ocorre devido a uma alteração no sistema imunológico, com excessiva proliferação de macrófagos, geralmente causando hepatoesplenomegalia, pancitopenia e disfunção hepática. Neste artigo, relatamos uma raríssima apresentação da síndrome de ativação macrofágica como insuficiência respiratória, bem como a primeira descrição de nódulo escavado, vidro fosco e consolidação na tomografia computadorizada de alta resolução de pulmão (simulando uma pneumonia ou hemorragia alveolar) e o sucesso terapêutico com o uso de imunoglobulina humana. Assim, sugerimos que a síndrome de ativação macrofágica seja colocada no diagnóstico diferencial de causas de insuficiência respiratória e que o rápido diagnóstico e tratamento seja imperativo para a boa evolução do paciente.

 


Palavras-chave: Ativação de macrófagos; Linfohistiocitose hemofagocítica; Tomografia computadorizada por raios X; Doenças pulmonares

 

10 - Manejo da estenose traqueal distal recidivada por meio de endoprótese: relato de caso

Management of recurrent distal tracheal stenosis using an endoprosthesis: a case report

André Germano Leite, Douglas Kussler

J Bras Pneumol.2008;34(2):121-125

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Os autores apresentam o caso de uma paciente com estenose traqueal distal recidivada após múltiplos procedimentos de ressecção da traquéia. A paciente foi submetida à inserção de uma prótese traqueobrônquica do tipo T-Y para o manejo da obstrução da via aérea distal. A prótese foi adaptada de acordo com as especificações obtidas por meio da tomografia computadorizada do tórax com reconstrução tridimensional.

 


Palavras-chave: Estenose traqueal; Próteses e implantes; Traquéia/cirurgia; Relatos de casos [tipo de publicação].

 

Cartas ao Editor

11 - Traqueostomia à beira do leito: considerações práticas

Bedside tracheostomy: practical considerations

Ricardo Mingarini Terra, Angelo Fernandez, Ricardo Helbert Bammann

J Bras Pneumol.2008;34(2):126-

PDF PT PDF EN English Text


Ano 2008 - Volume 34  - Número 3  (/Março)

Editorial

1 - O diagnóstico histológico de micrometástases de tumores de pulmão

Histological diagnosis of lung cancer micrometastases

Simone Gusmão Ramos

J Bras Pneumol.2008;34(3):127-128

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Detecção de micrometástases em câncer de pulmão não-pequenas células estádio pN0: um método alternativo combinando imunohistoquímica e análise em microsséries

Detection of micrometastases in pN0 non-small cell lung cancer: an alternative method combining tissue microarray and immunohistochemistry

Maíra Rovigatti Franco, Edwin Roger Parra, Teresa Yae Takagaki, Fernando Augusto Soares, Vera Luiza Capelozzi

J Bras Pneumol.2008;34(3):129-135

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Apresentar um método alternativo para detectar micrometástases em linfonodos previamente negativos para câncer de pulmão não-pequenas células (CPNPC) pela coloração de rotina com hematoxilina-eosina. Métodos: Setenta e sete linfonodos hilares e mediastinais ressecados de 18 pacientes portadores de CPNPC foram investigados para a presença de micrometástases associando-se análise em microsséries e imunoistoquímica. Resultados: Micrometástases foram detectadas após a identificação de células neoplásicas citoqueratina e cromogranina positivas em microsséries de linfonodos. Dos 18 pacientes inicialmente estadiados como pN0 pela coloração de rotina com hematoxilina-eosina, 9 (50%) foram reestadiados como N1, e o prognóstico foi reavaliado em função de parâmetros histológicos e clínicos. A comparação das curvas de sobrevida mostrou que os pacientes sem micrometástases tiveram maior sobrevida do que os portadores de micrometástases. Além disso, após a análise multivariada controlada para idade, sexo, tipo histológico e reestadiamento, a presença de micrometástases mostrou-se como um fator independente na sobrevida. Entre os pacientes que haviam sido previamente estadiados como pN0, o risco de morte mostrou-se 7 vezes maior para os que foram posteriormente diagnosticados com micrometástases do que para aqueles nos quais não foram identificadas micrometástases. Conclusão: A combinação da análise em microsséries com a imunoistoquímica pode representar um método alternativo de baixo custo e menos demorado para identificar metástases ocultas e prever o prognóstico em pacientes portadores de CPNPC pN0 cujos tumores foram cirurgicamente ressecados. São necessários estudos prospectivos randomizados com casuísticas maiores para determinar a acurácia desse método alternativo.

 


Palavras-chave: Neoplasias pulmonares; Análise em microsséries; Cromogranina A; Análise da sobrevida.

 

3 - Incidência de pneumotórax residual após simpatectomia torácica videotoracoscópica com e sem drenagem pleural e sua possível influência na dor pós-operatória

The incidence of residual pneumothorax after video-assisted sympathectomy with and without pleural drainage and its effect on postoperative pain

Alexandre Garcia de Lima, Giancarlo Antonio Marcondes, Ayrton Bentes Teixeira, Ivan Felizardo Contrera Toro, Jose Ribas Milanez de Campos, Fábio Biscegli Jatene

J Bras Pneumol.2008;34(3):136-142

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar se o pneumotórax residual após simpatectomia torácica videotoracoscópica tem incidência diferente quando utilizada a drenagem pleural pós-operatória ou não e se este pneumotórax residual, quando presente, pode influenciar a dor pós-operatória até o 28º dia. Métodos: Foram incluídos todos os pacientes com queixa de hiperidrose palmoplantar primária atendidos no Ambulatório de Cirurgia Torácica do Hospital Estadual Sumaré, de julho a dezembro de 2006. Todos foram submetidos à simpatectomia do terceiro gânglio torácico por videotoracoscopia e aleatorizados para receber ou não drenagem pleural pós-operatória por 3 h. Todos foram avaliados no pós-operatório imediato com radiogramas de tórax e tomografia computadorizada de tórax de baixa emissão de energia para detecção de pneumotórax residual. Foram avaliados quanto à dor pós-operatória em diferentes momentos até o 28º dia de pós-operatório, por meio de escala numérica visual e dosagem requerida de analgésicos opióides. Resultados: Foram incluídos 56 pacientes neste estudo, 27 com drenagem pleural bilateral e 29 sem drenagem pleural. Não houve diferença estatística entre a incidência de pneumotórax residual após simpatectomia com e sem drenagem pleural. O pneumotórax residual, quando presente e diagnosticado por qualquer um dos métodos, não influenciou a dor pósoperatória até o 28º dia. Conclusão: Concluiu-se que a drenagem pleural tubular fechada, por um período de 3 h, no pós-operatório imediato de simpatectomia torácica videotoracoscópica, foi tão eficiente quanto a não drenagem, em relação à reexpansão pulmonar e à presença de pneumotórax residual. O pneumotórax residual, quando presente, não interferiu na dor pós-operatória até o 28º dia.

 


Palavras-chave: Hiperidrose; Simpatectomia; Dor pós-operatória; Pneumotórax; Drenagem; Pleura

 

4 - Versão brasileira da escala London Chest Activity of Daily Living para uso em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica

The Brazilian Portuguese version of the London Chest Activity of Daily Living scale for use in patients with chronic obstructive pulmonary disease

Marta Fioravante Carpes, Anamaria Fleig Mayer, Karen Muriel Simon, José Roberto Jardim, Rachel Garrod

J Bras Pneumol.2008;34(3):143 -151

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Traduzir a escala London Chest Activity of Daily Living (LCADL) para o português e verificar se essa versão é reprodutível em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) grave no Brasil. Métodos: Foram realizadas a tradução da escala LCADL para o português e a tradução retrógrada dessa versão em português para o inglês. Essa primeira versão em português foi aplicada a 8 pacientes com DPOC, e possíveis dificuldades em relação ao texto foram investigadas. As principais dificuldades encontradas foram discutidas com os autores da escala, chegando-se a uma versão final do instrumento. Essa versão final foi aplicada duas vezes a 31 pacientes com DPOC por dois observadores separadamente em um primeiro dia. Após 15-20 dias, essa mesma versão foi aplicada novamente aos mesmos pacientes por um dos observadores. No primeiro dia os pacientes foram submetidos à prova de função pulmonar e ao teste de caminhada de seis minutos (TC6). Resultados: A versão brasileira da escala LCADL demonstrou excelente reprodutibilidade no escore total e na maioria das questões, com um coeficiente alfa de Cronbach interobservador de 0,97 (IC95%: 0,89-0,97; p < 0,05) e um coeficiente alfa de Cronbach intra-observador de 0,96 (IC95%: 0,83-0,96; p < 0,05). O escore total dessa versão apresentou correlação negativa com o volume expiratório forçado no primeiro segundo em litros (r = −0,49; p < 0,05) e a distância percorrida no TC6 (r = −0,56; p < 0,05). Conclusão: A versão brasileira da escala LCADL é um instrumento confiável, reprodutível e válido para avaliar a dispnéia durante atividades de vida diária em pacientes com DPOC grave.

 


Palavras-chave: Atividades Cotidianas; Dispnéia; Técnicas de diagnóstico e procedimentos; Reprodutibilidade dos Resultados.

 

5 - Exame do escarro no manejo clínico dos pacientes com pneumonia adquirida na comunidade

Sputum examination in the clinical management of community-acquired pneumonia

Leonardo Gilberto Haas Signori, Maurício Weyh Ferreira, Luiz Carlos Hack Radünz Vieira, Karen Reetz Müller, Waldo Luís Leite Dias de Mattos

J Bras Pneumol.2008;34(3):152-158

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Este estudo retrospectivo avaliou a freqüência do uso da bacteriologia do escarro no manejo clínico de pacientes com pneumonia adquirida na comunidade (PAC) em um hospital geral, e se a utilização deste método modificou a mortalidade. Métodos: Os prontuários de pacientes internados no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre (RS) Brasil, para tratamento de PAC entre maio e novembro de 2004 foram revisados quanto aos seguintes aspectos: idade; sexo; gravidade da pneumonia (escore de Fine); presença de expectoração; bacteriologia do escarro; história de tratamento; resposta clínica; troca de tratamento; e mortalidade. Resultados: Foram avaliados 274 pacientes com PAC, sendo 134 do sexo masculino. Dentre os 274 pacientes, 79 (28,8%) apresentavam, de acordo com o escore de Fine, classe II; 45 (16,4%), classe III; 97 (35,4%), classe IV; e 53 (19,3%), classe V. Em 92 pacientes (33,6%), uma amostra de escarro foi colhida para exame bacteriológico. Obtivemos amostra válida em 37 casos (13,5%) e diagnóstico etiológico em 26 (9,5%), o que resultou em modificação do tratamento em apenas 9 casos (3,3%). A mortalidade geral foi 18,6%. Idade acima de 65 anos, a gravidade da PAC e a ausência de escarro associaram-se à maior mortalidade. A bacteriologia do escarro não influenciou o desfecho clínico, nem a taxa de mortalidade. Conclusão: O exame do escarro foi uma ferramenta diagnóstica utilizada na minoria dos pacientes, e não trouxe benefício detectável no manejo clínico dos pacientes com PAC tratados em ambiente hospitalar.

 


Palavras-chave: Pneumonia/etiologia; Escarro; Diagnóstico.

 

6 - Abandono do tratamento de tuberculose utilizando-se as estratégias tratamento auto-administrado ou tratamento supervisionado no Programa Municipal de Carapicuíba, São Paulo, Brasil

Noncompliance with tuberculosis treatment involving self administration of treatment or the directly observed therapy, short-course strategy in a tuberculosis control program in the city of Carapicuíba, Brazil

Amadeu Antonio Vieira, Sandra Aparecida Ribeiro

J Bras Pneumol.2008;34(3):159-166

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Verificar as taxas de abandono e identificar as variáveis relacionadas ao abandono do tratamento, segundo o tipo de estratégia utilizada em pacientes matriculados no Programa de Controle da Tuberculose do município de Carapicuíba (SP) Brasil. Método: Estudo longitudinal não concorrente de duas coortes de tratamento de tuberculose, a primeira de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2003 com a estratégia tratamento auto-administrado (173 casos) e a segunda de 1 de julho de 2004 a 30 de junho de 2005 com a estratégia tratamento supervisionado (187 casos). Resultados: A taxa de abandono diminuiu significativamente (p < 0,05), de 13,3% (tratamento auto-administrado) para 5,9% (tratamento supervisionado). Na estratégia tratamento auto-administrado, as variáveis associadas significativamente ao abandono foram: estar trabalhando na informalidade (risco relativo [RR] = 3,06); ser caso de retratamento (RR = 2,73); ser alcoolista (RR = 3,10); e não ter os contatos examinados (RR = 8,94). Não houve variável associada ao abandono para os casos sob a estratégia tratamento supervisionado. Conclusão: A estratégia tratamento supervisionado reduziu a taxa de abandono e produziu bons resultados quanto ao desfecho do tratamento, mesmo nos pacientes com fatores de risco para abandono como na coorte tratamento auto-administrado.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Auto-administração; Terapia diretamente observada; Recusa do paciente ao tratamento.

 

7 - Adaptação do Bird Mark 7 para oferta de pressão positiva contínua nas vias aéreas em ventilação não-invasiva: estudo em modelo mecânico

Adapting the Bird Mark 7 to deliver noninvasive continuous positive airway pressure: a bench study

Beatriz Mayumi Kikuti, Karen Utsunomia, Renata Potonyacz Colaneri, Carlos Roberto Ribeiro de Carvalho, Pedro Caruso

J Bras Pneumol.2008;34(3):167-172

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Testar a eficiência da adaptação do ventilador Bird Mark 7 para oferecer pressão positiva contínua nas vias aéreas, conhecida como continuous positive airway pressure (CPAP) em inglês, em ventilação não-invasiva. Métodos: Estudo experimental utilizando um modelo mecânico do sistema respiratório. O Bird Mark 7 foi alimentado com 400 e 500 kPa e foi testado em CPAP de 5, 10 e 15 cmH2O. Para avaliar a eficiência da adaptação foram analisados os seguintes variáveis: diferença entre a CPAP pré-determinada e a CPAP realmente atingida (CPAPreal); área da pressão da via aérea sob o nível de CPAP ajustado (ÁREACPAP); e volume corrente gerado. Resultados: A adaptação do Bird Mark 7 para oferecer CPAP em ventilação não-invasiva conseguiu atingir o volume corrente esperado em todas as situações de esforço inspiratório (normal ou elevado), pressão de alimentação (400 ou 500 kPa) e valor de CPAP (5, 10 ou 15 cmH2O). Para os CPAPs de 5 e 10 cmH2O, o CPAPreal foi muito próximo do pré-determinado, e a ÁREACPAP teve valor próximo de zero. Para o CPAP de 15 cmH2O, o CPAPreal ficou abaixo do pré-determinado, e a ÁREACPAP teve valor elevado. Conclusão: A eficiência da adaptação do Bird Mark 7 para oferecer CPAP em ventilação não-invasiva foi boa para os valores de CPAP de 5 e 10 cmH2O e insuficiente para CPAP de 15 cmH2O. Se adaptado como em nosso estudo, o Bird Mark 7 pode ser uma opção para oferta de CPAP até 10 cmH2O em locais onde equipamentos de ventilação não-invasiva são escassos ou inexistentes.

 


Palavras-chave: Respiradores mecânicos; Respiração com pressão positiva; Pressão positiva contínua nas vias aéreas.

 

Artigo de Revisão

8 - Diagnóstico dos transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano

Diagnosis of circadian rhythm sleep disorders

Denis Martinez, Maria do Carmo Sfreddo Lenz, Luiz Menna-Barreto

J Bras Pneumol.2008;34(3):173-180

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Queixas de insônia e sonolência excessiva são comuns na investigação dos distúrbios respiratórios do sono; os transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano talvez sejam as causas mais freqüentemente esquecidas no diagnóstico diferencial destes sintomas. Estes transtornos se manifestam por desalinhamento entre o período do sono e o ambiente físico e social de 24 h. Os dois transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano mais prevalentes são o de fase atrasada (comum em adolescentes) e avançada do sono (comum em idosos), situações nas quais o período de sono se desloca para mais tarde e mais cedo, respectivamente. As possíveis confusões com insônia e sonolência excessiva tornam importante ter sempre em mente estes transtornos. Entretanto, há nove possíveis diagnósticos, e todos são de interesse clínico. Como a luz é o principal sinal para sincronizar os relógios biológicos, pessoas cegas e trabalhadores em turnos e noturno são os mais propensos a desenvolver transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano. Neste artigo, revisa-se a nova classificação internacional dos transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano.

 


Palavras-chave: Ritmo circadiano; Transtornos do sono; Distúrbios do início e da manutenção do sono; Fases do sono; Síndromes da apnéia do sono.

 

Relato de Caso

9 - Pneumonia eosinofílica crônica secundária ao uso prolongado de nitrofurantoína: achados da tomografia computadorizada de alta resolução do tórax

Chronic eosinophilic pneumonia secondary to long-term use of nitrofurantoin: high-resolution computed tomography findings

Rosane Rodrigues Martins, Edson Marchiori, Sérgio Lopes Viana, Luiz Sérgio Pereira Grillo Júnior, Vera Luiza Capelozzi, Laércio Moreira Valença

J Bras Pneumol.2008;34(3):181-184

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Os autores relatam o caso de uma paciente com estenose de uretra que desenvolveu pneumonia eosinofílica crônica secundária ao uso prolongado de nitrofurantoína como profilaxia para infecção urinária de repetição. A paciente havia sido submetida a uma biópsia pulmonar a céu aberto. É dada ênfase aos achados da tomografia computadorizada de alta resolução do tórax, já que, embora as alterações pulmonares associadas à toxicidade da nitrofurantoína geralmente sejam basais e bilaterais, no caso aqui descrito, as lesões de natureza interstícioalveolares situaram-se nas regiões subpleurais dos lobos superiores. Esses achados, por si só, são muito sugestivos de pneumonia eosinofílica crônica. O diagnóstico foi confirmado por meio da revisão da biópsia.

 


Palavras-chave: Pneumonia; Eosinofilia pulmonar; Nitrofurantoína/efeitos adversos; Tomografia computadorizada por raios X.

 

10 - Tumor de células gigantes costal ocupando todo o hemitórax

Giant cell tumor of the rib occupying the entire hemithorax

Samuel Zuínglio de Biasi Cordeiro, Paulo de Biasi Cordeiro, Aureliano Mota Cavalcanti Sousa, Deborah Cordeiro Lannes, Gustavo Soares de Moura Pierro

J Bras Pneumol.2008;34(3):185-188

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Os autores relatam o caso de uma paciente de 28 anos de idade portadora de tumor de células gigantes originário da costela. O tumor de grandes dimensões (25 × 17 cm) ocupava todo o hemitórax e causava atelectasia do pulmão esquerdo. Tratava-se de uma neoplasia mesenquimal benigna, a qual raramente acomete as costelas. Foi realizada toracotomia com ressecção em bloco da parede torácica e do tumor. O objetivo deste artigo é enfatizar que, apesar da grande dimensão do tumor, ele pôde ser completamente ressecado, e o pulmão foi reabilitado.

 


Palavras-chave: Neoplasias; Células gigantes; Mesoderma; Toracotomia; Registros médicos.

 

Ano 2008 - Volume 34  - Número 4  (/Abril)

Editorial

1 - Acampamento educacional para crianças asmáticas

Educational camp for children with asthma

A. Sonia Buist, Sandra R. Wilson

J Bras Pneumol.2008;34(4):189-190

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Acampamento educacional para crianças asmáticas

Educational camp for children with asthma

Maria do Rosario da Silva Ramos Costa, Maria Alenita Oliveira, Ilka Lopes Santoro,Yara Juliano, José Rosado Pinto, Ana Luisa Godoy Fernandes

J Bras Pneumol.2008;34(4):191-195

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar o impacto de um programa de acampamento educacional para crianças asmáticas, com duração de cinco dias, em termos da melhora do nível de conhecimento sobre a asma e da melhora da destreza no uso de medicação inalatória e na execução de exercícios físicos. Métodos: Diariamente, as crianças recebiam 20 min de educação interativa, a técnica do uso do inalador dosimetrado era revista, realizavam-se duas medidas de pico de fluxo, e as crianças realizavam atividades físicas que incluíam exercícios respiratórios e de relaxamento. Um questionário que avaliava o conhecimento das crianças sobre a asma, os desencadeadores da crise, a medicação, os conceitos errôneos e o uso de espaçadores foi aplicado antes e após a intervenção. O uso correto da medicação inalatória e os sintomas relacionados às atividades físicas também foram avaliados antes e após a intervenção. Resultados: Um total de 37 crianças asmáticas, 15 meninas e 22 meninos (idade de 8 a 10 anos), foi avaliado. Desse total, 25% apresentaram melhora do nível de conhecimento específico sobre a asma, a qual foi demonstrada pelo maior número de acertos em três das doze questões analisadas (p < 0,05). Os escores de dispnéia relacionada à atividade física diminuíram significativamente após a intervenção (p < 0,05). A habilidade para usar corretamente a medicação inalatória foi significativamente maior após a intervenção (p < 0,05). Conclusões: O programa de acampamento educacional pode aumentar o conhecimento sobre questões específicas, encorajar a participação em atividades físicas e melhorar a habilidade das crianças no manejo da asma.

 


Palavras-chave: Asma; Asma/prevenção & controle; Modelos educacionais; Criança.

 

3 - Prevalência de transtornos emocionais e comportamentais em adolescentes com asma

Prevalence of emotional and behavioral disorders in adolescents with asthma

Cristina Gonçalves Alvim, Janete Ricas, Paulo Augusto Moreira Camargos, Laura Maria Belizário de Lima Facury Lasmar, Cláudia Ribeiro de Andrade, Cássio da Cunha Ibiapina

J Bras Pneumol.2008;34(4):196-204

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a prevalência de transtornos emocionais e comportamentais em adolescentes com asma e compará-la com a prevalência em adolescentes sem asma. Métodos: Estudo transversal através de um questionário de transtornos psicológicos ( Strengths and Difficulties Questionnaire) aplicado a adolescentes de 14 a 16 anos, com e sem asma, selecionados aleatoriamente em escolas municipais de Belo Horizonte (MG) Brasil. Resultados: A prevalência de transtornos emocionais e comportamentais em adolescentes com e sem asma foi 20,4% (IC95%: 14,5-27,8%) e 9% (IC95%: 6,1-12,8%), respectivamente. Entre os adolescentes com asma, 56,6% (IC95%: 48,3-64,5%) apresentavam escores dentro da faixa de normalidade e 23% (IC95%: 16,8-30,7%), valores limítrofes. Entre os que não tinham asma, 75% (IC95%: 69,7-79,6%) apresentavam escores normais e 16% (IC95%: 12,2-20,7%), limítrofes. A mediana no escore total do questionário foi 14 nos portadores de asma e 12 nos sem asma (p < 0,01). Na análise multivariada (regressão logística), controlado para variáveis socioeconômicas, permaneceram significativas as associações entre transtornos emocionais e comportamentais e as seguintes variáveis: sexo feminino (OR = 1,98; IC95%: 1,10-3,56, p = 0,02), e ter asma (OR = 2,66; IC95%: 1,52-4,64, p = 0,001). Conclusões: A prevalência de transtornos emocionais e comportamentais em adolescentes portadores de asma é significativamente maior do que naqueles que não tem asma, reforçando a necessidade de uma abordagem interdisciplinar e sistêmica.

 


Palavras-chave: Asma; Epidemiologia; Prevalência; Adolescente; Psicologia; Sintomas comportamentais.

 

4 - Toracoscopia no tratamento do empiema pleural em pacientes pediátricos

Thoracoscopy in the treatment of pleural empyema in pediatric patients

Davi Wen Wei Kang, José Ribas Milanez de Campos, Laert de Oliveira Andrade Filho, Fabiano Cataldi Engel, Alexandre Martins Xavier, Maurício Macedo, Karine Meyer

J Bras Pneumol.2008;34(4):205-211

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Apresentar resultados obtidos com a toracoscopia no tratamento do empiema pleural em pacientes pediátricos. Métodos: Foram avaliados 117 empiemas pleurais, utilizando-se o mediastinoscópio ou a videotoracoscopia, com anestesia geral e sonda de intubação simples. As indicações para a intervenção cirúrgica foram: derrame pleural com ausência de resposta clínica e radiológica ao tratamento clínico (antibióticos, fisioterapia e toracocentese) ou sepse grave, e derrame pleural loculado (documentado por ultrassonografia ou tomografia computadorizada do tórax). Resultados: De fevereiro de 1983 a julho de 2006, 117 toracoscopias foram realizadas em pacientes com idade entre 5 meses e 17 anos (média, 4 anos). O tempo médio de permanência do dreno torácico foi de 9 dias (2 a 33), e o tempo de internação hospitalar foi de 16,44 dias (4 a 49). Houve apenas um óbito (0,8%), e 33 pacientes (28%) tiveram como complicação fístula aérea prolongada. Em 7 pacientes (6%), houve necessidade de conversão para toracotomia com decorticação pulmonar em decorrência da organização do empiema. Conclusões: Não existe consenso para o tratamento do empiema pleural nesta faixa etária. A terapêutica cirúrgica é geralmente requisitada tardiamente no curso da doença, particularmente quando já existem múltiplas loculações ou quadro séptico grave. A toracoscopia indicada mais precocemente no tratamento do empiema pleural em pacientes pediátricos proporcionou uma melhor resposta à terapêutica clínica, aparentemente reduzindo o índice de morbi-mortalidade, o tempo de permanência do dreno torácico, o tempo de internação hospitalar e o tempo de antibioticoterapia.

 


Palavras-chave: Empiema pleural; Pediatria/instrumentação; Toracoscopia; Cirurgia torácica vídeo-assistida.

 

5 - Fluxo de saída de oxigênio fornecido por reanimadores manuais com balão auto-inflável em pacientes com ventilação espontânea

Oxygen outflow delivered by manually operated self-inflating resuscitation bags in patients breathing spontaneously

Armando Carlos Franco de Godoy, Ronan José Vieira, Ronan José Vieira Neto

J Bras Pneumol.2008;34(4):212-216

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar o fluxo de saída de oxigênio fornecido por sete modelos diferentes de reanimadores manuais com balão auto-inflável (com e sem reservatório de oxigênio acoplado), que foram testados utilizando-se diferentes fluxos de entrada de oxigênio sem manipular o balão, simulando o uso em pacientes com respiração espontânea. Métodos: O fluxo de saída de oxigênio foi medido utilizando-se um fluxômetro de oxigênio de parede e um fluxômetro/respirômetro conectados ao balão e outro fluxômetro/respirômetro conectado à porta de conexão do paciente. Os reanimadores que permitem o acoplamento de um reservatório de oxigênio foram testados com e sem esse reservatório. Todos os reanimadores foram testados utilizando-se fluxos de entrada de oxigênio de 1, 5, 10 e 15 L/min. Para a análise estatística utilizaram-se análise de variância e o teste t. Resultados: Os reanimadores que permitem o acoplamento de um reservatório de oxigênio apresentaram maior fluxo de saída de oxigênio quando esse dispositivo estava acoplado. Todos os reanimadores forneceram maior fluxo de saída de oxigênio quando receberam 15 L/min de oxigênio. Entretanto, nem todos os modelos testados forneceram fluxo de saída de oxigênio suficiente mesmo quando as duas condições anteriores foram atendidas. Conclusões: Dos reanimadores estudados, os que permitem o acoplamento de um reservatório de oxigênio devem obrigatoriamente estar com esse reservatório acoplado ao balão quando utilizados como fonte de oxigênio em pacientes não intubados com respiração espontânea. Todos os modelos estudados devem receber um fluxo de oxigênio ≥ 15 L/min. Não é seguro utilizar reanimadores manuais com balão auto-inflável para esse propósito sem conhecer suas características.

 


Palavras-chave: Oxigênio/administração & dosagem; Ressuscitação; Equipamento; Respiração; Cuidados intensivos.

 

6 - Avaliação da adenosina desaminase no diagnóstico da tuberculose pleural: uma metanálise brasileira

Evaluation of adenosine deaminase in the diagnosis of pleural tuberculosis: a Brazilian meta-analysis

Patrizio Morisson, Denise Duprat Neves

J Bras Pneumol.2008;34(4):217-224

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar trabalhos brasileiros resumindo a acurácia da adenosina desaminase no diagnóstico da tuberculose pleural, com o intuito de contribuir para a concretização do exame como rotina na investigação dos derrames pleurais. Métodos: Depois de realizada uma busca por trabalhos brasileiros referentes à dosagem da adenosina desaminase no líquido pleural, estes foram avaliados e incluídos no estudo. A análise dos dados foi feita por meio da curva summary receiver operating characteristic (SROC) que possibilitou a reunião dos estudos quanto a acurácia para o diagnóstico. Com os valores globais de sensibilidade e especificidade foi aplicado o teorema de Bayes para calcular as probabilidades pós-teste em diferentes prevalências da doença. Resultados: Entre 1987 e 2005 foram encontrados 25 estudos contendo informações suficientes que poderiam ser utilizadas na metanálise. Após avaliação, foram incluídos nove estudos, totalizando 1.674 pacientes. De acordo com a curva SROC, foi encontrada uma sensibilidade de 91,8% (IC95%: 89,8-93,6%) e uma especificidade de 88,4% (IC95%: 86,0-90,5%), com uma área abaixo da curva de 0,969. O odds ratio global foi de 112,0 (IC95%: 51,6-243,2). Considerando uma prevalência da tuberculose pleural de 50% (considerada neutra), a probabilidade do diagnóstico pós-teste positivo é de 88,7% e sua exclusão após resultado negativo de 91,5%. Conclusões: Apesar das diferenças encontradas entre os estudos, é possível concluir que a adenosina desaminase possui alta acurácia no diagnóstico da tuberculose pleural, devendo ser utilizada de rotina em sua investigação.

 


Palavras-chave: Derrame pleural; Tuberculose; Diagnóstico; Adenosina desaminase; Metanálise.

 

7 - Completude dos dados do Programa de Controle da Tuberculose no Sistema de Informação de Agravos de Notificação no Estado do Espírito Santo, Brasil: uma análise do período de 2001 a 2005

Completeness of tuberculosis control program records in the case registry database of the state of Espírito Santo, Brazil: analysis of the 2001-2005 period

Cláudia Maria Marques Moreira, Ethel Leonor Noia Maciel

J Bras Pneumol.2008;34(4):225-229

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: analisar a completude dos dados do Programa de Controle da Tuberculose no Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Estado do Espírito Santo no período de 2001 a 2005. Métodos: estudo descritivo de análise de dados secundários. As variáveis estudadas foram: raça/cor, escolaridade, tratamento supervisionado, encerramento de cultura de escarro, situação de HIV, baciloscopia de 6º mês e situação de encerramento. Resultados: Utilizando-se os parâmetros técnicos do Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde que dizem respeito ao percentual de preenchimento dos campos das fichas de notificação, o banco de dados sobre tuberculose no estado do Espírito Santo pode ser considerado de regular a excelente. Há no estado do Espírito Santo 78 municípios, dos quais 8 são prioritários no controle da tuberculose. Os municípios não prioritários apresentaram maior completude do que os prioritários em relação às variáveis estudadas, exceto na situação de encerramento, com percentual idêntico de preenchimento. Conclusões: Os municípios prioritários são responsáveis por 70,2% do total de notificações, devendo, portanto, melhorar a qualidade dos registros em relação ao preenchimento dos campos e à atualização dos dados, primordiais para a confiabilidade da análise epidemiológica. Isto possibilitará o planejamento de ações de prevenção e controle da tuberculose no estado.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Notificação de doenças; Sistemas de informação; Bases de dados.

 

Artigo de Revisão

8 - Rinite alérgica: aspectos epidemiológicos, diagnósticos e terapêuticos

Allergic Rhinitis: epidemiological aspects, diagnosis and treatment

Cássio da Cunha Ibiapina, Emanuel Savio Cavalcanti Sarinho, Paulo Augusto Moreira Camargos, Cláudia Ribeiro de Andrade, Álvaro Augusto Souza da Cruz Filho

J Bras Pneumol.2008;34(4):230-240

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Este estudo tem como objetivo revisar a literatura a respeito da rinite alérgica quanto aos aspectos epidemiológicos, clínicos, diagnósticos e terapêuticos. A revisão da bibliografia foi realizada utilizando-se as bases de dados Medline, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde e HighWire, nos últimos trinta anos, utilizando-se os descritores allergic rhinitis, epidemiology, diagnosis, e treatment. Foram selecionados 60 artigos. Este estudo destaca o aumento na prevalência da rinite alérgica, sua associação com a asma, os critérios diagnósticos e seu tratamento. A classificação da rinite alérgica é apresentada, bem como as estratégias de tratamento. As modalidades terapêuticas apresentadas e discutidas são anti-histamínicos, corticóides, imunoterapia, antileucotrienos, cromoglicato dissódico e anticorpos anti-IgE, bem como a redução da exposição aos alérgenos. Finalmente, ressalta-se a importância da abordagem da rinite alérgica em saúde pública.

 


Palavras-chave: Rinite/terapia; Hipersensibilidade; Epidemiologia; Diagnóstico.

 

Relato de Caso

9 - Videotoracoscopia para remoção de corpo estranho da cavidade pleural

Video-assisted thoracoscopic removal of foreign bodies from the pleural cavity

Giovanni Antonio Marsico, André Luiz de Almeida, Dirceo Edson de Azevedo, Gustavo Carvalho Venturini, Alexandre Edson de Azevedo, Paula dos Santos Marsico

J Bras Pneumol.2008;34(4):241-244

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A videotoracoscopia é considerada um procedimento cirúrgico minimamente invasivo. É o procedimento de escolha para o tratamento de algumas doenças pulmonares e pleurais. Cada vez mais vem sendo empregada na fase aguda do trauma torácico. Outra indicação de seu uso, pouco descrita na literatura, é para a remoção de corpos estranhos intratorácicos retidos. Relatamos o uso da videotoracoscopia para a remoção de projéteis intrapleurais em dois pacientes hemodinamicamente estáveis nos quais a toracotomia foi evitada.

 


Palavras-chave: Traumatismos torácicos; Ferimentos penetrantes; Cirurgia torácica vídeo-assistida; Corpos estranhos.

 

10 - Tratamento da actinomicose pulmonar com levofloxacina

Treatment of pulmonary actinomycosis with levofloxacin

Diva de Fátima Gonçalves Ferreira, Joana Amado, Sofia Neves, Natália Taveira, Aurora Carvalho, Rosete Nogueira

J Bras Pneumol.2008;34(4):245-248

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A actinomicose é uma infecção bacteriana supurativa crônica caracterizada por múltiplos abcessos, trajetos fistulosos e fibrose envolvendo a face, o pescoço, o tórax e o abdômen. É causada por uma bactéria anaeróbia, Gram-positiva e saprófita ( Actinomyces). A actinomicose pulmonar primária é uma doença rara que resulta provavelmente da aspiração de secreções da orofaringe. Pode apresentar-se como uma doença respiratória crônica. O tratamento de escolha é a antibioticoterapia com penicilina. Os autores apresentam o caso clínico de uma mulher de 55 anos com diagnóstico de actinomicose pulmonar tratada com sucesso com levofloxacina.

 


Palavras-chave: Actinomicose; Infecção; Ofloxacino; Registros médicos.

 

Ano 2008 - Volume 34  - Número 5  (/Maio)

Editorial

1 - Desafios do transplante pulmonar

Challenges in lung transplantation

Fábio Biscegli Jatene, Paulo Manuel Pêgo-Fernandes

J Bras Pneumol.2008;34(5):249-250

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Baixa renda como fator de proteção contra asma em crianças e adolescentes usuários do Sistema Único de Saúde

Low income as a protective factor against asthma in children and adolescents treated via the Brazilian Unified Health System

Murilo Carlos Amorim de Britto, Emilses Fernandes de Carvalho Freire, Patrícia Gomes de Matos Bezerra, Rita de Cássia Coelho Moraes de Brito, Joakim da Cunha Rego

J Bras Pneumol.2008;34(5):251-255

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: O estudo visou analisar o papel da baixa renda como fator de risco para o desenvolvimento de asma em crianças e adolescentes. Métodos: Estudo de caso-controle com questionário. Resultados: Foram estudados 687 participantes, de 5 a 15 anos de idade, usuários do Sistema Único de Saúde, em um hospital terciário, sendo 54,7% masculinos. Quase metade (49,1%) residia na zona metropolitana do Recife e o restante no interior. Moravam em casa de alvenaria 98,1%, com média de 5,7 cômodos e 4,8 moradores. Suas mães estudaram em média 6,8 anos. A mediana da renda mensal per capita foi de R$ 103,75. Baseando-se na renda mensal per capita inferior a 25 e 50% do salário mínimo, classificou-se a amostra em muito baixa renda, baixa renda e renda satisfatória, cujos percentuais foram, respectivamente: 39,0, 37,3 e 23,7. Não se observou associação entre baixa renda e desenvolvimento de asma. Conclusões: A baixa renda não exerce, em crianças e adolescentes usuários do Sistema Único de Saúde do nordeste do Brasil, efeito protetor no surgimento de asma, como poderia se supor, baseando-se na teoria da higiene. Todavia, estudos de coorte são necessários para confirmar estes achados.

 


Palavras-chave: Asma; Pobreza; Sistema único de saúde; Criança; Adolescente; Estudos de casos e controles.

 

3 - Complicações relacionadas à lobectomia em doadores de transplante pulmonar intervivos

Complications related to lobectomy in living lobar lung transplant donors

Spencer Marcantônio Camargo, José de Jesus Peixoto Camargo, Sadi Marcelo Schio, Leticia Beatriz Sánchez, José Carlos Felicetti, José da Silva Moreira, Cristiano Feijó Andrade

J Bras Pneumol.2008;34(5):256-263

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar as complicações pós-operatórias imediatas de doadores vivos de lobos pulmonares para transplante. Métodos: Entre setembro de 1999 e maio de 2005 foram realizadas lobectomias em 32 doadores saudáveis para transplante pulmonar em 16 receptores. Os prontuários médicos destes doadores foram analisados retrospectivamente para verificar a incidência de complicações pós-operatórias e as alterações da função pulmonar após a lobectomia. Resultados: Vinte e dois doadores (68,75%) não apresentaram complicações. Entre os 10 casos que apresentaram alguma complicação o derrame pleural foi a mais freqüente, ocorrendo em 5 deles (15,6% da amostra). Três doadores (9,3%) necessitaram de transfusão de hemácias e, em 2 casos, foi necessária nova intervenção cirúrgica devido a hemotórax. Um doador apresentou pneumotórax após a retirada do dreno de tórax e houve um caso de infecção respiratória. Ocorreram duas intercorrências intra-operatórias (6,25%): em um doador foi realizada broncoplastia do lobo médio; em outro, foi necessária a ressecção da língula. Não houve mortalidade cirúrgica nesta série. As provas de função pulmonar do pós-operatório demonstraram uma redução média de 20% no volume expiratório forçado no primeiro segundo (p < 000,1), em comparação com os valores verificados antes da cirurgia. Conclusões: A lobectomia em doadores pulmonares vivos para transplante apresenta elevado risco de complicações pós-operatórias e resulta em perda definitiva da função pulmonar Uma cuidadosa avaliação pré-operatória faz-se necessária para reduzir a incidência de complicações nos doadores vivos de lobos pulmonares para transplante.

 


Palavras-chave: Transplante de pulmão; Doadores vivos; Pneumonectomia; Complicações pós-operatórias.

 

4 - Tomografia computadorizada de alta resolução na silicose: correlação com radiografia e testes de função pulmonar

High-resolution computed tomography in silicosis: correlation with chest radiography and pulmonary function tests

Agnaldo José Lopes, Roberto Mogami, Domenico Capone, Bernardo Tessarollo, Pedro Lopes de Melo, José Manoel Jansen

J Bras Pneumol.2008;34(5):264-272

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Correlacionar os parâmetros tomográficos com os de função pulmonar em portadores de silicose, bem como comparar os resultados da tomografia computadorizada de alta resolução (TCAR) com os da radiografia de tórax. Métodos: Foi realizado um estudo de corte transversal, em que foram avaliados 44 pacientes não-tabagistas e sem história pregressa de tuberculose. As radiografias foram classificadas de acordo com a proposta da Organização Internacional do Trabalho. Utilizando um sistema de escore semiquantitativo, os seguintes achados na TCAR foram quantificados: extensão total do envolvimento pulmonar, opacidades parenquimatosas e enfisema. Foram realizados espirometria, oscilações forçadas, avaliação dos volumes pulmonares pela técnica de diluição com hélio e medida da diffusing capacity of the lung for carbon monoxide (DLCO, capacidade de difusão do monóxido de carbono). Resultados: Dos 44 pacientes estudados, 41 eram homens, com média de idade de 48,4 anos. Na análise comparativa, 4 pacientes classificados na categoria 0 pela radiografia foram reclassificados na categoria 1 pela TCAR e, enquanto a radiografia diagnosticou 23 casos de fibrose maciça progressiva, a TCAR estabeleceu esse diagnóstico em 33 doentes. Para o escore de opacidades, as maiores correlações foram observadas com as medidas de fluxo, DLCO e complacência. Já o enfisema correlacionou-se negativamente com as medidas de volume, DLCO e fluxo. Nesta amostra com predomínio de grandes opacidades (75% dos indivíduos), a deterioração da função pulmonar associou-se com a extensão das alterações estruturais. Conclusões: Na silicose, a TCAR é superior à radiografia tanto na detecção precoce da doença quanto na identificação de fibrose maciça progressiva.

 


Palavras-chave: Silicose; Doenças ocupacionais; Tomografia computadorizada por raios X; Testes de função respiratória.

 

5 - Efeitos da azatioprina sobre a depuração mucociliar após secção e anastomose brônquica em um modelo experimental em ratos

Effects of azathioprine on mucociliary clearance after bronchial section and anastomosis in a rat experimental model

Paulo Manuel Pêgo Fernandes, Marcelo Manzano Said, Rogério Pazetti, Luis Felipe Pinho Moreira, Fabio Biscegli Jatene

J Bras Pneumol.2008;34(5):273-279

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar os efeitos da azatioprina sobre o sistema mucociliar em um modelo de secção e anastomose brônquica em ratos. Métodos: Trinta e seis ratos machos da raça Wistar-Furth foram submetidos à secção e anastomose brônquica esquerda e separados aleatoriamente em dois grupos para receberem solução salina ou azatioprina. Após 7, 15 e 30 dias de terapia, seis animais de cada grupo foram sacrificados, e foram realizadas as medidas da velocidade de transporte mucociliar in situ, da transportabilidade do muco in vitro e do ângulo de contato do muco nos brônquios direito (intacto) e esquerdo (seccionado). Resultados: A velocidade de transporte mucociliar in situ foi significativamente menor nos brônquios seccionados do que nos brônquios intactos (p < 0,001). Houve redução da velocidade de transporte mucociliar in situ nos brônquios intactos dos animais tratados com azatioprina por 7 dias (p < 0,05), havendo completa recuperação após 30 dias de terapia. O ângulo de contato do muco foi maior nos brônquios seccionados dos animais tratados com solução salina por 30 dias (p < 0,001), estando de acordo com a redução da transportabilidade do muco in vitro observada nos mesmos animais (p < 0,001). Conclusões: Concluímos que, nos brônquios seccionados de ratos, a terapia com azatioprina causa um prejuízo apenas transitório do transporte mucociliar, enquanto a administração de solução salina prejudica o transporte mucociliar por até 30 dias. Além disso, a azatioprina contribui para prevenir alterações nas propriedades da superfície do muco.

 


Palavras-chave: Depuração mucociliar; Anastomose cirúrgica; Imunossupressão; Pulmão.

 

6 - Comparação entre provas de função pulmonar, escore de Shwachman‑Kulczycki e escore de Brasfield em pacientes com fibrose cística

Comparison among pulmonary function test results, the Shwachman-Kulczycki score and the Brasfield score in patients with cystic fibrosis

Ivanice Duarte Freire, Fernando Antônio de Abreu e Silva, Manuel Ângelo de Araújo

J Bras Pneumol.2008;34(5):280-287

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Estudar as relações entre função pulmonar, radiologia de tórax e estado clínico em fibrose cística. Métodos: Em estudo transversal e retrospectivo, analisaram-se prontuários e radiografias de pacientes do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Foram estudados as espirometrias e os escores de Shwachman-Kulczycki (S-K) e de Brasfield. Resultados: A amostra final constituiu-se de 40 pacientes com média de idade de 9,72 ± 3,27. Foram obtidas as seguintes médias dos escores de S-K: total, 80,87 ± 10,24; atividade geral, 24,75 ± 1,1; exame físico, 18,87 ± 4,59; nutrição, 21,87 ± 4,18; e radiologia, 15,37 ± 5,23. A média do escore de Brasfield foi de 18,2 ± 4. As médias das variáveis espirométricas foram, em porcentagem do previsto: capacidade vital forçada (CVF), 82,99 ± 14,36%; volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1), 83,62 ± 18,26%; e fluxo expiratório forçado entre 25 e 75% da CVF (FEF25-75), 74,63 ± 2,53%. O escore de S-K correlacionou-se moderadamente com a CVF e fortemente com VEF1 e FEF25-75. O escore de Brasfield correlacionou-se fortemente com o escore de S-K total e da radiologia, e moderadamente com a função pulmonar. O escore do exame físico correlacionou-se moderadamente com CVF, VEF1 e FEF25-75, bem como o da nutrição com FEF25-75 e o da radiologia com VEF1 e FEF25-75. A atividade geral foi a categoria que mais contribuiu para a pontuação total do S-K. Conclusões: Esses escores utilizados para a monitorização da fibrose cística são complementares, correlacionando-se entre si e com as provas funcionais. A categoria radiologia do escore de S-K é um bom substituto para o escore de Brasfield.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Espirometria; Pulmão/radiografia.

 

7 - Prevalência do tabagismo entre dentistas do Distrito Federal

Prevalence of smoking among dentists in the Federal District of Brasília, Brazil

Gerlídia Araújo Rodrigues, Virgílio Galvão, Carlos Alberto de Assis Viegas

J Bras Pneumol.2008;34(5):288-293

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a prevalência do tabagismo entre os odontólogos do Distrito Federal. Métodos: Realizou-se um estudo transversal descritivo do tipo inquérito, no segundo semestre de 2004, com 446 dentistas residentes no Distrito Federal. As informações sobre o hábito tabágico foram obtidas utilizando-se o questionário da Organização Mundial de Saúde validado e adaptado no Brasil pelo Instituto Nacional de Câncer. Foi considerado fumante regular o indivíduo que fumasse no mínimo um cigarro/dia há pelo menos seis meses antes do estudo. A apresentação dos resultados foi realizada a partir de tabelas e gráficos de distribuição de freqüências, que foi analisada pela estatística descritiva com médias e desvio padrão e cálculo da razão de prevalência. A comparação entre as variáveis distintas foi feita utilizando-se o teste qui-quadrado e foram consideradas diferenças estatisticamente significativas sempre que p < 0,05. Resultados: Declararam-se fumantes 37% dos dentistas, ou seja, 42% dos homens e 31% das mulheres. Conclusões: A prevalência de fumantes entre os dentistas no Distrito Federal está acima da média nacional para a população adulta, que é cerca de 32%. Houve predomínio do sexo masculino entre os dentistas fumantes, mas o número de mulheres fumantes foi preocupante.

 


Palavras-chave: Odontólogos; Tabagismo; Prevalência.

 

8 - Alteração da pressão intra-cuff do tubo endotraqueal após mudança da posição em pacientes sob ventilação mecânica

Endotracheal tube cuff pressure alteration after changes in position in patients under mechanical ventilation

Armando Carlos Franco de Godoy, Ronan José Vieira, Eduardo Mello De Capitani

J Bras Pneumol.2008;34(5):294-297

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: O objetivo deste trabalho foi investigar a alteração da pressão intra-cuff (Pcuff) do tubo endotraqueal em pacientes sob ventilação mecânica, após alteração de sua posição corporal. Métodos: Todos os pacientes selecionados eram inicialmente colocados em posição de semi-Fowler (35°), Pcuff em 20 mmHg, e divididos aleatoriamente em dois grupos. No Grupo A: a Pcuff era medida após mover-se o paciente para decúbito lateral, costas voltadas para o ventilador (denominada Pcuff A1); após retornar o paciente à posição inicial (denominada Pcuff A2); após mover-se o paciente para decúbito lateral, de frente para o ventilador (denominada Pcuff A3); e após retornar o paciente, novamente, à posição inicial (denominada Pcuff A4). No Grupo B: a Pcuff era medida após mover-se o paciente para decúbito lateral, de frente para o ventilador (denominada Pcuff B1); após retornar o paciente à posição inicial (denominada Pcuff B2); após mover-se o paciente para decúbito lateral, costas voltadas para o ventilador (denominada Pcuff B3); e após retornar o paciente, novamente, à posição inicial (denominada Pcuff B4). Resultados: Foram incluídos 70 pacientes no estudo, 31 no grupo A e 39 no grupo B. Valores >22 mmHg foram observados em 142 (50,7%) das 280 medidas de Pcuff realizadas, e valores <18 mmHg, em 14 (5%). Quando movidos da posição de semi-Fowler (35°) para decúbito lateral, costas voltadas para o ventilador, 58 (82,2%) dos pacientes apresentaram valores médios de Pcuff mais altos, >22 mmHg. Conclusões: Mudanças na posição corporal dos pacientes sob ventilação mecânica podem alterar significativamente a Pcuff.

 


Palavras-chave: Pressão; Intubação intratraqueal; Postura; Decúbito dorsal.

 

9 - Avaliação da vigilância de contatos de casos novos de tuberculose no Estado de Mato Grosso - Brasil

Evaluation of surveillance of contacts of new tuberculosis cases in the state of Mato Grosso - Brazil

Shaiana Vilella Hartwig, Eliane Ignotti, Beatriz Fátima Alves de Oliveira, Hellen Caroline de Oliveira Pereira, João Henrique Scatena

J Bras Pneumol.2008;34(5):298-303

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar as ações de vigilância de contatos de casos novos de tuberculose em Mato Grosso no período de 1999 a 2004. Métodos: Estudo epidemiológico descritivo baseado em dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação-Tuberculose. O número de casos novos de tuberculose, o número de contatos (estimados, examinados e não examinados) e a taxa de incidência de tuberculose foram analisados segundo a faixa etária. Calculou-se, por ano de estudo, a média de contatos examinados para cada caso de tuberculose segundo a faixa etária. Os casos de tuberculose pulmonar com e sem contatos examinados foram analisados segundo o resultado da baciloscopia. Resultados: Em 2004, Mato Grosso apresentou 41,3 casos de tuberculose por 100 mil habitantes. A mesorregião centro-sul apresentou a maior taxa de incidência (57 casos/100 mil habitantes) e uma taxa de 15% de contatos examinados. Entre os menores de 15 anos, examinaram- se 63 contatos (60,5%), enquanto entre aqueles com 15 anos ou mais, examinaram-se 389 contatos (8,9%). Em 1999, a média de contatos examinados em Mato Grosso foi de 0,02 (0,5%), e, em 2004, ela alcançou 0,42 (10,5%). O percentual de contatos examinados foi 40,0% maior entre os contatos de casos bacilíferos (OR = 1,4; IC95%: 1,08-1,83). Conclusões: O percentual de contatos examinados é muito baixo, principalmente entre os adultos. A normatização do exame de contatos de tuberculose pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde não tem sido suficiente para garantir que esse grupo de maior risco de adoecimento seja priorizado pelos serviços de saúde de Mato Grosso.

 


Palavras-chave: Busca de comunicante; Vigilância epidemiológica; Tuberculose/prevenção & controle.

 

10 - Metodologia para caracterização de proficiência em leitura de resultados baciloscópicos para o diagnóstico da tuberculose

Methodology for characterizing proficiency in interpreting sputum smear microscopy results in the diagnosis of tuberculosis

Francisco Duarte Vieira, Julia Ignez Salem, Antônio Ruffino-Netto, Susana Alles de Camargo, Regina Ruivo Ferro e Silva, Lúcia Cristina Corrêa Moura, Meire Jane Vilaça, José Vitor da Silva

J Bras Pneumol.2008;34(5):304-311

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Propor uma metodologia para caracterizar proficiência na pesquisa de bacilos álcool-ácido resistentes (BAAR) em baciloscopias de escarro para diagnóstico da tuberculose, assim como determinar o número necessário de baciloscopias para estabelecer essa proficiência, a qualidade da transcrição dos resultados, as causas das discordâncias nas leituras (leitor e/ou microscópio utilizado) e o critério de classificação de resultados baciloscópicos que causa maior dificuldade na caracterização de proficiência. Métodos: Quatrocentas baciloscopias de escarro para diagnóstico da tuberculose foram analisadas, mediante leituras duplo-cegas, por seis profissionais que usualmente efetuam leitura/supervisão de baciloscopias realizadas na rede básica de saúde. A amostragem foi determinada visando a obter, no mínimo, 90% de concordância nas leituras duplo-cegas, erro α de 5% e precisão de 3%. Os resultados foram analisados mediante concordância observada/ índice kappa. Resultados: Constataram-se 13 erros de transcrição dos resultados (0,27%). A concordância aumentou quando as três categorias distintas de resultados baciloscópicos positivos (BAAR+, BAAR++ e BAAR+++) foram agrupadas ou foram excluídos da análise os exames com resultados inconclusivos. A quantificação da carga bacilar foi o critério de classificação que causou maior dificuldade para caracterização de proficiência. A qualidade do microscópio utilizado foi importante para o aumento da concordância. A estabilização dos valores de concordância somente foi obtida a partir da leitura de 75 baciloscopias. Conclusões: O uso de leituras baciloscópicas duplo-cegas utilizando-se painel composto por 75 lâminas (36 negativas, 4 inconclusivas e 35 positivas) mostra-se adequado para caracterizar a proficiência em baciloscopia para diagnóstico da tuberculose quando essa proficiência pretende reproduzir a rotina laboratorial.

 


Palavras-chave: Tuberculose/diagnóstico; Microscopia; Reprodutibilidade dos testes.

 

Artigo de Revisão

11 - Hipercoagulabilidade e câncer de pulmão

Hypercoagulability and lung cancer

Felipe Costa de Andrade Marinho, Teresa Yae Takagaki

J Bras Pneumol.2008;34(5):312-322

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A relação entre câncer e alteração na coagulação já havia sido sugerida há quase 150 anos por Trousseau e, subseqüentemente, ficou claro o maior risco que os pacientes oncológicos têm de desenvolverem fenômenos tromboembólicos. Isto pode ser conseqüência da ativação do sistema de coagulação pelas células neoplásicas ou pelas terapias empregadas (quimioterapias e cirurgias). Tais fenômenos podem, ainda, ser a primeira manifestação do câncer e a sua recorrência, mesmo com anticoagulação adequada, foi descrita. O sistema de coagulação é ativado, normalmente, com finalidade reparativa. Na presença de neoplasias, este complexo sistema está atuante frente a variados estímulos e parece contribuir para a progressão tumoral. Este efeito é mais importante para os focos metastáticos que para o próprio tumor primário. Contudo, a maior parte das vítimas de neoplasias morre das complicações das metástases, revelando a importância deste tema. Nesta área, vários mecanismos já são conhecidos e geram interessantes perspectivas para tratamentos futuros. Atualmente, o sucesso obtido com as heparinas de baixo peso molecular no carcinoma de pequenas células de pulmão é animador. Embora o conhecimento sobre esses mecanismos sejam relativamente recentes, os campos de pesquisa e tratamento estão amplamente abertos.

 


Palavras-chave: Neoplasias pulmonares; Trombofilia.

 

Relato de Caso

12 - Complicações pulmonares após uso de crack: achados na tomografia computadorizada de alta resolução do tórax

Pulmonary complications of crack cocaine use: high-resolution computed tomography of the chest

Alexandre Mançano, Edson Marchiori, Gláucia Zanetti, Dante Luiz Escuissato, Beatriz Cunha Duarte, Lourenço de Araujo Apolinário

J Bras Pneumol.2008;34(5):256-263

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Relatamos os achados na tomografia computadorizada de alta resolução de um paciente que, após uso de cocaína fumada ( crack), desenvolveu quadro de hemoptise, dispnéia e dor torácica súbitas. As radiografias de tórax mostravam consolidações predominando em lobos superiores. A tomografia de alta resolução evidenciava opacidades em vidro fosco, consolidações e nódulos do espaço aéreo. Nova tomografia de controle, após suspensão da droga e uso de corticóides, mostrou regressão parcial das lesões e aparecimento de escavações. A correlação entre os achados clínicos, laboratoriais e de imagem permitiu o diagnóstico de "pulmão de crack".

 


Palavras-chave: Cocaína crack/efeitos adversos; Transtornos relacionados ao uso de cocaína; Tomografia computadorizada por raios X;Drogas ilícitas/efeitos adversos; Pulmão/efeitos de drogas.

 

13 - Capnografia volumétrica como auxílio diagnóstico não-invasivo no tromboembolismo pulmonar agudo

Volumetric capnography as a noninvasive diagnostic procedure in acute pulmonary thromboembolism

Marcos Mello Moreira, Renato Giuseppe Giovanni Terzi, Mônica Corso Pereira, Tiago de Araújo Guerra Grangeia4, Ilma Aparecida Paschoal

J Bras Pneumol.2008;34(5):328-332

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O tromboembolismo pulmonar é uma situação freqüente que pode ser diagnosticada pela cintilografia pulmonar, angiotomografia computadorizada, arteriografia pulmonar e, como método de exclusão, dosagem do dímero-D. Como estes exames nem sempre estão disponíveis, a validação de outros métodos diagnósticos é fundamental. Relata-se o caso de uma paciente com hipertensão pulmonar crônica, agudizada por tromboembolismo pulmonar. Confirmou-se o diagnóstico por cintilografia, angiotomografia computadorizada, arteriografia pulmonar; a dosagem do dímero-D resultou positiva. A capnografia volumétrica associada à gasometria arterial foi realizada na admissão e após o tratamento. As variáveis obtidas foram comparadas com os resultados dos exames de imagem.

 


Palavras-chave: Tromboembolismo; Hipertensão pulmonar; Capnografia; Esquistossomose.

 

14 - Adenocarcinoma pulmonar, dermatomiosite e síndrome miastênica de Lambert-Eaton: uma rara associação

Lung adenocarcinoma, dermatomyositis, and Lambert-Eaton myasthenic syndrome: a rare combination

Fernanda Manente Milanez, Carlos Alberto de Castro Pereira, Pedro Henrique Duccini Mendes Trindade, Ricardo Milinavicius, Ester Nei Aparecida Martins Coletta

J Bras Pneumol.2008;34(5):333-336

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A incidência das neoplasias pulmonares vem aumentando no Brasil e no mundo, provavelmente como resultado do aumento do tabagismo. Com o maior número de casos, surgem as apresentações atípicas. Relatamos o caso de um paciente do sexo masculino, 66 anos, tabagista e hipertenso, que apresentava quadro de fraqueza muscular proximal progressiva e, em dois meses, evoluiu com disfagia para alimentos sólidos, disfonia e lesões cutâneas em forma de "V" no tórax. O radiograma de tórax mostrou um nódulo pulmonar espiculado no lobo superior direito. A análise bioquímica revelou aumento da creatinoquinase. Após exames complementares e biópsias, o paciente foi submetido à lobectomia superior direita. A histopatologia evidenciou um adenocarcinoma moderadamente diferenciado. A análise global do caso e a revisão de literatura permitem sugerir que o quadro clínico do paciente era resultante da sobreposição de duas síndromes paraneoplásicas, a saber, a dermatomiosite e a síndrome miastênica de Lambert-Eaton, secundárias a um adenocarcinoma pulmonar.

 


Palavras-chave: A incidência das neoplasias pulmonares vem aumentando no Brasil e no mundo, provavelmente como resultado do aumento do tabagismo.

 

Ano 2008 - Volume 34  - Número 6  (/Junho)

Editorial

1 - Sibilância na infância

Childhood wheezing

Dirceu Solé

J Bras Pneumol.2008;34(6):337-339

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Avaliação da rinussinusite bacteriana aguda em pacientes asmáticos com base em parâmetros clínicos, exame otorrinolaringológico e estudo de imagem

Evaluation of acute bacterial rhinosinusitis in asthma patients based on clinical parameters and imaging studies, together with ear, nose and throat examination

Alecsandra Calil Moises Faure, Ilka Lopes Santoro, Luc Louis Maurice Weckx, Henrique Manoel Lederman, Artur da Rocha Correa Fernandes, Ana Luisa Godoy Fernandes

J Bras Pneumol.2008;34(6):340-346

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar os seios paranasais em pacientes com asma estável ou asma aguda para determinar a prevalência de rinossinusite bacteriana aguda. Métodos: Estudo transversal incluindo 30 pacientes com asma aguda (73% do sexo feminino) tratados na sala de emergência e 30 pacientes com asma estável (80% do sexo feminino) regularmente acompanhados em ambulatório. Todos os pacientes responderam a um questionário sobre sinais e sintomas respiratórios e foram submetidos a exame otorrinolaringológico e a radiograma e tomografia computadorizada de seios paranasais. Resultados: Com base no diagnóstico clínico, a prevalência de rinossinusite bacteriana aguda foi de 40% nos pacientes com asma aguda e de 3% nos com asma estável. O exame otorrinolaringológico e os exames de imagem isoladamente não foram úteis para a confirmação diagnóstica. Conclusões: O exame otorrinolaringológico e o radiograma e a tomografia de seios paranasais por si só não foram úteis para o diagnóstico de rinossinusite bacteriana aguda. Nossos resultados confirmam a evidência de que o diagnóstico clínico de rinossinusite aguda deve ser dado com cautela.

 


Palavras-chave: Asma; Sinusite; Radiografia; Tomografia computadorizada por raios X; Endoscopia.

 

3 - Padrões de sibilância respiratória do nascimento até o início da adolescência: coorte de Pelotas (RS) Brasil, 1993-2004

Wheezing phenotypes from birth to adolescence: a cohort study in Pelotas, Brazil, 1993-2004

Adriana Muiño, Ana Maria Baptista Menezes, Felipe Fossati Reichert, Rodrigo Pereira Duquia, Moema Chatkin

J Bras Pneumol.2008;34(6):347-355

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Estudar a prevalência dos padrões de sibilância respiratória e suas associações com variáveis independentes. Métodos: Coorte de nascidos vivos, 1993, Pelotas (RS); subamostra sistemática de 20% da coorte original acompanhada aos 6 e 12 meses e 4 anos; aos 10-12 anos localizou-se 87,5% da coorte original. Definição dos padrões: transitório: chiado até 4 anos e ausência de chiado aos 10-12 anos; persistente: chiado em todos acompanhamentos; início tardio: chiado aos 10-12 anos. Variáveis independentes: gênero; cor da pele; renda familiar; fumo/asma na gravidez; amamentação; infecção respiratória/diarréia (1º ano); alergia e asma na família (4 e 10-12 anos); diagnóstico médico de rinite/eczema (10-12 anos). Resultados: O total da subamostra foi de 897 adolescentes. Prevalência (IC95%) dos padrões de sibilância: transitório 43,9% (40,7-47,2);persistente 6,4% (4,8-8,0); de início tardio 3,3% (2,2-4,5). O transitório foi mais freqüente em crianças de famílias de baixa renda, com menor duração da amamentação, relato de infecções respiratórias (1º ano) e história familiar de asma (4 anos); o persistente foi quase duas vezes mais freqüente em meninos, em filhos de mulheres com asma na gravidez, com infecções respiratórias (1º ano) e história familiar de asma (4 e 10-12 anos); de início tardio mostrou maior prevalência naqueles com asma na família (10-12 anos) e diagnóstico médico de rinite (10-12 anos); menor prevalência em quem relatou infecções respiratórias (1º ano) e diagnóstico médico de eczema (10-12 anos). Conclusões: O conhecimento das associações dos padrões sibilantes permite a adoção de medidas preventivas e terapêuticas.

 


Palavras-chave: Sons respiratórios; Asma; Epidemiologia; Hipersensibilidade.

 

4 - Sintomas da síndrome de apnéia-hipopnéia obstrutiva do sono em crianças

Symptoms of obstructive sleep apnea-hypopnea syndrome in children

Paloma Baiardi Gregório, Rodrigo Abensur Athanazio, Almir Galvão Vieira Bitencourt, Flávia Branco Cerqueira Serra Neves, Regina Terse5, Francisco Hora

J Bras Pneumol.2008;34(6):356-361

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivos: Investigar os sintomas mais freqüentes encontrados em crianças com diagnóstico polissonográfico de síndrome da apnéiahipopnéia obstrutiva do sono (SAHOS). Métodos: Foram avaliadas 38 crianças consecutivamente encaminhadas ao laboratório do sono com suspeita de SAHOS no período de junho de 2003 a dezembro de 2004. Os pacientes foram submetidos a um questionário pré-sono e a polissonografia. Resultados: A idade média foi de 7,8 ± 4 anos (variação, 2-15 anos), sendo 50% das crianças do sexo masculino. Não apnéicos corresponderam a 7,9% dos pesquisados, distúrbio leve obstrutivo do sono ocorreu em 42,1%, moderado em 28,9% e severo em 22,1%. Observou-se maior freqüência de casos severos de apnéia entre crianças menores de seis anos (idade pré-escolar). Dentre as crianças com SAHOS, os sintomas mais citados foram ronco e obstrução nasal, presentes em 74,3 e 72,7% das crianças, respectivamente. Sonolência excessiva e bruxismo ocorreram em, respectivamente, 29,4 e 34,3% dos casos e doença do refluxo em apenas 3,1%. Agitação das pernas e dificuldade para iniciar o sono foram encontradas em, respectivamente, 65 e 33% dos avaliados. Todas as crianças que apresentaram SAHOS de grau severo tinham queixa de ronco e bruxismo. Conclusões: Nossos resultados mostraram que os sintomas mais freqüentes em crianças e adolescentes com SAHOS são ronco e obstrução nasal. Além disso, quadros mais graves da SAHOS estão associados à menor faixa etária.

 


Palavras-chave: Apnéia obstrutiva do sono; Polissonografia; Pediatria; Ronco.

 

5 - Acometimento pulmonar na doença de Behçet: uma boa experiência com o uso de imunossupressores

Pulmonary involvement in Behcet's disease: a positive single-center experience with the use of immunosuppressive therapy

Alfredo Nicodemos Cruz Santana, Telma Antunes, Juliana Monteiro de Barros, Ronaldo Adib Kairalla, Carlos Roberto Ribeiro de Carvalho, Carmen Silvia Valente Barbas

J Bras Pneumol.2008;34(6):362-366

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A doença de Behçet (DB) representa uma patologia sistêmica, cuja sobrevida se relaciona com a presença de acometimento pulmonar. Entretanto, sugere-se que pacientes com diferentes tratamentos podem apresentar diferentes prognósticos. O objetivo deste estudo foi avaliar a evolução clínica e tomográfica, bem como a sobrevida deste pacientes com acometimento pulmonar relacionado à DB acompanhados em nosso serviço. Métodos: Uma análise retrospectiva de nossa experiência com pacientes com acometimento pulmonar relaionado a DB acompanhados de 1 de Janeiro de 1988 a 30 de Abril de 2006. Os dados clínicos, radiológicos, terapêuticos e de sobrevida foram obtidos dos prontuários médicos. Resultados: Foram identificados 9 pacientes, com idade média de 34 ± 11,5 anos, sendo 7 deles do sexo masculino. Os achados radiológicos foram aneurisma de artéria pulmonar (AAP) em 8 pacientes, embolia pulmonar em 3 (resultando em uma incidencia de 5,11 casos/100 paciente-anos), hemorragia alveolar em 1 e hipertensão pulmonar em 1 de 9 doentes. O tratamento consistiu-se de prednisona mais clorambucil (ou ciclofosfamida ou micofenolato de mofetil) em todos os 9 pacientes, com resolução total ou parcial dos AAP. O paciente com AAP e hipertensão pulmonar também recebeu sildenafil e warfarina, com boa resposta clínica e tomográfica. A sobrevida de nossos pacientes foi de 88,8% em 3 e 5 anos, com acompanhamento médio de 6,52 anos. Conclusões: Pacientes com acometimento pulmonar relacionado à DB podem apresentar boa sobrevida com tratamento imunossupressor, e a DB deve ser lembrada como uma possível causa de hipertensão pulmonar e hemorragia alveolar.

 


Palavras-chave: Síndrome de Behçet; Doenças pulmonares intersticiais; Circulação pulmonar; Hipertensão pulmonar; Embolia pulmonar;

 

6 - Exposição ocupacional e ocorrência de pneumoconioses na região de Campinas (SP) Brasil, 1978-2003

Occupational exposure and occurrence of pneumoconioses in Campinas, Brazil, 1978-2003

Alessandro Vito Lido, Satoshi Kitamura, José Inácio Oliveira, Sérgio Roberto de Lucca, Valmir Antonio Zulian de Azevedo, Ericson Bagatin

J Bras Pneumol.2008;34(6):367-372

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Desenvolver e consolidar uma ampla base de dados acerca da ocorrência das pneumoconioses numa região industrializada do Brasil, com especial referência às atividades mais freqüentemente relacionadas a essas doenças. Métodos: Numa avaliação retrospectiva observacional, coletaram-se dados referentes à casuística ambulatorial das pneumoconioses no Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas, entre o período de 1978 e 2003. Incluíram-se os indivíduos com diagnóstico de pneumoconiose, com base no histórico ocupacional e no radiograma do tórax, segundo recomendações da Organização Internacional do Trabalho, de 1980 e 2000, com anormalidades compatíveis com comprometimento intersticial do parênquima pulmonar. Resultados: Foram identificados 1.147 casos de pneumoconiose (1.075 homens e 72 mulheres), sendo 1.061 casos (92,5%) de silicose, 51 (4,45%) de pneumoconiose por poeira mista, 15 (1,31%) de asbestose, 13 (1,13%) de pneumoconiose por rocha fosfática e 7 (0,61%) de outras pneumoconioses (por carvão, grafite e metais duros). As alterações radiológicas com profusão 1/0, 1/1 e 1/2 e as pequenas opacidades regulares p, q e r foram as mais freqüentes, tendo sido identificados 192 casos (16,74%) com grandes opacidades. Observou-se redução pronunciada da ocorrência dos casos a partir da década de 1990; adicionalmente, o tempo de exposição foi caracteristicamente mais breve do que o observado em série norte-americana. Conclusões: Os dados do presente estudo estabelecem uma ampla base de dados para a investigação da ocorrência de pneumoconioses numa região industrializada brasileira, tornando factível a realização de estudos de seguimento e a elaboração de políticas de saúde relacionadas aos agravos respiratórios ocupacionais.

 


Palavras-chave: Medicina do trabalho; Doenças respiratórias/epidemiologia; Pneumoconiose; Epidemiologia.

 

7 - Resposta broncodilatadora imediata ao formoterol em doença pulmonar obstrutiva crônica com pouca reversibilidade

Immediate bronchodilator response to formoterol in poorly reversible chronic obstructive pulmonary disease

Adalberto Sperb Rubin, Fábio José Fabrício de Barros Souza, Jorge Lima Hetzel, José da Silva Moreira

J Bras Pneumol.2008;34(6):373-379

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar, por meio de provas de função pulmonar, a eficácia broncodilatadora do formoterol após 30 min de sua administração em portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) com pouca reversibilidade. Métodos: Estudo prospectivo incluindo 40 pacientes portadores de DPOC com resposta negativa ao broncodilatador de curta duração utilizado no teste espirométrico-variação menor que 200 mL e 7% do previsto do volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1). Os pacientes encontravam-se nos estágios II, III ou IV da DPOC (Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia/Global Initiative for Chronic Obstructive Lung Disease) e apresentavam VEF1 ≤ 70% do previsto. Foram randomizados em dois grupos de 20, com características clínicas semelhantes, e cada grupo recebeu formoterol ou placebo por meio de inalador de pó seco. As provas de função pulmonar (por pletismografia) foram repetidas após 30 min da administração de formoterol ou placebo. Resultados: Observaram-se aumento significativo de VEF1 (p = 0,00065), capacidade inspiratória (p = 0,05) e capacidade vital forçada (p = 0,017) e redução significativa da resistência das vias aéreas (p = 0,010) no grupo formoterol, em comparação ao grupo placebo, assim como menor redução do volume residual e menor aumento da capacidade vital e da condutância específica das vias aéreas. Conclusões: Em portadores de DPOC com resposta negativa ao broncodilatador de curta duração utilizado no teste espirométrico, o formoterol levou a uma melhora significativa da função pulmonar após 30 min de sua administração. Estudos posteriores serão necessários para determinar se esse fármaco pode ser utilizado também como medicação de alívio imediato dos sintomas em DPOC.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica; Testes de função respiratória, Broncodilatadores.

 

8 - Efeitos da tosse manualmente assistida sobre a mecânica do sistema respiratório de pacientes em suporte ventilatório total

Effects of manually assisted coughing on respiratory mechanics in patients requiring full ventilatory support

Katia de Miranda Avena, Antonio Carlos Magalhães Duarte, Sergio Luiz Domingues Cravo, Maria José Junho Sologuren, Ada Clarice Gastaldi

J Bras Pneumol.2008;34(6):380-386

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A tosse manualmente assistida (TMA) consiste na compressão vigorosa do tórax no início da expiração espontânea ou da fase expiratória da ventilação mecânica. Tendo em vista a utilização rotineira da TMA na unidade de terapia intensiva, a proposta deste estudo foi analisar os efeitos dessa técnica no comportamento da mecânica do sistema respiratório de pacientes submetidos a suporte ventilatório total. Métodos: Foram estudados 16 pacientes intubados, sedados e submetidos à ventilação mecânica controlada, sem participação interativa com o ventilador. A mecânica do sistema respiratório e a saturação periférica de oxigênio foram mensuradas antes e após a aplicação de TMA e após a aspiração traqueal. Foram realizadas 10 aplicações bilaterais da técnica por paciente, com intervalos de 3 ciclos respiratórios entre cada aplicação. Resultados: Os dados evidenciaram a diminuição da pressão resistiva e da resistência do sistema respiratório e aumento da saturação periférica de oxigênio após a aplicação da TMA associada à aspiração traqueal. Não foram evidenciadas alterações das pressões de pico, platô e complacência do sistema respiratório após a aplicação da TMA. Conclusões: A TMA foi capaz de alterar a mecânica do sistema respiratório, mais especificamente aumentando as forças resistivas através do deslocamento de secreção. A técnica pode ser considerada eficaz e segura para pacientes em pós-operatório imediato. A associação entre TMA e aspiração traqueal mostrou-se benéfica, alcançando os objetivos propostos: deslocamento e remoção de secreção das vias aéreas.

 


Palavras-chave: Tosse; Secreção; Mecânica respiratória, Respiração artificial.

 

9 - Avaliação da qualidade de vida em pacientes com câncer de pulmão através da aplicação do questionário Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey

Assessment of the quality of life of patients with lung cancer using the Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey

Juliana Franceschini, Alecssandra Aparecida dos Santos, Inás El Mouallem, Sergio Jamnik, César Uehara, Ana Luisa Godoy Fernandes, Ilka Lopes Santoro

J Bras Pneumol.2008;34(6):387-393

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a qualidade de vida de pacientes com câncer de pulmão e compará-la com a qualidade de vida de indivíduos sem câncer. Métodos: O questionário Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36) foi aplicado em 57 pacientes com diagnóstico de câncer de pulmão provenientes do Ambulatório de Oncopneumologia do Hospital São Paulo e em um grupo controle de 57 indivíduos participantes do Grupo de Ginástica Extra Penha. O teste de Mann-Whitney foi utilizado para comparar cada domínio entre os grupos. O primeiro modelo de regressão logística foi ajustado para sexo masculino, tratamento não cirúrgico, índice de Karnofsky e tabagismo, que foram incluídos como preditores. O segundo modelo foi ajustado para cada domínio do SF-36 para identificar aumento na proporção de estádios IIIB e IV. Resultados: O grupo com câncer de pulmão e o grupo controle apresentaram, respectivamente, as seguintes pontuações médias para os domínios do SF-36: aspectos físicos, 29,39 ± 36,94 e 82,89 ± 28,80; aspectos emocionais, 42,78 ± 44,78 e 86,55 ± 28,77; capacidade funcional, 56,49 ± 28,39 e 89,00 ± 13,80; vitalidade, 61,61 ± 23,82 e 79,12 ± 17,68; dor, 62,72 ± 28,72 e 81,54 ± 19,07; estado geral de saúde, 62,51 ± 25,57 e 84,47 ± 13,47; saúde mental, 68,28 ± 23,46 e 82,63 ± 17,44; e aspectos sociais, 72,87 ± 29,20 e 91,67 ± 17,44. O modelo de regressão logística demonstrou que aspectos físicos, capacidade funcional e saúde mental foram preditores de estádios IIIB e IV. Conclusões: Os pacientes com câncer de pulmão apresentaram pior qualidade de vida em relação ao grupo controle, principalmente em relação aos aspectos físicos.

 


Palavras-chave: Neoplasias pulmonares; Qualidade de vida; Nível de saúde.

 

10 - Desfecho do tratamento e confirmação laboratorial do diagnóstico de tuberculose em pacientes com HIV/AIDS no Recife, Pernambuco, Brasil

Treatment outcome and laboratory confirmation of tuberculosis diagnosis in patients with HIV/AIDS in Recife, Brazil

Magda Maruza, Ricardo Arraes de Alencar Ximenes, Heloísa Ramos Lacerda

J Bras Pneumol.2008;34(6):394-403

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar a freqüência de desfecho desfavorável (óbito, abandono e falência de tratamento) entre pacientes com co-infecção tuberculose (TB)/HIV submetidos a tratamento para TB com confirmação etiológica do diagnóstico e pacientes co-infectados com TB/HIV e tratados sem confirmação diagnóstica. Métodos: Coorte retrospectivo de pacientes co-infectados com TB/HIV que iniciaram tratamento para TB entre julho de 2002 e junho de 2004, em um serviço de referência para HIV/AIDS no Recife (PE) Brasil. A exposição principal, confirmação laboratorial da TB, foi ajustada pelas variáveis de três blocos: variáveis sócio-demográficas; variáveis relacionadas ao HIV/AIDS; e variáveis relacionadas à TB. Para avaliar a significância estatística dos resultados, utilizaram-se o intervalo de confiança de 95% das odds ratios e o valor de p (teste de qui-quadrado e razão de verossimilhança). Resultados: Foram estudados 262 pacientes. Não se observou associação entre confirmação laboratorial do diagnóstico de TB e desfecho desfavorável, mesmo após o ajuste pelos fatores de confusão. Permaneceram no modelo final da regressão logística múltipla: coexistência de outras doenças oportunistas; contagem de linfócitos CD4 abaixo de 50 células/mm3; carga viral entre 10.000 e 100.000 cópias/mL; dispnéia; forma disseminada de TB; e mudança do tratamento da TB por reação adversa ou intolerância. Conclusões: Os resultados sugerem que o tratamento para TB sem confirmação etiológica, em pacientes co-infectados, baseado na decisão de profissionais experientes em serviços de referência, não aumentou o risco de desfecho desfavorável do tratamento para TB. Além disso, identificaram-se grupos com maior risco de desfecho desfavorável, os quais devem ser cuidadosamente monitorados.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Diagnóstico; Terapêutica; Resultado de tratamento; Infecções por HIV.

 

11 - Acurácia do lavado gástrico realizado em ambiente hospitalar e ambulatorial no diagnóstico da tuberculose pulmonar em crianças

Accuracy of inpatient and outpatient gastric lavage in the diagnosis of pulmonary tuberculosis in children

Ethel Leonor Noia Maciel, Reynaldo Dietze, Renata Peres Lyrio, Solange Alves Vinhas, Moises Palaci, Rodrigo Ribeiro Rodrigues, Claudio Jose Struchiner

J Bras Pneumol.2008;34(6):404-411

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar a acurácia do lavado gástrico (LG) realizado em ambiente hospitalar e ambulatorial no diagnóstico da tuberculose (TB) pulmonar em crianças. Métodos: Estudo prospectivo realizado no Estado do Espírito Santo, Brasil, de 1999 a 2003. Um total de 230 crianças com suspeita de TB foi selecionado para realizar exame de LG em ambiente hospitalar (n = 103) ou em ambiente ambulatorial (n = 127). Desse total, 53 foram diagnosticadas como casos de TB e divididas em dois grupos: LG hospitalar (n = 30) e LG ambulatorial (n = 23). Todas as 53 crianças foram monitoradas por 6 meses para avaliação da acurácia do diagnóstico. A acurácia foi determinada com base na mudança do diagnóstico, na taxa de cura e no percentual de culturas positivas nos dois grupos estudados. Resultados: A taxa de cura foi de 100% nos dois grupos, e não houve mudança de diagnóstico nas 53 crianças estudadas. Nenhuma diferença significativa foi encontrada entre os dois grupos estudados em relação ao achado do Mycobacterium tuberculosis (RR = 1,47; IC95%: 0,95-2,27; p = 0,095), apesar de o grupo LG ambulatorial ter apresentado o maior índice de cultura positivas. Conclusões: Nossos resultados mostram que a acurácia do LG realizado em ambiente hospitalar é semelhante à do realizado em ambiente ambulatorial, o que indica que a internação é necessária apenas em casos mais graves nos quais não se pode realizar o procedimento em ambiente ambulatorial.

 


Palavras-chave: Lavagem gástrica; Tuberculose; Diagnóstico.

 

Artigo de Revisão

12 - Papel do óxido nítrico na regulação da circulação pulmonar: implicações fisiológicas, fisiopatológicas e terapêuticas

Role of nitric oxide in the control of the pulmonary circulation: physiological, pathophysiological, and therapeutic implications

Carlos Alan Dias-Junior, Stefany Bruno de Assis Cau, José Eduardo Tanus-Santos

J Bras Pneumol.2008;34(6):412-419

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O nitric oxide (NO, óxido nítrico) é um mediador endógeno vasoativo que contribui para a homeostase vascular pulmonar. O NO é produzido por três isoformas das nitric oxide synthases (NOS, óxido nítrico sintases)-NOS neuronial (nNOS); NOS induzida (iNOS); e NOS endotelial (eNOS)-estando as três presentes no pulmão. Estudos que utilizaram inibidores farmacológicos ou camundongos knockout têm demonstrado que o NO derivado da eNOS desempenha importantes papéis ao modular o tônus vascular pulmonar e atenuar a hipertensão pulmonar. Por outro lado, estudos focados no papel da iNOS têm mostrado que essa isoforma contribui para a fisiopatologia da lesão pulmonar aguda e da síndrome do desconforto respiratório agudo. Esta revisão objetivou delinear o papel desempenhado pelo NO no controle da circulação pulmonar, tanto em condições fisiológicas como fisiopatológicas. Além disso, revisamos as evidências de que a via L-arginina-NO-guanosina monofosfato cíclico seja um importante alvo farmacológico para a terapia de doenças vasculares pulmonares.

 


Palavras-chave: Óxido nítrico; Arginina; Óxido nítrico sintase; GMP cíclico; Circulação pulmonar.

 

Relato de Caso

13 - Edema e hemorragia pulmonar por pressão negativa associados à obstrução das vias aéreas superiores

Negative-pressure pulmonary edema and hemorrhage associated with upper airway obstruction

Ricardo Kalaf Mussi, Ivan Felizardo Contrera Toro

J Bras Pneumol.2008;34(6):420-424

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O edema pulmonar por pressão negativa associado à hemorragia como manifestação de obstrução das vias aéreas superiores é um problema incomum com potencial risco de morte. O principal mecanismo fisiopatológico envolvido é a geração de uma acentuada pressão negativa intratorácica que eleva tanto o volume vascular como a pressão transmural capilar pulmonar, causando risco de ruptura da membrana alvéolo-capilar. Relatamos o caso de um paciente do sexo masculino com hemorragia alveolar difusa após obstrução aguda das vias aéreas superiores causada pela formação de um abscesso cervical e mediastinal decorrente do implante de uma órtese traqueal metálica. O paciente foi tratado com drenagem do abscesso, antibioticoterapia e ventilação mecânica com pressão positiva. Este artigo enfatiza a importância de incluir essa entidade no diagnóstico diferencial da lesão pulmonar aguda após procedimentos que envolvam a manipulação das vias aéreas superiores.

 


Palavras-chave: Hemorragia; Edema pulmonar; Obstrução das vias respiratórias; Abscesso; Próteses e implantes.

 

14 - Caso raro de pneumotórax: adamantinoma metastático

A rare case of pneumothorax: metastatic adamantinoma

Roberto Gonçalves, Roberto Saad Júnior, Vicente Dorgan Neto, Marcio Botter

J Bras Pneumol.2008;34(6):425-429

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Descrevem-se dois casos de metástases pulmonares de adamantinoma de ossos longos, o qual é uma neoplasia óssea de baixo grau que raramente metastatiza. Nos dois casos a apresentação clínica das metástases se deu por pneumotórax espontâneo secundário a escavação tumoral, fenômeno descrito em apenas três dos trabalhos consultados na literatura. São descritos os achados clínicos, radiológicos e anatomopatológicos, bem como os procedimentos adotados nos dois casos.

 


Palavras-chave: Adamantinoma; Pneumotórax; Metástase neoplásica; Registros médicos.

 

Artigo Especial

15 - Aplicação terapêutica da ventilação colateral no enfisema pulmonar difuso: apresentação de um protocolo

Therapeutic application of collateral ventilation in diffuse pulmonary emphysema: study protocol presentation

Roberto Saad Júnior, Vicente Dorgan Neto, Marcio Botter, Roberto Stirbulov, Jorge Rivaben, Roberto Gonçalves

J Bras Pneumol.2008;34(6):430-434

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Apresentação de um protocolo, para testar uma nova opção de tratamento operatório nos doentes portadores de enfisema pulmonar difuso, nos quais a terapêutica clínica máxima, incluindo a reabilitação pulmonar, foi realizada e ainda assim, existe falência respiratória com dispnéia incapacitante. Serão avaliados dez doentes portadores de hiperinsuflação pulmonar grave. O método propõe promover passagens expiratórias alternativas à via aérea principal para o ar aprisionado no pulmão enfisematoso, por meio de uma drenagem do parênquima pulmonar, comunicando os alvéolos ao meio exterior. Serão selecionados dez doentes, com os consentimentos informados assinados, e com a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Os doentes selecionados deverão obedecer os critérios de inclusão para participar deste estudo. O protocolo de avaliação do procedimento proposto é viável e ao final será capaz de mostrar, se de fato há ou não benefício para um doente debilitado e sofrido, quando hoje as únicas soluções são o transplante de pulmão ou a cirurgia redutora de volume pulmonar.

 


Palavras-chave: Enfisema pulmonar; Doença pulmonar obstrutiva crônica; Pulmão hipertransparente.

 

Ano 2008 - Volume 34  - Número 7  (/Julho)

Editorial

1 - Sonolência e apnéia do sono: uma parceria desastrosa

Sleepiness and sleep apnea: a disastrous partnership

Francisco Hora de Oliveira Fontes

J Bras Pneumol.2008;34(7):435-436

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Desenvolvimento e avaliação de um programa multimídia de computador para ensino de drenagem pleural

Development and assessment of a multimedia computer program to teach pleural drainage techniques

João Aléssio Juliano Perfeito, Vicente Forte, Roseli Giudici, José Ernesto Succi, Jae Min Lee, Daniel Sigulem

J Bras Pneumol.2008;34(7):437-444

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Desenvolver um programa educacional de computador sobre drenagem pleural voltado a profissionais de saúde, com recursos de multimídia, e avaliar sua eficácia com alunos. Métodos: Foi planejado o desenvolvimento do programa e a avaliação foi realizada com 35 alunos do curso de medicina divididos aleatoriamente em dois grupos. O grupo 1, composto por 18 alunos, estudou com o programa e o grupo 2, com 17 alunos, recebeu uma aula teórica tradicional, com professor experiente. Os alunos do grupo 1 foram submetidos a duas avaliações subjetivas por questionários, e os alunos de ambos os grupos foram submetidos a uma prova teórica objetiva com testes de múltipla escolha e questões descritivas. Os resultados da prova teórica foram comparados por meio do teste de Mann-Whitney. Resultados: A avaliação subjetiva quanto aos aspectos de informática e conteúdo mostrou resultados entre ótimo, muito bom e bom. O programa foi considerado totalmente didático por 16 alunos (88,9%) e 17 alunos (94,4%) responderam que pode vir a substituir parcialmente as aulas tradicionais. Não houve diferença significante entre os dois grupos nos testes de múltipla escolha, mas houve diferença significante nas questões descritivas (p < 0,001). O grupo 1 obteve notas maiores que as do grupo 2. Conclusões: O desenvolvimento do programa de computador para ensino de drenagem pleural na Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina mostrou-se factível. A avaliação subjetiva deste novo método de ensino mostrou-se altamente satisfatória e a avaliação objetiva mostrou que o programa foi tão eficaz quanto o ensino tradicional.

 


Palavras-chave: Ensino; Cirurgia torácica; Multimídia; Drenagem; Doenças pleurais.

 

3 - Efeitos da quercetina na lesão pulmonar induzida por bleomicina: um estudo preliminar

Effects of quercetin on bleomycin-induced lung injury: a preliminary study

José Antônio Baddini Martinez, Simone Gusmão Ramos, Mônica Souza Meirelles, Adalberto Valladas Verceze, Maurício Rodrigues de Arantes, Hélio Vannucchi

J Bras Pneumol.2008;34(7):445-452

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Investigar os efeitos da quercetina em um modelo de inflamação pulmonar e fibrose induzidas por bleomicina. Métodos: Setenta e nove hamsters machos adultos foram randomizados para aplicação de injeções pelas vias intratraqueal (IT) e intraperitoneal (IP) em quatro configurações: veículo IP/salina IT (grupo VS, n = 16); salina IT/quercetina IP (grupo QS, n = 16); bleomicina IT/veículo IP (grupo VB, n = 27); e bleomicina IT/quercetina IP (grupo QB, n = 20). A quercetina e a bleomicina foram aplicadas em doses de 30 mg/kg/dia e 10 U/kg, respectivamente.A quercetina foi iniciada/suspensa 3 dias antes/14 dias depois das injeções IT. Resultados: A taxa de mortalidade do grupo VB foi significantemente superior à dos demais grupos (44% vs. VS: 0%; QS: 0%; QB: 15%). O grupo VB exibiu níveis pulmonares de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (× 10−2 nmol/mg) significativamente maiores (6,6 ± 1,3 vs. VS: 5,5 ± 0,8; QS: 2,5 ± 0,6; e QB: 5,8 ± 0,6).Os grupos VB/QB mostraram níveis pulmonares de glutationa reduzida (× 10−2 nmol/mg) significativamente menores que os dos grupos VS/QS (28,9 ± 13,8/28,6 ± 14,8 vs. 43,9 ± 16,0/51,1 ± 20,3) e níveis de hidroxiprolina (mg/g) significativamente maiores (201,6 ± 37,3/177,6 ± 20,3 vs. 109,6 ± 26,1/117,5 ± 32,0). Conclusões: Em um modelo animal de lesão pulmonar, a quercetina exibiu efeitos antiinflamatórios que são relacionados, pelo menos em parte, a suas propriedades antioxidantes.

 


Palavras-chave: Fibrose pulmonar; Bleomicina; Flavonóides; Peroxidação de lipídeos.

 

4 - Modelos experimentais para avaliação das alterações pulmonares na síndrome hepatopulmonar

Experimental models for assessment of pulmonary alterations in hepatopulmonary syndrome

Rafael Vercelino1, Juliana Tieppo, Luiz Albeto Forgiarini Junior, Alexandre Simões Dias, Claudio Augusto Marroni, Norma Possa Marroni

J Bras Pneumol.2008;34(7):453-460

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: O objetivo deste trabalho foi avaliar o melhor modelo experimental para observar alterações pulmonares que caracterizam a síndrome hepatopulmonar (SHP). Métodos: Ratos machos Wistar, com peso médio de 250 g foram usados em quatro modelos experimentais: tetracloreto de carbono inalatório; tetracloreto de carbono intraperitoneal; ligadura parcial de veia porta; e ligadura de ducto biliar (LDB). Em todos os grupos os animais foram divididos em controle e experimental. Foram avaliadas as seguintes variáveis: transaminases; gasometria; lipoperoxidação por substâncias que reagem ao ácido tiobarbitúrico (TBARS) e por quimiluminescência; e atividade antioxidante da enzima superóxido dismutase (SOD). Foi feito também o exame anatomopatológico do pulmão. Resultados: Observou-se diferenças significativas entre os grupos LDB controle e experimental: aspartato amino transferase (105,3 ± 43 vs. 500,5 ± 90,3 UI/L); alanino aminotransferase (78,75 ± 37,7 vs. 162,75 ± 35,4 UI/L); fosfatase alcalina (160 ± 20,45 vs. 373,25 ± 45,44 UI/L); pressão parcial de oxigênio (85,25 ± 8,1 vs. 49,9 ± 22,5 mmHg); e saturação de hemoglobina (95 ± 0,7 vs. 73,3 ± 12,07%). A lipoperoxidação e a atividade antioxidante também demonstrou diferenças entre os dois grupos LDB (controle vs. experimental): TBARS (0,87 ± 0,3 vs. 2,01 ± 0,9 nmol/mg proteína); quimiluminescência (16008,41 ± 1171,45 vs. 20250,36 ± 827,82 cps/mg proteína); e SOD (6,66 ± 1,34 vs. 16,06 ± 2,67 UI/mg proteína). No exame anatomopatológico observou-se vasodilatação pulmonar no modelo de LDB. Conclusões: Os dados sugerem que o modelo de LDB pode ser usado para outros estudos envolvendo alterações hepáticas e suas relações com o estresse oxidativo e a SHP.

 


Palavras-chave: Síndrome hepatopulmonar; Pulmão; Estresse oxidativo; Ratos.

 

5 - Infecção bacteriana crônica e indicadores ecocardiográficos de hipertensão pulmonar em pacientes com fibrose cística

Chronic bacterial infection and echocardiographic parameters indicative of pulmonary hypertension in patients with cystic fibrosis

Paula Maria Eidt Rovedder, Bruna Ziegler, Lilian Rech Pasin, Antônio Fernando Furlan Pinotti, Sérgio Saldanha Menna Barreto, Paulo de Tarso Roth Dalcin

J Bras Pneumol.2008;34(7):461-467

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar as relações entre infecção bacteriana crônica e hipertensão pulmonar, avaliada por ecocardiografia Doppler, em pacientes com fibrose cística (FC). Métodos: Estudo transversal e prospectivo em pacientes com FC (idade ≥ 16 anos) atendidos por um programa para adultos com a doença. O estudo incluiu 40 pacientes com média de idade de 23,7 ± 6,3 anos. Os pacientes foram submetidos a avaliação clínica, ecocardiografia Doppler, testes de função pulmonar, exame radiológico do tórax e exames culturais do escarro de Pseudomonas aeruginosa e Burkholderia cepacia. Resultados: Não foram observadas diferenças entre os casos positivos para P. aeruginosa e os negativos para P. aeruginosa quanto às seguintes variáveis: escore clínico (p = 0,472); volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1; p = 0,693); escore radiológico (p = 0,760); velocidade de regurgitação tricúspide (VRT, p = 0,330); diâmetro do ventrículo direito (DVD, p = 0,191); e tempo de aceleração sistólica (TAS) do ventrículo direito/artéria pulmonar (VD/AP, p = 0,330). O VEF1 foi significativamente menor nos casos positivos para B. cepacia do que nos casos negativos para B. cepacia (p = 0,011). Não foram observadas diferenças entre os casos positivos para B. cepacia e os casos negativos para B. cepacia quanto às seguintes variáveis: escore clínico (p = 0,080); escore radiológico (p = 0,760); VRT (p = 0,613); DVD (p = 0,429); e TAS do VD/AP (p = 0,149). Conclusões: Não foi observada relação entre infecção crônica por P. aeruginosa e por B. cepacia com hipertensão pulmonar em pacientes adultos com FC. A função pulmonar foi pior nos pacientes positivos para B. cepacia do que nos pacientes positivos para P. aeruginosa.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Infecções bacterianas; Hipertensão pulmonar; Ecocardiografia Doppler.

 

6 - Limitação ao fluxo aéreo em brasileiros da raça branca: VEF1/VEF6 vs. VEF1/CVF

Airflow limitation in brazilian caucasians: FEV1/FEV6 vs. FEV1/FVC

André Luis Pinto Soares, Sílvia Carla Sousa Rodrigues, Carlos Alberto de Castro Pereira

J Bras Pneumol.2008;34(7):468-472

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a utilidade da relação volume expiratório forçado no primeiro segundo/volume expiratório forçado nos primeiros seis segundos (VEF1/VEF6) na detecção de obstrução leve ao fluxo aéreo como alternativa à relação VEF1/capacidade vital forçada (CVF). Métodos: As equações sugeridas para a população brasileira em 2006 foram utilizadas para determinar os limites inferiores normais para as relações entre VEF1/VEF6 e VEF1/CVF. Foram avaliadas as espirometrias de 155 pacientes com diferença entre a relação VEF1/CVF previstaobservada abaixo de 15% e VEF1 ≥ 60% do previsto, com idades entre 20 e 84 anos e com tempo expiratório de 6 s no mínimo. Os critérios de aceitabilidade e reprodutibilidade para a espirometria sugeridos pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia foram preenchidos. Resultados: Os valores médios (± dp) para VEF1/CVF e VEF1/VEF6 foram, respectivamente, 73 ± 4% e 75 ± 3%. A obstrução ao fluxo aéreo foi detectada pela relação VEF1/CVF em 61 pacientes, mas foi detectada pela relação VEF1/VEF6 em apenas 46 deles, mostrando uma sensibilidade de 75% (p < 0,001). Conclusões: A relação VEF1/VEF6 tem sensibilidade insuficiente para substituir a relação VEF1/CVF no diagnóstico de obstrução leve ao fluxo aéreo.

 


Palavras-chave: Volume expiratório forçado; Capacidade vital; Obstrução das vias respiratórias; Espirometria; Testes de função pulmonar.

 

7 - Valor do FDG[18F]-PET/TC como preditor de câncer em nódulo pulmonar solitário

Value of [18F]-FDG-PET/CT as a predictor of cancer in solitary pulmonary nodule

Rafael de Castro Martins, Sérgio Altino de Almeida, Antônio Alexandre de Oliveira Siciliano, Maria Carolina Pinheiro Pessoa Landesmann, Fabrício Braga da Silva, Carlos Alberto de Barros Franco, Lea Mirian Barbosa da Fonseca

J Bras Pneumol.2008;34(7):473-480

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a acurácia diagnóstica da positron emission tomography (tomografia por emissão de pósitrons)/tomografia computadorizada (PET/TC) com deoxiglicose marcada com flúor-18, conhecida como fluorodeoxiglicose (FDG[18F]), na avaliação de nódulo pulmonar solitário (NPS). Métodos: Análise prospectiva de 53 pacientes consecutivos que realizaram PET/TC para avaliação de NPS, entre março de 2005 e maio de 2007. Destes 32 preencheram os critérios de inclusão. As lesões foram avaliadas quanto a sua localização e tamanho, grau de captação do radiofármaco e o standardized uptake value (SUV, valor padronizado de captação) máximo das lesões. Os achados dos estudos de FDG-PET/TC foram correlacionados com outros preditores de malignidade (idade, sexo, tabagismo, tamanho e localização do nódulo). O diagnóstico definitivo foi estabelecido por confirmação histopatológica ou acompanhamento clínico-radiológico por um período mínimo de um ano. Resultados: Encontrados 14 NPS malignos. Após análise da curva ROC, o SUV de 2,5 foi considerado o melhor ponto de corte que identificou corretamente 13 dos 14 NPS malignos. Os resultados abaixo deste ponto de corte mostraram um exame falso positivo para neoplasia num total de 14. O método semiquantitativo apresentou sensibilidade de 92,9%, especificidade de 72,2%, valor preditivo positivo de 72,2%, valor preditivo negativo de 92,9% e acurácia de 81,2%. Na análise multivariada, apenas a localização do nódulo nos lobos superiores (p = 0,048) e o SUV (p = 0,007) demonstraram significância estatística para malignidade no NPS. Conclusões: Os dados do estudo mostram que o SUV da FDG[18F] é um bom preditor de neoplasia em nódulos pulmonares e com alto valor preditivo negativo, o que oferece grande segurança em afastar presença de malignidade, indicando sua importância na abordagem diagnóstica do nódulo pulmonar.

 


Palavras-chave: Tomografia por emissão de pósitrons; Nódulo pulmonar solitário; Neoplasias pulmonares.

 

8 - Regressão do hipocratismo digital em pacientes com câncer de pulmão tratados cirurgicamente

Reversal of digital clubbing in surgically treated lung cancer patients

José da Silva Moreira, Marlene Hass, Ana Luiza Schneider Moreira, James de Freitas Fleck, José de Jesus Peixoto Camargo

J Bras Pneumol.2008;34(7):481-489

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Estudar, por meio de avaliações objetivas, a ocorrência de regressão do hipocratismo digital (HD) em pacientes com câncer de pulmão, tratados cirurgicamente, e revisar a literatura sobre o assunto. Métodos: Sessenta e um pacientes com câncer de pulmão não-pequenas células-40 com e 21 sem HD-foram tratados por cirurgia de ressecção pulmonar. Onze deles (18%) também receberam radioterapia pós-operatória. No período pré-operatório e no 7º, no 18º e no 90º dia pós-operatório, o ângulo hiponiquial (AH) e a relação entre as espessuras falangeana distal e interfalangeana (EFD/EIF) foram determinados sobre imagens da sombra dos dedos indicadores em perfil. Uma revisão da literatura sobre regressão do HD (1954-2007) também foi efetuada. Resultados: Do período pré-operatório ao 90º dia pós-operatório, o AH diminuiu de 200,5 ± 5,0° para 193,3 ± 6,8° (p < 0,001), e a relação EFD/EIF, de 1,014 ± 0,051 mm para 0,956 ± 0,045 mm (p < 0,001) no grupo de 40 pacientes com HD. Em 33 (82,5%), o AH e a relação EFD/EIF diminuíram, mas, em 7 (1,7%), 6 com evolução desfavorável, esses valores não se reduziram. Nos 21 pacientes sem HD, tanto o AH (184,5 ± 5,5°) como a relação EFD/EIF (0,937 ± 0,046 mm) permaneceram inalterados após a cirurgia. Na literatura (1954-2007) foram encontrados 52 casos em que a regressão do HD, observada em diversas condições clínicas, foi explicitamente referida, 5 dos quais eram casos de câncer de pulmão. Conclusões: O HD em pacientes com câncer de pulmão regride na maioria dos casos após tratamento cirúrgico efetivo do tumor, o que pode também ocorrer em pacientes com outras condições.

 


Palavras-chave: Osteoartropatia hipertrófica secundária; Neoplasias pulmonares; Procedimentos cirúrgicos pulmonares.

 

9 - Síndrome das apnéias-hipopnéias obstrutivas do sono: associação com gênero e obesidade e fatores relacionados à sonolência

Obstructive sleep apnea-hypopnea syndrome: association with gender, obesity and sleepiness-related factors

Marli Maria Knorst, Fábio José Fabrício de Barros Souza, Denis Martinez

J Bras Pneumol.2008;34(7):490-496

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Estudar os efeitos de gênero e obesidade e identificar fatores relacionados à sonolência diurna excessiva (SDE) em indivíduos com síndrome das apnéias-hipopnéias obstrutivas do sono (SAHOS). Métodos: Foram selecionados para inclusão no estudo 300 pacientes consecutivos, atendidos em clínica do sono, com índice de apnéia/hipopnéia (IAH) > 10 eventos/hora de sono, que completaram adequadamente a avaliação clínica. Resultados: A média de idade foi de 47 ± 11 anos e o IAH médio foi de 52,1 ± 29,2 eventos/hora de sono. As mulheres apresentaram maior média de idade, menos sonolência e menos tempo em apnéia. O escore médio de SDE foi de 14,7 ± 7,2. O escore de SDE correlacionou-se melhor com movimentos corpóreos (r = 0,43; p < 0,01), eventos respiratórios durante o sono (r = 0,40; p < 0,01), tempo em apnéia (r = 0,40; p < 0,01), valores mínimos da saturação periférica de oxigênio (SpO2; r = -0,38; p < 0,01) e IAH (r = 0,37; p < 0,01). O índice de massa corpórea (IMC) médio foi de 30,2 ± 5,3 kg/m2. Sobrepeso, obesidade e obesidade mórbida foram observados em, respectivamente, 41, 44 e 5,3% dos casos. A gravidade da doença correlacionou-se melhor com IMC (r = 0,51; p < 0,01). Conclusões: Maior média de idade, menor escore de SDE e menor tempo em apnéia foram associados ao gênero feminino. Fragmentação do sono, número e duração de eventos respiratórios durante o sono, níveis de SpO2 e obesidade se associaram à sonolência. O IMC teve efeito significativo na gravidade da SAHOS.

 


Palavras-chave: Apnéia do sono tipo obstrutiva; Síndromes da Apnéia do Sono; Polissonografia; Fases do sono; Obesidade.

 

10 - Perfil do doador de pulmão disponibilizado no estado de São Paulo, Brasil, em 2006

Lung donor profile in the state of São Paulo, Brazil, in 2006

Paulo Manuel Pêgo Fernandes, Marcos Naoyuki Samano, Jader Joel Machado Junqueira, Daniel Reis Waisberg, Gustavo Sousa Noleto, Fabio Biscegli Jatene

J Bras Pneumol.2008;34(7):497-505

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar a taxa de aproveitamento de pulmões disponibilizados em São Paulo no ano de 2006, bem como caracterizar o perfil dos doadores de pulmão deste período. Métodos: Estudo retrospectivo de 497 prontuários de doadores de pulmão, no período de janeiro a dezembro de 2006. Resultados: Não houve oferta de doação de pulmões para transplante em 149 (30%) dos prontuários analisados, sendo excluídos do estudo. A idade média dos 348 doadores eleitos para o estudo foi de 37,4 ± 16,1 anos, e 56,9% deles eram do sexo masculino. As principais causas da morte cerebral dos doadores foram: acidente vascular cerebral (40,5%); trauma cranioencefálico (34,2%); e hemorragia subaracnóidea (10,9%). A grande maioria dos doadores recebia drogas vasoativas (90,5%), sendo que 13,5% haviam apresentado parada cárdio-respiratória. Do ponto de vista infeccioso, o leucograma médio foi de 15.008 ± 6.467 células/mm3, 67,8% recebiam antibioticoterapia e 26,1% apresentavam infecção pulmonar. Quase 40% dos doadores apresentavam alterações radiográficas. Apenas 4,9% dos doadores foram aceitos, representando 28 pulmões (taxa de aproveitamento de órgãos de 4%). Os motivos de recusa foram: alteração gasométrica (30,1%); infecção (23,7%); e distância (10,9%). Conclusões: A taxa de aproveitamento de pulmões em nosso meio é baixa quando comparada às taxas médias de aproveitamento mundial. Além disso, mais de 50% das recusas deveram-se à gasometria arterial inadequada e infecção pulmonar. Aliar melhor cuidado ao potencial doador à menor rigidez nos critérios de seleção poderia aumentar a utilização dos órgãos doados.

 


Palavras-chave: Transplante de pulmão; Seleção do doador; Doadores de tecidos.

 

11 - Tratamento supervisionado em pacientes portadores de tuberculose utilizando supervisores domiciliares em Vitória, Brasil

Directly observed therapy using home-based supervisors for treating tuberculosis in Vitória, Brazil

Ethel Leonor Noia Maciel, Ana Paula Silva, Waleska Meireles, Karina Fiorotti, David Jamil Hadad, Reynaldo Dietze

J Bras Pneumol.2008;34(7):506-513

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a utilização de supervisores domiciliares para dose supervisionada do tratamento(DOT), em pacientes portadores de tuberculose. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo prospectivo com amostra composta por pacientes com diagnóstico de tuberculose pulmonar. Participaram deste estudo 98 pacientes. Um protocolo de capacitação do paciente e sua família foi implementado. Após este treinamento, o paciente poderia escolher entre um supervisor domiciliar e um profissional de saúde. Os métodos de análise descritiva utilizados foram a freqüência absoluta e relativa. Resultados: Um supervisor familiar foi escolhido por 94 pacientes (96%). O percentual de cura foi de 99%. O parceiro foi escolhido por 49% e algum outro familiar o foi por 28% dos pacientes. A equipe de pesquisa precisou assumir o DOT em 3% dos casos. O comparecimento regular para a supervisão foi de 67%. Verificou-se que 24% dos problemas encontrados neste modelo de DOT referiram-se ao esquecimento em administrar ou tomar as medicações, por parte do supervisor e do paciente, respectivamente, sendo que 39% dos pacientes deixaram de tomar a medicação por um dia e 31% esqueceram-se de tomá-la por dois dias durante o tratamento. Houve troca de supervisor em 9% da amostra, perda de medicação pelo paciente em algum momento do tratamento em 9% e intolerância do paciente à medicação em 8%. Conclusões: O DOT supervisionado pelo familiar mostrou-se eficaz e de baixo custo. No entanto, a adesão ao tratamento não de deve a um só fator, mas ao conjunto de medidas adotadas: vale transporte; ações educativas; e, principalmente, a abordagem individualizada.

 


Palavras-chave: Terapia diretamente observada; Tuberculose; Cooperação do paciente.

 

Artigo de Revisão

12 - Deficiência de alfa-1 antitripsina: diagnóstico e tratamento

Alpha-1 antitrypsin deficiency: diagnosis and treatment

Aquiles A Camelier, Daniel Hugo Winter, José Roberto Jardim, Carlos Eduardo Galvão Barboza, Alberto Cukier, Marc Miravitlles

J Bras Pneumol.2008;34(7):514-527

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A deficiência de alfa-1 antitripsina é um distúrbio genético de descoberta recente e que ocorre com freqüência comparável à da fibrose cística. Resulta de diferentes mutações no gene SERPINA1 e tem diversas implicações clínicas. A alfa-1 antitripsina é produzida principalmente no fígado e atua como uma antiprotease. Tem como principal função inativar a elastase neutrofílica, impedindo a ocorrência de dano tecidual. A mutação mais freqüentemente relacionada à doença clínica é o alelo Z, que determina polimerização e acúmulo dentro dos hepatócitos. O acúmulo e a conseqüente redução dos níveis séricos de alfa-1 antitripsina determinam, respectivamente, doença hepática e pulmonar, sendo que esta se manifesta principalmente sob a forma de enfisema de aparecimento precoce, habitualmente com predomínio basal. O diagnóstico envolve a detecção de níveis séricos reduzidos de alfa-1 antitripsina e a confirmação fenotípica. Além do tratamento usual para doença pulmonar obstrutiva crônica, existe atualmente uma terapia específica com infusão de concentrados de alfa-1 antitripsina. Essa terapia de reposição, aparentemente segura, ainda não teve a eficácia clínica definitivamente comprovada, e o custo-efetividade também é um tema controverso e ainda pouco abordado. Apesar da sua importância, não existem dados epidemiológicos brasileiros a respeito da prevalência da doença ou da freqüência de ocorrência dos alelos deficientes. O subdiagnóstico também tem sido uma importante limitação tanto para o estudo da doença quanto para o tratamento adequado dos pacientes. Espera-se que a criação do Registro Internacional de Alfa-1 venha a resolver essas e outras importantes questões.

 


Palavras-chave: alfa 1-antitripsina, Enfisema; Doença pulmonar obstrutiva crônica.

 

Relato de Caso

13 - Amiloidose traqueobrônquica primária

Primary tracheobronchial amyloidosis

Gustavo Chatkin, Mauríco Pipkin, José Antonio Figueiredo Pinto, Vinicius Duval da Silva, José Miguel Chatkin

J Bras Pneumol.2008;34(7):528-531

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A amiloidose é uma doença caracterizada pelo depósito extracelular de proteínas fibrilares em órgãos e tecidos. A forma traqueal primária isolada é rara. Relata-se o caso de um homem, 55 anos de idade, portador de amiloidose traqueal que interna por insuficiência respiratória aguda, com história de pneumonias prévias recentes. Radiograma de tórax seguido de tomografia computadorizada de tórax revelou obstrução da traquéia por tumoração. Foi realizada tunelização para alívio temporário dos sintomas. Os achado histológicos não revelaram neoplasia, mas identificaram substância amilóide pelo vermelho congo. Embora a baixa freqüência desta situação clínica, é discutida sua importância no diagnóstico diferencial de tumores de traquéia e a repercussão na conduta terapêutica

 


Palavras-chave: Amiloidose; Insuficiência respiratória; Vermelho congo; Obstrução das vias respiratórias.

 

14 - Hipertensão pulmonar associada ao tromboembolismo pulmonar crônico: limitações diagnósticas

Chronic thromboembolic pulmonary hypertension: diagnostic limitations

Bruno Arantes Dias, Carlos Jardim, André Hovnanian, Caio Júlio César Fernandes, Rogério Souza

J Bras Pneumol.2008;34(7):532-536

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A hipertensão pulmonar associada ao tromboembolismo pulmonar crônico é a única forma potencialmente curável de hipertensão pulmonar, desde que o tratamento cirúrgico seja possível. Existem, entretanto, limitações para o diagnóstico não-invasivo definitivo. Apresentamos o caso de uma paciente de 40 anos, com diagnóstico confirmado de hipertensão arterial pulmonar idiopática desde 1994, a qual evoluiu com sobreposição de trombos em vasos pulmonares simulando hipertensão pulmonar associada ao tromboembolismo pulmonar crônico. O reconhecimento dessas condições, as quais apresentam alta mortalidade intra-operatória e baixa resolutividade cirúrgica, é muito difícil na prática clínica. Discutiremos a abordagem atual para a seleção de candidatos para o tratamento cirúrgico da hipertensão pulmonar associada ao tromboembolismo pulmonar crônico e as possíveis repercussões da seleção inadequada.

 


Palavras-chave: Hipertensão pulmonar/diagnóstico; Hipertensão pulmonar/terapia; Embolia pulmonar; Endarterectomia.

 

15 - Obstrução de valva mitral por embolização tumoral per-operatória (pneumectomia direita) com parada cardíaca irreversível

Mitral valve obstruction by tumor embolus as a cause of irreversible cardiac arrest during right pneumonectomy

Rui Haddad, Carlos Henrique Ribeiro Boasquevisque, Tadeu Diniz Ferreira, Mario Celso Martins Reis, Fernando D'Imperio Teixeira

J Bras Pneumol.2008;34(7):537-540

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Um paciente de 26 anos, portador de volumoso hemangiopericitoma primário de pulmão direito, diagnosticado por biópsia cirúrgica prévia, apresentou parada cardíaca irreversível durante dissecção hilar de pneumectomia direita. O paciente não respondeu às manobras de ressuscitação. A necropsia mostrou obstrução total de valva mitral por êmbolo tumoral. Os autores recomendam, em casos de grandes massas pulmonares com envolvimento hilar, como no caso aqui apresentado, a avaliação pré-operatória com ecocardiografia transesofágica, ressonância magnética nuclear ou angiotomografia. Se for detectada lesão em vasos pulmonares ou cavidades atriais, deve-se programar a cirurgia com circulação extracorpórea, para permitir ressecção da massa intra-vascular ou cardíaca, combinada com a ressecção pulmonar. Os autores recomendam cuidados para reconhecer e tratar este problema, se o diagnóstico pré-operatório não for feito.

 


Palavras-chave: Embolia; Parada cardíaca; Pneumonectomia.

 

Cartas ao Editor

16 - O tratamento cirúrgico do empiema pleural em crianças

Surgical treatment of pleural empyema in children

Cristiano Feijó Andrade, Helena Teresinha Mocelin, Gilberto Bueno Fischer

J Bras Pneumol.2008;34(7):541-544

PDF PT PDF EN English Text


17 - Resposta dos autores : "O tratamento cirúrgico do empiema pleural em crianças".

Authors' reply: "Surgical treatment of pleural empyema in children".

Davi Wen Wei Kang, José Ribas Milanez de Campos

J Bras Pneumol.2008;34(7):

PDF PT PDF EN English Text


Ano 2008 - Volume 34  - Número 8  (/Agosto)

Editorial

1 - Entendendo e prevenindo as mortes relacionadas à asma

Understanding and preventing asthma-related deaths

Rogelio Pérez-Padilla, Luis Torre-Bouscoulet

J Bras Pneumol.2008;34(8):545-

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Fatores associados à mortalidade em pacientes hospitalizados por asma aguda grave em 1994, 1999 e 2004 na Espanha e América Latina

Factors associated with mortality in patients hospitalized in Spain and Latin America for acute severe asthma in 1994, 1999, and 2004

Gustavo Javier Rodrigo, Vicente Plaza, Santiago Bardagí Forns, Miguel Perpiñá Tordera, Jorge Salas

J Bras Pneumol.2008;34(8):546-551

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar, pela primeira vez, as características de pacientes com asma aguda que morreram durante a hospitalização na Espanha e na América Latina, bem como avaliar fatores associados à mortalidade por asma. Métodos: Revisão retrospectiva dos registros hospitalares de 3.038 pacientes com asma (com idade entre 15 e 69 anos) internados em dezenove hospitais de atendimento terciário na Espanha e em oito países da América Latina em 1994, 1999 e 2004. Resultados: Houve 25 mortes (0,8% de todos os pacientes hospitalizados) durante os três anos estudados. Embora tenha havido uma tendência de redução da mortalidade hospitalar (de 0,97% em 1994 para 0,69% em 2004), não houve diferenças significativas quanto ao ano ou à área geográfica. Internações em unidade de terapia intensiva e casos de parada pulmonar pré-hospitalar aumentaram as taxas de mortalidade para 8,3% e 24,7%, respectivamente. A análise multivariada mostrou que sexo (feminino; OR = 25,5; IC95%: 2,6-246,8), parada cardiopulmonar pré-hospitalar (OR = 22,5; IC95%: 4,4-114,7) e pH arterial < 7,3 durante a hospitalização (OR = 1,0; IC95%: 1,1-3,4) estavam fortemente associados à mortalidade por asma. Conclusões: Nosso estudo sobre mortalidade em pacientes hospitalizados por asma aguda grave mostrou que as mortes ocorreram quase que exclusivamente entre pacientes do sexo feminino e entre pacientes que sofreram parada cardiopulmonar pré-hospitalar, confirmando achados anteriores de estudos realizados em países desenvolvidos.

 


Palavras-chave: Asma/mortalidade; Asma/epidemiologia; Hospitalização; Mortalidade Hospitalar.

 

3 - Treinamento muscular inspiratório e exercícios respiratórios em crianças asmáticas

Inspiratory muscle training and respiratory exercises in children with asthma

Elisângela Veruska Nóbrega Crispim Leite Lima, Willy Leite Lima, Adner Nobre, Alcione Miranda dos Santos, Luciane Maria Oliveira Brito, Maria do Rosário da Silva Ramos Costa

J Bras Pneumol.2008;34(8):552-558

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar efeitos do treinamento muscular inspiratório (TMI) e exercícios respiratórios na força muscular, pico de fluxo expiratório (PFE) e variáveis de gravidade em crianças asmáticas. Métodos: Estudo analítico, experimental aleatório em 50 crianças asmáticas alocadas aleatoriamente em dois grupos: um grupo composto de 25 crianças que realizaram TMI em um programa de assistência e educação em asma (grupo TMI); e um grupo controle, composto de 25 crianças que foram submetidas apenas às consultas médicas mensais e educação em asma. O TMI foi realizado com o threshold com a carga de 40% da pressão inspiratória máxima (PImáx). A análise dos resultados foi realizada através da análise da variância, teste de qui-quadrado e teste exato de Fisher, sendo considerado significante o valor de p > 0,05. Resultados: Na análise comparativa, observou-se aumento significativo da PImáx, da pressão expiratória máxima (PEmáx) e do PFE prée pós-intervenção no grupo TMI, como se segue: PImáx de −48,32 ± 5,7 para −109,92 ± 18 (p < 0,0001); PEmáx de 50,64 ± 6,5 para 82,04 ± 17(p < 0,0001); e PFE de 173,6 ± 50 para 312 ± 54 (p < 0,0001). Entretanto, não houve aumento significativo da PImáx e PEmáx no grupo controle, somente no PFE, de 188 ± 43,97 para 208,80 ± 44,283 (p < 0,0001). Houve melhora significativa das variáveis de gravidade no grupo TMI (p < 0,0001). Conclusões: O TMI e exercícios respiratórios proporcionam uma melhora na eficiência mecânica nos músculos respiratórios, no PFE e variáveis de gravidade.

 


Palavras-chave: Exercícios respiratórios; Asma/terapia; Asma/reabilitação.

 

4 - Utilização da válvula unidirecional de tórax como sistema de drenagem no pós-operatório de ressecções pulmonares

Use of a one-way flutter valve drainage system in the postoperative period following lung resection

Nelson de Araujo Vega, Hugo Alejandro Vega Ortega, Alfio José Tincani, Ivan Felizardo Contrera Toro

J Bras Pneumol.2008;34(8):559-566

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a drenagem pleural através de válvula unidirecional de tórax no pós-operatório de ressecção pulmonar eletiva. Métodos: Foram realizadas 39 ressecções pulmonares, de forma prospectiva e com análise descritiva, em pacientes que utilizaram a válvula unidirecional de tórax (VUT) como o método de drenagem pleural durante o período pós-operatório. Foram excluídos os pacientes com idade inferior a 12 anos, os submetidos à pneumectomia ou a operação de urgência, os que não completaram o seguimento do estudo e os pacientes que utilizaram o sistema de frasco em selo d'água como método inicial de drenagem pleural. Observou-se a expansão pulmonar, o tempo de permanência com o sistema de drenagem, o período de internação e as complicações pós-operatórias. Resultados: Neste estudo, foram incluídos e analisados 36 pacientes. A média de permanência com o sistema de drenagem pleural foi de 3,0 ± 1,6 dias. O laudo da radiografia de tórax, realizado após 30 dias do procedimento cirúrgico foi considerado normal em 34 (95,2%) pacientes. Ocorreram oito (22,4%) casos de complicações pós-operatórias, sendo três (8,4%) relacionadas à VUT. Conclusões: A utilização da VUT no pós-operatório de ressecção pulmonar eletiva foi eficiente, bem tolerada e apresentou baixo índice de complicação.

 


Palavras-chave: Drenagem; Complicações pós-operatórias; Cirurgia torácica.

 

5 - Efeitos sistêmicos da hipoxemia noturna em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica sem síndrome da apnéia obstrutiva do sono

Systemic effects of nocturnal hypoxemia in patients with chronic obstructive pulmonary disease without obstructive sleep apnea syndrome

Paulo de Tarso Guerrero Mueller, Marcílio Delmondes Gomes, Carlos Alberto de Assis Viegas, José Alberto Neder

J Bras Pneumol.2008;34(8):567-574

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Estudar os efeitos da hipoxemia noturna em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica sem síndrome da apnéia obstrutiva do sono. Métodos: Estudamos 21 pacientes-10 dessaturadores e 11 não-dessaturadores-submetidos a gasometria arterial, polissonografia, espirometria, teste de exercício cardiopulmonar (cicloergômetro), dinamometria manual e medidas de pressão inspiratória máxima, pressão expiratória máxima e proteína C reativa (PCR). Incluíram-se os pacientes com pressão parcial arterial de oxigênio > 60 mmHg; excluíram-se os com índice de apnéia-hipopnéia > 5 eventos/hora de sono. Foram medidos consumo máximo de oxigênio, potência máxima, pressão arterial sistólica, pressão arterial diastólica (PAD) e frequência cardíaca máxima durante exercício, visando detectar alterações hemodinâmicas. A PCR foi considerada positiva quando acima de 3 mg/L. Resultados: A saturação periférica de oxigênio mínima durante o sono foi significativamente maior nos não-dessaturadores (p = 0,03). Mais dessaturadores apresentaram PCR > 3 mg/L (p < 0,05). Não houve diferença quanto a capacidade de exercício e demais variáveis. No entanto, PAD (p < 0,001) e pressão inspiratória máxima (p = 0,001) correlacionaram-se com saturação periférica de oxigênio média durante o sono. Conclusões: A hipoxemia noturna não reduz a capacidade de exercício e a força de preensao manual em pacientes com DPOC leve/moderada, mas o ajuste da PAD durante o exercício máximo parece depender do grau de hipoxemia. Além disso, há uma relação positiva entre pressão inspiratória máxima e saturação periférica de oxigênio média durante o sono, bem como indícios de ativação inflamatória diferenciada em pacientes com hipoxemia noturna.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica; Teste de esforço; Anóxia; Testes de função respiratória.

 

6 - Análise das internações por doenças respiratórias em Tangará da Serra - Amazônia Brasileira

Analysis of hospitalizations for respiratory diseases in Tangará da Serra, Brazil

Antonia Maria Rosa, Eliane Ignotti, Sandra de Souza Hacon, Hermano Albuquerque de Castro

J Bras Pneumol.2008;34(8):575-582

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar as internações hospitalares por doenças respiratórias em menores de 15 anos de idade em uma área com elevados níveis de poluição ambiental. Métodos: Estudo transversal da morbidade hospitalar por doenças respiratórias de residentes no município de Tangará da Serra (MT) na Amazônia brasileira, no período de 2000 a 2005, através de dados de internações hospitalares do Sistema Único de Saúde brasileiro e de estimativas populacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Resultados: Em 2005, a taxa de internações por doenças respiratórias em menores de 15 anos foi de 70,1/1.000 crianças na microrregião de Tangará da Serra. Entre 2000 a 2005 ocorreram, no município de Tangará da Serra, 12.777 internações de crianças, das quais 8.142 (63,7%) por doenças respiratórias. No período da seca (maio a outubro) houve 10% mais internações por doenças respiratórias que no período da chuva (novembro a abril). As principais causas de internação foram: pneumonias (90,7%) e insuficiência respiratória (8,5%). Em menores de 5 anos de idade, as internações por pneumonia foram mais de 4 vezes o esperado para o município. Os menores de 12 meses de idade foram mais frequentemente internados, com incremento médio de 32,4 internações por 1.000 crianças a cada ano. Conclusões: Tangará da Serra tem apresentado elevado número de internações por doenças respiratórias, portanto, é coerente considerá-lo como área prioritária para investigação e monitoramento dos fatores de risco ambientais para tais doenças.

 


Palavras-chave: Doenças respiratórias; Pneumonia; Hospitalização; Clima; Poluição do ar/Brasil.

 

7 - Pré-condicionamento isquêmico por oclusão seletiva da artéria pulmonar em ratos

Ischemic preconditioning by selective occlusion of the pulmonary artery in rats

Eduardo Sperb Pilla, Giovani Schirmer Vendrame, Pablo Gerardo Sánchez, Gustavo Grun, Eduardo Fontena, Luiz Alberto Forgiarini Júnior, Norma Anair Possa Marroni, Cristiano Feijó Andrade, Paulo Francisco Guerreiro Cardoso

J Bras Pneumol.2008;34(8):583-589

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar o efeito do pré-condicionamento isquêmico (PCI) em modelo de isquemia e reperfusão (I/R) pulmonar normotérmica em ratos, quantificando a produção de espécies reativas do oxigênio. Métodos: Quarenta e sete ratos Wistar foram randomizados em quatro grupos: controle, sham, I/R e PCI. Após anestesia, animais do grupo controle foram sacrificados por decapitação, pneumonectomizados, e os pulmões esquerdos armazenados em nitrogênio líquido. Animais dos grupos sham, I/R e PCI foram anestesiados, traqueostomizados, ventilados, anticoagulados e submetidos a uma toracotomia esquerda com dissecção da artéria pulmonar esquerda para clampeamento. No grupo sham procedeu-se a dissecção da artéria pulmonar esquerda; no grupo I/R, clampeamento hilar total de 30 min e no grupo PCI, clampeamento da artéria pulmonar esquerda por 5 min seguido por reperfusão de 10 min e um clampeamento hilar total de 30 min. Pulmões foram reperfundidos por 90 min e ventilados com os mesmos parâmetros, acrescidos de pressão expiratória final positiva de 1 cmH2O. Foram obtidas medidas hemodinâmicas e gasométricas antes da toracotomia, antes do clampeamento hilar total, aos 30 e 90 min de reperfusão. A peroxidação lipídica foi estabelecida por meio da determinação das substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico. Resultados: A determinação das substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico analisada nos grupos controle, sham, I/R, PCI não revelou diferenças significativas, o mesmo ocorrendo com a pressão parcial arterial de oxigênio, pressão parcial arterial de gás carbônico e medidas hemodinâmicas entre os grupos sham, I/R e PCI. Conclusões: O PCI de 5 min da artéria pulmonar esquerda em modelo de I/R in situ em ratos não atenua a lesão de I/R.

 


Palavras-chave: Isquemia; Reperfusão; Preservação de órgãos; Espécies de oxigênio reativas.

 

8 - Estudo descritivo da freqüência de micobactérias não tuberculosas na Baixada Santista

Descriptive study of the frequency of nontuberculous mycobacteria in the Baixada Santista region of the state of São Paulo, Brazil

Liliana Aparecida Zamarioli, Andréa Gobetti Vieira Coelho, Clemira Martins Pereira, Ana Carolina Chiou Nascimento, Suely Yoko Mizuka Ueki, Erica Chimara

J Bras Pneumol.2008;34(8):590-594

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Este estudo teve por objetivo descrever a freqüência das espécies de micobactérias não tuberculosas (MNT) identificadas laboratorialmente a partir do isolamento de sítios não estéreis (escarro) de indivíduos infectados ou não pelo vírus HIV na Baixada Santista (SP), período de 2000 a 2005. Métodos: Foi realizada análise retrospectiva dos resultados de baciloscopia e cultura, disponíveis nos registros do laboratório regional de tuberculose, Instituto Adolfo Lutz-Santos. Resultados: Analisou-se 194 cepas de MNT correspondentes a 125 indivíduos, sendo 73 (58,4%) HIV negativos e 52 (41,6%) HIV positivos. Foram identificadas 13 diferentes espécies: Mycobacterium kansasii; complexo M. avium; M. fortuitum; M. peregrinum; M. gordonae; M. terrae; M. nonchromogenicum; M. intracellulare; M. flavescens; M. bohemicum; M. chelonae; M. shimoidei; e M. lentiflavum. Em 19,2% dos casos obteve-se diagnóstico bacteriológico confirmado pelo isolamento da mesma espécie em no mínimo duas amostras consecutivas. Conclusões: Os resultados mostram a importância da realização sistemática da identificação de MNT na rotina laboratorial e sua integração com a clínica, podendo contribuir na caracterização da doença e ações de efetivo controle, como nas populações co-infectadas tuberculose e HIV.

 


Palavras-chave: Micobactérias atípicas; Técnicas e procedimentos de laboratório; HIV; Tuberculose.

 

9 - Câncer de pulmão: histologia, estádio, tratamento e sobrevida

Lung cancer: histology, staging, treatment and survival

Fabiola Trocoli Novaes, Daniele Cristina Cataneo, Raul Lopes Ruiz Junior, Júlio Defaveri, Odair Carlito Michelin, Antonio José Maria Cataneo

J Bras Pneumol.2008;34(8):595-600

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar os principais tipos histológicos, estádio, tratamento e sobrevida dos portadores de câncer de pulmão. Métodos: Estudo retrospectivo a partir da análise dos prontuários de pacientes acompanhados no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, num período de seis anos. Resultados: De janeiro de 2000 a janeiro de 2006, foram acompanhados 240 doentes com câncer de pulmão, com predominância do sexo masculino (64%). O tipo histológico mais freqüente foi o carcinoma escamoso (37,5%), seguido pelo adenocarcinoma (30%), carcinoma neuroendócrino (19,6%) e carcinoma de grandes células (6,6%). Apenas 131 pacientes (54,6%) foram tratados. Destes, 52 pacientes (39,7%) foram submetidos à quimioterapia exclusiva, 32 (24,4%) realizaram quimioterapia associada à radioterapia e 47 (35,9%) foram submetidos à cirurgia associada ou não à quimioterapia exclusiva e/ou radioterapia. Somente 27 pacientes (20,6%) foram submetidos à cirurgia exclusiva.Em relação ao estadiamento, 34,4% apresentavam, no momento do diagnóstico, estádio IV, 20,6% estádio IIIB, 16,8% estádio IIIA e os outros 28,2% pertenciam aos estádios I e II. A sobrevida em cinco anos foi de 65% para o estádio I e 25% para os estádios remanescentes. Conclusões: O tipo histológico predominante foi o carcinoma escamoso e o de menor freqüência foi o carcinoma de grandes células. A maioria se encontrava em estádio avançado ao diagnóstico, estando nos estádios iniciais menos de 30% dos casos. Isto justifica a baixa sobrevida e a pequena quantidade de pacientes submetidos ao tratamento cirúrgico exclusivo, em comparação à maioria que foi submetida à quimioterapia exclusiva.

 


Palavras-chave: Carcinoma broncogênico; Neoplasias pulmonares/histologia; Neoplasias pulmonares/quimioterapia; Neoplasias pulmonares/radioterapia; Cirurgia; Sobrevivência.

 

10 - Mortalidade específica por tuberculose no estado do Espírito Santo, no período de 1985 a 2004

Tuberculosis-related mortality in the state of Espírito Santo, Brazil, 1985-2004

Cláudia Maria Marques Moreira, Eliana Zandonade, Reynaldo Dietze, Ethel Leonor Noia Maciel

J Bras Pneumol.2008;34(8):601-606

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: O objetivo deste trabalho é descrever a mortalidade específica por tuberculose no estado do Espírito Santo, e sua tendência em relação às variáveis: forma clínica, sexo e faixas etárias. Métodos: Realizou-se um estudo descritivo retrospectivo baseado em dados secundários. Foram incluídos os óbitos registrados no Sistema de Informações sobre Mortalidade que possuíam como causa básica a tuberculose de residentes no estado do Espírito Santo, no período de 1985 a 2004. Resultados: A taxa de mortalidade específica ajustada por tuberculose de todas as formas acompanhou a taxa de mortalidade geral do estado apresentando redução de 5,6/100.000 habitantes, em 1985, para 2,0/100.000 habitantes, em 2004. A forma pulmonar foi a mais freqüente em todo o período (89,7% dos óbitos por tuberculose). A razão da taxa de mortalidade no sexo masculino/feminino variou de 1,1 em 1998 a 3,19 no ano de 2004. Conclusões: Ocorreu redução da taxa de mortalidade em todas as faixas etárias. A predominância da forma pulmonar, sexo masculino e faixas etárias mais avançadas foram semelhantes à da mortalidade específica por tuberculose no país como um todo.

 


Palavras-chave: Tuberculose/epidemiologia; Mortalidade; Sistemas de informação.

 

11 - Perfil epidemiológico dos casos notificados de tuberculose entre os profissionais de saúde no Hospital Universitário em Vitória (ES) Brasil

Epidemiological profile of tuberculosis cases reported among health care workers at the University Hospital in Vitoria, Brazil

Thiago Nascimento do Prado, Heleticia Scabelo Galavote, Ana Paula Brioshi, Thamy Lacerda, Geisa Fregona, Valdério do Valle Detoni, Rita de Cássia Duarte Lima, Reynaldo Dietze, Ethel Leonor Noia Maciel

J Bras Pneumol.2008;34(8):607-613

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Traçar o perfil epidemiológico dos casos notificados de tuberculose entre os profissionais de saúde no Programa de Controle da Tuberculose do Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes, em Vitória (ES) Brasil. Métodos: Realizou-se um estudo descritivo e retrospectivo de dados secundários no período de 2002 a 2006. Resultados: Foram notificados 25 casos de profissionais de saúde com tuberculose: 8 técnicos de enfermagem (32%); 4 médicos (16%); 3 enfermeiros (12%); 2 técnicos em radiologia (8%) e 8 profissionais pertencentes a outras categorias (32%); 14 do sexo masculino (56%) e 11 do sexo feminino (44%). A faixa etária com maior incidência foi a de 35-39 anos. A forma clínica predominante foi a extrapulmonar com 12 casos (48%), seguido da pulmonar com 11 casos (44%), e 2 casos (8%) apresentaram ambas as manifestações. Entre os agravos associados, AIDS, etilismo e tabagismo apresentaram a mesma proporção entre a população do estudo: 33,3%. Quanto ao desfecho, houve 22 casos de cura (88%), 2 transferências (8%) e 1 óbito (4%). A proporção de profissionais de saúde com diagnóstico de tuberculose no período estudado foi de 2,53%. Conclusões: Os resultados deste estudo apontam a necessidade de os profissionais de saúde que trabalham nos programas de controle da tuberculose preencherem o campo "ocupação profissional" nas fichas de notificação do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Além disso, apontam para a necessidade da implementação de um programa de controle de tuberculose ocupacional.

 


Palavras-chave: Perfil de saúde; Tuberculose/epidemiologia; Pessoal de saúde; Prevalência.

 

Artigo de Revisão

12 - Métodos empregados na verificação da adesão à corticoterapia inalatória em crianças e adolescentes: taxas encontradas e suas implicações para a prática clínica

Methods of assessing adherence to inhaled corticosteroid therapy in children and adolescents: adherence rates and their implications for clinical practice

Nulma Souto Jentzsch, Paulo Augusto Moreira Camargos

J Bras Pneumol.2008;34(8):614-621

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Adesão inadequada à corticoterapia inalatória é comum e contribui para um controle clínico insatisfatório, aumento da morbidade, mortalidade e dos custos do setor. Este artigo de revisão foi conduzido utilizando-se bancos de dados Medline, HighWire, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde e pesquisa direta, entre 1992 e 2008. Os métodos para avaliar a adesão, citados em ordem crescente de sua objetividade, são: relato do paciente ou seus familiares, julgamento clínico, pesagem da medicação, dispensação de medicação, dosadores eletrônicos e análise bioquímica (pouco utilizada). As taxas de adesão variaram de 30 a 70%. A adesão determinada pelo relato do paciente/ familiares e julgamento clínico é reconhecidamente exagerada quando comparada à obtida através do dosador eletrônico. O clínico deve sempre lembrar que as taxas reais de adesão são menores do que as relatadas pelo paciente e isso deve ser considerado, se não houver bom controle da doença. A pesagem do spray quantifica a medicação e infere adesão, porém pode ocorrer esvaziamento deliberado e compartilhamento da medicação. A farmácia fornece datas de dispensação e recarga da medicação. Esta estratégia é válida e deveria ser utilizada em nosso meio. O uso de dosador eletrônico é o método mais acurado para avaliar adesão, ele fornece a data e horário de cada disparo na utilização da medicação, porém é oneroso. Os resultados obtidos com dosadores demonstraram que a adesão foi menor que a esperada. Melhorar o conhecimento do médico sobre a adesão do seu paciente e utilizar métodos acurados para acessá-la é um caminho a seguir.

 


Palavras-chave: Cooperação do paciente; Asma/terapia; Asma/prevenção & controle.

 

Relato de Caso

13 - Síndrome da angústia respiratória do adulto por embolia gordurosa no período pós-operatório de lipoaspiração e lipoenxertia

Adult respiratory distress syndrome due to fat embolism in the postoperative period following liposuction and fat grafting

André Nathan Costa, Daniel Melo Mendes, Carlos Toufen, Gino Arrunátegui, Pedro Caruso, Carlos Roberto Ribeiro de Carvalho

J Bras Pneumol.2008;34(8):622-625

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A embolia gordurosa é definida como a ocorrência de bloqueio mecânico da luz vascular por gotículas circulantes de gordura. Acomete principalmente o pulmão, podendo afetar também o sistema nervoso central, a retina e a pele. A síndrome da embolia gordurosa é uma disfunção desses órgãos causada pelos êmbolos gordurosos. As causas mais comuns de embolia gordurosa e síndrome da embolia gordurosa são as fraturas de ossos longos, mas há relatos de sua ocorrência após procedimentos estéticos. O diagnóstico é clínico, e o tratamento ainda se restringe a medidas de suporte. Apresentamos o caso de uma paciente que evoluiu com síndrome da angústia respiratória do adulto por embolia gordurosa no período pós-operatório de lipoaspiração e lipoenxertia e respondeu bem às manobras de recrutamento alveolar e à ventilação mecânica protetora.Apresentamos também uma análise epidemiológica e fisiopatológica da síndrome da embolia gordurosa após procedimentos estéticos.

 


Palavras-chave: Síndrome do desconforto respiratório do adulto; Embolia gordurosa; Lipectomia.

 

14 - Doença de Castleman associada a derrame pleural

Castleman's disease accompanied by pleural effusion

Valéria Góes Ferreira Pinheiro, Geórgea Hermógenes Fernandes, Lia Cavalcante Cezar, Newton de Albuquerque Alves, Dalgimar Beserra de Menezes

J Bras Pneumol.2008;34(8):626-630

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A doença de Castleman é uma rara afecção do tecido linfóide. Relatamos o caso de uma paciente do sexo feminino com otosclerose bilateral, sem sintomas respiratórios e com achado incidental de derrame pleural esquerdo em uma radiografia de tórax. A tomografia computadorizada de tórax revelou uma massa mediastinal. A biópsia demonstrou tratar-se de variante plasmocitária da doença de Castleman. A paciente foi submetida à ressecção da massa mediastinal. Houve regressão do derrame, o qual persistiu como pequena loculação no espaço pleural esquerdo.

 


Palavras-chave: Hiperplasia do linfonodo gigante; Derrame pleural; Relatos de casos.

 

15 - Teratoma de mediastino com degeneração maligna

Mediastinal teratoma with malignant degeneration

Fabiano Alves Squeff, Eduardo Salvador Gerace, Roberto Saad Júnior, Márcio Botter, Roberto Gonçalves, Juliana Fracalossi Paes

J Bras Pneumol.2008;34(8):631-634

Resumo PDF PT PDF EN English Text

No presente artigo, relatamos o caso de um paciente portador de teratoma de mediastino anterior, de evolução lenta, o qual foi submetido à ressecção cirúrgica. O exame anatomopatológico da peça revelou degeneração maligna para tumor carcinóide. Tal evolução é extremamente rara, sendo encontrados na literatura apenas três artigos correlatos. Apresentamos uma descrição clínico-patológica do tumor e, por fim, discutimos a conduta terapêutica. Houve evolução satisfatória, e o paciente foi submetido a tratamento oncológico.

 


Palavras-chave: Neoplasias do mediastino; Teratoma; Tumor carcinóide; Mediastino/cirurgia.

 

Cartas ao Editor

16 - O sertão de Vicente Forte e sua vivente obra dedicada à medicina brasileira

The fortitude of Vicente Forte and his living art dedicated to medicine in Brazil

Geraldo Roger Normando Júnior

J Bras Pneumol.2008;34(8):635-636

PDF PT PDF EN English Text


Ano 2008 - Volume 34  - Número 9  (/Setembro)

Editorial

1 - Fogão a lenha: um passatempo agradável, uma rotina perigosa

Wood stoves: a source of enjoyment and a potential hazard

Irma de Godoy

J Bras Pneumol.2008;34(9):637-638

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Redução do número de internações hospitalares por asma após a implantação de programa multiprofissional de controle da asma na cidade de Londrina

Reduction in the number of asthma-related hospital admissions after the implementation of a multidisciplinary asthma control program in the city of Londrina, Brazil

Alcindo Cerci Neto, Olavo Franco Ferreira Filho, Tatiara Bueno, Maria Amélia Talhari

J Bras Pneumol.2008;34(9):639-645

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a relação entre a redução do número de internações hospitalares por asma e as transformações ocorridas após a intervenção realizada no sistema de saúde de Londrina. Métodos: Em 2003, houve intervenção no sistema de saúde local (Unidades de Saúde da Família). Foram adotados os seguintes passos: elaboração de protocolo baseado no III Consenso Brasileiro no Manejo da Asma, fornecimento gratuito de corticosteróides inalatórios aos pacientes, capacitação de profissionais de saúde e realização de ações educativas, especialmente para a comunidade. Foram analisadas as autorizações de internação hospitalar de pacientes de Londrina com diagnóstico único de asma entre 2002 e 2005. Resultados: A média de idade foi de 14,3 ± 0,5 anos, sem predomínio de sexo. Houve redução mais acentuada do número de internações hospitalares em 2005, em comparação aos anos anteriores estudados. Verifica-se declínio mais acentuado em Unidades de Saúde da Família onde a capacitação dos profissionais ocorreu há mais tempo. O índice de internação hospitalar por asma após a intervenção (2004 e 2005)-120/100.000 habitantes-foi significativamente menor que o encontrado antes da intervenção (2002 e 2003) -178/100.000 habitantes (p < 0,01). Conclusões: A curva de internação mostrou tendência à queda após o ano de 2003, não sendo identificado outro fator, além da intervenção realizada, que justificasse os resultados obtidos. Quanto maior o tempo decorrido desde a intervenção, maior a redução do número de internações. Concluímos que a intervenção realizada no sistema de saúde local foi a responsável pelos dados apresentados.

 


Palavras-chave: Asma; Hospitalização; Saúde pública.

 

3 - Fenótipos clínicos de asma grave

Clinical phenotypes of severe asthma

Roseliane de Souza Araújo Alves, Flávia de Almeida Filardo Vianna, Carlos Alberto de Castro Pereira

J Bras Pneumol.2008;34(9):646-653

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Estabelecer os fenótipos clínicos em portadores de asma grave. Métodos: Foram estudados, retrospectivamente, 111 pacientes em um ambulatório especializado. Os pacientes foram avaliados e acompanhados de maneira sistemática, estabelecendo-se ao final do acompanhamento a adesão e o controle ou não da doença por dados clínicos e funcionais. A resistência ao tratamento foi definida como o não preenchimento, ao final do acompanhamento, por pelo menos seis meses, dos critérios de controle de asma, apesar do uso correto e adesão à medicação. Os fenótipos foram determinados por análise fatorial e comparados por testes diversos. Resultados: Ao final, 88 pacientes foram considerados aderentes e 23 não aderentes. Por análise fatorial do grupo aderente, quatro fenótipos foram determinados: o fenótipo 1 (28 pacientes), formado pelos pacientes resistentes ao tratamento, com maior freqüência de sintomas noturnos, maior número de exacerbações e uso mais freqüente de broncodilatador de resgate; o fenótipo 2 (48 pacientes), formado pelos pacientes com obstrução persistente, com menores valores de relação volume expiratório forçado no primeiro segundo/capacidade vital forçada na avaliação inicial, idade mais avançada e maior tempo de doença; o fenótipo 3 (42 pacientes), representa os pacientes com rinossinusite alérgica, sendo constituído de não fumantes com obstrução predominantemente reversível; e o fenótipo 4 (15 pacientes), formado por casos com história de intolerância à aspirina associado à asma quase fatal. Conclusões: Um número significativo de portadores de ama grave não adere ao tratamento. Muitos pacientes com asma grave têm obstrução irreversível, mas o fenótipo clínico mais relevante é constituído pelos pacientes resistentes ao tratamento habitual.

 


Palavras-chave: Asma; Asma/prevenção & controle; Asma/tratamento.

 

4 - Tratamento agressivo com retalho muscular e/ou omentopexia nas infecções do esterno e mediastino anterior em pós-operatório de esternotomia

Aggressive treatment using muscle flaps or omentopexy in infections of the sternum and anterior mediastinum following sternotomy

Alexandre Heitor Moreschi, Amarilio Vieira de Macedo Neto, Gilberto Venossi Barbosa, Mauricio Guidi Saueressig

J Bras Pneumol.2008;34(9):654-660

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar o impacto do tratamento agressivo com retalho muscular e/ou omentopexia nas infecções do esterno e mediastino anterior em pós-operatório de esternotomia sobre a mortalidade, comparando-o ao do tratamento conservador. Métodos: Foram coletados dados pré-, trans- e pós-operatórios. O grupo A (n = 44) incluiu pacientes submetidos ao tratamento conservador-desbridamento associado a ressutura e/ou a irrigação contínua com solução de polivinilpirrolidona-iodo, ou ainda a cicatrização por segunda intenção (dados retrospectivos). O grupo B (n = 9) incluiu pacientes nos quais não houve resolução da infecção com o tratamento conservador e que, por isso, foram submetidos ao tratamento agressivo (fase intermediária). O grupo C (n = 28) incluiu pacientes submetidos primariamente ao tratamento agressivo (dados prospectivos). Resultados: Identificou-se menor tempo de internação pós-operatória nos pacientes submetidos ao tratamento agressivo (p < 0,046). Houve 7 óbitos no grupo A, 1 no grupo B e 2 no grupo C. Entretanto, o nível de significância clássico de α = 0,05 não foi atingido. Conclusões: O tratamento agressivo mostrou-se também adequado para aquelas infecções em que o tratamento conservador não foi resolutivo. Esses achados demonstram que o tratamento proposto tem excelentes resultados.

 


Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Osteomielite; Mediastinite; Cirurgia torácica.

 

5 - Tratamento operatório de 60 pacientes com malformações pulmonares: O que aprendemos?

Surgical treatment of 60 patients with pulmonary malformations: What have we learned?

Altair da Silva Costa Júnior, João Aléssio Juliano Perfeito, Vicente Forte

J Bras Pneumol.2008;34(9):661-666

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar retrospectivamente os prontuários de pacientes com malformações pulmonares submetidos a tratamento operatório e verificar a evolução clínica até o diagnóstico definitivo. Métodos: Analisamos os prontuários dos pacientes com malformações pulmonares operados no Hospital São Paulo-Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina-de 1969 a 2004. Cada prontuário foi analisado quanto aos seguintes aspectos: quadro clínico, diagnóstico, tratamento prévio, tratamento operatório e complicações hospitalares. Os critérios de inclusão foram os seguintes: ter diagnóstico de malformação pulmonar, ter sido submetido à ressecção pulmonar e ter prontuário com dados completos. Resultados: A análise dos prontuários revelou que 60 pacientes com diagnóstico de malformações pulmonares foram operados-27 casos de cisto broncogênico, 14 de ensifema lobar congênito, 10 de seqüestro pulmonar e 9 de malformação adenomatóide cística. A idade variou de 4 dias a 62 anos (média de 17,9 anos). Houve predominância do sexo masculino (55%). Noventa e dois por cento dos pacientes apresentavam sintomas (média de duração, 15,37 meses). Dos 60 pacientes operados, 27 (45%) receberam tratamento domiciliar ou hospitalar com antibiótico antes da operação. Quanto às complicações, observamos morbidade de 23% e mortalidade de 3,3%. A duração dos procedimentos operatórios realizados em nossos pacientes variou de 1 a 8 h (média, 3,2 h). Conclusões: A falha ou atraso no diagnóstico das malformações pulmonares resultou em tratamentos e hospitalizações desnecessárias e em complicações infecciosas recorrentes e freqüentes. Acreditamos que o tratamento definitivo é a operação, a qual é curativa e tem baixa morbidade e mortalidade.

 


Palavras-chave: Cisto broncogênico; Seqüestro broncopulmonar; Malformação adenomatóide cística congênita do pulmão;Infecções respiratórias; Cirurgia torácica.

 

6 - Estudo comparativo de sintomas respiratórios e função pulmonar em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica relacionada à exposição à fumaça de lenha e de tabaco

Comparative study of respiratory symptoms and lung function alterations in patients with chronic obstructive pulmonary disease related to the exposure to wood and tobacco smoke

Maria Auxiliadora Carmo Moreira, Maria Rosedália de Moraes, Daniela Graner Schwartz Tannus Silva, Thayssa Faria Pinheiro, Huber Martins Vasconcelos Júnior, Lanucy Freita de Lima Maia, Daine Vargas do Couto

J Bras Pneumol.2008;34(9):661-666

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever e analisar sintomas respiratórios e alterações espirométricas em pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), com história de exposição à fumaça de lenha e de tabaco. Métodos: Foram avaliados retrospectivamente dados de 170 pacientes distribuídos em 3 grupos: 34 pacientes expostos somente à fumaça de lenha, 59 pacientes, somente à de tabaco e 77 pacientes expostos a ambas. Resultados: Os grupos não diferiram quanto a idade (p = 0,225) e grau de exposição, considerando cada tipo de exposição isoladamente ou em associação (p = 0,164 e p = 0,220, respectivamente). No grupo exposto à fumaça de lenha predominou o sexo feminino.Não houve diferença entre os grupos quanto à freqüência dos sintomas respiratórios (p > 0,05), e houve predominância de grau moderado de dispnéia nos três grupos (p = 0,141). O grupo exposto à fumaça de lenha apresentou melhores percentuais da relação volume expiratório forçado no primeiro segundo/capacidade vital forçada e de volume expiratório forçado no primeiro segundo (p < 0,05). A prova broncodilatadora positiva ocorreu com maior freqüência no grupo exposto ao tabaco.O percentual de obstrução brônquica grave e muito grave foi significantemente maior no grupo exposto ao tabaco (44,1%) que no grupo exposto somente à fumaça de combustão de lenha (11,8%; p = 0,006). Conclusões: Os sintomas respiratórios e alterações da função pulmonar compatíveis com DPOC foram observados nos grupos expostos à fumaça de lenha. Todavia, estas alterações foram menos intensas do que as observadas nos grupos expostos ao tabaco. Este trabalho ressalta a importância de realizar-se um estudo prospectivo para avaliar o risco de DPOC associado à exposição à fumaça de lenha no Brasil assim como a necessidade de ações preventivas neste âmbito.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica; Tabagismo; Poluição do ar em ambientes fechados; Fumaça.

 

7 - Comparação da variação de resposta ao broncodilatador através da espirometria em portadores de asma ou doença pulmonar obstrutiva crônica

Comparison of spirometric changes in the response to bronchodilators of patients with asthma or chronic obstructive pulmonary disease

Isabella Correia Silvestri, Carlos Alberto de Castro Pereira, Sílvia Carla Sousa Rodrigues

J Bras Pneumol.2008;34(9):675-682

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: O diagnóstico diferencial entre asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) através da resposta aos broncodilatadores inalatórios na espirometria ainda é controverso. O objetivo deste estudo foi detectar quais variáveis espirométricas melhor diferenciam asma de DPOC. Métodos: Estudo retrospectivo realizado entre abril de 2004 e janeiro de 2006, comparando-se os parâmetros espirométricos de 103 pacientes asmáticos, não fumantes, com os de 108 pacientes portadores de DPOC, fumantes de mais de 10 anos-maço. Todos os pacientes tinham mais de 40 anos e apresentavam doença estável no momento do exame. Resultados: O volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) pré-broncodilatador foi igual nos dois grupos (VEF1 = 51%), mas os portadores de DPOC eram mais velhos (66 ± 9 anos vs. 59 ± 11 anos, p < 0,001) e, na sua maioria, do sexo masculino (73% vs. 27%, p < 0,001). A mediana da variação absoluta do VEF1 pós-broncodilatador foi de 0,25 L (intervalo, −0,09 a 1,13 L) nos pacientes com asma e de 0,09 L (intervalo, −0,1 a 0,73 L) nos com DPOC (p < 0,001). A melhor combinação de sensibilidade (55%), especificidade (91%) e razão de verossimilhança (6,1) para o diagnóstico de asma foi obtida quando a percentagem de incremento do VEF1 pós-broncodilatador em relação ao VEF1 previsto foi igual ou maior que 10% (p < 0,001). Variações significativas isoladas da capacidade vital forçada foram mais comuns nos pacientes com DPOC. Conclusões: Em portadores de doenças pulmonares obstrutivas com mais de 40 anos, a Δ%prevVEF1 ≥ 10% constitui o melhor parâmetro espirométrico para diferenciar asma de DPOC.

 


Palavras-chave: Espirometria; Testes de função respiratória; Pneumopatias obstrutivas.

 

8 - Pneumonia estafilocócica adquirida na comunidade

Community-acquired staphylococcal pneumonia

José Wellington Alves dos Santos, Douglas Zaione Nascimento, Vinicius André Guerra, Vanessa da Silva Rigo, Gustavo Trindade Michel, Tiago Chagas Dalcin

J Bras Pneumol.2008;34(9):683-689

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A pneumonia estafilocócica geralmente apresenta uma elevada taxa de morbidade e mortalidade. Normalmente ocorre em infecções por influenza (via aerógena) ou durante episódios de bacteremia (via hematogênica). Métodos: Um estudo retrospectivo e descritivo foi realizado com os pacientes que foram admitidos em nosso hospital entre janeiro de 1992 e dezembro de 2003 com diagnóstico de pneumonia adquirida na comunidade causada por Staphylococcus aureus. Todos eles eram maiores de 14 anos e não usuários de drogas endovenosas. Resultados: De um total de 332 casos de pneumonia adquirida na comunidade, foram encontrados 24 pacientes (7,3%) com pneumonia estafilocócica. A idade mínima e máxima eram de, respectivamente, 14 anos e 89 anos. Quinze pacientes eram homens e nove eram mulheres. Doze pacientes preenchiam critérios para pneumonia grave. O radiograma de tórax evidenciou consolidação unilateral em 14 casos, bilateral em 10, derrame pleural em 15, rápida progressão radiológica das lesões pulmonares em 14, presença de cavitação em 6 e pneumotórax em 1 paciente. A maioria dos pacientes apresentou co-morbidades e diabetes mellitus foi a mais freqüente. Doze pacientes apresentaram complicações como empiema e choque séptico. Houve quatro óbitos, o que representou 16,6% da amostra. Conclusões: A apresentação clínica da pneumonia causada por S. aureus é similar à apresentação das pneumonias originadas por outros agentes etiológicos. Os achados radiológicos, os dados epidemiológicos e os fatores de risco fornecem importantes indícios para o diagnóstico. Estes fatores são importantes para uma suspeição clínica, já que o S. aureus normalmente não é incluído nos tratamentos empíricos.

 


Palavras-chave: Pneumonia estafilocócica; Infecções estafilocócicas; Infecções comunitárias adquiridas.

 

9 - Impacto da umidificação aquecida com pressão positiva automática em vias aéreas na terapia do síndroma de apneia obstrutiva do sono

Impact of heated humidification with automatic positive airway pressure in obstructive sleep apnea therapy

Sara Moreira da Silva Trindade Salgado, José Pedro Correia Fernandes Boléo-Tomé, Cristina Maria Sardinha Canhão, Ana Rita Tavares Dias, Joana Isaac Teixeira, Paula Maria Gonçalves Pinto, Maria Cristina de Brito Eusébio Bárbara Prista Caetano

J Bras Pneumol.2008;34(9):690-694

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar o impacto da umidificação aquecida introduzida no início da terapia com pressão positiva automática em vias aéreas (APAP, do inglês automatic positive airway pressure) na adesão e efeitos secundários. Métodos: Foram randomizados 39 doentes com síndroma de apneia obstrutiva do sono sem terapia prévia em dois grupos de tratamento com APAP: com umidificação aquecida (grupo APAPcom; e sem umidificação (grupo APAPsem). Os doentes foram avaliados 7 e 30 dias após a colocação de APAP. Os parâmetros analisados foram a adesão ao tratamento (número médio de horas/noite), efeitos secundários (secura nasal ou da boca, obstrução nasal e rinorreia), sonolência diurna (escore da escala de sonolência de Epworth) e o conforto subjectivo (escala visual analógica). Foram ainda avaliados o índice de apneia-hipopneia (IAH) residual, pressões e fugas médias registados nos ventiladores. Resultados: Os dois grupos de doentes estudados eram semelhantes no que respeita à média etária (APAPcom: 57,4 ± 9,2; APAPsem: 56,5 ± 10,7 anos), IAH (APAPcom: 28,1 ± 14,0; APAPsem: 28,8 ± 20,5 eventos/hora de sono), Epworth basal (APAPcom: 11,2 ± 5,8; APAPsem: 11,9 ± 6,3) e sintomas nasais iniciais. A adesão foi semelhante nos dois grupos (APAPcom: 5,3 ± 2,4; APAPsem: 5,2 ± 2,3 horas/noite). Não se verificaram diferenças nos outros parâmetros avaliados. Conclusões: A introdução inicial da umidificação aquecida na terapia com APAP não demonstrou vantagem no que diz respeito à adesão e efeitos secundários.

 


Palavras-chave: Umidificação; Respiração com pressão positiva/efeitos adversos; Cooperação do paciente.

 

10 - Perfil dos fumantes que procuram um centro de cessação de tabagismo

Profile of smokers seeking a smoking cessation program

Sergio Ricardo Santos, Maria Stela Gonçalves, Fernando Sergio Studart Leitão Filho, José Roberto Jardim

J Bras Pneumol.2008;34(9):695-701

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Definir o perfil do fumante que procura um serviço de cessação do tabagismo e comparar os perfis observados em homens, mulheres e idosos. Métodos: Foram avaliados, prospectivamente, 203 fumantes. Os indivíduos responderam questionários relacionados ao histórico tabagístico, antecedentes psiquiátricos, questionários específicos para depressão e ansiedade, questionário de dependência à nicotina e um questionário geral auto-aplicável. Resultados: Nesta amostra, 58,6% dos indivíduos eram do sexo feminino (119). A média de idade para a amostra foi 45,3 ± 12,0 anos, sem diferença significante entre os sexos (p = 0,391). A maioria da amostra estudada apresentou classificação econômica C ou superior (84,2%). Sessenta e três porcento dos fumantes possuíam pelo menos o segundo grau completo. Depressão foi muito mais referida entre as mulheres com diferença estatística marginalmente significante (p = 0,069). Porém, avaliando-se depressão pelo Inventário Beck de Depressão, não houve diferença estatisticamente significante entre os sexos e entre idosos e não-idosos. Conclusões: Foram identificados aspectos no perfil dos fumantes que procuraram este serviço que já são reconhecidos na literatura especializada como preditores de insucesso no tratamento (como pertencer ao sexo feminino e diagnóstico de depressão). Isto demonstra a importância de se realizar uma completa avaliação prévia do perfil do fumante que procura um centro especializado, para que medidas possam ser tomadas antes e durante a abordagem do fumante, com o objetivo de se aumentar as taxas de sucesso no tratamento.

 


Palavras-chave: Ansiedade; Depressão; Tabagismo.

 

Comunicação Breve

11 - Impacto de fatores externos sobre a mecânica respiratória avaliada por um modelo fotogramétrico específico: biofotogrametria

Assessing the impact that external factors have on respiratory mechanics assessed using a specific photogrammetric model

Denise da Vinha Ricieri, Nelson Augusto Rosário Filho

J Bras Pneumol.2008;34(9):702-706

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Este é um relato sobre a adaptação metodológica da técnica fotogramétrica, utilizada em outras especialidades, para análise do movimento respiratório. A biofotogrametria e o modelo denominado biofotogrametria para análise da mecânica respiratória (BAMER), foram testados em uma condição fisiopatológica previamente descrita: a presença de hiperinsuflação dinâmica após exercício com uso de pressão expiratória final positiva. O modelo BAMER identificou um aumento da área tóraco-abdominal após exercício com uso de pressão expiratória final positiva, resultado este comparável aos obtidos por sistemas mais robustos em cinemática respiratória. A pesquisa em biofotogrametria possui valor relevante para muitas áreas, posto que agrega dados quantitativos, sendo particularmente relevante na pediatria, onde o monitoramento é escasso.

 


Palavras-chave: Biomecânica; Fotogrametria; Mecânica respiratória; Parede torácica.

 

Artigo de Revisão

12 - Higiene bucal com clorexidina na prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica

Oral hygiene with chlorhexidine in preventing pneumonia associated with mechanical ventilation

Carolina Contador Beraldo, Denise de Andrade

J Bras Pneumol.2008;34(9):707-714

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A pneumonia associada à ventilação mecânica (PAVM) é uma infecção freqüente nas unidades de terapia intensiva (UTI), e anti-sépticos bucais são utilizados preventivamente. Revisamos metanálises e ensaios clínicos randomizados indexados no Medical Literature Analysis and Retrieval System e Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature sobre o uso tópico da clorexidina na prevenção da PAVM. Oito publicações foram avaliadas. Em sete (87,5%), a clorexidina diminuiu a colonização da orofaringe, e em quatro (50%) houve redução de PAVM. A clorexidina parece diminuir a colonização, podendo reduzir a incidência da PAVM.

 


Palavras-chave: Pneumonia associada à ventilação mecânica; Higiene bucal; Clorexidina.

 

Artigo Especial

13 - Padrões tomográficos das doenças intersticiais pulmonares difusas com correlação clínica e patológica

High-resolution computed tomography patterns of diffuse interstitial lung disease with clinical and pathological correlation

Brett Elicker, Carlos Alberto de Castro Pereira, Richard Webb, Kevin O. Leslie

J Bras Pneumol.2008;34(9):715-744

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A tomografia de alta resolução (TCAR) é a técnica de imagem radiológica que reflete mais de perto as alterações da estrutura pulmonar. Os vários achados tomográficos podem ser combinados para formar padrões típicos. Estes, conjuntamente com a distribuição anatômica dos achados, e com os dados clínicos, podem estreitar o diagnóstico das doenças intersticiais pulmonares difusas, e em vários casos sugerir o diagnóstico correto com alto grau de acurácia. Os padrões mais comuns das doenças intersticiais pulmonares difusas na TCAR são o nodular, linear e reticular, lesões císticas, opacidades em vidro fosco e consolidações. Este artigo revisa as correlações entre os padrões tomográficos na TCAR e os achados patológicos e resume as causas mais comuns e os métodos de investigação para se atingir um diagnóstico nas doenças pulmonares crônicas difusas mais comuns.

 


Palavras-chave: Doenças pulmonares intersticiais/patologia; Tomografia computadorizada por raios X; Técnicas de diagnóstico do sistema respiratório.

 

Relato de Caso

14 - Vasculite leucocitoclástica cutânea associada à tuberculose pulmonar

Cutaneous leukocytoclastic vasculitis accompanied by pulmonary tuberculosis

Maurício Carvalho, Robson Luiz Dominoni, Denise Senchechen, Artur Furlaneto Fernandes, Ismael Paulo Burigo, Eloisa Doubrawa

J Bras Pneumol.2008;34(9):745-748

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Relatamos o caso de um homem de 50 anos com uma rara associação: tuberculose pulmonar e vasculite leucocitoclástica cutânea. O paciente procurou o pronto atendimento em razão do quadro de cefaléia, artralgia, rash cutâneo e perda ponderal (4 kg) nos últimos 20 dias. A radiografia de tórax, solicitada em consulta ambulatorial prévia, demonstrava cavitação nos lobos médio e superior do pulmão direito, confirmada por tomografia computadorizada. Apresentou baciloscopia de escarro (coloração de Ziehl-Neelsen) positiva em três amostras consecutivas e biópsia da lesão de pele compatível com vasculite leucocitoclástica cutânea. Foi, então, realizado o diagnóstico de vaculite leucocitoclástica cutânea associada à tuberculose pulmonar. Nosso objetivo é descrever uma associação pouco relatada na literatura médica e discutir seus possíveis mecanismos patogênicos.

 


Palavras-chave: Vasculite de hipersensibilidade; Tuberculose; Hipersensibilidade.

 

15 - Doença veno-oclusiva pulmonar: alternativas diagnósticas e terapêuticas

Pulmonary veno-occlusive disease: diagnostic and therapeutic alternatives

Carlos Eduardo Galvão Barboza, Carlos Viana Poyares Jardim, André Luís Dressler Hovnanian, Bruno Arantes Dias, Rogério Souza

J Bras Pneumol.2008;34(9):749-752

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A doença veno-oclusiva pulmonar (DVOP) é uma causa rara de hipertensão pulmonar. A biópsia cirúrgica era usualmente necessária para seu diagnóstico; entretanto, sua morbidade, mortalidade e seu impacto limitado levantou a discussão sobre o diagnóstico não-invasivo. Apresentamos um caso de uma paciente com dispnéia progressiva, hipoxemia e hipertensão pulmonar no cateterismo.A tomografia computadorizada revelou espessamento septal e micronódulos difusos.O lavado broncoalveolar revelou hemorragia alveolar oculta.Iniciou-se tratamento com antagonista da endotelina, que resultou em melhora clínica e funcional.A hemorragia alveolar oculta é uma característica da DVOP capaz de diferenciá-la da hipertensão pulmonar idiopática.Acreditamos que sua presença, associada à tomografia característica, seja suficiente para o diagnóstico de DVOP.

 


Palavras-chave: Hypertension, pulmonary; Pulmonary veno-occlusive disease; Bronchoalveolar lavage; Receptors, endothelin/antagonists & inhibitors.

 

Ano 2008 - Volume 34  - Número 10  (/Outubro)

Editorial

1 - Co-infecção tuberculose/HIV

Tuberculosis/HIV co-infection

Antônio Carlos Moreira Lemos

J Bras Pneumol.2008;34(10):753-755

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Avaliação do Questionário de Controle da Asma validado para uso no Brasil

Evaluation of the Asthma Control Questionnaire validated for use in Brazil

Mylene Leite, Eduardo Vieira Ponte, Jaqueline Petroni, Argemiro D`Oliveira Júnior, Emílio Pizzichini, Álvaro Augusto Cruz

J Bras Pneumol.2008;34(10):756-763

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar se a versão em língua portuguesa do Asthma Control Questionnaire (ACQ, Questionário de Controle da Asma) é um instrumento válido para medir o controle da asma em pacientes adultos ambulatoriais no Brasil. Métodos: Foram avaliados 278 pacientes ambulatoriais com diagnóstico de asma. Todos os pacientes, durante a primeira visita, responderam ao questionário, foram submetidos à espirometria e avaliados clinicamente por um médico para a caracterização do controle da doença. Foram analisadas as versões do questionário com 5, 6 e 7 questões, utilizando dois escores distintos (0,75 e 1,50) como pontos de corte. Resultados: Dos 278 pacientes, 77 (27,7%) tinham asma intermitente, 39 (14,0%) asma persistente leve, 40 (14,4%) asma persistente moderada e 122 (43,9%) asma persistente grave. A sensibilidade do questionário para identificar asma não-controlada variou de 77% a 99% e a especificidade variou de 36% a 84%. O valor preditivo positivo variou de 73% a 90%, e o valor preditivo negativo variou de 67% a 95%. A razão de verossimilhança positiva variou de 1,55 a 4,81, e a razão de verossimilhança negativa variou de 0,03 a 0,27. Nas versões do ACQ com 5 e 6 questões, o coeficiente de correlação intraclasse foi de 0,92, e estas versões foram responsivas a mudanças no quadro clínico dos pacientes. Conclusões: O ACQ, nas suas três versões, teve boa capacidade de discriminar indivíduos com asma não-controlada daqueles com asma controlada. As versões com 5 e 6 questões apresentaram também boa reprodutibilidade e responsividade. Trata-se, portanto, de um instrumento válido para avaliação do controle da asma em pacientes adultos ambulatoriais no Brasil.

 


Palavras-chave: Asma; Terapêutica; Diagnóstico; Questionários; Reprodutibilidade dos testes.

 

3 - Asma e função pulmonar aos 6-7 anos de idade em uma coorte de nascimentos no Sul do Brasil

Asthma and lung function in a birth cohort at 6-7 years of age in southern Brazil

Moema Nudilemon Chatkin, Ana Maria Baptista Menezes, Silvia Elaine Cardozo Macedo, Edgar Fiss

J Bras Pneumol.2008;34(10):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Asma e sintomas respiratórios são comuns na infância, e vários estudos têm demonstrado sua associação com função pulmonar prejudicada na vida adulta. O objetivo deste estudo foi investigar a associação de diversos sintomas respiratórios com padrões de sibilância (persistente, precoce e de início tardio) e função pulmonar aos 6-7 anos de idade em uma coorte de nascimentos, além de determinar se a função pulmonar estava associada à atopia ou a fatores demográficos, socioeconômicos, ambientais e gestacionais. Métodos: A populaçãoalvo compreendeu crianças de 6 a 7 anos de idade pertencentes à coorte de 5.304 nascimentos ocorridos em 1993 em Pelotas, no Sul do Brasil. Para esse acompanhamento selecionaram-se aleatoriamente 532 dessas crianças, e uma subamostra foi submetida a espirometria e testes cutâneos de puntura. Aplicou-se um questionário aos pais das crianças ou seus responsáveis. Resultados: Observamos valores espirométricos mais baixos nas crianças com sintomas respiratórios e asma. A média da relação volume expiratório forçado no primeiro segundo/capacidade vital forçada (relação VEF1/CVF) foi menor nas crianças com sibilância atual e asma, asma alguma vez na vida, quatro ou mais episódios de sibilância nos últimos 12 meses, sono perturbado pela sibilância e sibilância após exercícios. Sibilância persistente foi associada a redução da relação VEF1/CVF. Após regressão linear múltipla, sibilância após exercícios também foi associada a redução da relação VEF1/CVF. Cor da pele não-branca e fala prejudicada pela sibilância foram associadas a redução do VEF1. Conclusões: Crianças com sibilância persistente e sintomas de asma grave apresentaram função pulmonar prejudicada aos 6-7 anos de idade.

 


Palavras-chave: Asma; Testes de função respiratória; Sons respiratórios; Sinais e sintomas respiratórios

 

4 - Prevalência de refluxo gastroesofágico em pacientes com doença pulmonar avançada candidatos a transplante pulmonar

Prevalence of gastroesophageal reflux in lung transplant candidates with advanced lung disease

Gustavo Almeida Fortunato, Mirna Mota Machado, Cristiano Feijó Andrade, José Carlos Felicetti, José de Jesus Peixoto Camargo, Paulo Francisco Guerreiro Cardoso

J Bras Pneumol.2008;34(10):772-778

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar o perfil funcional do esôfago e a prevalência de refluxo gastroesofágico (RGE) em pacientes candidatos a transplante pulmonar. Métodos: Foram analisados prospectivamente, entre junho de 2005 e novembro de 2006, 55 pacientes candidatos a transplante pulmonar da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Os pacientes foram submetidos a esofagomanometria estacionária e pHmetria esofágica ambulatorial de 24 h de um e dois eletrodos antes de serem submetidos ao transplante pulmonar. Resultados: A esofagomanometria foi anormal em 80% dos pacientes e a pHmetria revelou RGE ácido patológico em 24%. Os sintomas digestivos apresentaram sensibilidade de 50% e especificidade de 61% para RGE. Dos pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica, 94% apresentaram alteração à manometria, e 80% apresentaram hipotonia do esfíncter inferior, que foi o achado mais freqüente. Pacientes com bronquiectasias apresentaram a maior prevalência de RGE (50%). Conclusões: O achado freqüente em pacientes com doença pulmonar avançada é RGE. Na população examinada, a presença de sintomas digestivos de RGE não foi preditiva de refluxo ácido patológico. A contribuição do RGE na rejeição crônica deve ser considerada e requer estudos posteriores para seu esclarecimento.

 


Palavras-chave: Gastroesophageal reflux; Lung transplantation; Manometry; Esophageal pH monitoring.

 

5 - Fibrose pulmonar idiopática simultânea a enfisema em pacientes tabagistas

Idiopathic pulmonary fibrosis and emphysema in smokers

Denise Rossato Silva, Marcelo Basso Gazzana, Sérgio Saldanha Menna Barreto, Marli Maria Knorst

J Bras Pneumol.2008;34(10):779-786

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever os achados clínicos e funcionais de pacientes com enfisema em lobos superiores e fibrose pulmonar idiopática (FPI) em lobos inferiores, recentemente descrita na literatura. Métodos: Um grupo de 11 pacientes com a presença simultânea de enfisema e FPI foi identificado retrospectivamente. Todos os pacientes realizaram tomografia computadorizada de tórax com alta resolução e provas de função pulmonar. Resultados: Entre os 11 pacientes identificados, havia 8 homens e 3 mulheres, com média de idade de 70,7 ± 7,2 anos (variação, 61-86 anos). Todos os pacientes eram tabagistas (carga tabágica, 61,5 ± 43,5 anos-maço). As médias da capacidade vital forçada (CVF), do volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) e da relação VEF1/CVF foram 72,1% ± 12,7%, 68,2% ± 11,9% e 74,4 ± 10,8, respectivamente. Os volumes pulmonares foram normais em 7 pacientes. Um padrão restritivo foi observado em 3 pacientes e hiperinsuflação estava presente em um. A capacidade de difusão pulmonar apresentou redução moderada a grave em todos os pacientes (média, 27,7% ± 12,9% do previsto). No teste da caminhada de seis minutos, realizado por 10 pacientes, a distância caminhada média foi de 358,4 ± 143,1 m, ocorrendo dessaturação ≥4% em 9 pacientes. Achados ecocardiográficos sugestivos de hipertensão pulmonar estavam presentes em 4 pacientes (média da pressão sistólica da artéria pulmonar, 61,8 mmHg; variação, 36-84 mmHg). Conclusões: A presença simultânea de enfisema e FPI causa alterações características nas provas de função pulmonar. O achado mais importante é a discrepância entre a capacidade de difusão e a espirometria.

 


Palavras-chave: Enfisema pulmonar; Fibrose pulmonar; Doenças pulmonares intersticiais; Anóxia; Hipertensão pulmonar.

 

6 - Estudo imunohistoquímico do remodelamento pulmonar em camundongos expostos à fumaça de cigarro

Immunohistochemical study of lung remodeling in mice exposed to cigarette smoke

Samuel Santos Valença, Luís Cristóvão Porto

J Bras Pneumol.2008;34(10):787-795

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Muitos estudos sobre enfisema são realizados com exposição de animais à fumaça de cigarro durante um longo tempo, focando o tipo de célula envolvida no desequilíbrio protease/antiprotease e a degradação da matriz extracelular. A expressão aumentada de metaloproteinases no enfisema está associado com citocinas e evidências sugerem um papel importante da metaloproteinase de matriz-12 (MMP-12). Nosso objetivo foi estudar a detecção de inibidor tissular de metaloproteinase-2 (TIMP-2), fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) e interleucina-6 (IL-6) por métodos imunohistoquímicos no pulmão de camundongos. Métodos: Camundongos C57BL/6 machos foram expostos 3 vezes ao dia a fumaça de 3 cigarros por um período de 10, 20, 30 ou 60 dias através de uma câmara de inalação (grupos CS10, CS20, CS30 e CS60, respectivamente). O grupo controle foi exposto às mesmas condições ao ar ambiente. Resultados: Nós observamos um aumento progressivo de macrófagos alveolares no lavado broncoalveolar dos grupos expostos. O diâmetro alveolar médio, um indicador de destruição alveolar, aumentou em todos os grupos expostos quando comparado ao grupo controle. O índice imunohistoquímico (II) para MMP-12 aumentou nos grupos CS10, CS20 e CS30 em paralelo a uma redução do II para TIMP-2 nos grupos CS10, CS20 e CS30. O II para as citocinas TNF-α e IL-6 aumentou em todos os grupos expostos quando comparado ao grupo controle. Enfisema foi observado no grupo CS60, com alterações na densidade de volume de fibras colágenas e elásticas. Conclusões: Estes achados sugerem que a fumaça de cigarro induz enfisema com uma participação importante do TNF-α e da IL-6 sem a participação de neutrófilos.

 


Palavras-chave: Macrófagos alveolares; Enfisema; Inibidor tissular de metaloproteinase-2; Interleucina-6.

 

7 - Resistência de vias aéreas em crianças medida pela técnica do interruptor: valores de referência

Airway resistance in children measured using the interrupter technique: reference values

Viviane Viegas Rech, Paula Cristina Vasconcellos Vidal, Hilário Teixeira de Melo Júnior, Renato Tetelbom Stein, Paulo Márcio Condessa Pitrez, Marcus Herbert Jones

J Bras Pneumol.2008;34(10):796-803

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A técnica do interruptor é usada para determinar interrupter resistance (Rint, medida de resistência das vias aéreas através da técnica do interruptor) durante respiração tranqüila. Este método não-invasivo requer mínima cooperação e, por isso, pode ser útil para avaliar obstrução de vias aéreas em crianças não-colaborativas. Não existem dados publicados de valores de referência para Rint na população brasileira até o momento. O objetivo deste estudo foi definir uma equação para prever a resistência das vias aéreas pela técnica do interruptor em crianças saudáveis de 3 a 13 anos de idade. Métodos: Este estudo transversal prospectivo com crianças pré-escolares e escolares em Porto Alegre, Brasil, mensurou Rint durante pico de fluxo expiratório no volume corrente. Resultados: Cento e noventa e três crianças completaram as medidas. Estatura, peso corporal e idade mostraram correlação significante e independente com Rint na análise univariada usando regressão linear. A regressão múltipla com estatura, peso corporal, idade e gênero como variáveis resultou em um modelo no qual somente estatura e peso corporal foram significativos e independentes para predizer Rint. Colinearidade foi identificada entre estatura, peso corporal e idade. Conclusões: Valores e equação de referência para Rint em crianças saudáveis foram obtidos e são relacionados a estatura.

 


Palavras-chave: Testes de função respiratória; Resistência das vias respiratórias; Técnicas de diagnóstico do sistema respiratório; Obstrução das vias respiratórias/diagnóstico; Valores de referência.

 

8 - Diagnóstico e prognóstico dos tumores pulmonares neuroendócrinos mediante microscopia eletrônica e análise multivariavel de agrupamento

Using electron microscopy and multivariate cluster analysis to determine diagnosis and prognosis in cases of neuroendocrine lung carcinoma

Cecília Aparecida Vaiano Farhat, Edwin Roger Parra, Andrew V. Rogers, Silvia Nagib Elian, Mary N. Sheppard, Vera Luiza Capelozzi

J Bras Pneumol.2008;34(10):804-811

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Estabelecer, com ajuda do microscópio eletrônico, critérios que possibilitem uma diferenciação mais exata entre os quatro tipos maiores de tumores neuroendócrinos pulmonares: tumor carcinóide típico e atípico, carcinoma de grandes células neuroendócrino e carcinoma de pequenas células. Métodos: Todos os tumores foram avaliados morfometricamente e 16 variáveis foram relacionadas com diferenciação das células tumorais; estas variáveis foram analisadas sob microscopia eletrônica com ajuda de um analisador de imagem digital em 27 tumores. A avaliação através da microscopia eletrônica revelou que todos os tumors investigados podiam ser classificados a um dos quarto tipos listados acima. A análise das variáveis morfométricas foi usada para agrupar os tumores em três grandes grupos, os quais foram relacionados à sobrevivência pelas curvas de Kaplan Meier. Resultados: Os três grupos de carcinoma neuroendócrino associaram-se às curvas da sobrevivência, as quais mostraram características ultra-estruturais na microscopia eletrônica de significância prognóstica distinta. Os tumores foram contidos em três grupos bem definidos, que representam o espectro da diferenciação neuroendócrina: tumor carcinóide (grupo 1); tumor carcinóide atípico e carcinoma de grandes células neuroendócrino (grupo 2); e carcinoma de pequenas células (grupo 3). O grupo 2 representa um espectro intermediário na carcinogênese neuroendócrina, entre o carcinóide típico e o carcinoma de pequenas células. Conclusões: Nossos achados confirmam que a microscopia eletrônica é uma ferramenta útil no diagnóstico e prognóstico dos casos de tumores pulmonares.

 


Palavras-chave: Tumores neuroendócrinos/pulmão; Microscopia eletrônica; Análise por aglomerados; Análise de sobrevida.

 

9 - Hematopoese extramedular: achados em tomografia computadorizada do tórax de 6 pacientes

Extramedullary hematopoiesis: findings on computed tomography scans of the chest in 6 patients

Edson Marchiori, Dante Luiz Escuissato, Klaus Loureiro Irion, Gláucia Zanetti, Rosana Souza Rodrigues, Gustavo de Souza Portes Meirelles, Bruno Hochhegger

J Bras Pneumol.2008;34(10):812-816

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Apresentar os achados na tomografia computadorizada do tórax indicativos de hematopoese extramedular de seis pacientes. Métodos: Foram estudadas, retrospectivamente, as tomografias de seis pacientes adultos-cinco homens e uma mulher-com idade média de 36,5 anos. Os exames foram analisados por dois radiologistas, de forma independente, e as decisões finais foram obtidas por consenso. Resultados: O achado mais freqüente nas tomografias foi o de massas paravertebrais inferiores, de conteúdo heterogêneo (quatro pacientes). As tomografias de dois pacientes mostravam uma massa solitária parietal e pleural. Conclusões: A hematopoese extramedular apresenta aspectos na tomografia computadorizada fortemente sugestivos do diagnóstico que, quando correlacionados com a presença de doença hematológica de base, permitem, na maior parte dos casos, dispensar a comprovação histopatológica.

 


Palavras-chave: Tomografia computadorizada por raios X; Hematopoese extramedular, Mediastino/fisiopatologia, Anemia falciforme.

 

10 - Alterações da pressão de pico inspiratório e do volume corrente fornecidos por reanimadores manuais com balão auto-inflável em função do fluxo de entrada de oxigênio utilizado

Alterations in peak inspiratory pressure and tidal volume delivered by manually operated self-inflating resuscitation bags as a function of the oxygen supply rate

Armando Carlos Franco de Godoy, Ronan José Vieira, Eduardo Mello De Capitani

J Bras Pneumol.2008;34(10):817-821

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar possíveis alterações do volume corrente e da pressão de pico inspiratório fornecidos por sete modelos de reanimador manual com balão auto-inflável em função do fluxo de entrada de oxigênio utilizado. Métodos: Os reanimadores testados foram: Oxigel,modelos A e B; CE Reanimadores; ProtecSolutions; Missouri; Axmed; e Narcosul. Para as aferições, acoplaram-se um fluxômetro de oxigênio de parede, um fluxômetro/respirômetro, um reanimador, um sensor (aparelho Tracer 5) e um pulmão-teste. Além disso, acoplou-se o aparelho Tracer 5 a um notebook. Utilizaram-se fluxos de entrada de oxigênio de 1, 5, 10 e 15 L/min. Resultados: O volume corrente fornecido pelo reanimador Oxigel modelo A ao receber 15 L/min de oxigênio foi aproximadamente 99% maior que o fornecido ao receber 1 L/min de oxigênio. Da mesma forma, a pressão de pico inspiratório foi 155% maior. Nas mesmas condições, o volume corrente fornecido pelo reanimador Narcosul foi 48% maior, e a pressão de pico inspiratório foi 105% maior. Os demais reanimadores testados não apresentaram alterações significativas do volume corrente e da pressão de pico inspiratório fornecidos. Conclusões: Nas condições de resistência e complacência utilizadas, os reanimadores em que o fluxo de entrada de oxigênio é direcionado diretamente ao interior do balão tiveram a válvula do paciente presa em posição de inspiração ao receberem um fluxo ≥ 5 L/min, aumentando significativamente o volume corrente e a pressão de pico inspiratório fornecidos. Isso não ocorreu nos reanimadores em que o fluxo de entrada de oxigênio é direcionado ao exterior do balão.

 


Palavras-chave: Oxigênio/administração & dosagem; Ressuscitação; Equipamentos e provisões; Ventilação pulmonar; Cuidados intensivos.

 

11 - Doença pulmonar por Mycobacterium tuberculosis e micobactérias não-tuberculosas entre pacientes recém-diagnosticados como HIV positivos em Moçambique, África

Mycobacterium tuberculosis and nontuberculous mycobacterial isolates among patients with recent HIV infection in Mozambique

Elizabete Abrantes Nunes, Eduardo Mello De Capitani, Elizabete Coelho, Alessandra Costa Panunto, Orvalho Augusto Joaquim, Marcelo de Carvalho Ramos

J Bras Pneumol.2008;34(10):822-828

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A micobacteriose é frequentemente diagnosticada entre pacientes infectados pelo HIV. Em Moçambique, onde apenas um pequeno número de pacientes encontra-se sob tratamento anti-retroviral, e a tuberculose tem alta prevalência, existe a necessidade de melhor caracterização destes agentes bacterianos, em nível de espécie, bem como de se caracterizar os padrões de resistência às drogas antituberculosas. Métodos: Em uma coorte de 503 indivíduos HIV positivos suspeitos de tuberculose pulmonar, 320 apresentaram positividade para baciloscopia ou cultura no escarro e no lavado brônquico. Resultados: Bacilos álcool-ácido resistentes foram detectados no escarro em 73% dos casos com cultura positiva. De 277 isolados em cultura, apenas 3 mostraram-se tratar de micobactérias não-tuberculosas: 2 Mycobacterium avium e uma M. simiae. Todos os isolados de M. tuberculosis inicialmente caracterizados através de reação em cadeia de polimerase (RCP) do gene hsp65 foram posteriormente caracterizados como tal através de RCP do gene gyrB. Resistência à isoniazida foi encontrada em 14% dos casos; à rifampicina em 6%; e multirresistência em 5%. Pacientes previamente tratados para tuberculose mostraram tendência a taxas maiores de resistência às drogas de primeira linha. O padrão radiológico mais freqüente encontrado foi o infiltrado intersticial (67%), seguido da presença de linfonodos mediastinais (30%), bronquiectasias (28%), padrão miliar (18%) e cavidades (12%). Os pacientes infectados por micobactérias não-tuberculosas não apresentaram manifestações clínicas distintas das apresentadas pelos outros pacientes. A mediana de linfócitos CD4 entre todos os pacientes foi de 134 células/mm3. Conclusões: Tuberculose e AIDS em Moçambique estão fortemente associadas, como é de se esperar em países com alta prevalência de tuberculose. Embora as taxas de resistência a drogas sejam altas, o esquema isoniazida-rifampicina continua sendo a escolha apropriada para o início do tratamento.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Micobactérias atípicas; HIV; Síndrome de imunodeficiência adquirida; Resistência a múltiplos medicamentos; Moçambique.

 

Artigo de Revisão

12 - Dislipidemia relacionada à fibrose cística

Cystic fibrosis-related dyslipidemia

Crésio de Aragão Dantas Alves, Daniela Seabra Lima

J Bras Pneumol.2008;34(10):829-837

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Esse artigo tem por objetivo rever o conhecimento atual sobre a fisiopatologia, o diagnóstico e a abordagem da dislipidemia relacionada à fibrose cística (DFC). A pesquisa bibliográfica utilizou os bancos de dados Medline e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (1987-2007), selecionando os artigos mais relevantes sobre o tema. A DFC é caracterizada por hipertrigliceridemia e/ou hipocolesterolemia e deficiência de ácidos graxos essenciais. Seus principais fatores de risco são: insuficiência pancreática, dieta rica em carboidratos, hepatopatias, estado inflamatório e corticoterapia. Não existem recomendações específicas sobre a triagem, que habitualmente é realizada a partir do diagnóstico e, em intervalos regulares, com maior freqüência, nos indivíduos pertencentes aos grupos de risco. O tratamento inclui: dieta balanceada, reposição de micronutrientes, vitaminas e fibras, além de exercício físico regular de acordo com a tolerância individual. Na grande maioria dos casos, a hipertrigliceridemia da DFC não atinge valores que indiquem o uso de hipolipemiantes. Conclui-se que existem poucos trabalhos na literatura sobre a freqüência, etiologia e manejo da DFC. A recomendações preventivas e terapêuticas para a hipertrigliceridemia são extrapoladas de diretrizes para indivíduos sem fibrose cística. Mais pesquisas são necessárias para investigar a associação da deficiência de ácidos graxos essenciais com a fisiopatologia da fibrose cística. Como a hipertrigliceridemia é um importante fator de risco para doença arterial coronariana, estudos prospectivos irão contribuir para o melhor entendimento da história natural dessa complicação bem como definir maneiras de preveni-la e tratá-la.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Dislipidemias; Hipertrigliceridemia; Ácidos graxos não-esterificados.

 

Comunicação Breve

13 - Teste de vasorreatividade pulmonar

Testing pulmonary vasoreactivity

Edmundo Clarindo Oliveira, Carlos Faria Santos Amaral, Marco Antonio Moura, Frederico Thadeu Assis Figueiredo Campos, Helder Machado Pauperio

J Bras Pneumol.2008;34(10):838-844

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A hipertensão arterial pulmonar é classificada como idiopática ou secundária (associada a colagenoses, cardiopatias, hipertensão portal, tromboembolismo pulmonar e doenças da vasculatura pulmonar). O teste de vasorreatividade pulmonar é indicado para definir a melhor opção terapêutica. Muitas drogas têm sido utilizadas para a realização desse teste, sendo o óxido nítrico inalado a melhor opção, por apresentar ação específica pulmonar e meia vida muita curta (5-10 s). O resultado desse teste identifica candidatos à cirurgia cardíaca nas cardiopatias congênitas e candidatos ao uso de antagonista de cálcio nas outras formas de hipertensão pulmonar. A realização e interpretação do teste de vasorreatividade pulmonar exigem grande responsabilidade, e erros podem levar a decisões erradas e à ocorrência de óbitos.

 


Palavras-chave: Hipertensão pulmonar/diagnóstico; Óxido nítrico/uso diagnóstico; Administração por inalação.

 

Diretrizes da SBPT

14 - Diretrizes para cessação do tabagismo - 2008

Smoking cessation guidelines - 2008

Jonatas Reichert, Alberto José de Araújo, Cristina Maria Cantarino Gonçalves, Irma de Godoy, José Miguel Chatkin, Maria da Penha Uchoa Sales, Sergio Ricardo Rodrigues de Almeida Santos e Colaboradores

J Bras Pneumol.2008;34(10):845-880

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Estas diretrizes constituem uma ferramenta atualizada e abrangente para auxiliar o profissional de saúde na abordagem do tabagista, recomendando atitudes baseadas em evidências clínicas como a melhor forma de conduzir cada caso. De forma reduzida e mais objetiva possível, o texto final foi agrupado em dois grandes itens: Avaliação e Tratamento. Os dois itens apresentam comentários e níveis de recomendação das referências utilizadas, bem como algumas propostas de abordagem, como por exemplo, redução de danos, em situações específicas ainda pouco exploradas, como recaídas, tabagismo passivo, tabagismo na categoria médica e uso de tabaco em ambientes específicos.

 


Palavras-chave: Tabagismo/efeitos adversos; Abandono do hábito de fumar/métodos; Guia.

 

Relato de Caso

15 - Amiloidose traqueobrônquica primária

Primary tracheobronchial amyloidosis

José Wellington Alves dos Santos, Ayrton Schneider Filho, Alessandra Bertolazzi, Gustavo Trindade Michel, Lauro Vinícius Schvarcz da Silva, Carlos Renato Melo, Vinícius Dallagasperina Pedro, Daniel Spilmann, Juliana Kaczmareck Figaro

J Bras Pneumol.2008;34(10):881-884

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A amiloidose traqueobrônquica é uma forma pouco comum de amiloidose localizada, caracterizada por depósitos amilóides limitados à traquéia, brônquios principais e brônquios segmentares. Nós apresentamos o caso de um homem aposentado de 67 anos com dispnéia progressiva de longa data, sibilância e dor torácica. O diagnóstico de amiloidose traqueobrônquica foi realizado após três fibrobroncoscopias e confirmação histopatológica com coloração vermelho congo.

 


Palavras-chave: Amiloidose/traquéia; Broncoscopia; Doenças da traquéia/diagnóstico.

 

16 - Gravidez em paciente com microlitíase alveolar pulmonar grave

Pregnancy in a patient with severe pulmonary alveolar microlithiasis

José Osmar Bezerra de Souza Filho, Cristiane Maria Cavalcante Silveira, Aline Barreto da Cunha, Valéria Goes Ferreira Pinheiro, Francisco Edson de Lucena Feitosa, Marcelo Alcântara Holanda

J Bras Pneumol.2008;34(10):885-888

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A microlitíase alveolar pulmonar (MAP) é uma doença rara que atinge ambos os pulmões, caracterizada pela presença de pequenos cálculos (fosfato de cálcio) nos espaços alveolares. Relatamos o caso de uma paciente do sexo feminino, de 26 anos, cujo diagnóstico foi confirmado com base nos achados marcantes na radiografia de tórax e tomografia computadorizada de alta resolução. A paciente, gestante de 28 semanas, retornou ao hospital 10 meses após o diagnóstico apresentando insuficiência respiratória hipoxêmica e com distúrbio ventilatório restritivo grave à espirometria. Após completadas 32 semanas e 4 dias de gestação, foi submetida aparto cesariano, com sucesso para mãe e filha. A MAP tem evolução clínica variável. Tem provável caráter autossômico recessivo e associação com história familiar positiva. A etiologia é incerta, e muitos autores especulam que haja um defeito enzimático local responsável pelo acúmulo intra-alveolar de cálcio. Relatos de pacientes com MAP que engravidaram são excepcionais, sendo o presente caso o primeiro descrito no Brasil. O curso dessa doença costuma ser lentamente progressivo, e os pacientes geralmente falecem devido à insuficiência cardiorrespiratória. O presente caso ilustra a necessidade de se oferecer aconselhamento genético e orientações sobre o risco de gravidez às pacientes, especialmente em casos de doença avançada. Atualmente, a única terapia efetiva é o transplante pulmonar.

 


Palavras-chave: Alvéolos pulmonares; Gravidez; Insuficiência respiratória.

 

Ano 2008 - Volume 34  - Número 11  (/Novembro)

Editorial

1 - O escarro induzido na prática médica

Induced sputum cell counts in medical practice

Elcio Oliveira Vianna

J Bras Pneumol.2008;34(11):889-890

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Influência do biofármaco DNA-hsp65 na lesão pulmonar induzida por bleomicina

Influence of a DNA-hsp65 vaccine on bleomycin-induced lung injury

Adriana Ignacio de Padua, Célio Lopes Silva, Simone Gusmão Ramos, Lúcia Helena Faccioli, José Antônio Baddini Martinez

J Bras Pneumol.2008;34(11):891-899

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a influência do biofármaco DNA-hsp65 em um modelo de distúrbio fibrosante pulmonar experimental. Métodos: Foram estudados 120 camundongos machos C57BL/6, divididos em quatro grupos: grupo SS, animais tratados com salina (placebo) e injetados com salina intratraqueal (IT); grupo SB, tratados com salina (placebo) e injetados com bleomicina IT; grupo PB, tratados com plasmídeo, sem gene bacteriano, e injetados com bleomicina IT; e grupo BB, tratados com DNA-hsp65 e injetados com bleomicina IT. A bleomicina foi injetada 15 dias após a última imunização, e os animais sacrificados seis semanas após o uso da droga IT. O pulmão esquerdo retirado foi utilizado para análise morfológica, e o pulmão direito para dosagens de hidroxiprolina. Resultados: A proporção de camundongos que apresentaram morte não-programada depois de 48 h da injeção IT foi maior no grupo SB em comparação ao grupo SS (57,7% vs. 11,1%). A área percentual média de interstício septal foi maior nos grupos SB e PB (53,1 ± 8,6% e 53,6 ± 9,3%, respectivamente) em comparação aos grupos SS e BB (32,9 ± 2,7% e 34,3 ± 6,1%, respectivamente). Os grupos SB, PB e BB mostraram aumentos nos valores médios da área de interstício septal corada por picrosirius em comparação ao grupo SS (SS: 2,0 ± 1,4%; SB: 8,2 ± 4,9%; PB: 7,2 ± 4,2%; e BB: 6,6 ± 4,1%). O conteúdo pulmonar de hidroxiprolina no grupo SS foi inferior ao dos demais grupos (SS: 104,9 ± 20,9 pg/pulmão; SB: 160,4 ± 47,8 pg/pulmão; PB: 170,0 ± 72,0 pg/pulmão; e BB: 162,5 ± 39,7 pg/pulmão). Conclusões: A imunização com o biofármaco DNA-hsp65 interferiu na deposição de matriz não-colágena em um modelo de lesão pulmonar induzida por bleomicina.

 


Palavras-chave: Fibrose pulmonar; Bleomicina; Colágeno.

 

3 - Prevalência de aspergilose broncopulmonar alérgica em pacientes com fibrose cística na Bahia, Brasil

Prevalence of allergic bronchopulmonary aspergillosis in patients with cystic fibrosis in the state of Bahia, Brazil

Ana Cláudia Costa Carneiro, Antônio Carlos Moreira Lemos, Sérgio Marcos Arruda, Maria Angélica Pinheiro Santos Santana

J Bras Pneumol.2008;34(11):900-906

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a prevalência de aspergilose broncopulmonar alérgica (ABPA) em pacientes com fibrose cística acompanhados em um centro de referência da Bahia. Métodos: Estudo transversal, com coleta prospectiva de dados, realizado no Centro de Referência de Fibrose Cística da Bahia do Hospital Especializado Octavio Mangabeira. Foram incluídos no estudo 74 pacientes que tinham diagnóstico de fibrose cística, com idade acima de 6 anos e tratados entre 9 de dezembro de 2003 e 7 de março de 2005. Foram analisadas as seguintes variáveis: gênero, idade, capacidade vital forçada, volume expiratório forçado no primeiro segundo, resposta a prova farmacodinâmica, achados em radiografia torácica e de seios de face, presença de sibilância, culturas para Aspergillus spp., imunoglobulina E (IgE) total, IgE específica para Aspergillus fumigatus e teste cutâneo de leitura imediata para aspergilina. Resultados: Dos 74 pacientes, 2 foram diagnosticados com ABPA. Níveis de IgE total > 1.000 UI/mL foram observados em 17 pacientes (23%), teste cutâneo de leitura imediata para A. fumigatus positivos em 19 (25,7%) e sibilância em 60 (81,1%). Conclusões: A taxa de prevalência de ABPA foi de 2,7%. As altas taxas de IgE total, de teste cutâneo imediato para A. fumigatus positivos e de sibilância sugerem que estes pacientes devam ser acompanhados cuidadosamente por haver a possibilidade do desenvolvimento de ABPA.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Aspergilose broncopulmonar alérgica; Imunoglobulina E/uso diagnóstico; Hipersensibilidade imediata/diagnóstico; Gliotoxina.

 

4 - Função pulmonar e força muscular respiratória em pacientes com doença renal crônica submetidos à hemodiálise

Pulmonary function and respiratory muscle strength in chronic renal failure patients on hemodialysis

Demetria Kovelis, Fábio Pitta, Vanessa Suziane Probst, Celeide Pinto Aguiar Peres, Vinicius Daher Alvares Delfino, Altair Jacob Mocelin, Antônio Fernando Brunetto

J Bras Pneumol.2008;34(11):907-912

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a função pulmonar e a força muscular respiratória de pacientes com doença renal crônica e correlacioná-las com a variação de peso ligada à realização de hemodiálise; estudar a correlação entre o tempo de hemodiálise e possíveis alterações respiratórias. Métodos: Foram avaliados 17 pacientes (mediana de idade, 47 anos; intervalo interquartílico, 41-52 anos) submetidos a três sessões semanais de hemodiálise (mediana de tempo, 27 meses; intervalo interquartílico, 14-55). Doze eram do sexo masculino. Realizaram espirometria e mensuração das pressões máximas inspiratória (PImáx) e expiratória (PEmáx) antes e após a primeira sessão semanal de hemodiálise. O peso corporal foi quantificado antes e após as três sessões semanais. Resultados: Oito pacientes apresentaram distúrbio restritivo leve antes da primeira sessão de hemodiálise. Desses, 2 normalizaram após a sessão. Houve aumento da capacidade vital forçada (p = 0,02) e diminuição de peso (p = 0,0001) ao final da primeira sessão semanal. A variação de peso durante três dias sem hemodiálise tendeu a se correlacionar com a variação da capacidade vital forçada na primeira sessão (r = 0,47; p = 0,055). O tempo de hemodiálise correlacionou-se com os valores da porcentagem do predito da PImáx (r = −0,53; p = 0,03) e com a PEmáx (r = −0,63; p = 0,006) pré-diálise. Conclusões: O maior ganho de peso no período interdialítico está associado com a piora da função pulmonar, que pode ser quase totalmente revertida com hemodiálise. Além disso, o maior tempo de hemodiálise está associado à diminuição da força muscular respiratória.

 


Palavras-chave: Espirometria; Músculos respiratórios/fisiopatologia; Doença renal crônica; Diálise renal.

 

5 - Determinação do componente inflamatório das doenças das vias aéreas através do escarro induzido: utilização na prática clínica

Determination of the inflammatory component of airway diseases by induced sputum cell counts: use in clinical practice

Pablo Moritz, Leila John Marques Steidle, Manuela Brisot Felisbino, Túlia Kleveston, Marcia Margaret Menezes Pizzichini, Emilio Pizzichini

J Bras Pneumol.2008;34(11):913-921

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a utilização e a influência da determinação do componente inflamatório das doenças das vias aéreas (inflamometria), através do exame do escarro induzido, nas decisões terapêuticas de um serviço terciário de pneumologia. Métodos: Foram analisadas 151 amostras de escarro induzido de 132 pacientes consecutivamente referidos para indução de escarro com propósitos clínicos por cinco pneumologistas, no período entre julho de 2006 e fevereiro de 2007. As indicações para a realização do teste e a conduta terapêutica adotada em função do resultado foram analisadas através de um questionário estruturado preenchido pelo médico que solicitou o escarro induzido. O escarro foi obtido e processado de acordo com uma técnica previamente descrita. Resultados: As principais indicações do teste foram: titulação da dose do corticosteróide inalatório na asma moderada a grave (54,3%), investigação de tosse crônica (30,5%), monitoração da inflamação em pacientes com bronquiectasias (7,3 %) e monitoração da inflamação na doença pulmonar obstrutiva crônica (6%). Dos 82 pacientes com asma, 47 (57%) apresentaram bronquite eosinofílica (eosinófilos > 3%). Bronquite eosinofílica sem asma foi diagnosticada em 9 (19%) dos 46 pacientes que realizaram o exame para investigar tosse crônica. Bronquite neutrofílica (neutrófilos > 65%) foi observada em 13 pacientes; 5 com asma, 2 com tosse crônica e 6 com doença pulmonar obstrutiva crônica/bronquiectasias. Com base nos resultados do exame do escarro induzido, 48 (64,7%) pacientes com asma tiveram sua dose de corticosteróide modificada. Conclusões: A aplicação sistemática da inflamometria através do exame do escarro induzido pode trazer importantes benefícios aos pacientes com doenças respiratórias, principalmente àqueles portadores de asma e/ou tosse crônica.

 


Palavras-chave: Escarro; Asma; Bronquite.

 

6 - Estudo comparativo entre um sistema de sonda genética e métodos clássicos na identificação das micobactérias

Gene probes versus classical methods in the identification of mycobacteria

Andréa Gobetti Vieira Coelho, Liliana Aparecida Zamarioli, Clemira Martins Pereira Vidal Reis, Ana Carolina Chiou Nascimento, Juliana dos Santos Rodrigues

J Bras Pneumol.2008;34(11):922-926

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: O aparecimento da co-infecção tuberculose/HIV e o aumento de casos de doenças provocadas por micobactérias não-tuberculosas (MNT) exigem repostas laboratoriais rápidas tanto no isolamento como na identificação das micobactérias. O objetivo deste trabalho foi avaliar a identificação das micobactérias através de sonda genética em comparação com os métodos bioquímicos clássicos. Métodos: Entre 2002 e 2004, foram analisadas 178 culturas de micobactérias, confirmadas como bacilos álcool-ácido resistentes e obtidas de isolados clínicos de pacientes sintomáticos respiratórios ou com suspeita clínica de tuberculose pulmonar e/ou micobacterioses, atendidos nas Unidades de Saúde da Baixada Santista. Resultados: A sonda genética identificou 137 amostras (77%) como complexo Mycobacterium tuberculosis e 41 (23%) como MNT. A discordância observada de 3% entre os métodos ocorreu apenas no ano de implantação (2002). Ao comparar os métodos, a sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e valor preditivo negativo da sonda genética foram 98%, 93%, 98% e 93%, respectivamente. Conclusões: Apesar do custo elevado, a identificação de micobactérias pela técnica molecular é mais rápida: máximo de 3 h vs. 28-30 dias para os métodos clássicos. A utilização de sondas genéticas é uma técnica molecular validada, simples e disponível no mercado, com elevada especificidade, sensibilidade e rapidez, o que justifica sua implantação e uso rotineiro em laboratórios de referência, facilitando o diagnóstico e permitindo uma intervenção clínica ágil.

 


Palavras-chave: Mycobacterium tuberculosis; Tuberculose/diagnóstico; Mycobacterium/classificação; sondas DNA.

 

7 - Fatores associados à experimentação do cigarro em adolescentes

Factors associated with cigarette experimentation among adolescents

Maristela Prado e Silva, Regina Maria Veras Gonçalves da Silva, Clovis Botelho

J Bras Pneumol.2008;34(11):927-935

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar a prevalência e os fatores associados à experimentação do cigarro em adolescentes. Métodos: Estudo transversal, utilizando-se questionário específico, onde foram entrevistados 2.883 estudantes do ensino fundamental e do 1º ano do ensino médio, de escolas localizadas na zona urbana da cidade de Cuiabá (MT). Estimou-se a prevalência e foram analisados os principais fatores relacionados à experimentação do cigarro. Após isso, obteve-se um modelo logístico hierarquizado descrevendo as chances da experimentação do cigarro relacionada com as variáveis investigadas. Resultados: A prevalência da experimentação do cigarro foi de 30,2%. No modelo final de análise, as principais variáveis relacionadas com a experimentação do cigarro foram menor nível de escolaridade da mãe (OR = 2,44; IC95%: 1,72‑3,47); menor nível socioeconômico (OR = 1,39; IC95%: 1,01-1,93); estudar na escola pública (OR = 1,56; IC95%: 1,22-2,00); estar no 1º ano do ensino médio (OR = 3,45; IC95%: 2,63-4,54); estudar no período noturno (OR = 2,44; 1,85-3,22); ter pais separados (OR = 1,23; IC95%: 1,02-1,49); já ter sido reprovado na escola (OR = 2,17; IC95%: 1,78-2,70); ter amigos fumantes (OR = 3,75; IC95%: 2,99-4,70); ter irmãos fumantes (OR = 2,44; IC95%: 1,82-3,27); e ser mais velho (17-19 anos) (OR = 2,44; IC95%: 1,39-4,17). Conclusões: Foi alta proporção de adolescentes que experimentaram o cigarro. Após ajuste para variáveis de confusão os fatores mais fortemente associados à experimentação do cigarro foram nível de escolaridade da mãe, idade do adolescente, estudar no período noturno, já ter sido reprovado na escola e ter amigos e irmãos fumantes. Medidas preventivas devem ser direcionadas aos adolescentes, dentro das instituições escolares, como forma de controle do tabagismo.

 


Palavras-chave: Tabagismo; Adolescente; Estudantes; Fatores de risco.

 

8 - Tabagismo em pacientes internados em um hospital geral

Smoking among hospitalized patients in a general hospital

Maria Vera Cruz de Oliveira, Tatiana Riera de Oliveira, Carlos Alberto de Castro Pereira, Alexandre Vidal Bonfim, Fernando Studart Leitão Filho, Larissa Rego Voss

J Bras Pneumol.2008;34(11):936-941

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a freqüência do tabagismo em pacientes internados em um hospital geral, e caracterizar o perfil dos fumantes hospitalizados. Métodos: Foi avaliada uma amostra representativa e aleatória de 111 pacientes internados, classificados como não-fumantes, ex-fumantes e fumantes. Nos fumantes foi aplicado o questionário de Fagerström e obtidas medidas de monóxido de carbono no ar expirado. Valores acima de 6 ppm de monóxido de carbono no ar expirado foram considerados significantes para tabagismo recente. ­Resultados: Dos 111 pacientes, 60 (54%) eram do sexo feminino. A média de idade foi de 70 anos. Do total, 56 pacientes (51%) nunca fumaram, 36 (32%) eram ex-fumantes e 19 (17%) eram fumantes atuais. Todos os fumantes eram do sexo masculino. Os fumantes tinham menor idade (58 ± 17 anos), em comparação aos não-fumantes (68 ± 14 anos) e ex-fumantes (73 ± 14 anos)-ANOVA: F = 6,57 (p = 0,002). A carga tabágica média dos fumantes foi de 43 anos-maço. A média do escore de Fagerström foi de 5,0. Dos 19 fumantes, 11 (58%) tinham sintomas respiratórios, e 3 tinham sintomas de abstinência. A média de monóxido de carbono no ar expirado dos fumantes foi 5,0 ppm. Oito (42%) dos fumantes tinham níveis de monóxido de carbono no ar expirado acima de 6 ppm. Houve maior prevalência de tabagistas em algumas clinicas: 70% dos fumantes se encontravam em apenas cinco enfermarias. Conclusões: Em um grande hospital terciário, 17% dos pacientes internados eram fumantes e destes 7% fumaram nas últimas 8 horas. Os fumantes eram pacientes mais jovens do sexo masculino, internados em determinadas clínicas.

 


Palavras-chave: Tabagismo; Hospitalização; Monóxido de carbono/uso diagnóstico.

 

9 - Citocinas e proteínas de fase aguda do soro como marcadores de regressão da resposta inflamatória ao tratamento da tuberculose pulmonar

Cytokines and acute phase serum proteins as markers of inflammatory regression during the treatment of pulmonary tuberculosis

Eliana Peresi, Sônia Maria Usó Ruiz Silva, Sueli Aparecida Calvi, Jussara Marcondes-Machado

J Bras Pneumol.2008;34(11):942-949

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar o padrão de citocinas pró- e antiinflamatórias e da resposta de fase aguda (RFA) como marcadores de resposta ao tratamento da tuberculose pulmonar. Métodos: Determinação dos níveis de interferon-gama (IFN-γ), tumor necrosis factor-alpha (TNF-α, fator de necrose tumoral-alfa), interleucina-10 (IL-10) e transforming growth factor-beta (TGF-β, fator transformador de crescimento-beta), pelo método ELISA, em sobrenadante de cultura de células mononucleares do sangue periférico e monócitos, assim como dos níveis de proteínas totais, albumina, globulinas, alfa-1-glicoproteína ácida (AGA), proteína C reativa (PCR) e velocidade de hemossedimentação (VHS) em 28 doentes com tuberculose pulmonar, em três tempos: antes (T0), aos três meses (T3) e aos seis meses (T6) de tratamento, em relação aos controles saudáveis, em um único tempo. Resultados: Os pacientes apresentaram valores maiores de citocinas e RFA que os controles em T0, com diminuição em T3 e diminuição (TNF-α, IL-10, TGF-β, AGA e VHS) ou normalização (IFN-γ e PCR) em T6. Conclusões: PCR, AGA e VHS são possíveis marcadores para auxiliar no diagnóstico de tuberculose pulmonar e na indicação de tratamento de indivíduos com baciloscopia negativa; PCR (T0 > T3 > T6 = referência) pode também ser marcador de resposta ao tratamento. Antes do tratamento, o perfil Th0 (IFN-γ, IL-10, TNF-α e TGF-β), indutor de e protetor contra inflamação, prevaleceu nos pacientes; em T6, prevaleceu o perfil Th2 (IL-10, TNF-α e TGF-β), protetor contra efeito nocivo pró-inflamatório do TNF-α ainda presente. O comportamento do IFN-γ (T0 > T3 > T6 = controle) sugere sua utilização como marcador de resposta ao tratamento.

 


Palavras-chave: Proteínas da fase aguda; Citocinas; Mycobacterium tuberculosis; Tuberculose/terapia.

 

10 - Isolamento de micobactérias não-tuberculosas em São José do Rio Preto entre 1996 e 2005

Nontuberculous mycobacteria isolated in São José do Rio Preto, Brazil between 1996 and 2005

Heloisa da Silveira Paro Pedro, Maria Izabel Ferreira Pereira, Maria do Rosário Assad Goloni, Suely Yoko Mizuka Ueki, Erica Chimara

J Bras Pneumol.2008;34(11):950-955

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Estudar a ocorrência de micobactérias não-tuberculosas e a variabilidade das espécies isoladas na região atendida pelo Instituto Adolfo Lutz-Regional de São José do Rio Preto-no período entre 1996 e 2005, assim como mostrar a importância do diagnóstico laboratorial. Métodos: A partir de amostras pulmonares e extrapulmonares, foi realizado o isolamento de micobactérias, e estas foram identificadas por métodos fenotípicos e pelo método molecular polymerase chain reaction-restriction enzyme analysis. Resultados: Foram isoladas 317 cepas de micobactérias não-tuberculosas: complexo Mycobacterium avium, 182 (57,4%); M. gordonae, 33 (10,4%); M. fortuitum, 25 (7,9%); M. chelonae, 8 (2,5%); complexo M. terrae, 8 (2,5%); M. kansasii, 7 (2,2%); e espécies menos freqüentes, 54 (17%). No período, foram caracterizados 72 casos (33,3%) de micobacterioses, de acordo com os critérios bacteriológicos estabelecidos pela American Thoracic Society (2007).Desses, complexo M. avium foi responsável por 56 casos, sendo que 29 (51,8%) foram caracterizados como doença disseminada. M. fortuitum foi responsável por 6 casos; M. gordonae, 3; M. chelonae, 2; M. abscessus, 1; M. kansasii, 1; M. intracellulare, 1; M. malmoense, 1; e Mycobacterium ssp., 1. Conclusões: Os resultados obtidos mostraram a importância do diagnóstico bacteriológico das micobacterioses, pois a identificação das espécies possibilita a introdução de um tratamento adequado precocemente.

 


Palavras-chave: Micobactérias atípicas/isolamento & purificação; Micobactérias atípicas/classificação; Técnicas de diagnóstico e procedimentos.

 

Comunicação Breve

11 - Broncoscopia para remoção de corpo estranho: onde está o atraso?

Bronchoscopy for foreign body removal: where is the delay?

Alexandre Garcia de Lima, Nelson Alves dos Santos, Elen Renate Figueira Rocha, Ivan Felizardo Contrera Toro

J Bras Pneumol.2008;34(11):956-958

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Analisaram-se retrospectivamente os prontuários de 145 doentes admitidos no Serviço de Broncoscopia e Cirurgia Torácica do Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (HC-Unicamp) num período de 10 anos. Houve diferença estatística relacionada com o local de consulta inicial (HC-Unicamp versus outros serviços) em termos do tempo gasto desde a suspeita de broncoaspiração até a realização do exame endoscópico respiratório. No entanto, não houve diferença significativa entre o índice de positividade do exame.O baixo número de centros de referência para endoscopia respiratória de urgência pode influenciar negativamente no atendimento a doentes com suspeita de broncoaspiração, piorando a evolução em médio e longo prazo.

 


Palavras-chave: Obstrução das vias respiratórias; Aspiração respiratória; Broncoscopia.

 

Artigo de Revisão

12 - Tuberculose e silicose: epidemiologia, diagnóstico e quimioprofilaxia

Tuberculosis and silicosis: epidemiology, diagnosis and chemoprophylaxis

Carlos Eduardo Galvão Barboza, Daniel Hugo Winter, Márcia Seiscento, Ubiratan de Paula Santos, Mário Terra Filho

J Bras Pneumol.2008;34(11):959-966

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A silicose, a mais prevalente das pneumoconioses, é provocada pela inalação de partículas de sílica cristalina. Indivíduos expostos à sílica, com ou sem silicose, apresentam risco aumentado de tuberculose e de micobacterioses não-tuberculosas. O risco de silicóticos desenvolverem tuberculose em relação a controles sadios varia de 2,8 a 39 vezes, em conformidade com a gravidade da doença de base. Têm sido estudados diferentes esquemas de quimioprofilaxia para tuberculose em silicóticos, todos com eficácia semelhante e com redução final de risco para cerca da metade em relação ao uso de placebo. São, no entanto, esquemas de longa duração, o que, acrescido dos possíveis efeitos colaterais (particularmente hepatotoxicidade), podem prejudicar a aderência. As diretrizes atuais recomendam a realização de prova tuberculínica e, se positiva, a instituição de quimioprofilaxia. São vários os esquemas possíveis, tanto em termos de drogas quanto de duração. Nossa recomendação é de que se use isoniazida na dose de 300 mg/dia (ou 10 mg/kg/dia) por seis meses para os indivíduos com silicose ou sadios com exposição superior a 10 anos, se forem reatores fortes à prova tuberculínica (induração ≥ 10 mm). São necessários, no entanto, novos estudos para que indicações, drogas, doses e duração da profilaxia sejam definidas mais apropriadamente.

 


Palavras-chave: Silicose; Tuberculose; Técnicas de diagnóstico e procedimentos; Quimioprevenção.

 

Diretrizes da SBCT

13 - Diretrizes para a prevenção, diagnóstico e tratamento da hiperidrose compensatória

Guidelines for the prevention, diagnosis and treatment of compensatory hyperhidrosis

Roberto de Menezes Lyra, José Ribas Milanez de Campos, Davi Wen Wei Kang, Marcelo de Paula Loureiro, Marcos Bessa Furian, Mário Gesteira Costa, Marlos de Souza Coelho

J Bras Pneumol.2008;34(11):967-977

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Com o objetivo de se estabelecer diretrizes para a prevenção, o diagnóstico e o tratamento da hiperidrose compensatória, foram realizadas reuniões consensuais com a participação de cirurgiões torácicos filiados à Sociedade Brasileira de Cirurgia Torácica e um cirurgião geral em que foram abordados tópicos de modo a abranger conhecimentos multidisciplinares. A partir de textos recentes com diretrizes para a prevenção, o diagnóstico e tratamento (clínico e cirúrgico) da hiperidrose compensatória, e baseados em revisão bibliográfica, os participantes elaboraram um texto preliminar, cujas recomendações foram submetidas à aprovação dos participantes, possibilitando uma revisão geral do texto final. Deste modo, obteve-se um texto básico que, veiculado pela internet, tornou-se objeto de novas correções e revisões até alcançar a forma final atual.

 


Palavras-chave: Hiperidrose/terapia; Hiperidrose/cirurgia; Simpatectomia/métodos; Complicações pós-operatórias; Cirurgia torácica vídeo‑assistida.

 

Relato de Caso

14 - Ginecomastia: um efeito colateral raro da isoniazida

Gynecomastia: a rare adverse effect of isoniazid

Nelson Morrone, Nelson Morrone Junior, Alessandra Garcia Braz, José Antonio Freire Maia

J Bras Pneumol.2008;34(11):978-981

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Relata-se o caso de um paciente que desenvolveu ginecomastia duas vezes após tratamento para tuberculose. Homem de 18 anos de idade foi tratado com o esquema isoniazida-rifampicina-pirazinamida; no terceiro mês desenvolveu ginecomastia bilateral, dolorosa, com regressão parcial ao final do tratamento. Foi retratado oito anos após com o mesmo regime, e a ginecomastia recorreu após seis meses de tratamento. Dosagens hormonais foram normais, e a mamografia revelou ginecomastia bilateral. A isoniazida foi suspensa, tendo a ginecomastia regredido parcialmente no final do tratamento. Quatro anos após, não foi constatada ginecomastia. Conclui-se que a ginecomastia relacionada à isoniazida regride totalmente após a suspensão da droga e, portanto, o tratamento cirúrgico ou medicamentoso deve ser evitado.

 


Palavras-chave: Isoniazida/efeitos adversos; Ginecomastia/induzido quimicamente; Tuberculose.

 

15 - Linfangioma cístico do mediastino

Cystic lymphangioma of the mediastinum

Filipa Maria Arruda Viveiros Correia, Bárbara Seabra, Ana Rego, Raquel Duarte, José Miranda

J Bras Pneumol.2008;34(11):982-984

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O linfangioma cístico é um tumor congênito benigno e raro. Resulta da proliferação focal de tecido linfático bem diferenciado com origem num anormal desenvolvimento do sistema linfático. A maioria ocorre em crianças ou adultos jovens nos sacos linfáticos primordiais. Geralmente ocorrem no pescoço (75%) e na região axilar (20%). Apenas 1% desses são localizados no mediastino. Os linfangiomas adquiridos, principalmente encontrados em adultos de meia-idade, são conseqüentes a um processo de obstrução linfática crônica secundária a cirurgia, infecção crônica ou radiação. Os autores apresentam um caso clínico de linfangioma cístico do mediastino num indivíduo do sexo masculino de 50 anos, detectado por achado em radiografia de tórax de rotina.

 


Palavras-chave: Linfangioma cístico; Mediastino; Achados acidentais.

 

16 - Nocardiose pulmonar em portador de doença pulmonar obstrutiva crônica e bronquiectasias

Pulmonary nocardiosis in a patient with chronic obstructive pulmonary disease and bronchiectasis

Miguel Abidon Aidê, Silvia Soares Lourenço, Edson Marchiori, Gláucia Zanetti, Pedro Juan José Mondino

J Bras Pneumol.2008;34(11):985-988

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Relatamos o caso de um paciente com doença pulmonar obstrutiva crônica e bronquiectasias, em uso crônico de corticosteróides, que desenvolveu nocardiose pulmonar, sob a forma de múltiplos nódulos pulmonares escavados. Os sintomas principais foram a tosse produtiva com escarro purulento, febre e dispnéia A radiografia simples e a tomografia computadorizada do tórax mostravam nódulos em ambos os pulmões, alguns escavados. O exame direto de escarro e a cultura mostraram a presença de Nocardia spp. A paciente foi tratada com imipenem e cilastatina, com excelente resposta clínica.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica; Nocardiose; Bronquiectasia.

 

Cartas ao Editor

17 - O uso de animais em estudos experimentais

The use of animals in experimental studies

Sami Karapolat

J Bras Pneumol.2008;34(11):989-

PDF PT PDF EN English Text


18 - Resposta do autor

Authors' reply:

José Antonio Baddini Martinez

J Bras Pneumol.2008;34(11):990-

PDF PT PDF EN English Text


Ano 2008 - Volume 34  - Número 12  (/Dezembro)

Editorial

1 - O Jornal Brasileiro de Pneumologia e a Internet

The Brazilian Journal of Pulmonology and the Internet

José Antônio Baddini Martinez

J Bras Pneumol.2008;34(12):991-992

PDF PT PDF EN English Text


2 - Manifestações respiratórias e doenças esofágicas

Respiratory manifestations and esophageal diseases

Elie Fiss

J Bras Pneumol.2008;34(12):993-994

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

3 - Preditores da adesão ao tratamento em pacientes com asma grave atendidos em um centro de referência na Bahia

Predictors of adherence to treatment in patients with severe asthma treated at a referral center in Bahia, Brazil

Pablo de Moura Santos, Argemiro D'Oliveira Júnior, Lúcia de Araújo Costa Beisl Noblat, Adelmir Souza Machado, Antonio Carlos Beisl Noblat, Álvaro Augusto Cruz

J Bras Pneumol.2008;34(12):995-1002

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a taxa de adesão ao tratamento padrão com corticóide inalatório em pacientes com asma grave, identificar seus fatores preditores e avaliar a relação entre adesão ao tratamento e os parâmetros de resposta clínica e funcional. Métodos: Coorte prospectiva de pacientes atendidos no Programa de Controle da Asma e da Rinite Alérgica na Bahia, Brasil. O estudo incluiu 160 pacientes com asma grave, acompanhados por um período de 180 dias para medida da adesão (variável dependente) ao corticóide inalatório prescrito. As variáveis independentes foram determinadas na avaliação inicial e durante seis meses através de entrevistas e aplicação de questionário estruturado. Os pacientes registraram em um diário as doses não utilizadas. Resultados: Do total de 160 pacientes, 158 completaram o estudo. A taxa de adesão ao tratamento foi de 83,8%. Dos 158 pacientes, 112 (70,9%) foram considerados aderentes ao tratamento (ponto de corte: 80% de todas as doses administradas). Houve associação significante entre o controle da asma e adesão ao tratamento. Os fatores relacionados a uma baixa adesão foram efeitos adversos, local de residência distante do centro de referência, dificuldade de pagar pelo transporte e regime posológico. Outros fatores, como sintomas depressivos, religião e classe econômica, não tiveram relação com a adesão. Conclusões: A adesão ao tratamento foi considerada elevada, havendo relação com a resposta clínica ao tratamento em uma amostra de pacientes com asma grave atendidos em um programa público com fornecimento gratuito de medicamentos e atendimento multidisciplinar em unidade de referência.

 


Palavras-chave: Asma; Terapia diretamente observada; Resultado de tratamento; Cooperação do paciente; Farmácia.

 

4 - Influência do dreno pleural sobre a dor, capacidade vital e teste de caminhada de seis minutos em pacientes submetidos à ressecção pulmonar

Influence of pleural drainage on postoperative pain, vital capacity and six-minute walk test after pulmonary resection.

Vanessa Pereira de Lima, Daniela Bonfim, Thais Telles Risso, Denise de Moraes Paisani, Julio Flavio Fiore Junior, Luciana Dias Chiavegato, Sonia Maria Faresin.

J Bras Pneumol.2008;34(12):1003-1007

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a influência do dreno pleural sobre a distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos, da intensidade da dor e da capacidade vital de pacientes submetidos à ressecção pulmonar. Métodos: Foram avaliados treze pacientes consecutivos, internados na Enfermaria da Cirurgia de Tórax do Hospital São Paulo, submetidos à drenagem pleural fechada (dreno tubular multiperfurado de 0,5 ­polegada), no período pós-operatório de ressecção pulmonar (lobectomia, segmentectomia e nodulectomia). A opção pela retirada do dreno seguiu critérios clínicos definidos por médicos da equipe cirúrgica alheios ao estudo. A determinação da capacidade vital, da intensidade da dor através da escala visual analógica de dor e da distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos foram realizadas 30 min antes da retirada do dreno e 30 min após. A análise estatística dos dados foi realizada através do teste t pareado, com nível de significância estabelecido em 0,05. Resultados: Após a retirada do dreno, os valores obtidos na avaliação da escala visual analógica de dor foram significativamente menores (3,46 cm vs. 1,77 cm; p = 0,001), e a distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos foi significativamente maior (374,34 m vs. 444,62 m; p = 0,03). A capacidade vital antes e após a retirada do dreno não foi alterada de forma significativa (2,15 L vs. 2,25 L, respectivamente; p = 0,540). Conclusões: Os resultados deste estudo sugerem que a presença do dreno pleural é um importante fator associado à dor pós-operatória e à limitação funcional em pacientes submetidos à ressecção pulmonar.

 


Palavras-chave: Cirurgia torácica; Teste de esforço; Testes de função respiratória; Dor pós-operatória.

 

5 - Validação do Modified Pulmonary Functional Status and Dyspnea Questionnaire e da escala do Medical Research Council para o uso em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica no Brasil

Validation of the Modified Pulmonary Functional Status and Dyspnea Questionnaire and the Medical Research Council scale for use in Brazilian patients with chronic obstructive pulmonary disease

Demetria Kovelis, Nicoli Oldemberg Segretti, Vanessa Suziane Probst, Suzanne Claire Lareau, Antônio Fernando Brunetto, Fábio Pitta

J Bras Pneumol.2008;34(12):1008-1018

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Verificar a validade e a reprodutibilidade do uso de dois instrumentos subjetivos para avaliar a limitação nas atividades da vida diária (AVD) em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) no Brasil: o Pulmonary Functional Status and Dyspnea ­Questionnaire - Modified version (PFSDQ-M) e a escala do Medical Research Council (MRC). Métodos: Trinta pacientes com DPOC (17 homens; idade, 67 ± 10 anos; volume expiratório forçado no primeiro segundo, 42% ± 13% do predito) responderam por duas vezes às versões em português dos dois instrumentos com intervalo de uma semana. O PFSDQ-M contém três componentes: influência da dispnéia nas AVD, influência da fadiga nas AVD, e mudança nas AVD em comparação ao período anterior à doença. A escala do MRC é simples, com apenas cinco itens, dentre os quais o paciente escolhe qual o seu nível de limitação nas AVD devido à dispnéia. O tradicional questionário Saint George's ­Respiratory Questionnaire (SGRQ), já validado para o uso no Brasil, foi utilizado como critério de validação. Resultados: A confiabilidade em reteste do PFSDQ-M utilizando o coeficiente de correlação intraclasse foi de 0,93, 0,92 e 0,90 para os componentes dispnéia, fadiga e mudança, respectivamente, enquanto que esta foi de 0,83 para a escala do MRC. A análise dos gráficos de Bland e Altman mostrou boa concordância entre a aplicação e a reaplicação do PFSDQ-M. Os componentes do PFSDQ-M e a escala do MRC se correlacionaram significativamente com os domínios e o escore total do SGRQ (0,49 < r < 0,80; p < 0,01 para todos). Conclusões: As versões em língua portuguesa do PFSDQ-M e da escala do MRC demonstraram ser reprodutíveis e válidas para o uso em pacientes com DPOC no Brasil.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica; Atividades cotidianas; Estudos de validação.

 

6 - Avaliação da concentração de alfa 1-antitripsina e da presença dos alelos S e Z em uma população de indivíduos sintomáticos respiratórios crônicos

Determination of alpha 1-antitrypsin levels and of the presence of S and Z alleles in a population of patients with chronic respiratory symptoms

Heliane Guerra Serra, Carmen Sílvia Bertuzzo, Mônica Corso Pereira, Cláudio Lúcio Rossi, Walter Pinto Júnior, Ilma Aparecida Paschoal

J Bras Pneumol.2008;34(12):1019-1025

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a concentração de alfa 1-antitripsina (AAT) e a prevalência dos alelos S e Z em indivíduos sintomáticos respiratórios crônicos. Métodos: Pacientes com tosse crônica e dispnéia foram submetidos à avaliação clínica, espirometria, tomografia computadorizada de tórax, dosagem de AAT por nefelometria e pesquisa das mutações S e Z por reação em cadeia da polimerase. Foram consideradas como variáveis dependentes a concentração de AAT e o tabagismo. Resultados: Dos 89 pacientes incluídos no estudo (44 mulheres; idade média, 51,3 ± 18,2 anos), os alelos S e Z foram detectados em 33,3% e 5,7%, respectivamente, com freqüência gênica dos alelos S e Z de 0,16 e 0,028. Dois pacientes tinham genótipo SZ (AAT ≤ 89 mg/dL). Os pacientes foram divididos em grupos segundo a concentração de AAT: ≤ 89 mg/dL (deficiência, nenhum grupo); 90-140 mg/dL (faixa intermediária, Grupo 1, n = 30); e ≥ 141 mg/dL (normal, Grupo 2, n = 57). A freqüência de fumantes foi igual nos dois grupos, com carga tabágica maior no Grupo 2. O alelo S estava presente em 13 e 14 pacientes dos Grupos 1 e 2, respectivamente, enquanto que o alelo Z estava presente em 2 e 1 paciente dos mesmos grupos. Não houve diferença nos testes de função pulmonar, nem na freqüência de bronquiectasias ou enfisema entre os dois grupos. Os valores espirométricos e as concentrações de AAT foram similares entre fumantes e não-fumantes. Bronquiectasias foram mais freqüentes entre os não fumantes, e enfisema foi mais freqüente entre os fumantes. Conclusões: Trinta pacientes apresentaram níveis de AAT abaixo da média esperada para os genótipos MM e MS, e este fato não pode ser explicado por uma freqüência maior dos alelos S e Z.

 


Palavras-chave: Alfa 1-antitripsina; Enfisema; Pneumopatias; Alelos.

 

7 - Influência da técnica de pressão expiratória positiva oscilante e da técnica de expiração forçada na contagem de células e quantidade do escarro induzido em portadores de asma ou doença pulmonar obstrutiva crônica

Influence of oscillating positive expiratory pressure and the forced expiratory technique on sputum cell counts and quantity of induced sputum in patients with asthma or chronic obstructive pulmonary disease.

Ana Lúcia Bernardo de Carvalho Morsch, Maria Marta Amorim, Andréa Barbieri, llka Lopes Santoro, Ana Luisa Godoy Fernandes

J Bras Pneumol.2008;34(12):1026-1032

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar se técnicas fisioterápicas interferem no número de células e na quantidade do escarro obtido por coleta induzida, em pacientes com asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Métodos: Ensaio clínico prospectivo e randomizado, no qual os pacientes com asma ou DPOC sob intervenção (n = 16 e 10, respectivamente) foram comparados com grupos controle (n = 16 e 10). Pacientes dos grupos asma/intervenção (A/I) e DPOC/intervenção (D/I) foram submetidos a manobras de pressão expiratória positiva oscilante por 5 min, seguidas de 10 repetições da técnica de expiração forçada. Além disso, esses pacientes foram submetidos a um protocolo de indução de escarro com a inalação de solução salina hipertônica (3%, 4% e 5%), no caso dos A/I, e de solução salina isotônica, no caso dos D/I. Os grupos asma/controle(A/C) e DPOC/controle (D/C) foram somente submetidos ao protocolo padrão de indução de escarro. Resultados: Houve aumento significante do peso média final de escarro no grupo A/I vs. grupo A/C (2.767,25 ± 998,08 mg e 1.689,17 ± 1.189,96 mg, respectivamente; p = 0,03). O número absoluto de células (×106/mL) foi maior nos grupos A/I e D/I do que nos grupos A/C e D/C (média/mediana, 4,06/0,95 e 0,63/0,39, respectivamente; p = 0,05; e 5,08/1,77 e 0,64/0,40; p = 0,02). A viabilidade celular não apresentou diferença estatisticamente significante entre os grupos. Conclusões: O uso de técnicas respiratórias pode aumentar o peso do escarro em pacientes com asma, assim como aumentar o número absoluto de células em pacientes com asma ou DOPC.

 


Palavras-chave: Asma; Doença pulmonar obstrutiva crônica; Escarro; Modalidades de fisioterapia.

 

8 - Validação laboratorial de um método automatizado de dosagem da atividade de adenosina desaminase em líquido pleural e em líquido cefalorraquidiano

Laboratorial validation of an automated assay for the determination of adenosine deaminase activity in pleural fluid and cerebrospinal fluid

Márcia Cristina Feres, Maria Cristina De Martino, Suely Maldijian, Fernando Batista, Alexandre Gabriel Júnior, Sérgio Tufik

J Bras Pneumol.2008;34(12):1033-1039

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A incidência global de tuberculose reforça a necessidade de melhores ensaios para o diagnóstico desta doença, principalmente da tuberculose extrapulmonar. O objetivo do trabalho foi validar o desempenho de um método automatizado para a determinação da atividade de adenosina desaminase (ADA) no líquido pleural (LP) e no líquido cefalorraquidiano (LCR), comparando-o com um método convencional (Giusti modificado). Métodos: Selecionaram-se 134 amostras da rotina laboratorial: 94 de LP e 40 de LCR. Foram realizadas as determinações da atividade de ADA através dos dois métodos. Calculou-se a precisão inter- e intra-ensaios, análise de regressão linear, testes de concordância simples e médias das diferenças. Resultados: Os coeficientes de correlação para as amostras de LP e LCR foram, respectivamente, 0,96 e 0,95. A precisão interensaio foi determinada pela média de 21 amostras replicadas em ensaios diferentes para 3 níveis de atividade: baixa, média e alta. Os coeficientes de variação em porcentagem (%CV) foram, respectivamente, 5,9, 8,1 e 5,8 para amostras de LP; e 21,9, 18,6 e 13,8 para amostras de LCR, respectivamente. A precisão intra-ensaio em %CV foi, respectivamente, 1,3 e 11,7% para amostras de LP e LCR. A concordância entre os dois métodos em amostras de LP e LCR foi, respectivamente, 96,8% e 100%, considerando-se como valores de referência para o diagnóstico de TB 40 U/L (convencional) e 30 U/L (automatizado) em amostras de LP, e 9 U/L em amostras de LCR para os dois métodos. Conclusões: Os resultados validaram o método automatizado de determinação da atividade de ADA para o uso em amostras de LP e LCR como alternativa ao método convencional.

 


Palavras-chave: Adenosina desaminase; Tuberculose/diagnóstico; Derrame pleural; Líquido cefalorraquidiano.

 

9 - Esofagomanometria e pHmetria esofágica de 24 h em uma ampla amostra de pacientes com manifestações respiratórias

Esophageal manometry and 24-h esophageal pH-metry in a large sample of patients with respiratory symptoms

Mirna da Mota Machado, Paulo Francisco Guerreiro Cardoso, Iana Oliveira e Silva Ribeiro, Idílio Zamin Júnior, Rene Jacobsen Eilers

J Bras Pneumol.2008;34(12):1040-1048

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a prevalência da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) e avaliar o perfil motor esofágico de portadores de manifestações respiratórias encaminhados para avaliação funcional esofágica em um serviço de referência em motilidade digestiva. Métodos: Foram analisados os resultados de esofagomanometria e de pHmetria esofágica de 24 h. O critério de inclusão foi a presença de sintomas respiratórios, acompanhados ou não de sintomas digestivos. Resultados: Dos 1.170 pacientes incluídos no estudo, 602 (51,5%) relataram manifestações digestivas associadas às respiratórias (grupo MRD) e 568 (48,5%), apenas respiratórias (grupo MR). A asma foi diagnosticada em 142 indivíduos no grupo MR (subgrupo MR-A) e em 201 no grupo MRD (subgrupo MRD-A). Dentre os 346 casos de dismotilidade do corpo esofágico, a hipomotilidade esteve presente em 175 (14,3% e 15,6%, respectivamente, no grupos MRD e MR) e hipotonia do esfíncter esofágico inferior (EEI) em 411 (40.3% e 30,2% nos mesmos grupos, respectivamente). A hipotonia se correlacionou com DRGE. A exposição do esôfago distal ao ácido foi marcadamente anormal no período de decúbito. A prevalência de DRGE na amostra total, nos subgrupos MR-A/MRD-A e somente no subgrupo MR-A foi de 39,8%, 44,0% e 35,2%, respectivamente. Conclusões: A hipotonia do EEI foi a alteração manométrica preponderante, correlacionando-se com DRGE. Embora a DRGE foi mais evidente no grupo MRD, aproximadamente um terço dos pacientes do grupo MR apresentou DRGE (DRGE silencioso). Os achados sugerem a DRGE como possível causa extrapulmonar de sintomas respiratórios crônicos não responsivos à terapêutica convencional.

 


Palavras-chave: Refluxo gastroesofágico; Sinais e sintomas respiratórios; Asma; Monitoramento do pH esofágico; Manometria.

 

10 - Efeitos adversos no tratamento da tuberculose: experiência em serviço ambulatorial de um hospital-escola na cidade de São Paulo

Adverse effects of tuberculosis treatment: experience at an outpatient clinic of a teaching hospital in the city of São Paulo, Brazi

Denise Eri Onodera Vieira, Mauro Gomes

J Bras Pneumol.2008;34(12):1049-1055

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivos: Verificar a freqüência de efeitos adversos com o uso do Esquema I para tratamento da tuberculose e a necessidade de alterações no tratamento devido a esses efeitos. Métodos: Foi feita uma análise retrospectiva de 329 prontuários de pacientes que foram tratados com o Esquema I e receberam alta por cura entre março de 2000 e abril de 2006 no Ambulatório de Tuberculose da Clínica de Pneumologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Foram analisados os dados referentes aos efeitos adversos, época de seu aparecimento e modificações do esquema de tratamento subseqüentes. Resultados: Foram incluídos 297 pacientes, e 146 (49,1%) apresentaram um ou mais efeitos adversos relacionados às drogas antituberculose. A freqüência dos efeitos colaterais menores foi de 41,1%, e a dos efeitos maiores foi de 12,8%. Os efeitos relacionados ao trato gastrointestinal (40,3%) e pele (22,1%) foram os mais freqüentes. Os efeitos adversos foram mais freqüentes nos primeiros dois meses de tratamento (58,4%). Houve necessidade de modificação do esquema de tratamento em 11 casos (3,7% do total). A hepatite induzida por medicamentos foi o efeito colateral que mais exigiu modificações. Conclusões: A freqüência de efeitos adversos relacionados ao tratamento da tuberculose com o Esquema I foi de 49,1% neste grupo de pacientes. Entretanto, na maioria dos casos, não houve necessidade da modificação do esquema de tratamento devido aos efeitos adversos.

 


Palavras-chave: Tuberculose/terapia; Antituberculosos/efeitos adversos; Hepatite tóxica.

 

11 - Métodos convencionais e moleculares para o diagnóstico da tuberculose pulmonar: um estudo comparativo

Conventional and molecular techniques in the diagnosis of pulmonary tuberculosis: a comparative study

Stella Sala Soares Lima, Wanessa Trindade Clemente, Moisés Palaci, Reinaldo Vieira Rosa, Carlos Maurício de Figueiredo Antunes, José Carlos Serufo

J Bras Pneumol.2008;34(12):1056-1062

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar quatro métodos laboratoriais no diagnóstico de tuberculose pulmonar. Métodos: Foram realizadas pesquisa direta pelas colorações de Ziehl-Neelsen e auramina, cultura para micobactérias em meio Löwenstein-Jensen (LJ) e polymerase chain reaction (PCR, reação em cadeia da polimerase) para Mycobacterium tuberculosis em 160 amostras de secreção respiratória de pacientes com suspeita de tuberculose pulmonar. As cepas isoladas foram identificadas por método radiométrico utilizando-se p-nitro-alfa-acetilamino-beta-hidroxipropiofenona (NAP) e métodos clássicos. A sensibilidade dos métodos foi comparada com o padrão ouro para o diagnóstico da tuberculose pulmonar, definido por critérios clínicos, radiológicos e microbiológicos. Resultados: Dos 160 pacientes, 142 foram diagnosticados com tuberculose pulmonar de acordo com o padrão ouro. As técnicas de Ziehl-Neelsen e auramina, cultura em meio LJ e PCR apresentaram sensibilidade de 54,2%, 58,4%, 67,6% e 77,5%, respectivamente, quando comparados ao critério diagnóstico adotado. A especificidade dos quatro métodos foi de 100%. A concordância na identificação da micobactéria entre PCR e o método radiométrico utilizando NAP foi alta (96,8%). A sensibilidade da PCR foi de 50,8% nas amostras com baciloscopia negativa e de 98,8% naquelas com baciloscopia positiva. Nas amostras com resultados negativos na baciloscopia e cultura, a sensibilidade da PCR foi menor que nas com resultados positivos (25,6% e 99,0%, respectivamente). Conclusões: A PCR é método promissor no diagnóstico da tuberculose pulmonar, mesmo em amostras paucibacilares. Além disso, apresenta a vantagem da identificação simultânea e rapidez do resultado.

 


Palavras-chave: Tuberculose pulmonar/diagnóstico; Meios de cultura; Reação em cadeia da polimerase; Escarro/microbiologia.

 

Comunicação Breve

12 - Diversidade molecular de cepas de Mycobacterium tuberculosis em uma região de favela da cidade do Rio de Janeiro

Molecular diversity of Mycobacterium tuberculosis strains in a slum area of Rio de Janeiro, Brazil

Joycenea Matsuda Mendes, Silvia Maria Almeida Machado, Maria Cristina Lourenço, Rosa Maria Carvalho Ferreira, Leila de Souza Fonseca, Maria Helena Feres Saad

J Bras Pneumol.2008;34(12):1063-1068

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Este estudo retrospectivo envolvendo polimorfismo de fragmento de restrição e utilizando como marcador a seqüência de inserção 6110, foi realizado para fornecer informações iniciais quanto à diversidade genética das cepas de Mycobacterium tuberculosis isoladas em favelas do Complexo de Manguinhos, na cidade do Rio de Janeiro. Das 67 cepas isoladas, 23 (34,3%) apresentaram clusters (total de clusters, 10). A transmissão entre comunicantes domiciliares e extra-domicialiares estave associada a 20% e 60% dos clusters, respectivamente. Ser morador do Conjunto Habitacional Programado 2 foi associado à presença de clusters. Embora não significativo, é relevante o fato de que 26% das cepas em cluster apresentaram resistência primária. Estes achados, embora possivelmente subestimados devido à impossibilidade de analisar todas as cepas, fornecem subsídios para a melhoria do programa local de controle da tuberculose.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Epidemiologia molecular; Mycobacterium tuberculosis/transmissão; Polimorfismo de Fragmento de Restrição.

 

Artigo de Revisão

13 - Formas não habituais de uso do tabaco

Noncigarette forms of tobacco use

Carlos Alberto de Assis Viegas

J Bras Pneumol.2008;34(12):1069-1073

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Existem diferentes produtos de tabaco, preparados de formas distintas, que podem ser divididos em produtores e não produtores de fumaça quanto a sua utilização. Dentre os que produzem fumaça, além do cigarro, citamos o charuto, cachimbo e o narguilé. O tabaco que não produz fumaça pode ser encontrado em preparações para ser mascado ou para ser absorvido pela mucosa oral ou nasal. Entretanto, todas as formas de utilização do tabaco liberam nicotina para o sistema nervoso central com risco potencial confirmado para causar dependência. Além disso, não existe forma segura de consumo do tabaco, e seus usuários têm, de forma significativa, risco aumentado para adoecimento e morte prematura por enfermidades relacionadas ao uso de tabaco.

 


Palavras-chave: Tabagismo; Tabaco; Tabaco não fumável; Indústria do tabaco; Nicotina.

 

Relato de Caso

14 - Doença de Kikuchi-Fujimoto

Kikuchi-Fujimoto disease

Rogério Gastal Xavier, Denise Rossato Silva, Mauro Waldemar Keiserman, Maria Francisca Torres Lopes

J Bras Pneumol.2008;34(12):1074-1078

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A doença de Kikuchi-Fujimoto é caracterizada por febre e linfadenopatia, geralmente cervical. Esta doença acomete principalmente mulheres jovens. Pode ser confundida com linfoma, metástase de adenocarcinoma e tuberculose. Relatamos dois casos da doença de Kikuchi-­Fujimoto. No primeiro caso, uma paciente de 28 anos havia tratado tuberculose há um ano e apresentava quadro clínico e histológico compatível com a doença de Kikuchi-Fujimoto. A segunda paciente, de 58 anos, recebeu tratamento inicialmente para granulomatose de Wegener e, posteriormente, para tuberculose. O exame histopatológico com estudo imunohistoquímico permitiu estabelecer o diagnóstico da doença de Kikuchi-Fujimoto nos dois casos. Após o diagnóstico definitivo, ambas foram tratadas sintomaticamente e melhoraram clinicamente dentro de um mês. Posteriormente, a segunda paciente desenvolveu lúpus eritematoso sistêmico.

 


Palavras-chave: Febre; Linfonodos; Doenças raras; Tuberculose dos linfonodos; Linfadenite histiocítica necrosante; Lúpus eritematoso sistêmico.

 

15 - Embolia pulmonar séptica secundária à tromboflebite jugular: um caso de síndrome de Lemierre

Septic pulmonary embolism secondary to jugular thrombophlebitis: a case of Lemierre's syndrome

Denise Rossato Silva, Marcelo Basso Gazzana, Ricardo Albaneze, Paulo de Tarso Roth Dalcin, Josi Vidart, Nei Gulcó

J Bras Pneumol.2008;34(12):1079-1083

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A síndrome de Lemierre é caracterizada pela infecção aguda da orofaringe, complicada por trombose venosa jugular interna secundária à tromboflebite séptica, e por infecções metastáticas a vários órgãos distantes-mais freqüentemente os pulmões. Relatamos um caso de síndrome de Lemierre em uma mulher de 56 anos que se apresentou com massa cervical à direita e febre. Trombose venosa jugular interna foi demonstrada na ecografia. A tomografia computadorizada de tórax revelou múltiplas opacidades em ambos os pulmões. Uma biópsia pulmonar cirúrgica foi realizada por suspeita de metástases pulmonares. O exame anatomopatológico revelou êmbolos sépticos em parênquima pulmonar. Retrospectivamente, a paciente relatou história de faringite duas semanas antes da hospitalização. Após o diagnóstico, foi tratada com antibióticos de amplo espectro (cefuroxima por 7 dias e azitromicina por 5 dias e, posteriormente, devido à persistência de febre, cefepime por 7 dias). A tomografia computadorizada de tórax, realizada um mês após, mostrou resolução das opacidades.

 


Palavras-chave: Embolia pulmonar; Abscesso pulmonar; Tromboflebite; Veias jugulares; Faringite.

 

Série de Casos

16 - Papilomatose laringotraqueobrônquica: aspectos em tomografia computadorizada de tórax

Laryngotracheobronchial papillomatosis: findings on computed tomography scans of the chest

Edson Marchiori, Cesar de Araujo Neto, Gustavo Souza Portes Meirelles, Klaus Loureiro Irion, Gláucia Zanetti, Israel Missrie, Juliana Sato

J Bras Pneumol.2008;34(12):1084-1089

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Apresentar os achados em tomografia computadorizada (TC) de tórax em pacientes com papilomatose laringotraqueobrônquica. Métodos: Foram estudadas, retrospectivamente, as TCs de oito pacientes, cinco masculinos e três femininos, com idades variando de 5 a 18 anos, com média de 10,5 anos. Os exames foram analisados por dois radiologistas, de forma independente, e as decisões finais foram obtidas por consenso. Resultados: Os achados mais comuns nas TCs foram as lesões nodulares da traquéia e os nódulos pulmonares, muitos com escavação. Conclusões: O aspecto tomográfico mais freqüentemente observado nos casos de papilomatose laringotraqueobrônquica foi a associação de lesões polipóides de traquéia com múltiplos nódulos pulmonares, vários deles escavados.

 


Palavras-chave: Tomografia computadorizada por raios X; Papiloma; Neoplasias da traquéia.

 

Errata

17 - ERRATAS

ERRATAS

J Bras Pneumol.2008;34(12):1090

PDF PT


Índice Remissivo de Assuntos

18 - ÍNDICE REMISSIVO DE ASSUNTOS DO V.34 (1-12)

SUBJECT INDEX FOR V.34 (1-12)

J Bras Pneumol.2008;34(12):1091-1095

PDF PT


Índice Remissivo de Autores

19 - ÍNDICE REMISSIVO DE AUTORES DO V.34 (1-12)

AUTHOR INDEX FOR V.34 (1-12)

J Bras Pneumol.2008;34(12):1096-1103

PDF PT


Relação de Revisores

20 - RELAÇÃO DE REVISORES -2008

REVIEWERS - 2008

J Bras Pneumol.2008;34(12):1104-1108

PDF PT


 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1