Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 2013 - Volume 39  - Número 1  (Janeiro/Fevereiro)

App

Editorial

1 - Publicações do Jornal Brasileiro de Pneumologia

Publications in the Brazilian Journal of Pulmonology

Carlos Roberto Ribeiro Carvalho

J Bras Pneumol.2013;39(1):1-4

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Doxiciclina em pacientes com linfangioleiomiomatose: biomarcadores e resposta funcional pulmonar

Doxycycline use in patients with lymphangioleiomyomatosis: biomarkers and pulmonary function response

Suzana Pinheiro Pimenta, Bruno Guedes Baldi, Ronaldo Adib Kairalla, Carlos Roberto Ribeiro Carvalho

J Bras Pneumol.2013;39(1):5-15

Resumo PDF PT PDF EN English Text Anexo

Abstract

Objective: To assess blockade of matrix metalloproteinase (MMP)-2 and MMP-9, as well as the variation in FEV1, in patients with lymphangioleiomyomatosis (LAM) treated with doxycycline (a known MMP inhibitor) for 12 months. Methods: An open-label, single-arm, interventional clinical trial in which LAM patients received doxycycline (100 mg/day) for 12 months. Patients underwent full pulmonary function testing, a six-minute walk test, and quality of life assessment, as well as blood and urine sampling for quantification of MMP-2, MMP-9, and VEGF-D levels-at baseline, as well as at 6 and 12 months after the initiation of doxycycline. Results: Thirty-one LAM patients received doxycycline for 12 months. Although there was effective blockade of urinary MMP-9 and serum MMP-2 after treatment, there were no significant differences between pre‑and post-doxycycline serum levels of MMP-9 and VEGF-D. On the basis of their response to doxycycline (as determined by the variation in FEV1), the patients were divided into two groups: the doxycycline-responder (doxy-R) group (n = 13); and the doxycycline-nonresponder (doxy-NR) group (n = 18). The patients with mild spirometric abnormalities responded better to doxycycline. The most common side effects were mild epigastric pain, nausea, and diarrhea. Conclusions: In patients with LAM, doxycycline treatment results in effective MMP blockade, as well as in improved lung function and quality of life in those with less severe disease. However, these benefits do not seem to be related to the MMP blockade, raising the hypothesis that there is a different mechanism of action. (Brazilian Registry of Clinical Trials - ReBEC; identification number RBR-6g8yz9 [http://www.ensaiosclinicos.gov.br])

 


Keywords: Lymphangioleiomyomatosis; Doxycycline; Matrix metalloproteinases; Respiratory function tests.

 

3 - Validação técnica da drenagem pulmonar como tratamento do enfisema pulmonaravançado: estudo anatômico em cadáveres

Júlio Mott Ancona Lopez, Roberto Saad Jr, Vicente Dorgan Neto, Marcio Botter, RobertoGonçalves, Jorge Henrique Rivaben

J Bras Pneumol.2013;39(1):16-22

Resumo PDF PT PDF EN

Objetivo: Descrever a técnica operatória da drenagem pulmonar através do estudo anatômico em cadáveres, determinar se o local definido para a drenagem pulmonar é adequado e seguro, e determinar a relação anatômica do tubo de drenagem com a parede torácica, pulmões, grandes vasos e mediastino. Métodos: Foram dissecados 30 cadáveres de ambos os sexos, fornecidos pelo Necrotério do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo, em São Paulo (SP) no período entre maio e novembro de 2011. Foi inserido um dreno de aço de 7,5 cm com 24 F de diâmetro no segundo espaço intercostal, na linha médio-clavicular, bilateralmente, e foi medida a distância do dreno com as seguintes estruturas: brônquios principais, brônquios dos lobos superiores, vasos subclávios, artérias pulmonares, artérias pulmonares do lobo superior, veia pulmonar superior, veia ázigos e aorta. Foram realizadas medições de peso, altura, diâmetro laterolateral do tórax, diâmetro posteroanterior do tórax e espessura da parede torácica de cada cadáver. Resultados: Dos 30 cadáveres dissecados, 20 e 10 eram do sexo masculino e feminino, respectivamente. A média da extremidade distal do dreno com os brônquios principais direito e esquerdo foi de 7,2 cm. Conclusões: A utilização de um dreno torácico de tamanho fixo na posição preconizada é factível e segura, independentemente das características antropométricas do paciente.

 


Palavras-chave: Enfisema; Procedimentos cirúrgicos operatórios; Cirurgia torácica; Cadáver.

 

4 - Relação entre a magnitude de sintomas e a qualidade de vida: análise de agrupamentos depacientes com câncer de pulmão no Brasil

Relationship between the magnitude of symptoms and the quality of life:a cluster analysis of lung cancer patients in Brazil

Juliana Franceschini, José Roberto Jardim, Ana Luisa Godoy Fernandes,Sérgio Jamnik, Ilka Lopes Santoro

J Bras Pneumol.2013;39(1):23-31

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Abstract

Objective: Lung cancer patients often experience profound physical and psychosocial changes as a result of disease progression or treatment side effects. Fatigue, pain, dyspnea, depression, and sleep disturbances appear to be the most common symptoms in such patients. The objective of the present study was to examine the prevalence of symptoms in lung cancer patients in order to identify subgroups (clusters) of patients, grouped according to the magnitude of the symptoms, as well as to compare the quality of life among the identified subgroups. Methods: A cross-sectional study involving agglomerative hierarchical clustering. A total of 50 lung cancer patients were evaluated in terms of their demographic characteristics and their scores on three quality of life questionnaires, namely the 30-item European Organization for Research and Treatment of Cancer Core Quality of Life Questionnaire (EORTC QLQ-C30), the Functional Assessment of Cancer Therapy-Lung, and the Medical Outcomes Study 36-item Short-form Survey. The cluster analysis took into account the magnitude of the most prevalent symptoms as assessed by the EORTC QLQ-C30 symptom scale scores; those symptoms were fatigue, pain, dyspnea, and insomnia. Results: Three clusters (subgroups)_of patients were identified on the basis of the magnitude of the four most prevalent symptoms. The three subgroups of patients were as follows: patients with mild symptoms (n = 30; 60%); patients with moderate symptoms (n = 14; 28%); and patients with severe symptoms (n = 6; 12%). The subgroup of patients with severe symptoms had the worst quality of life, as assessed by the total scores and by the integrated domains of all three instruments. Conclusions: This study highlights the importance of symptom cluster assessment as an important tool to assess the quality of life of patients with chronic diseases, such as lung cancer.

 


5 - Bulectomia bilateral por cirurgia torácica vídeo-assistida uniportal combinada com acesso contralateral ao mediastino anterior

Bilateral bullectomy through uniportal video-assisted thoracoscopic surgery combined with contralateral access to the anterior mediastinum

Nan Song, Gening Jiang, Dong Xie, Peng Zhang, Ming Liu, Wenxin He

J Bras Pneumol.2013;39(1):32-38

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Abstract

Objective: Video-assisted thoracoscopic surgery (VATS) has been a surgical intervention of choice for the treatment of spontaneous pneumothorax (SP) with lung bulla. Our objective was to introduce a uniportal VATS approach for simultaneous bilateral bullectomy and to evaluate its therapeutic efficacy. Methods: Between May of 2011 and January of 2012, five patients underwent bilateral bullectomy conducted using this approach. All of the patients presented with bilateral SP. Preoperative HRCT revealed that all of the patients had bilateral apical bullae. We reviewed the surgical indications, surgical procedures, and outcomes. Results: All of the patients were successfully submitted to this approach for bilateral bullectomy, and there were no intraoperative complications. The median time to chest tube removal was 4.2 days, and the median length of the postoperative hospital stay was 5.2 days. The median postoperative follow-up period was 11.2 months. One patient experienced recurrence of left SP three weeks after the surgery and underwent pleural abrasion. Conclusions: Bilateral bullectomy through uniportal VATS combined with contralateral access to the anterior mediastinum is technically reliable and provides favorable surgical outcomes for patients with bilateral SP who develop bilateral apical bullae. However, among other requirements, this surgical procedure demands that surgeons be experienced in VATS and that the appropriate thoracoscopic instruments are available.

 


Keywords: Pneumothorax; Thoracic surgery, video-assisted; Pleural cavity; Mediastinum.

 

6 - Lesão pulmonar aguda induzida pela administração endovenosa de extrato da fumaça do cigarro

Acute lung injury induced by the intravenous administration of cigarette smoke extract

Luciana Gomes Menezes, Juliana Alves Uzuelli, Cristiane Tefé-Silva, Simone Gusmão Ramos, José Eduardo Tanus dos Santos, José Antônio Baddini Martinez

J Bras Pneumol.2013;39(1):39-47

Resumo PDF PT PDF EN

Objetivo: Investigar os efeitos agudos da administração endovenosa de extrato da fumaça do cigarro (EFC) em parâmetros funcionais respiratórios, inflamatórios e histológicos em ratos e comparar esse potencial modelo de lesão pulmonar aguda (LPA) com aquele com o uso de ácido oleico (AO). Métodos: Foram estudados 72 ratos Wistar machos divididos em quatro grupos: tratados somente com soro fisiológico (SF; grupo controle); tratados com EFC e SF (grupo EFC); tratados com SF e AO (grupo AO); e tratados com EFC e AO (grupo EFC/AO). Resultados: As médias de complacência foram significantemente menores nos grupos AO e EFC/AO (2,12 ± 1,13 mL/cmH2O e 1,82 ± 0,77 mL/cmH2O, respectivamente) do que no controle (3,67 ± 1,38 mL/cmH2O). A proporção de neutrófilos e a atividade das metaloproteinases 2 e 9 em lavado broncoalveolar foram significantemente maiores nos grupos AO e EFC/AO que no controle. O acometimento pulmonar avaliado por morfometria foi significantemente maior nos grupos AO e EFC/AO (72,9 ± 13,8% e 77,6 ± 18,0%, respectivamente) do que nos grupos controle e EFC (8,7 ± 4,1% e 32,7 ± 13,1%, respectivamente), e esse acometimento foi significantemente maior no grupo EFC que no grupo controle. Conclusões: A administração endovenosa de EFC, nas doses e tempos deste estudo, associou-se à LPA mínima. O EFC não potencializou a LPA induzida por AO. Estudos adicionais são necessários para esclarecer o papel potencial desse modelo como método de estudo dos mecanismos de agressão pulmonar pelo tabaco.

 


Palavras-chave: Tabagismo; Lesão pulmonar aguda; Modelos animais.

 

7 - Características funcionais pulmonares e uso de broncodilatador em pacientes com fibrose cística

Pulmonary function parameters and use of bronchodilators in patients with cystic fibrosis

Lucia Harumi Muramatu, Roberto Stirbulov, Wilma Carvalho Neves Forte

J Bras Pneumol.2013;39(1):48-55

Resumo PDF PT PDF EN

Objetivo: Analisar as características funcionais pulmonares, a resposta farmacodinâmica a um broncodilatador e sua prescrição em pacientes com diagnóstico de fibrose cística (FC). Métodos: Estudo de coorte retrospectivo de pacientes (6-18 anos) com diagnóstico de FC acompanhados em um centro de referência, capazes de realizar testes de função pulmonar (TFP) entre 2008 e 2010. Foram analisados CVF, VEF1 e FEF25-75%, em percentual do previsto, antes e após prova broncodilatadora (pré-BD e pós-BD, respectivamente) de 312 TFP. Foram realizadas ANOVA para medidas repetidas e comparações múltiplas. Resultados: Foram incluídos no estudo 56 pacientes. Desses, 37 e 19, respectivamente, tinham resultados de TFP entre 2008 e 2010 e apenas em 2009-2010, formando dois grupos. No grupo com TFP nos três anos estudados, houve redução significativa em VEF1 pós-BD em 2008-2010 (p = 0,028) e 2009-2010 (p = 0,036) e em FEF25-75% pré-BD e pós-BD em todas as comparações múltiplas (2008 vs. 2009; 2008 vs. 2010; e 2009 vs. 2010). No grupo com TFP apenas em 2009-2010, não houve diferenças significativas em nenhuma das comparações das variáveis estudadas. Dos 312 TFP, somente 24 (7,7%) apresentaram resposta significativa ao broncodilatador e pertenciam a pacientes sem prescrição de broncodilatador durante o período estudado. Conclusões: Houve perda funcional, com indicação de doença pulmonar progressiva, nos pacientes com FC estudados. Houve maiores alterações no FEF25-75%, sugerindo o comprometimento inicial de vias aéreas menores.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Testes de função respiratória; Broncodilatadores.

 

8 - Alterações espirométricas em doenças obstrutivas: afinal, o quanto é relevante?

Spirometric changes in obstructive disease: after all, how much is significant?

André Luis Pinto Soares, Carlos Alberto de Castro Pereira, Silvia Carla Rodrigues

J Bras Pneumol.2013;39(1):56-62

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Abstract

Objective: To establish the upper limits for changes in FEV1, slow vital capacity (SVC), FVC, and inspiratory capacity (IC) after placebo administration in patients with airflow obstruction. Methods: One hundred and two adults with airflow obstruction (FEV1 = 62 ± 19% of predicted) were included in the study. All of the participants performed SVC and FVC maneuvers before and after the administration of placebo spray. The changes in FEV1, SVC, FVC, and IC were expressed as absolute values, percentage of change from baseline values, and percentage of predicted values, 95% CIs and 95th percentiles being calculated. Factor analysis was performed in order to determine how those changes clustered. Results: Considering the 95% CIs and 95th percentiles and after rounding the values, we found that the upper limits for a significant response were as follows: FEV1 = 0.20 L, FVC = 0.20 L, SVC = 0.25 L, and IC = 0.30 L (expressed as absolute values); FEV1 = 12%, FVC = 7%, SVC = 10%, and IC = 15% (expressed as percentage of change from baseline values); and FEV1 = 7%, FVC = 6%, SVC = 7%, and IC = 12% (expressed as percentage of predicted values). Conclusions: In patients with airflow obstruction, IC varies more widely than do FVC and SVC. For IC, values greater than 0.30 L and 15% of change from the baseline value can be considered significant. For FVC, values greater than 0.20 L and 7% of change from the baseline value are significant. Alternatively, changes exceeding 0.20 L and 7% of the predicted value can be considered significant for FEV1 and FVC. On factor analysis, spirometric parameters clustered into three dimensions, expressing changes in flows, volumes, and dynamic hyperinflation.

 


Keywords: Respiratory function tests; Spirometry; Bronchospirometry.

 

9 - Histoplasmose simulando neoplasia primária de pulmão ou metástases pulmonares

Histoplasmosis mimicking primary lung cancer or pulmonary metastases

Aline Gehlen Dall Bello, Cecilia Bittencourt Severo, Luciana Silva Guazzelli, Flavio Mattos Oliveira, Bruno Hochhegger, Luiz Carlos Severo

J Bras Pneumol.2013;39(1):63-68

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Abstract

Objective: To describe the main clinical and radiological characteristics of patients with histoplasmosis mimicking lung cancer. Methods: This was a retrospective descriptive study based on the analysis of the medical records of the 294 patients diagnosed with histoplasmosis between 1977 and 2011 at the Mycology Laboratory of the Santa Casa Sisters of Mercy Hospital of Porto Alegre in the city of Porto Alegre, Brazil. The diagnosis of histoplasmosis was established by culture, histopathological examination, or immunodiffusion testing (identification of M or H precipitation bands). After identifying the patients with macroscopic lesions, as well as radiological and CT findings consistent with malignancy, we divided the patients into two groups: those with a history of cancer and presenting with lesions mimicking metastases (HC group); and those with no such history but also presenting with lesions mimicking metastases (NHC group). Results: Of the 294 patients diagnosed with histoplasmosis, 15 had presented with lesions mimicking primary neoplasia or metastases (9 and 6 in the HC and NHC groups, respectively). The age of the patients ranged from 13 to 67 years (median, 44 years). Of the 15 patients, 14 (93%) presented with pulmonary lesions at the time of hospitalization. Conclusions: The clinical and radiological syndrome of neoplastic disease is not confined to malignancy, and granulomatous infectious diseases must therefore be considered in the differential diagnosis.

 


Keywords: Histoplasmosis; Multiple pulmonary nodules; Solitary pulmonary nodule.

 

10 - Impacto da técnica de expiração lenta e prolongada na mecânica respiratória de lactentes sibilantes

Impact of the prolonged slow expiratory maneuver on respiratory mechanics in wheezing infants

Fernanda de Cordoba Lanza, Gustavo Falbo Wandalsen, Carolina Lopes da Cruz, Dirceu Solé

J Bras Pneumol.2013;39(1):69-75

Resumo PDF PT PDF EN

Objetivo: Avaliar as alterações da mecânica respiratória e do volume corrente (VC) em lactentes sibilantes em ventilação espontânea após a realização da técnica de expiração lenta e prolongada (ELPr). Métodos: Foram incluídos no estudo lactentes com história de sibilância recorrente e sem exacerbações nos 15 dias anteriores. Para a avaliação da função pulmonar, os lactentes foram sedados e posicionados em decúbito dorsal com máscara facial acoplada a um pneumotacógrafo. As variáveis da respiração corrente - VC e FR - e da mecânica respiratória - complacência do sistema respiratório (Csr), resistência (Rsr) e constante de tempo (psr) - foram mensuradas antes e após a realização de três sequências consecutivas de ELPr. Resultados: Foram avaliados 18 lactentes, com média de idade de 32 ± 11 semanas. Houve um aumento significante no VC após ELPr (79,3 ± 15,6 mL vs. 85,7 ± 17,2 mL; p = 0,009), assim como uma redução na FR (40,6 ± 6,9 ciclos/min vs. 38,8 ± 0,9 ciclos/min; p = 0,042). Entretanto, não houve alterações significantes nos valores da mecânica respiratória (Csr: 11,0 ± 3,1 mL/cmH2O vs. 11,3 ± 2,7 mL/cmH2O; Rsr: 29,9 ± 6,2 cmH2O  mL−1  s−1 vs. 30,8 ± 7,1 cmH2O  mL−1  s−1; e psr: 0,32 ± 0,11 s vs. 0,34 ± 0,12 s; p > 0,05 para todos). Conclusões: Essa técnica de fisioterapia respiratória é capaz de induzir alterações significativas no VC e na FR de lactentes com sibilância recorrente, mesmo na ausência de exacerbações. A manutenção das variáveis da mecânica respiratória indica que a técnica é segura para ser aplicada nesse grupo de pacientes. Estudos com lactentes sintomáticos são necessários para quantificar os efeitos funcionais da técnica.

 


Palavras-chave: Modalidades de Fisioterapia; Mecânica Respiratória; Lactente; Testes de Função Respiratória.

 

11 - Desfechos clínicos do tratamento de tuberculose utilizando o esquema básico recomendado pelo Ministério da Saúde do Brasil com comprimidos em dose fixa combinada na região metropolitana de Goiânia

Clinical treatment outcomes of tuberculosis treated with the basic regimen recommended by the Brazilian National Ministry of Health using fixed-dose combination tablets in the greater metropolitan area of Goiânia, Brazil

Anna Carolina Galvão Ferreira, José Laerte Rodrigues da Silva Júnior, Marcus Barreto Conde, Marcelo Fouad Rabahi

J Bras Pneumol.2013;39(1):76-83

Resumo PDF PT PDF EN

Objetivo: Descrever as taxas de cura, falência e abandono do tratamento da tuberculose com o esquema básico preconizado pelo Ministério da Saúde (tratamento com rifampicina, isoniazida, pirazinamida e etambutol por dois meses seguido de isoniazida e rifampicina por quatro meses) utilizando comprimidos em dose fixa combinada em regime autoadministrado e descrever os eventos adversos e seus possíveis impactos nos desfechos do tratamento. Métodos: Estudo descritivo utilizando dados coletados prospectivamente dos prontuários médicos de pacientes com tuberculose (idade ≥ 18 anos) tratados com o esquema básico em duas unidades básicas de saúde da região metropolitana de Goiânia, GO. Resultados: A amostra foi composta por 40 pacientes com tuberculose. A taxa de cura foi de 67,5%, a taxa de abandono foi de 17,5%, e não ocorreram casos de falência. Nessa amostra, 19 pacientes (47%) relataram reações adversas aos medicamentos. Essas foram leves e moderadas, respectivamente, em 87% e 13% dos casos. Em nenhum caso houve necessidade de mudança do esquema ou suspensão do tratamento. Conclusões: A taxa de cura do esquema básico com o uso de comprimidos em dose fixa combinada sob regime autoadministrado foi semelhante às taxas históricas do esquema anterior. A taxa de abandono, na amostra estudada, foi muito acima da taxa preconizada como adequada (até 5%).

 


Palavras-chave: Tuberculose; Resultado de tratamento; Combinação de medicamentos.

 

12 - Diagnóstico da tuberculose em indígenas menores de quinze anos por meio de um sistema de pontuação em Mato Grosso do Sul

Scoring system for the diagnosis of tuberculosis in indigenous children and adolescents under 15 years of age in the state of Mato Grosso do Sul, Brazil

Sandra Christo dos Santos, Ana Maria Campos Marques, Roselene Lopes de Oliveira, Rivaldo Venâncio da Cunha

J Bras Pneumol.2013;39(1):84-91

Resumo PDF PT PDF EN

Objetivo: Avaliar o processo diagnóstico da tuberculose pulmonar em indígenas menores de 15 anos, por meio do Sistema de Pontuação do Ministério da Saúde Modificado (SP-MSm), em crianças e adolescentes com resultados negativos na baciloscopia. Métodos: Estudo descritivo retrospectivo de 49 casos de tuberculose em indígenas menores de 15 anos no estado do Mato Grosso do Sul entre 2007 e 2010. Resultados: Dos 49 pacientes, 27 (56%) eram menores de 5 anos, 33 (67%) apresentavam sintomas sugestivos de tuberculose, 24 (49%) tinham baixo peso, e 36 (73,5%) haviam sido vacinados com BCG. O teste tuberculínico foi reator em 28 pacientes (57%). Dentre esses, 18 (64%) apresentaram enduração ≥ 10 mm. Foram realizadas radiografias de tórax em 37 pacientes (76%), sendo que 31 (84%) fizeram apenas um exame. Desses 37 pacientes, os achados radiológicos eram sugestivos de tuberculose em 16 (43%), de infiltrado/condensação em 10 (27%) e normais em 4 (11%). As Equipes de Saúde Indígena foram responsáveis pelo diagnóstico em 31 (63%) dos casos, mas o SP-MS original só foi utilizado em 14 (45%). Os escores do SP-MSm foram determinados em 30 pacientes (61%). Dos 30 casos pontuados, os resultados dos escores indicaram diagnóstico de tuberculose muito provável, possível e pouco provável em 16 (53%), 11 (37%) e 3 (10%), respectivamente. Conclusões: A proporção de diagnóstico muito provável e possível foi concordante com o diagnóstico padrão do serviço (90%), evidenciando a aplicabilidade epidemiológica do SP-MSm para o diagnóstico da tuberculose pulmonar em indígenas, de forma compatível com a realidade do serviço de saúde prestado.

 


Palavras-chave: Tuberculose pulmonar/diagnóstico; Serviços de saúde do indígena/normas; Serviços de saúde do indígena/organização & administração.

 

13 - Aplicabilidade da escala London Chest Activity of Daily Living em pacientes em lista de espera para transplante de pulmão

Applicability of the London Chest Activity of Daily Living scale in patients on the waiting list for lung transplantation

Jocimar Prates Muller, Patrícia Ayres Guterres Gonçalves, Fabrício Farias da Fontoura, Rita Mattiello, Juliessa Florian

J Bras Pneumol.2013;39(1):92-97

Resumo PDF PT PDF EN

Objetivo: Avaliar a aplicabilidade da escala London Chest Activity of Daily Living (LCADL), em pacientes em lista de transplante pulmonar. Métodos: Estudo transversal com 26 pacientes em lista de espera para transplante de pulmão, de ambos os sexos, entre maio e setembro de 2010 tratados no Programa de Reabilitação Pulmonar, Complexo Hospitalar Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, em Porto Alegre, RS. Todos os pacientes foram submetidos ao teste de caminhada de seis minutos (TC6) e a teste de função pulmonar e foram obtidos os escores das escalas LCADL e de Borg modificada para dispneia e fadiga das pernas. O teste alfa de Cronbach foi utilizado para verificar a consistência interna da escala LCADL. A análise de regressão linear foi utilizada para identificar associações entre o escore total em porcentagem da escala LCADL e as variáveis estudadas. Resultados: Segundo os resultados da LCADL, 69% dos pacientes indicaram que suas atividades de vida diária são muito comprometidas pela dispnéia. A consistência interna da escala LCADL foi de 0,89. Houve associações negativas estatisticamente significativas entre o escore total da escala LCADL e distância percorrida no TC6 (β = −0,087; p < 0,001) e trabalho realizado no TC6 (β = −0,285; p < 0,001), quando os dados foram ajustados por idade e VEF1. Conclusões: Esses achados sugerem que a escala LCADL é um instrumento útil para avaliar o desempenho funcional dos pacientes em listas de transplante pulmonar.

 


Palavras-chave: Atividades cotidianas; Transplante de pulmão; Dispneia.

 

Ensaio Pictórico

14 - Achados radiológicos em pacientes portadores de apneia obstrutiva do sono

Radiological findings in patients with obstructive sleep apnea

Carlos Fernando de Mello Junior, Hélio Antonio Guimarães Filho, Camila Albuquerque de Brito Gomes, Camila Caroline de Amorim Paiva

J Bras Pneumol.2013;39(1):98-101

Resumo PDF PT PDF EN

A apneia obstrutiva do sono (AOS) é caracterizada por obstruções recorrentes das vias aéreas superiores durante o sono que ocorrem no nível da faringe. Apesar de a análise cefalométrica ser um importante método no diagnóstico das deformidades craniofaciais, a TC e a ressonância magnética vêm se destacando como os principais métodos de imagem para a investigação das eventuais causas da AOS que, na maioria das vezes, é multifatorial. Esses métodos permitem uma excelente avaliação nos diversos planos anatômicos do eventual sítio da obstrução, o que permite uma melhor avaliação clínica e abordagem cirúrgica. O presente ensaio pictórico tem como objetivo descrever os aspectos que devem ser avaliados no diagnóstico por imagem dos principais fatores predisponentes para a AOS.

 


Palavras-chave: Síndromes da apneia do sono; Imagem por ressonância magnética; Tomografia computadorizada por raios X.

 

Relato de Caso

15 - Pulmão dos criadores de aves complicado por nocardiose pulmonar

Bird fancier's lung complicated by pulmonary nocardiosis

Kosaku Komiya, Hiroshi Ishii, Tetsuo Tsubone, Eiji Okabe, Bunroku Matsumoto, Jun-ichi Kadota

J Bras Pneumol.2013;39(1):102-107

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Abstract

We report the case of an 84-year-old male who was admitted to the hospital with persistent cough and dyspnea. An initial chest X-ray revealed pulmonary infiltrates. Nocardia asteroides was detected in sputum, and the patient was treated with antibiotics. However, his symptoms did not completely resolve. He was admitted multiple times, and his symptoms relapsed after every discharge. He was finally suspected of having hypersensitivity pneumonitis and was diagnosed with bird fancier's lung. Pulmonary nocardiosis is likely to develop in patients with chronic pulmonary disorders, such as COPD, as well as in immunosuppressed hosts. To our knowledge, this is the first report of a case of bird fancier's lung complicated by pulmonary nocardiosis.

 


Keywords: Respiratory hypersensitivity; Bird fancier's lung; Nocardia asteroides; Alveolitis, extrinsic allergic.

 

Cartas ao Editor

16 - Baixas doses incrementais de amrubicina para o tratamento de metástase de medula óssea em câncer de pulmão de pequenas células

Incremental low doses of amrubicin for the treatment of bone marrow metastasis in small cell lung cancer

Nobuhiro Asai, Yoshihiro Ohkuni, Masanori Matsuda, Makoto Narita, Norihiro Kaneko

J Bras Pneumol.2013;39(1):108-109

PDF PT PDF EN English Text


17 - Pneumonia intersticial usual: um padrão ou uma doença? Reflexão sobre o assunto

Usual interstitial pneumonia: a pattern or a disease? A reflection upon the topic

Leticia Kawano-Dourado, Ronaldo Adib Kairalla

J Bras Pneumol.2013;39(1):111-112

PDF PT PDF EN English Text


18 - Pseudotumor inflamatório do mediastino posterior

Inflammatory pseudotumor of the posterior mediastinum

Izabella Nobre Queiroz, Renata Mendonça Moreira Penna, Emanuelly Botelho Rocha Mota, Rafael Turano Mota, Vinícius Turano Mota

J Bras Pneumol.2013;39(1):113-115

PDF PT PDF EN


19 - Radioterapia no tratamento da doença de Castleman localizada

Radiation therapy in the treatment of unicentric Castleman's disease

Fabiana Accioli Miranda, Victor Hugo Chiquetto Faria, Gustavo Viani Arruda, Lucas Godoi Bernardes da Silva

J Bras Pneumol.2013;39(1):116-118

PDF PT PDF EN


Ano 2013 - Volume 39  - Número 2  (Março/Abril)

App

Editorial

1 - Ultrassom endobrônquico: do diagnóstico e estadiamento do câncer de pulmão até a pesquisa translacional

Endobronchial ultrasound: from lung cancer diagnosis and staging to translational research

Juliana Guarize

J Bras Pneumol.2013;39(2):119-120

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Relação da capacidade de exercício com a qualidade de vida de adolescentes asmáticos

Relationship between exercise capacity and quality of life in adolescents with asthma

Renata Pedrolongo Basso, Mauricio Jamami, Ivana Gonçalves Labadessa, Eloisa Maria Gatti Regueiro, Bruna Varanda Pessoa, Antônio Delfino de Oliveira Jr, Valéria Amorim Pires Di Lorenzo,Dirceu Costa

J Bras Pneumol.2013;39(2):121-127

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar se parâmetros obtidos antes e depois da realização do teste do degrau de seis minutos (TD6), respostas espirométricas após o TD6 e o nível de atividade física se correlacionam com a qualidade de vida de adolescentes asmáticos. Métodos: Foram avaliados 19 adolescentes asmáticos, com idades variando de 11-15 anos, por meio de espirometria, TD6, International Physical Activity Questionnaire (IPAQ, Questionário Internacional de Atividade Física), Questionário sobre a Qualidade de Vida na Asma Pediátrica (QQVAP) e escala CR10 de Borg. Resultados: Houve correlações negativas entre sensação de dispneia e pontuação total do QQVAP (r = −0,54) e de seus domínios limitação nas atividades (LA) e sintomas (r = −0,64 e r = −0,63, respectivamente), assim como entre fadiga nos membros inferiores (MMII) e os mesmos domínios (r = −0,49 e r = −0,56, respectivamente). O escore total do IPAQ correlacionou-se com a pontuação total do QQVAP (r = 0,47) e o domínio LA (r = 0,51), enquanto o tempo de caminhada correlacionou-se com o domínio sintomas (r = 0,45), e o tempo de atividade intensa correlacionou-se com o domínio LA (r = 0,50). Na análise de regressão, somente a sensação de dispneia associou-se significativamente ao escore total e o domínio limitação nas atividades do QQVAP, e o mesmo ocorreu entre a fadiga dos MMII e o domínio sintomas. Conclusões: Quanto maior for o nível de atividade física e menor for a dispneia e a fadiga nos MMII, melhor é a qualidade de vida. O TD6 mostrou-se uma opção na avaliação da capacidade ao exercício desses indivíduos por refletir o incômodo que a asma provoca na prática das atividades da vida diária.

 


Palavras-chave: Asma; Qualidade de vida; Dispneia.

 

3 - Comparação temporal das prevalências de asma e rinite em adolescentes em Fortaleza, Brasil

Prevalences of asthma and rhinitis among adolescents in the city of Fortaleza, Brazil: temporal changes

Maria de Fátima Gomes de Luna, Gilberto Bueno Fischer, João Rafael Gomes de Luna, Marcelo Gurgel Carlos da Silva, Paulo César de Almeida, Daniela Chiesa

J Bras Pneumol.2013;39(2):128-137

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever as prevalências de asma e rinite em adolescentes de 13-14 anos de idade em Fortaleza (CE) em 2010 e compará-las com as prevalências obtidas em um inquérito em 2006-2007. Métodos: Estudo transversal envolvendo uma amostragem probabilística de 3.015 e 3.020 adolescentes, respectivamente, em 2006-2007 e 2010, utilizando o protocolo do International Study of Asthma and Allergies in Childhood. Resultados: Na comparação entre os dois períodos, não houve diferenças significativas em relação a sibilos cumulativos, asma ativa, quatro ou mais crises de sibilos no último ano, prejuízo do sono por sibilos > 1 noite/semana e crises limitando a fala. Em 2010, houve um aumento significativo na prevalência de sibilos após exercícios, tosse seca noturna e asma diagnosticada (p < 0,01 para todos). Em 2010, houve uma redução significativa na prevalência de rinite diagnosticada (p = 0,01), enquanto não houve diferenças significativas entre os dois períodos nas prevalências de rinite cumulativa, rinite atual e rinoconjuntivite. Em ambos os períodos, tosse seca noturna, rinite atual e rinoconjuntivite foram significativamente mais prevalentes nas mulheres que nos homens (p < 0,01 para todos). Também nos dois períodos, asma ativa, rinite atual e rinoconjuntivite foram significativamente mais prevalentes nos alunos das escolas particulares do que naqueles das escolas públicas (p < 0,01 para todos). Conclusões: Nossos dados mostram que as prevalências de sintomas de asma e rinite continuam altas entre os adolescentes de 13-14 anos em Fortaleza, com predomínio no gênero feminino e em alunos de escolas particulares.

 


Palavras-chave: Asma/epidemiologia; Rinite/epidemiologia; Adolescente.

 

4 - Sistema de suporte à decisão clínica para um programa para profilaxia de tromboembolia venosa em um hospital geral de um país de renda média

A clinical decision support system for venous thromboembolism prophylaxis at a general hospital in a middle-income country

Fernanda Fuzinatto, Fernando Starosta de Waldemar, André Wajner, Cesar Al Alam Elias, Juliana Fernándes Fernandez, João Luiz de Souza Hopf, Sergio Saldanha Menna Barreto

J Bras Pneumol.2013;39(2):138-146

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar o impacto da implantação de um sistema informatizado de suporte à decisão clínica combinado com seminários instrucionais na utilização de profilaxia para tromboembolia venosa (TEV) de forma adequada. Métodos: Estudo transversal em duas fases (antes e depois da implantação de um novo protocolo de profilaxia para TEV) para avaliar o impacto que a estratégia combinada teve na utilização adequada da profilaxia para TEV. O estudo foi conduzido no Hospital Nossa Senhora da Conceição, um hospital geral localizado em Porto Alegre (RS). Foram incluídos pacientes clínicos e cirúrgicos com mais de 18 anos com tempo de hospitalização ≥ 48 h. Nas fases pré e pós-implantação, foram incluídos 262 e 261 pacientes, respectivamente. Resultados: As características de base das duas amostras foram semelhantes, inclusive em relação à distribuição dos pacientes por nível de risco. Comparando-se os períodos pré e pós-implantação, verificou-se que a adequação da profilaxia para TEV aumentou de 46,2% para 57,9% (p = 0,01). Ao se observar populações específicas de pacientes, o uso adequado da profilaxia para TVE aumentou dramaticamente em pacientes com câncer (de 18,1% para 44,1%; p = 0,002) e em pacientes com três ou mais fatores de risco (de 25,0% para 42,9%; p = 0,008), populações essas que mais se beneficiam da profilaxia. Conclusões: É possível aumentar o uso de profilaxia adequada para TEV em cenários economicamente desfavoráveis através do uso de protocolos informatizados e de profissionais treinados. A subutilização da profilaxia permanece como um problema importante, destacando a necessidade da melhora continuada na qualidade da assistência hospitalar.

 


Palavras-chave: Trombose venosa/prevenção & controle; Tromboembolia venosa/prevenção & controle; Heparina/uso terapêutico.

 

5 - Diferencias tomográficas y funcionales entre la EPOC severa relacionada con humo deleña y con cigarrillo

Tomographic and functional findings in severe COPD: comparison between the wood smoke-relatedand smoking-related disease

Mauricio González-García, Dario Maldonado Gomez, Carlos A. Torres-Duque, Margarita Barrero,Claudia Jaramillo Villegas, Juan Manuel Pérez, Humberto Varon

J Bras Pneumol.2013;39(2):147-154

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: La exposición a humo de leña es factor de riesgo para EPOC. A diferencia de la EPOC por cigarrillo (EPOC-C), para un mismo nivel de obstrucción, en la EPOC por leña (EPOC-L), la DLCO está menos disminuida, sugiriendo menos enfisema. Por tanto, el objetivo de este estudio fue comparar los hallazgos en la TCAR en mujeres con EPOC-L y con EPOC- C. Métodos: Veintidós mujeres con EPOC severa (VEF1/CVF < 70% y VEF1 < 50%) fueron divididas en dos grupos: las expuestas a leña (EPOC-L; n = 12) y las expuestas a cigarrillo (EPOC-C; n = 10). Se compararon los dos grupos con respecto al puntaje de enfisema y el compromiso de la vía aérea en la TCAR, las anormalidades funcionales en la espirometría, la DLCO, los volúmenes pulmonares y la resistencia específica de la vía aérea (sRaw). Resultados: Los dos grupos tuvieron VEF1, sRaw e hiperinflación pulmonar similares. En el grupo EPOC-C, hubo mayor disminución de la DLCO y de la DLCO/VA y mayor puntaje de enfisema. En el grupo EPOC-L, no encontramos enfisema significativo en la TCAR. Los hallazgos principales fueron engrosamiento peribronquial, dilataciones bronquiales y atelectasias subsegmentarias. Conclusiones: En pacientes con EPOC-L severa no hay enfisema en la TCAR. El hallazgo más importante es el compromiso severo de la vía aérea. La disminución de la DLCO y del VA con DLCO/VA normal es probablemente determinada por la obstrucción bronquial severa y la mezcla incompleta del gas inspirado en la maniobra de la respiración única de la prueba de difusión.

 


Palavras-chave: Enfermedad pulmonar obstructiva crónica; Tomografía; Contaminación del aire; Biomasa; Humo; Pruebas de función respiratoria.

 

6 - Alterações tomográficas pulmonares em mulheres não fumantes com DPOC porexposição à fumaça da combustão de lenha

Pulmonary changes on HRCT scans in nonsmoking females with COPD due to wood smokeexposure

Maria Auxiliadora Carmo Moreira, Maria Alves Barbosa, Maria Conceição de Castro AntonelliMonteiro de Queiroz, Kim Ir Sen Santos Teixeira, Pedro Paulo Teixeira e Silva Torres,Pedro José de Santana Júnior, Marcelo Eustáquio Montadon Júnior, José Roberto Jardim

J Bras Pneumol.2013;39(2):155-163

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Identificar e caracterizar alterações na TCAR de tórax em mulheres com DPOC causada por exposição à fumaça da combustão de lenha. Métodos: Foram selecionadas 42 pacientes com DPOC relacionada à exposição à fumaça de lenha, não fumantes, e 31 mulheres não fumantes e sem história de exposição à fumaça de lenha ou de doença pulmonar. Empregou-se um questionário para a obtenção de dados demográficos e informações sobre sintomas e exposições ambientais. Todas as participantes realizaram espirometria e TCAR de tórax. Os grupos DPOC e controle foram ajustados por idade, com 23 pacientes cada. Resultados: A maioria das pacientes do grupo de estudo apresentava DPOC de leve a moderado (83,3%). Os achados de TCAR mais frequentes no grupo DPOC foram espessamento das paredes brônquicas, bronquiectasias, perfusão em mosaico, bandas parenquimatosas, padrão de árvore em brotamento e atelectasias laminares (p < 0,001 para todos na comparação com o grupo controle). As alterações, em geral, foram leves e de pequena extensão. Houve uma associação positiva entre espessamento das paredes brônquicas e duração da exposição à fumaça de lenha em horas-ano. O achado de enfisema centrolobular foi infrequente e não diferiu entre os grupos (p = 0,232). Conclusões: A exposição à fumaça de lenha provoca alterações predominantemente brônquicas, que podem ser detectadas por TCAR, mesmo nos casos de DPOC leve.

 


Palavras-chave: Biomassa; Fumaça; Tomografia computadorizada por raios X; Doença pulmonar obstrutiva crônica.

 

7 - Perfil epidemiológico dos atendimentos de emergência por sintomas respiratórios emum hospital terciário

Epidemiological aspects of respiratory symptoms treated in the emergency room of a tertiary care hospital

Denise Rossato Silva, Vinícius Pellegrini Viana, Alice Mânica Müller, Ana Cláudia Coelho,Gracieli Nadalon Deponti, Fernando Pohlmann Livi, Paulo de Tarso Roth Dalcin

J Bras Pneumol.2013;39(2):164-172

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a prevalência de sintomas respiratórios como motivo para procura de atendimento de emergência por pacientes adultos e pediátricos, descrevendo as principais síndromes clínicas diagnosticadas e o desfecho dos pacientes. Métodos: Estudo transversal, realizado na emergência de um hospital universitário terciário. Entre novembro de 2008 e novembro de 2009, o número total de atendimentos foi revisado diariamente. Foram incluídos no estudo crianças e adultos com pelo menos um sintoma respiratório. Os prontuários eletrônicos foram revisados e foram registradas as principais características dos pacientes. Resultados: Durante o período do estudo, houve 37.059 admissões na emergência, das quais 11.953 (32,3%) foram motivadas por sintomas respiratórios. A prevalência de atendimentos por sintomas respiratórios foi 28,7% e 38,9% nos adultos e crianças, respectivamente. As taxas de internação hospitalar e de mortalidade nos adultos foram 21,2% e 2,7%, respectivamente, comparadas com 11,9% e 0,3%, respectivamente, nas crianças. Nos adultos, quanto maior o tempo entre o início dos sintomas e a visita à emergência, maiores foram a necessidade de hospitalização (p < 0,0001), o tempo de hospitalização (p < 0,0001) e a mortalidade (p = 0,028). Conclusões: Encontramos uma prevalência elevada de atendimentos por sintomas respiratórios entre os pacientes adultos e pediátricos. Nossos resultados podem contribuir para o planejamento de medidas de prevenção. Futuros estudos epidemiológicos poderão colaborar para a melhor elucidação dos fatores de risco para a presença de sintomas respiratórios nesses pacientes.

 


Palavras-chave: Serviço hospitalar de emergência; Doenças respiratórias; Infecções respiratórias; Sinais e sintomas respiratórios.

 

8 - Efeitos da metilprednisolona na atividade inflamatória e estresse oxidativo nos pulmões de ratoscom morte cerebral

Effects of methylprednisolone on inflammatory activity and oxidative stress in the lungs of brain-dead rats

Eduardo Sperb Pilla, Raôni Bins Pereira, Luiz Alberto Forgiarini Junior, Luiz Felipe Forgiarini,Artur de Oliveira Paludo, Jane Maria Ulbrich Kulczynski, Paulo Francisco Guerreiro Cardoso,Cristiano Feijó Andrade

J Bras Pneumol.2013;39(2):173-180

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar os efeitos da administração sistêmica precoce e tardia de metilprednisolona nos pulmões em um modelo de morte encefálica em ratos. Métodos: Vinte e quatro ratos Wistar machos foram anestesiados e randomizados em quatro grupos (n = 6 por grupo): sham, somente morte encefálica (ME), metilprednisolona i.v. (30 mg/kg) administrada 5 min após a morte encefálica (MP5) e 60 min após a morte encefálica (MP60). Os grupos ME, MP5 e MP60 foram submetidos à morte encefálica por insuflação de um balão no espaço extradural. Todos os animais foram observados e ventilados durante 120 min. Foram determinadas variáveis hemodinâmicas e gasométricas, relação peso úmido/seco, escore histológico, thiobarbituric acid reactive substances (TBARS, substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico), atividade de superóxido dismutase (SOD) e de catalase, assim como contagem diferencial de células brancas, proteína total e nível de desidrogenase lática no LBA. A atividade da mieloperoxidase, peroxidação lipídica e níveis de TNF- foram avaliados no tecido pulmonar. Resultados: Não foram observadas diferenças significativas nas variáveis hemodinâmicas e gasométricas, relação peso úmido/seco, análises do LBA, escore histológico, SOD, mieloperoxidase e catalase entre os grupos. Os níveis de TBARS foram significativamente maiores nos grupos MP5 e MP60 do que nos grupos sham e ME (p < 0,001). Os níveis de TNF- foram significativamente menores nos grupos MP5 e MP60 do que no grupo ME (p < 0,001). Conclusões: Neste modelo de morte cerebral, a administração precoce e tardia de metilprednisolona apresentou efeitos semelhantes sobre a inflamação e a peroxidação lipídica no tecido pulmonar.

 


Palavras-chave: Ratos; Morte encefálica; Estresse oxidativo; Pulmão; Hidroxicorticosteroides.

 

9 - Contribuição da análise molecular do gene regulador da condutância transmembrana nafibrose cística na investigação diagnóstica de pacientes com suspeita de fibrose cística leveou doença atípica

Diagnostic contribution of molecular analysis of the cystic fibrosis transmembrane conductanceregulator gene in patients suspected of having mild or atypical cystic fibrosis

Vinícius Buaes Dal'Maso, Lucas Mallmann, Marina Siebert, Laura Simon,Maria Luiza Saraiva-Pereira, Paulo de Tarso Roth Dalcin

J Bras Pneumol.2013;39(2):181-189

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a contribuição da análise molecular do gene cystic fibrosis transmembrane conductance regulator (CFTR, regulador da condutância transmembrana na fibrose cística) na investigação diagnóstica da fibrose cística em pacientes com suspeita de fibrose cística (FC) leve ou atípica. Métodos: Estudo transversal em adolescentes e adultos (idade ≥ 14 anos). Os voluntários foram submetidos à avaliação clínica, laboratorial e radiológica; espirometria, microbiologia do escarro, ecografia hepática, teste do suor e análise molecular do gene CFTR. Compararam-se as características dos pacientes divididos em três grupos, segundo o número de mutações identificadas (duas ou mais, uma e nenhuma). Resultados: Foram avaliados 37 pacientes com achados fenotípicos de FC, com ou sem confirmação pelo teste do suor. Houve predomínio do sexo feminino (75,7%), e a média de idade dos participantes foi de 32,5 ± 13,6 anos. A análise molecular contribuiu para o diagnóstico de FC em 3 casos (8,1%), todos esses com pelo menos duas mutações. Houve a identificação de uma e nenhuma mutação, respectivamente, em 7 (18,9%) e 26 pacientes (70,3%). Nenhuma característica clínica estudada se associou com o diagnóstico genético. A mutação p.F508del foi a mais comum, encontrada em 5 pacientes. A associação de p.V232D e p.F508del foi encontrada em 2 pacientes. Outras mutações encontradas foram p.A559T, p.D1152H, p.T1057A, p.I148T, p.V754M, p.P1290P, p.R1066H e p.T351S. Conclusões: A análise molecular da região codificadora do gene CFTR apresentou uma contribuição limitada para a investigação diagnóstica desses pacientes com suspeita de FC leve ou atípica. Além disso, não houve associações entre as características clínicas e o diagnóstico genético.

 


Palavras-chave: Fibrose cística/diagnóstico; Fibrose cística/genética; Regulador de condutância transmembrana em fibrose cística.

 

10 - Valores de referência para o teste de caminhada com carga progressiva em indivíduos saudáveis: da distância percorrida às respostas fisiológicas

Reference values for the incremental shuttle walk test in healthy subjects: from the walk distance to physiological responses

Victor Zuniga Dourado, Ricardo Luís Fernandes Guerra, Suzana Erico Tanni, Letícia Cláudia de Oliveira Antunes, Irma Godoy

J Bras Pneumol.2013;39(2):190-197

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar valores de referência para a distância caminhada (DC) e para respostas fisiológicas durante o teste de caminhada com carga progressiva (TCCP) e desenvolver equações preditivas para essas variáveis em adultos saudáveis. Métodos: Foram avaliados 103 participantes saudáveis com idade ≥ 40 anos (54 mulheres e 49 homens). Os participantes usaram um sistema de análise de gases durante o TCCP. Consumo de oxigênio (VO2), liberação de gás carbônico, ventilação minuto, FC, DC e velocidade máxima da caminhada (VMC) foram obtidos como desfechos primários. Avaliamos também a força de preensão manual (FPM) e a massa magra corporal (MMC). Resultados: Os modelos de regressão utilizando variáveis fisiológicas, DC e VMC ajustados por idade, massa corporal, estatura e sexo apresentaram valores de R2 entre 0,40 e 0,65 (para FC e pico de VO2, respectivamente). Os modelos incluindo MMC e FPM não aumentaram consideravelmente os valores de R2 na previsão do pico de VO2, embora esses modelos tenham aumentado discretamente os valores do R2 para DC e VMC (8% e 12%, respectivamente). As variáveis DC, VMC e DC × massa corporal, respectivamente, explicaram 76,7%, 73,3% e 81,2% da variabilidade do pico de VO2. Conclusões: Nossos resultados originaram valores de referência para a DC e respostas fisiológicas ao TCCP, que podem ser estimados adequadamente por características demográficas e antropométricas simples em adultos saudáveis com idade ≥ 40 anos. O TCCP poderia ser utilizado na avaliação da capacidade física na população geral de adultos e no desenvolvimento de programas de caminhada individualizados.

 


Palavras-chave: Valores de referência; Troca gasosa pulmonar; Caminhada; Teste de esforço.

 

11 - Mortalidade por doenças respiratórias em idosos após campanhas vacinais contrainfluenza no Distrito Federal, Brasil, 1996-2009

Mortality due to respiratory diseases in the elderly after influenza vaccination campaigns in theFederal District, Brazil, 1996-2009

Francisca Magalhães Scoralick, Luciana Paganini Piazzolla, Liana Laura Pires, Cleudsom Neri,Wladimir Kummer de Paula

J Bras Pneumol.2013;39(2):198-204

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar os índices de mortalidade por doenças respiratórias em idosos residentes no Distrito Federal (DF) antes e após a implantação da campanha nacional de vacinação contra influenza. Métodos: Estudo ecológico de séries temporais. Os dados referentes à população do DF acima de 60 anos entre 1996 e 2009 foram obtidos de bancos de dados oficiais. As variáveis estudadas foram o coeficiente de mortalidade geral (CMG), coeficiente de mortalidade por doenças respiratórias (CMDR) e índice de mortalidade por causas respiratórias (IMR). Foi realizada uma análise qualitativa dos dados referentes ao período antes e após a implantação da campanha de vacinação (1996-1999 e 2000-2009, respectivamente). Resultados: O CMG aumentou com o incremento da faixa etária. No decorrer do período do estudo, houve uma redução no CMG em todas as faixas etárias, especialmente naquela com 80 anos ou mais. Houve redução do CMDR em todos os grupos etários, especialmente naqueles com mais de 80 anos. O IMR mostrou uma redução em todas as faixas etárias por todo o período estudado. Em 2000, ano imediatamente subsequente à primeira campanha vacinal, a redução do IMR foi mais pronunciada na faixa etária ≥ 70 anos; em 2001, houve um aumento do IMR em todas as faixas etárias, apesar da maior adesão à campanha de vacinação em relação a 2000. Conclusões: A vacinação contra a influenza parece influir positivamente na prevenção da mortalidade por doenças respiratórias, particularmente nos idosos com 70 anos ou mais

 


Palavras-chave: Influenza humana/mortalidade; Influenza humana/epidemiologia; Vacinas contra influenza.

 

12 - Estudo experimental sobre a eficiência e segurança da manobra de hiperinsuflação manual como técnica de remoção de secreção

Experimental study on the efficiency and safety of the manual hyperinflation maneuver as a secretion clearance technique

Tatiana de Arruda Ortiz, Germano Forti, Márcia Souza Volpe, Carlos Roberto Ribeiro Carvalho, Marcelo Brito Passos Amato, Mauro Roberto Tucci

J Bras Pneumol.2013;39(2):205-213

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar, em um modelo pulmonar simulando um paciente sob ventilação mecânica, a eficiência e a segurança da manobra de hiperinsuflação manual (HM) com o intuito de remover secreção pulmonar. Métodos: Oito fisioterapeutas utilizaram um ressuscitador manual autoinflável para realizar HM com o objetivo de remover secreções, em duas condições: conforme rotineiramente aplicada durante sua prática clínica, e após receberem instruções verbais baseadas em recomendações de especialistas. Três cenários clínicos foram simulados: função pulmonar normal, doença pulmonar restritiva e doença pulmonar obstrutiva. Resultados: Antes da instrução, o uso de duas compressões sequenciais do ressuscitador era comum, e a pressão proximal (Pprox) foi mais alta em relação à obtida após a instrução. Entretanto, a pressão alveolar (Palv) nunca excedeu 42,5 cmH2O (mediana, 16,1; intervalo interquartil [IQ], 11,7-24,5), mesmo com valores de Pprox de até 96,6 cmH2O (mediana, 36,7; IQ, 22,9-49,4). O volume corrente (VC) gerado foi relativamente pequeno (mediana, 640 mL; IQ, 505-735) e o pico de fluxo inspiratório (PFI) geralmente excedeu o pico de fluxo expiratório (PFE): 1,37 L/s (IQ, 0,99-1,90) e 1,01 L/s (IQ, 0,55-1,28), respectivamente. Uma relação PFI/PFE < 0,9 (que teoricamente favorece a migração do muco em direção às vias aéreas centrais) foi obtida em somente 16,7% das manobras. Conclusões: Nas condições testadas, a HM gerou valores seguros de Palv mesmo com altas Pprox. Entretanto, a HM foi comumente realizada de um modo que não favorecia a remoção de secreção (PFI excedendo PFE) mesmo após a instrução. A relação PFI/PFE desfavorável foi explicada pelas insuflações rápidas e o baixo VC.

 


Palavras-chave: Modalidades de fisioterapia; Terapia respiratória; Mecânica respiratória; Respiração com pressão positiva.

 

13 - Prevalência de infecção latente por Mycobacterium tuberculosis e risco de infecção em pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise em um centro de referência no Brasil

Prevalence of latent tuberculosis infection and risk of infection in patients with chronic kidney disease undergoing hemodialysis in a referral center in Brazil

Jane Corrêa Fonseca, Waleska Teixeira Caiaffa, Mery Natali Silva Abreu, Katia de Paula Farah, Wânia da Silva Carvalho, Silvana Spindola de Miranda

J Bras Pneumol.2013;39(2):214-220

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a prevalência da infecção latente por Mycobacterium tuberculosis (ILMT) e o risco de infecção em pacientes com insuficiência renal crônica em um centro de hemodiálise. Métodos: Foram incluídos no estudo 307 pacientes com insuficiência renal crônica em tratamento hemodialítico no Instituto Mineiro de Nefrologia, na cidade de Belo Horizonte (MG). Todos os pacientes foram submetidos a testes tuberculínicos (TTs). O efeito booster e a viragem tuberculínica foram avaliados. Se o primeiro TT (TT1) era negativo, um segundo (TT2) era realizado 1-3 semanas após o TT1 para investigar o efeito booster. Se o TT2 também era negativo, um terceiro (TT3) era realizado um ano após o TT2 para identificar a viragem tuberculínica. Resultados: A prevalência da ILMT, quando considerado o ponto de corte de 5 mm de enduração, foi de 22,2% no TT1, com incremento de 11,2% no TT2. A prevalência da ILMT, quando considerado o ponto de corte de enduração de 10 mm, foi de 28,5% no TT1, com incremento de 9,4% no TT2. Um aumento significativo da prevalência da ILMT foi observado entre TT1 e TT2 (efeito booster) e entre TT2 e TT3 (p < 0,01 para ambos). Na nossa amostra, o risco médio anual de infecção foi de 1,19%. Conclusões: Na população estudada, a prevalência da ILMT foi alta, e o risco de infecção foi semelhante ao da população geral no Brasil, o que sugere infecção recente.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Insuficiência renal crônica; Teste tuberculínico.

 

Comunicação Breve

14 - Completude das fichas de notificações de tuberculose em cinco capitais do Brasil com elevada incidência da doença

Completeness of tuberculosis reporting forms in five Brazilian capitals with a high incidence of the disease

Normeide Pedreira dos Santos, Monique Lírio, Louran Andrade Reis Passos, Juarez Pereira Dias, Afrânio Lineu Kritski, Bernardo Galvão-Castro, Maria Fernanda Rios Grassi

J Bras Pneumol.2013;39(2):221-225

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O objetivo deste estudo foi avaliar a completude das fichas de notificações de tuberculose de cinco capitais brasileiras com alta incidência regional de tuberculose em 2010 - Salvador, Rio de Janeiro, Cuiabá, Porto Alegre e Belém - através dos relatórios de tabulação do Sistema Nacional de Informação de Agravos e Notificações. Porto Alegre e Cuiabá apresentaram os melhores resultados, enquanto o Rio de Janeiro, capital com o maior número de notificações de tuberculose no país, apresentou o pior. A baixa completude desses formulários pode comprometer a qualidade do Programa Nacional de Controle da Tuberculose e repercutir na assistência e nos processos decisórios.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Vigilância da população; Notificação de doenças.

 

Artigo de Revisão

15 - Estado atual e aplicabilidade clínica da punção aspirativa por agulha guiada por ultrassomendobrônquico

Current status and clinical applicability of endobronchial ultrasound-guided transbronchial needle aspiration

Viviane Rossi Figueiredo, Márcia Jacomelli, Ascédio José Rodrigues, Mauro Canzian,Paulo Francisco Guerreiro Cardoso, Fábio Biscegli Jatene

J Bras Pneumol.2013;39(2):226-237

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Endobronchial ultrasound-guided transbronchial needle aspiration (EBUS-TBNA, punção aspirativa por agulha guiada por ultrassom endobrônquico) tem desempenhado um papel fundamental no diagnóstico de lesões mediastinais, paratraqueais e peribrônquicas, assim como no estadiamento linfonodal da neoplasia pulmonar. Por se tratar de exame endoscópico minimamente invasivo cujo rendimento diagnóstico tem se mostrado comparável aos métodos cirúrgicos estabelecidos, o procedimento de EBUS-TBNA ganhou espaço rapidamente e já se encontra integrado à rotina de investigação em serviços de referência. Para a realização de EBUS-TBNA, é importante o planejamento prévio ao procedimento, que deve incluir uma análise minuciosa dos exames radiológicos e cuidado especial com a coleta e preparo do material, além do domínio da técnica e conhecimento de eventuais complicações inerentes ao procedimento. As principais indicações para a realização de EBUS-TBNA são o estadiamento linfonodal da neoplasia pulmonar e a investigação diagnóstica de massas e linfonodomegalias mediastinais ou hilares. Recentemente, iniciou-se a identificação de biomarcadores tumorais em amostras neoplásicas; essa análise molecular no material coletado durante o procedimento de EBUS-TBNA provou ser totalmente possível. Até o momento, o procedimento de EBUS-TBNA não consta nas tabelas de procedimentos médicos da Associação Médica Brasileira. O procedimento de EBUS-TBNA tem se mostrado seguro e eficaz no estadiamento e reestadiamento de neoplasia de pulmão e no esclarecimento diagnóstico de lesões ou linfonodomegalias mediastinais, paratraqueais e peribrônquicas.

 


Palavras-chave: Biópsia por agulha fina; Neoplasias pulmonares; Estadiamento de neoplasias.

 

Relato de Caso

16 - Dissecção da artéria pulmonar e hipertensão pulmonar

Pulmonary hypertension and pulmonary artery dissection

Ricardo de Amorim Corrêa, Luciana Cristina dos Santos Silva, Cláudia Juliana Rezende, Rodrigo Castro Bernardes, Tarciane Aline Prata, Henrique Lima Silva

J Bras Pneumol.2013;39(2):238-241

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A dissecção da artéria pulmonar é uma complicação fatal da hipertensão pulmonar de longa duração que se manifesta como dor torácica aguda e lancinante, dispneia progressiva, choque cardiogênico ou morte súbita. Sua incidência é subestimada, e as opções terapêuticas são ainda limitadas. O aparecimento de uma dor torácica aguda ou nova, choque cardiogênico ou morte súbita em pacientes portadores de hipertensão pulmonar deve alertar para o diagnóstico de dissecção da artéria pulmonar.

 


Palavras-chave: Hipertensão pulmonar; Dor no peito; Artéria pulmonar.

 

Cartas ao Editor

17 - Eficácia da tomografia por emissão de pósitrons com 18F fluordesoxiglicose com tomografia computadorizada na avaliação de recidiva de câncer de pulmão

Efficacy of 18F-fluorodeoxyglucose positron emission tomography/computed tomography in evaluating lung cancer recurrence

Nobuhiro Asai, Yoshihiro Ohkuni, Kazufusa Shoji, Norihiro Kaneko

J Bras Pneumol.2013;39(2):242-244

PDF PT PDF EN English Text


18 - Embolia paradoxal iminente através do septo interatrial

Impending paradoxical embolism across the interatrial septum

Nilson Lopez Ruiz

J Bras Pneumol.2013;39(2):245-247

PDF PT PDF EN English Text


19 - Ressonância magnética de corpo inteiro na avaliação do comprometimento torácico na paracoccidioidomicose disseminada

Whole-body magnetic resonance imaging for the evaluation of thoracic involvement in disseminated paracoccidioidomycosis

Edson Marchiori, Elisa Carvalho Ferreira, Gláucia Zanetti, Bruno Hochhegger

J Bras Pneumol.2013;39(2):248-250

PDF PT PDF EN English Text


20 - Timectomia toracoscópica bem sucedida em um lactente

Successful thoracoscopic thymectomy in an infant

Damian Palafox, Brenda Tello-López, Miguel Angel Vichido-Luna,Walid Leonardo Dajer-Fadel, José Palafox

J Bras Pneumol.2013;39(2):251-253

PDF PT PDF EN English Text


21 - Subdiagnóstico de doenças respiratórias durante uma desaceleração econômica e necessidade do uso da espirometria como teste de triagem

Underdiagnosis of respiratory diseases during an economic downturn and the need forspirometry as a screening test

Filio Kotrogianni, Foteini Malli, Konstantinos I Gourgoulianis

J Bras Pneumol.2013;39(2):254-255

PDF PT PDF EN English Text


Resposta do autor

22 - Resposta dos autores

Authors' reply

Maria Conceição de Castro Antonelli Monteiro de Queiroz, Maria Auxiliadora Carmo Moreira,Marcelo Fouad Rabahi

J Bras Pneumol.2013;39(2):256

PDF PT PDF EN English Text


Ano 2013 - Volume 39  - Número 3  (Maio/Junho)

App

Editorial

1 - O refluxo gastroesofágico está associado a exacerbações da DPOC?

Is gastro-oesophageal reflux associated with COPD exacerbations?

Jadwiga A. Wedzicha

J Bras Pneumol.2013;39(3):257-258

PDF PT PDF EN English Text


Meta-análise

2 - Exacerbações de DPOC e sintomas de refluxo gastroesofágico: revisão sistemática e meta-análise

Exacerbations of COPD and symptoms of gastroesophageal reflux: a systematic review and meta-analysis

Thiago Mamôru Sakae, Márcia Margaret Menezes Pizzichini, Paulo José Zimermann Teixeira, Rosemeri Maurici da Silva, Daisson José Trevisol, Emilio Pizzichini

J Bras Pneumol.2013;39(3):259-271

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Examinar a relação entre refluxo gastroesofágico (RGE) e exacerbações da DPOC. Métodos: Foi realizada uma revisão sistemática de artigos publicados até dezembro de 2012 utilizando várias bases de dados. Os critérios de elegibilidade incluíram estudos sobre DPOC, exacerbações da DPOC e RGE que comparavam ao menos dois grupos (DPOC vs. controle ou RGE vs. controle) e descrevendo riscos relativos (RRs), razões de prevalência ou ORs e respectivos IC95% (ou com dados que permitissem o seu cálculo) para a associação entre RGE e DPOC, assim como taxas de exacerbações. Os dados foram coletados com um formulário padronizado que incluía o tipo de estudo; critérios para diagnóstico de RGE; idade e gênero dos participantes; número de participantes; método de randomização; escores de gravidade; métodos de avaliação dos sintomas de RGE; critérios de definição de exacerbação; taxa de exacerbações (hospitalizações, visitas à emergência, consultas não programadas, uso de prednisona e uso de antibióticos); sintomas de RGE no grupo DPOC vs. controles; média de exacerbações da DPOC (com sintomas vs. sem sintomas); frequência anual de exacerbações; tratamento para RGE; e gravidade da obstrução. Resultados: O RGE foi claramente identificado como um fator de risco para exacerbações da DPOC (RR = 7,57; IC95%: 3,84-14,94), com um aumento na média de exacerbações por ano (diferença média: 0,79; IC95%: 0,22-1,36). Houve uma prevalência significativamente maior de RGE em pacientes com DPOC do que naqueles sem DPOC (RR = 13,06; IC95%: 3,64-46,87; p < 0,001). Conclusões: O RGE é um fator de risco para exacerbações da DPOC. O papel do RGE no manejo da DPOC deve ser mais profundamente investigado.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica; Refluxo gastroesofágico; Metanálise; Fatores de risco; Medicina baseada em evidências.

 

Artigo Original

3 - Efeitos de um programa educativo ambulatorial em pacientes com asma não controlada

Effects of an outpatient education program in patients with uncontrolled asthma

Carmen Denise Borba Rodrigues, Rosemary Petrik Pereira, Paulo de Tarso Roth Dalcin

J Bras Pneumol.2013;39(3):272-279

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar os efeitos de um programa educativo ambulatorial em pacientes com asma não controlada. Métodos: Estudo não controlado, avaliando uma intervenção educacional e envolvendo pacientes com idade ≥ 14 anos com asma não controlada. Os participantes responderam a um questionário para avaliar o grau de controle da asma, a qualidade de vida e a técnica inalatória e foram submetidos a testes de função pulmonar. A seguir, participaram do programa educativo, que consistia de uma sessão inicial de 45 min e de entrevistas telefônicas em duas, quatro e oito semanas. Os participantes foram reavaliados após três meses. Resultados: Completaram o estudo 63 pacientes. Houve melhora significativa no grau de controle da asma (p < 0,001). Dos 63 pacientes, 28 (44,4%) e 6 (9,5%) passaram a apresentar asma parcialmente controlada e controlada, respectivamente. Antes e depois a intervenção educacional, a média de VEF1 foi, respectivamente, 63,0 ± 20,0% do previsto e 68,5 ± 21,2% do previsto (p = 0,002), e todos os escores de qualidade de vida melhoraram (p < 0,05 para todos). O mesmo ocorreu com a proporção de pacientes com técnica inalatória adequada no uso de inalador pressurizado (15,4% vs. 46,2%; p = 0,02) e de dispositivo de pó (21,3% vs. 76,6%; p < 0,001). A análise de regressão logística identificou que a técnica inalatória incorreta na primeira avaliação estava independentemente associada com a resposta favorável à intervenção educativa. Conclusões: Este estudo sugere que um programa educativo ambulatorial resultou em uma melhora no grau de controle da asma, na função pulmonar e na qualidade de vida. A técnica inalatória incorreta na avaliação inicial foi preditora da resposta favorável à intervenção educativa.

 


Palavras-chave: Asma/prevenção e controle; Qualidade de vida; Testes de função respiratória; Assistência ambulatorial; Educação em saúde.

 

4 - A tromboprofilaxia evita o tromboembolismo venoso após cirurgia ortopédica de grande porte?

Does thromboprophylaxis prevent venous thromboembolism after major orthopedic surgery?

Evrim Eylem Akpinar, Derya Hosgün, Burak Akan, Can Ates, Meral Gülhan

J Bras Pneumol.2013;39(3):280-286

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A embolia pulmonar (EP) é uma complicação importante de cirurgia ortopédica de grande porte. Este estudo visou avaliar a incidência de tromboembolismo venoso (TEV) e os fatores que influenciam o desenvolvimento de TEV em pacientes submetidos a cirurgia ortopédica de grande porte em um hospital universitário. Métodos: Pacientes submetidos a cirurgia ortopédica de grande porte (artroplastia de quadril, artroplastia do joelho ou reparação de fratura de fêmur) entre fevereiro de 2006 e junho de 2012 foram incluídos retrospectivamente no estudo. As incidências de EP e de trombose venosa profunda (TVP) foram avaliadas, assim como os fatores que influenciaram sua ocorrência, tais como o tipo de cirurgia, idade e comorbidades. Resultados: Foram revisados os prontuários médicos de 1.306 pacientes. As proporções de artroplastia do joelho, artroplastia de quadril e reparação de fratura de fêmur foram, respectivamente, de 63,4%, 29,9% e 6,7%. A incidência cumulativa de EP e TVP nos pacientes submetidos a cirurgia ortopédica de grande porte foi, respectivamente, de 1,99% e 2,22%. A maioria dos pacientes apresentou EP e TVP (61,5% e 72,4 %, respectivamente) nas primeiras 72 h após a cirurgia. Pacientes submetidos à reparação de fratura de fêmur, aqueles com idade ≥ 65 anos, e pacientes acamados tinham um risco maior de desenvolver TVP. Conclusões: Nossos resultados demonstram que o TEV foi uma complicação importante de cirurgia ortopédica de grande porte, apesar da utilização de tromboprofilaxia. Os médicos clínicos devem estar alerta para a ocorrência de TEV, especialmente no período perioperatório e em pacientes idosos (com idade ≥ 65 anos) e acamados.

 


Palavras-chave: Ortopedia; Embolia pulmonar; Trombose venosa.

 

5 - Uso de inaladores na população de adolescentes e adultos com diagnóstico médico autorreferido de asma, bronquite ou enfisema em Pelotas, RS

Inhaler use in adolescents and adults with self-reported physician-diagnosed asthma, bronchitis, or emphysema in the city of Pelotas, Brazil

Paula Duarte de Oliveira, Ana Maria Baptista Menezes, Andréa Dâmaso Bertoldi, Fernando César Wehrmeister

J Bras Pneumol.2013;39(3):287-295

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar as características dos usuários de dispositivos inalatórios e a prevalência de uso desses em adolescentes e adultos com diagnóstico médico autorreferido de asma, bronquite ou enfisema. Métodos: Estudo de base populacional realizado em Pelotas, RS, incluindo 3.670 indivíduos com idade ≥ 10 anos, avaliados com um questionário. Resultados: Aproximadamente 10% da amostra referiram pelo menos uma das doenças respiratórias investigadas. Entre esses, 59% apresentaram sintomas respiratórios no último ano, e, desses, apenas metade usou inaladores. O uso de inaladores diferiu significativamente de acordo com o nível socioeconômico (39% e 61% entre mais pobres e mais ricos, respectivamente; p = 0,01). Não houve diferença na frequência de uso de inaladores por sexo ou idade. Entre indivíduos com enfisema, o uso da combinação broncodilatador + corticoide inalatório foi mais frequente que o uso isolado de broncodilatador. Somente entre os indivíduos que referiram diagnóstico médico de asma e sintomas atuais, a proporção de uso de inaladores foi maior que 50%. Conclusões: Em nossa amostra, os inaladores foram subutilizados, e o tipo de medicamento usado por aqueles que referiram enfisema parece não estar de acordo com o preconizado em consensos sobre essa doença.

 


Palavras-chave: Inaladores dosimetrados; Asma; Doença pulmonar obstrutiva crônica; Bronquite; Enfisema; Inaladores de pó seco.

 

6 - Avaliação de atopia em portadores de DPOC

Evaluation of atopy in patients with COPD

Margarida Célia Lima Costa Neves, Yuri Costa Sarno Neves, Carlos Mauricio Cardeal Mendes, Monalisa Nobre Bastos, Aquiles Assunção Camelier, Cleriston Farias Queiroz, Bernardo Fonseca Mendoza, Antônio Carlos Moreira Lemos, Argemiro D'Oliveira Junior

J Bras Pneumol.2013;39(3):296-305

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a prevalência de atopia e avaliar o perfil clínico, laboratorial e radiológico de pacientes com DPOC. Métodos: Estudo de corte transversal com pacientes ambulatoriais portadores de DPOC estável (definida pela história clínica e relação VEF1/CVF < 70% do previsto após broncodilatador). Os pacientes responderam um questionário clínico e de atopia e foram submetidos a citologia de lavado nasal, teste cutâneo de alergia, radiografia de tórax, hemogasometria arterial e dosagem de IgE total. Resultados: Dos 149 indivíduos avaliados, 53 (35,6%), 49 (32,8%) e 88 (59,1%), respectivamente, apresentavam eosinofilia no lavado nasal, teste cutâneo positivo e sintomas de rinite alérgica. A análise de correspondência confirmou esses achados, evidenciando dois perfis distintos de doença: a presença de atopia em pacientes com estágios mais leves de DPOC, e a ausência de características de atopia em pacientes com aspectos de doença mais grave (VEF1 reduzido e hiperinsuflação). Houve uma associação estatisticamente significante entre eosinofilia no lavado nasal e prova farmacodinâmica positiva. Conclusões: Este estudo identificou uma alta frequência de atopia em pacientes com DPOC, utilizando ferramentas simples e reprodutíveis. A monitorização inflamatória de vias aéreas parece ser uma ferramenta útil para avaliar as doenças respiratórias em idosos, assim como em pacientes com sobreposição de asma e DPOC, entidade clínica ainda pouco compreendida.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica; Alergia e imunologia; Líquido da lavagem nasal; Asma; Rinite alérgica perene.

 

7 - Pesquisa da mutação F508del como primeiro passo no diagnóstico molecular de fibrose cística

Screening for F508del as a first step in the molecular diagnosis of cystic fibrosis

Fernando Augusto de Lima Marson, Carmen Silvia Bertuzzo, Maria Ângela Gonçalves de Oliveira Ribeiro, Antônio Fernando Ribeiro, José Dirceu Ribeiro

J Bras Pneumol.2013;39(3):306-316

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Verificar a importância da detecção da mutação F508del no gene cystic fibrosis transmembrane conductance regulator como primeiro passo no diagnóstico genético de fibrose cística (FC), associando-se o genótipo com várias variáveis clínicas. Métodos: Foram avaliados 180 pacientes com FC quanto à mutação F508del. As variáveis clínicas foram obtidas dos prontuários médicos dos pacientes e de entrevistas com seus pais ou responsáveis. Resultados: Dos 180 pacientes estudados, 65 (36,1%) não apresentavam a mutação F508del (grupo 0 [G0]), 67 (37,2%) eram heterozigotos (grupo 1 [G1]), e 48 (26,7%) eram homozigotos (grupo 2 [G2]). Todos os três grupos mostraram associações com as variáveis clínicas. A homozigose associou-se a pacientes mais jovens, menor idade ao diagnóstico e menor idade no primeiro isolamento de Pseudomonas aeruginosa (PA), bem como maior prevalência de insuficiência pancreática (IP) e colonização por PA não mucoide (PANM). Na comparação com os pacientes G1+G2, os pacientes G0 eram mais velhos, com início de sintomas clínicos, doença digestiva e doença pulmonar mais tardio, diagnóstico tardio, PA isolada tardiamente, e menor prevalência de IP, íleo meconial e colonização por PANM, PA mucoide e Burkholderia cepacia. Nos pacientes G1, os valores foram intermediários para idade ao diagnóstico, idade no primeiro isolamento de PA, idade no início de doença pulmonar e de manifestações clínicas, colonização por PAM e OR para IP. Conclusões: A identificação de F508del em 63,9% dos pacientes estudados mostrou que ela pode ser uma ferramenta útil como primeiro passo no diagnóstico genético de FC. O genótipo F508del foi associado à gravidade clínica da doença, particularmente às variáveis relacionadas com o início da doença.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Regulador de Condutância Transmembrana em Fibrose Cística; Genótipo; Mutação.

 

8 - Importância da capacidade vital lenta na detecção de obstrução das vias aéreas

Importance of slow vital capacity in the detection of airway obstruction

Ana Raquel Gonçalves de Barros, Margarida Batista Pires, Nuno Miguel Ferreira Raposo

J Bras Pneumol.2013;39(3):317-322

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Investigar a ocorrência de obstrução das vias aéreas por meio da relação VEF1/CVF e da relação VEF1/capacidade vital lenta (CVL). Métodos: Estudo do tipo quantitativo, retrospectivo e transversal. A amostra foi constituída por 1.084 indivíduos que realizaram espirometria e pletismografia num hospital central da região de Lisboa, Portugal. A amostra foi estratificada em seis grupos funcionais respiratórios. Resultados: A análise da relação VEF1/CVF revelou a presença de obstrução das vias aéreas em 476 indivíduos (43,9%), enquanto a relação VEF1/CVL detectou a presença dessa em 566 indivíduos (52,2%). A diferença entre a CVL e a CVF (CVL − CVF) nos grupos relativos à obstrução brônquica, à obstrução brônquica com hiperinsuflação pulmonar e à alteração ventilatória mista foi estatisticamente superior àquela encontrada nos grupos sem alteração ventilatória, com diminuição dos FEFs e com restrição pulmonar. O parâmetro CVL − CVF apresentou correlação negativa significativa com VEF1 em % do previsto apenas no grupo com obstrução brônquica com hiperinsuflação pulmonar. Conclusões: A relação VEF1/CVL detectou a presença de obstrução das vias aéreas em um número maior de indivíduos que a relação VEF1/CVF, ou seja, a relação VEF1/CVL é mais confiável na detecção de alterações ventilatórias obstrutivas.

 


Palavras-chave: Obstrução das vias respiratórias; Espirometria; Pletismografia.

 

9 - Pneumonia por vírus influenza A (H1N1): aspectos na TCAR

Influenza A (H1N1) pneumonia: HRCT findings

Viviane Brandão Amorim, Rosana Souza Rodrigues, Miriam Menna Barreto, Gláucia Zanetti, Bruno Hochhegger, Edson Marchiori

J Bras Pneumol.2013;39(3):323-329

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever os aspectos encontrados em TCAR do tórax de pacientes infectados pelo vírus influenza A (H1N1). Métodos: Foram analisadas retrospectivamente as TCAR de 71 pacientes (38 femininos e 33 masculinos) com diagnóstico confirmado de influenza A (H1N1) através da identificação laboratorial do vírus, estudados no período entre julho e setembro de 2009. A interpretação das TCAR foi realizada por dois radiologistas torácicos de forma independente, e, em caso de discordância, as decisões foram tomadas por consenso. Resultados: Os achados de TCAR mais comuns foram opacidades em vidro fosco (85%), consolidação (64%) ou a combinação de opacidades em vidro fosco e consolidação (58%). Outros achados foram nódulos do espaço aéreo (25%), espessamento das paredes brônquicas (25%), espessamento de septos interlobulares (21%), padrão de pavimentação em mosaico (15%), espessamento perilobular (3%) e aprisionamento aéreo (3%). As alterações foram frequentemente bilaterais (89%), com distribuição não específica (68%). Derrame pleural, quando observado, foi, em geral, de pequena monta. Não foram observadas linfonodomegalias. Conclusões: As alterações predominantes foram opacidades em vidro fosco, consolidações ou a combinação de ambas. O acometimento foi frequentemente bilateral e não houve predomínio quanto à distribuição (axial ou craniocaudal). Apesar de inespecíficos, é importante reconhecer os principais aspectos tomográficos da infecção por influenza A (H1N1) a fim de incluir essa possibilidade no diagnóstico diferencial de sintomas respiratórios.

 


Palavras-chave: Pneumonia viral; Tomografia computadorizada por raios X; Vírus da influenza A subtipo H1N1.

 

10 - A falência da extubação influencia desfechos clínicos e funcionais em pacientes com traumatismo cranioencefálico

Extubation failure influences clinical and functional outcomes in patients with traumatic brain injury

Helena França Correia dos Reis, Mônica Lajana Oliveira Almeida, Mário Ferreira da Silva, Mário de Seixas Rocha

J Bras Pneumol.2013;39(3):330-338

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a associação entre falência da extubação e desfechos clínicos e funcionais em pacientes com traumatismo cranioencefálico (TCE). Métodos: Coorte prospectiva com 311 pacientes consecutivos com TCE. Os pacientes foram divididos em dois grupos de acordo com o resultado da extubação: sucesso ou falência (necessidade de reintubação dentro de 48 h após extubação). Um modelo multivariado foi desenvolvido para verificar se a falência de extubação era um preditor independente de mortalidade hospitalar. Resultados: A média de idade foi de 35,7  13,8 anos, e 92,3% dos pacientes eram do sexo masculino. A incidência de falência da extubação foi de 13,8%. A mortalidade hospitalar foi, respectivamente, de 20,9% e 4,5% nos pacientes com falência e com sucesso da extubação (p = 0,001). A realização de traqueostomia foi mais frequente no grupo falência da extubação (55,8% vs. 1,9%; p < 0,001). A mediana de tempo de permanência hospitalar foi significantemente maior nos pacientes com falência do que naqueles com sucesso da extubação (44 dias vs. 27 dias; p = 0,002). Os pacientes com falência da extubação apresentaram piores desfechos funcionais na alta hospitalar. A análise multivariada mostrou que a falência da extubação foi um preditor independente para a mortalidade hospitalar (OR = 4,96; IC95%, 1,86-13,22). Conclusões: A falência da extubação esteve associada a maior permanência hospitalar, maior frequência de traqueostomia e de complicações pulmonares, piores desfechos funcionais e maior mortalidade em pacientes com TCE.

 


Palavras-chave: Traumatismos encefálicos; Desmame do respirador; Unidades de terapia intensiva; Escala de resultado de Glasgow.

 

11 - Fatores de risco para multirresistência bacteriana em pneumonias adquiridas no hospital não associadas à ventilação mecânica

Risk factors for infection with multidrug-resistant bacteria in non-ventilated patients with hospital-acquired pneumonia

Renato Seligman, Luis Francisco Ramos-Lima, Vivian do Amaral Oliveira, Carina Sanvicente, Juliana Sartori, Elyara Fiorin Pacheco

J Bras Pneumol.2013;39(3):339-348

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Identificar fatores de risco para o desenvolvimento de pneumonia adquirida no hospital (PAH), não associada à ventilação mecânica e causada por bactérias multirresistentes (MR). Métodos: Estudo de coorte observacional retrospectivo, conduzido ao longo de três anos em um hospital universitário terciário. Incluímos apenas pacientes sem ventilação mecânica, com diagnóstico de PAH e com cultura bacteriana positiva. Variáveis categóricas foram comparadas por meio do teste do qui-quadrado. A análise de regressão logística foi usada para determinar os fatores de risco para PAH causada por bactérias MR. Resultados: Dos 140 pacientes diagnosticados com PAH, 59 (42,1%) apresentavam infecção por cepas MR. As taxas de mortalidade nos pacientes com cepas de Staphylococcus aureus resistentes e sensíveis à meticilina, respectivamente, foram de 45,9% e 50,0% (p = 0,763). As taxas de mortalidade nos pacientes com PAH causada por bacilos gram-negativos MR e não MR, respectivamente, foram de 45,8% e 38,3% (p = 0,527). Na análise univariada, os fatores associados com cepas MR foram DPOC, insuficiência cardíaca crônica, insuficiência renal crônica, diálise, cateterismo urinário, infecções extrapulmonares e uso de antimicrobianos nos 10 dias anteriores ao diagnóstico de PAH. Na análise multivariada, o uso de antimicrobianos nos 10 dias anteriores ao diagnóstico foi o único fator preditor independente de cepas MR (OR = 3,45; IC95%: 1,56-7,61; p = 0,002). Conclusões: Neste estudo unicêntrico, o uso de antimicrobianos de largo espectro 10 dias antes do diagnóstico de PAH foi o único preditor independente da presença de bactérias MR em pacientes com PAH sem ventilação mecânica.

 


Palavras-chave: Pneumonia bacteriana; Farmacorresistência bacteriana; Infecção hospitalar

 

12 - Impacto da reabilitação pulmonar na qualidade de vida e na capacidade funcional de pacientes em lista de espera para transplante pulmonar

Impact of pulmonary rehabilitation on quality of life and functional capacity in patients on waiting lists for lung transplantation

Juliessa Florian, Adalberto Rubin, Rita Mattiello, Fabrício Farias da Fontoura, José de Jesus Peixoto Camargo, Paulo Jose Zimermann Teixeira

J Bras Pneumol.2013;39(3):349-356

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar o impacto de um programa de reabilitação pulmonar na capacidade funcional e na qualidade de vida de pacientes em lista de espera para transplante pulmonar. Métodos: Pacientes em lista de espera para transplante pulmonar encaminhados a um programa de reabilitação pulmonar de 36 sessões. Os participantes foram avaliados no início e no final desse com o teste de caminhada de seis minutos (TC6) e com o questionário de qualidade de vida Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36). O programa de reabilitação pulmonar foi composto por exercícios de fortalecimento muscular, treinamento aeróbico, acompanhamento clínico e psiquiátrico, acompanhamento nutricional, assistência social e palestras educacionais. Resultados: Dos 112 pacientes encaminhados, 58 completaram o programa. A média de idade dos participantes foi de 46  14 anos; sendo 52% do sexo feminino. Entre esses pacientes, 37 (47%) eram portadores de fibrose pulmonar, 13 (22%) tinham enfisema pulmonar, e 18 (31%), tinham outras doenças pulmonares em fase avançada. Houve uma melhora significativa na distância percorrida no TC6 ao final do programa (367 ± 136 m vs. 439 ± 114 m; p = 0,001), com um aumento médio de 72 m. Houve aumentos significativos nas pontuações dos seguintes domínios do SF-36: capacidade funcional, 22 pontos (p = 0,001); aspectos físicos, 10 (p = 0,045); vitalidade, 10 (p < 0,001); aspectos sociais, 15 (p = 0,001); e saúde mental, 8 (p = 0,001). Conclusões: O programa de reabilitação pulmonar teve um impacto positivo na capacidade de exercício e na qualidade de vida nos pacientes em lista de espera para transplante pulmonar.

 


Palavras-chave: Reabilitação; Transplante de pulmão; Qualidade de vida; Exercício; Tolerância ao exercício.

 

13 - Características da tuberculose no estado de Minas Gerais entre 2002 e 2009

Characteristics of tuberculosis in the state of Minas Gerais, Brazil: 2002-2009

Cláudio José Augusto, Wânia da Silva Carvalho, Alan Douglas Gonçalves, Maria das Graças Braga Ceccato, Silvana Spindola de Miranda

J Bras Pneumol.2013;39(3):357-364

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar o perfil de casos de tuberculose no estado de Minas Gerais entre 2002 e 2009, segundo características sociodemográficas, clínicas e laboratoriais, assim como presença de comorbidades e mortalidade. Métodos: Estudo epidemiológico descritivo com levantamento de dados dos casos notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação e Sistema de Informação de Mortalidade entre 2002 e 2009. Resultados: Foram notificados 47.285 casos de tuberculose nos anos estudados, com média de incidência 22,3/100.000 habitantes. Os indivíduos com tuberculose eram predominantemente da faixa etária de 20-49 anos (62,4%), do sexo masculino (67,0%) e tinham baixa escolaridade (18,5%). Casos novos, de recidiva e de retratamento representaram, respectivamente, 83,7%, 5,7% e 5,7% do total de casos. As proporções de cura, abandono do tratamento e tuberculose multirresistente foram, respectivamente, 73,1%, 11,2% e 0,2%, enquanto o coeficiente de mortalidade foi 12,9%. O tratamento diretamente observado (TDO) foi administrado em 21,8% dos casos. A baciloscopia e a cultura de escarro somente foram realizadas em 73.9% e 12,9% dos casos, respectivamente. A radiografia de tórax foi realizada em 90,5% dos casos. A forma pulmonar prevaleceu (83,9%). A comorbidade com alcoolismo, infecção pelo HIV e diabetes mellitus foi identificada em 17,2%, 8,3% e 3,8% dos casos, respectivamente. Conclusões: No período estudado, o número de casos novos, de abandono e de óbitos foi elevado, as comorbidades foram relevantes, e os exames básicos não foram realizados adequadamente para o diagnóstico da tuberculose. São necessários o trabalho multiprofissional, ampliação da estratégia TDO, maior conhecimento da distribuição da tuberculose em Minas Gerais e melhorias nos bancos de dados para que haja um melhor controle da doença no estado.

 


Palavras-chave: Tuberculose/epidemiologia; Tuberculose/mortalidade; Sistemas de informação.

 

Comunicação Breve

14 - Comparação do desempenho do sistema mycobacteria growth indicator tube e meio Löwenstein-Jensen na detecção de rotina de Mycobacterium tuberculosis em unidades do sistema único de saúde no Rio de Janeiro: resultados preliminares de um ensaio clínico pragmático

Performance comparison between the mycobacteria growth indicator tube system and Löwenstein-Jensen medium in the routine detection of Mycobacterium tuberculosis at public health care facilities in Rio de Janeiro, Brazil: preliminary results of a pragmatic clinical trial

Adriana da Silva Rezende Moreira, Gisele Huf, Maria Armanda Vieira, Leila Fonseca, Monica Ricks, Afrânio Lineu Kritski

J Bras Pneumol.2013;39(3):365-367

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Em razão da recomendação da Organização Mundial da Saúde sobre o uso do sistema mycobacteria growth indicator tube (MGIT) 960 para o diagnóstico de tuberculose e da falta de evidências sobre o impacto clínico de sua incorporação em sistemas de saúde, um ensaio clínico pragmático está sendo conduzido para avaliar o desempenho clínico e a relação custo-efetividade do MGIT 960 em duas unidades do Sistema Único de Saúde na cidade do Rio de Janeiro, que tem uma elevada incidência de tuberculose. Apresentamos aqui, de forma sintética, o método e resultados preliminares do ensaio. (ISRCTN.org Identifier: ISRCTN79888843 [http://isrctn.org/])

 


Palavras-chave: Ensaio clínico controlado; Tuberculose; Testes diagnósticos de rotina.

 

15 - Cistos pulmonares na paracoccidioidomicose crônica

Lung cysts in chronic paracoccidioidomycosis

André Nathan Costa, Edson Marchiori, Gil Benard, Mariana Sponholz Araújo, Bruno Guedes Baldi, Ronaldo Adib Kairalla, Carlos Roberto Ribeiro Carvalho

J Bras Pneumol.2013;39(3):368-372

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Os cistos pulmonares na TCAR são caracterizados por áreas arredondadas de baixo coeficiente de atenuação no parênquima pulmonar com uma interface bem definida com o pulmão adjacente normal. As doenças pulmonares císticas mais comuns são linfangioleiomiomatose, histiocitose de células de Langerhans e pneumonia intersticial linfocítica. Em uma análise retrospectiva de achados de TCAR em 50 pacientes com diagnóstico de paracoccidioidomicose crônica residual, observou-se a presença de cistos pulmonares em 5 casos (10%), mostrando que pacientes com paracoccidioidomicose podem apresentar cistos pulmonares na TCAR. Portanto, essa infecção deve entrar no diagnóstico diferencial das doenças císticas pulmonares.

 


Palavras-chave: Paracoccidioidomicose; Cistos; Tomografia computadorizada multidetectores.

 

Artigo de Revisão

16 - Lesão por inalação de fumaça em ambientes fechados: uma atualização

Smoke inhalation injury during enclosed-space fires: an update

Ana Carolina Peçanha Antonio, Priscylla Souza Castro, Luiz Octavio Freire

J Bras Pneumol.2013;39(3):373-381

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Aproveita-se o trágico incêndio ocorrido em uma boate na cidade de Santa Maria, RS, que culminou na morte imediata de 232 jovens, para revisarmos a literatura com relação à lesão por inalação de fumaça em ambientes fechados, que pode ser dividida em dano térmico direito, intoxicação por monóxido de carbono e intoxicação por cianeto. Essas condições frequentemente levam à necessidade de intubação orotraqueal imediata, seja por obstrução aguda de vias aéreas, seja por depressão do nível de consciência. O diagnóstico e a gravidade da injúria térmica podem ser determinados pela fibrobroncoscopia. Quanto aos envenenamentos, a dosagem dos gases ou de seus subprodutos na corrente sanguínea é possível e deve ser realizada ainda na cena do incidente. Da mesma maneira, o tratamento da intoxicação por monóxido de carbono consiste na administração imediata de oxigênio a 100%, enquanto o da intoxicação por cianeto consiste em oxigenoterapia e hidroxicobalamina injetável como antídoto.

 


Palavras-chave: Lesão por inalação de fumaça; Monóxido de carbono; Cianetos.

 

Relato de Caso

17 - Pneumotórax como complicação associada ao recrutamento do volume pulmonar

Pneumothorax as a complication of lung volume recruitment

Erik J.A. Westermann, Maurice Jans, Michael A. Gaytant, John R. Bach, Mike J. Kampelmacher

J Bras Pneumol.2013;39(3):382-386

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O recrutamento do volume pulmonar envolve técnicas de insuflações pulmonares profundas para se atingir a capacidade de insuflação máxima em pacientes com fraqueza da musculatura respiratória, a fim de aumentar o pico de fluxo da tosse e assim auxiliar a manutenção da patência de vias aéreas e melhorar a ventilação. Uma dessas técnicas é o empilhamento de ar, na qual se utiliza um ressuscitador manual para insuflar os pulmões. Embora as pressões intratorácicas possam aumentar consideravelmente, não há relatos de complicações por empilhamento de ar. Entretanto, atingir a capacidade de insuflação máxima não é recomendado em pacientes com anormalidades na estrutura pulmonar ou doença obstrutiva crônica das vias aéreas. Relatamos o caso de uma paciente de 72 anos que teve poliomielite quando criança, desenvolveu escoliose de torção e síndrome pós-pólio e tinha exacerbações de asma periódicas, mas infrequentes. Após realizar empilhamento de ar por 3 anos, a paciente subitamente desenvolveu pneumotórax, mostrando que essa técnica deve ser utilizada com cuidado ou não ser utilizada por pacientes com patologia pulmonar conhecida.

 


Palavras-chave: Barotrauma; Pneumotórax; Insuflação.

 

Cartas ao Editor

18 - Hemorragia alveolar após injeção parenteral de silicone industrial

Alveolar hemorrhage after parenteral injection of industrial silicone

Ronaldo Ferreira Macedo, Ricardo Ananias Lobão, Eduardo Mello De Capitani, Maira Eliza Petrucci Zanovello, Paula Catarina Caruso, Maurício Souza de Toledo Leme, Elza Maria Figueiras Pedreira de Cerqueira, Lair Zambon

J Bras Pneumol.2013;39(3):387-389

PDF PT PDF EN English Text


19 - Hemangiomatose capilar pulmonar: uma causa incomum de hipertensão pulmonar

Pulmonary capillary hemangiomatosis: an uncommon cause of pulmonary hypertension

Igor Murad Faria, Leonardo Hoehl Carneiro, Teófilo Augusto Araújo Tiradentes, Gláucia Zanetti, Edson Marchiori

J Bras Pneumol.2013;39(3):390-392

PDF PT PDF EN English Text


20 - Bola fúngica por Aspergillus fumigatus no pulmão nativo após transplante unilateral de pulmão

Aspergillus fumigatus fungus ball in the native lung after single lung transplantation

Fernando Ferreira Gazzoni, Bruno Hochhegger, Luiz Carlos Severo, José Jesus Camargo

J Bras Pneumol.2013;39(3):

PDF PT PDF EN English Text


21 - Complicações pleuropulmonares relacionadas à instilação pulmonar de carvão ativado

Pleuropulmonary complications related to pulmonary instillation of activated charcoal

Luiz Felipe Nobre, Edson Marchiori, Daniel Yared Forte, Gláucia Zanetti

J Bras Pneumol.2013;39(3):

PDF PT PDF EN English Text


Errata

22 - Errata

ERRATUM

Francisca Magalhães Scoralick, Luciana Paganini Piazzolla, Liana Lauria Pires, Cleudson Nery de Castro e Wladimir Kummer de Paula

J Bras Pneumol.2013;39(3):

PDF PT PDF EN English Text


Ano 2013 - Volume 39  - Número 4  (Julho/Agosto)

App

Editorial

1 - COPD Assessment Test: teste rápido e de fácil uso que promove o automanejo

COPD Assessment Test: rapid and easily applied test that promotes patient self-management

José Roberto Jardim, Laura Zillmer

J Bras Pneumol.2013;39(4):

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Validação do Teste de Avaliação da DPOC em português para uso no Brasil

Portuguese-language version of the COPD Assessment Test: validation for use in Brazil

Guilherme Pinheiro Ferreira da Silva, Maria Tereza Aguiar Pessoa Morano, Cyntia Maria Sampaio Viana, Clarissa Bentes de Araujo Magalhães, Eanes Delgado Barros Pereira

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Realizar a validação e verificar a reprodutibilidade da versão em português do Brasil do COPD Assessment Test (CAT). Métodos: Estudo multicêntrico, no qual foram selecionados pacientes com DPOC estável em dois hospitais de ensino na cidade de Fortaleza, CE. A versão do CAT foi aplicada duas vezes a 50 pacientes com DPOC por dois observadores independentes no mesmo dia. Após uma semana, esse mesmo questionário foi aplicado novamente aos mesmos pacientes por um dos observadores. No primeiro dia, os pacientes foram submetidos à prova de função pulmonar e ao teste de caminhada de seis minutos (TC6) e responderam as versões validadas de Saint George's Respiratory Questionnaire (SGRQ), escala de dispneia Modified Medical Research Council (MMRC) e hospital anxiety and depression scale (HADS). Resultados: As reprodutibilidades interobservador e intraobservador foram excelentes (coeficiente de correlação intraclasse [CCI] = 0,96; IC95%: 0,93-0,97; p < 0,001; e CCI = 0,98; IC95%: 0,96-0,98; p < 0,001, respectivamente). As disposições gráficas de Bland & Altman demonstraram boa confiabilidade teste-reteste. Houve correlações significativas do escore total do CAT com os resultados de espirometria, TC6, SGRQ, escala de dispneia MMRC e HADS-depressão. Conclusões: A versão brasileira do CAT é um instrumento válido, reprodutível e confiável para a avaliação dos pacientes com DPOC na população brasileira.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica; Questionários; Estudos de validação; Qualidade de vida; Reprodutibilidade dos testes.

 

3 - Eventos adversos locais associados ao uso de corticosteroides inalatórios em pacientes com asma moderada ou grave

Local adverse effects associated with the use of inhaled corticosteroids in patients with moderate or severe asthma

Charleston Ribeiro Pinto, Natalie Rios Almeida, Thamy Santana Marques, Laira Lorena Lima Yamamura, Lindemberg Assunção Costa, Adelmir Souza-Machado

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever e caracterizar os eventos adversos locais na orofaringe e laringe associados ao uso de corticosteroide inalatório (CI) em pacientes com asma moderada ou grave. Métodos: Estudo de corte transversal, com amostra de conveniência composta por 200 pacientes acompanhados no Serviço de Assistência Farmacêutica da Central de Referência do Programa para Controle da Asma na Bahia, em Salvador (BA). Os pacientes tinham ≥ 18 anos e estavam em uso regular de CI por período ≥ 6 meses. Os eventos adversos locais (irritação, dor, garganta seca, pigarro, rouquidão, redução da potência da voz, perda de voz; sensação de sede, tosse durante inalação, alteração do paladar e presença de monilíase oral) foram avaliados por meio de um questionário com período recordatório de 30 dias. Resultados: Dos 200 pacientes estudados, 159 (79,5%) eram mulheres. A média de idade foi de 50,7 ± 14,4 anos. Nesta amostra, 55 pacientes (27,5%) utilizavam altas doses de CI, com mediana de duração de tratamento de 38 meses. Em relação aos sintomas, 163 pacientes (81,5%) reportaram ao menos um evento adverso, e 131 (65,5%) tinham a percepção diária de pelo menos um sintoma. Os sintomas de voz e de faringe foram identificados em 57 (28,5%) e 154 (77,0%) pacientes, respectivamente. Os eventos adversos mais frequentemente relatados foram garganta seca, pigarros, sensação de sede e rouquidão. Conclusões: Eventos adversos relacionados ao uso de CI foram queixas frequentemente referidas e percebidas por esta amostra de asmáticos.

 


Palavras-chave: Asma; Glucocorticoides; Administração por inalação; Assistência farmacêutica.

 

4 - Enfisema lobar congênito: série de casos de 30 anos em dois hospitais universitários

Congenital lobar emphysema: 30-year case series in two university hospitals

Daniele Cristina Cataneo, Olavo Ribeiro Rodrigues, Erica Nishida Hasimoto, Aurelino Fernandes Schmidt Jr, Antonio José Maria Cataneo

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Revisar os casos de enfisema lobar congênito (ELC) operados nos últimos 30 anos em dois hospitais universitários. Métodos: Foram revistos os prontuários médicos das crianças com ELC operadas no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu e no Hospital da Universidade de Mogi das Cruzes entre 1979 e 2009. Dados sobre sintomas, exame físico, achados radiológicos, diagnóstico, tratamento cirúrgico e seguimento pós-operatório mediato e tardio foram analisados. Resultados: Durante o período estudado, 20 crianças com ELC foram submetidas a tratamento cirúrgico. A média de idade dos pacientes no momento da cirurgia foi 6,9 meses (variação, 9 dias a 4 anos). Todos os casos apresentaram sintomas ao nascimento ou nos primeiros meses de vida. Em todos os casos, a radiografia simples de tórax foi importante na definição do diagnóstico. Em casos de dificuldade respiratória moderada, a TC de tórax auxiliou no diagnóstico. Um paciente com desconforto respiratório grave foi diagnosticado erroneamente com pneumotórax hipertensivo e submetido a drenagem torácica. A broncoscopia só foi realizada nos pacientes com dificuldade respiratória moderada e não foram encontrados sinais de anomalias traqueobrônquicas. A abordagem cirúrgica foi realizada através de toracotomia lateral poupadora de músculo. O lobo superior esquerdo e o lobo médio foram os mais afetados, seguidos pelo lobo superior direito. A lobectomia foi realizada em 18 casos, enquanto a bilobectomia foi realizada em 2 casos (com ressecção de cisto broncogênico em 1 desses). Complicações pós-operatórias não foram observadas. O acompanhamento pós-operatório foi de pelo menos 24 meses (média, 60 meses) e não foram observadas complicações tardias nesta série. Conclusões: O ELC é uma doença pouco comum, ainda negligenciada, de etiologia incerta, mas de fácil diagnóstico radiológico e tratamento cirúrgico eficaz.

 


Palavras-chave: Anormalidades do sistema respiratório; Anormalidades congênitas; Procedimentos cirúrgicos pulmonares; Enfisema pulmonar.

 

5 - Reprodutibilidade da versão brasileira da escala de gravidade da fadiga e sua correlação com função pulmonar, dispneia e capacidade funcional em pacientes com DPOC

Reliability of the Brazilian Portuguese version of the fatigue severity scale and its correlation with pulmonary function, dyspnea, and functional capacity in patients with COPD

Silvia Valderramas, Aquiles Assunção Camelier, Sinara Alves da Silva, Renata Mallmann, Hanna Karine de Paulo, Fernanda Warken Rosa

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever a reprodutibilidade intra e interobservador da versão brasileira da escala de gravidade da fadiga (EGF) em pacientes com DPOC e verificar a presença de sua associação com parâmetros de função pulmonar, dispneia e capacidade funcional. Métodos: Estudo observacional de corte transversal no qual 50 pacientes com DPOC responderam a EGF em forma de entrevista a dois pesquisadores em duas visitas. Os escores da EGF foram correlacionados aos da escala Medical Research Council (MRC), VEF1, CVF e a distância percorrida no teste da caminhada de seis minutos (DTC6). Resultados: A média de idade dos pacientes foi de 69,4 ± 8,23 anos, enquanto a de VEF1 foi de 46,5 ± 20,4% do previsto. A EGF foi considerada reprodutível, com um coeficiente de correlação intraclasse de 0,90 (IC95%, 0,81-0,94; p < 0,01). Os escores da EGF mostraram correlações significantes com os da escala MRC (r = 0,70; p < 0,01), DTC6 (r = −0,77; p < 0,01), VEF1 (r = −0,38; p < 0,01), CVF (r = −0,35; p < 0,01) e a estágio da doença pela Global Initiative for Chronic Obstructive Lung Disease (r = 0,37; p < 0,01). Conclusões: A versão brasileira da EGF mostrou-se reprodutível para uso em pacientes com DPOC no Brasil e apresentou correlações significantes com a sensação de dispneia, capacidade funcional, função pulmonar e estágio da doença.

 


Palavras-chave: Fadiga; Doença pulmonar obstrutiva crônica; Reprodutibilidade dos testes; Avaliação; Estudos de validação.

 

6 - Efeito do tramadol na lesão pulmonar induzida por isquemia-reperfusão de músculo esquelético: um estudo experimental

Effect of tramadol on lung injury induced by skeletal muscle ischemia-reperfusion: an experimental study

Mohammad Ashrafzadeh Takhtfooladi, Amirali Jahanshahi, Amir Sotoudeh, Gholamreza Jahanshahi, Hamed Ashrafzadeh Takhtfooladi, Kimia Aslani

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Investigar se o tramadol tem um efeito protetor contra a lesão pulmonar induzida por isquemia-reperfusão de músculo esquelético. Métodos: Vinte ratos Wistar machos foram divididos em dois grupos: grupo isquemia-reperfusão (IR) e grupo isquemia-reperfusão + tramadol (IR+T). Os animais foram anestesiados com cetamina e xilazina (i.m., 50 mg/kg e 10 mg/kg, respectivamente). Todos os animais foram submetidos a 2 h de isquemia por oclusão da artéria femoral e 24 h de reperfusão. Antes da oclusão da artéria femoral, foram administrados 250 UI de heparina pela veia jugular para impedir a coagulação. Os ratos do grupo IR+T foram tratados com tramadol (20 mg/kg i.v.) imediatamente antes da reperfusão. Após o período de reperfusão, os animais foram sacrificados com pentobarbital (300 mg/kg i.p.), os pulmões foram removidos cuidadosamente, e os espécimes foram preparados adequadamente para estudos histopatológicos e bioquímicos. Resultados: A atividade de mieloperoxidase e os níveis de óxido nítrico foram significativamente maiores no grupo IR que no grupo IR+T (p = 0,001 para ambos). Anormalidades histológicas, como edema intra-alveolar, hemorragia intra-alveolar e infiltração neutrofílica, foram significativamente mais frequentes no grupo IR que no grupo IR+T. Conclusões: Com base nos resultados histológicos e bioquímicos deste estudo, concluímos que o tramadol tem um efeito protetor contra o dano ao tecido pulmonar após isquemia-reperfusão de músculo esquelético.

 


Palavras-chave: Tramadol; Músculo esquelético; Ataque isquêmico transitório; Lesão pulmonar.

 

7 - Dessaturação em indivíduos saudáveis submetidos ao incremental shuttle walk test

Oxygen desaturation in healthy subjects undergoing the incremental shuttle walk test

Daniel Machado Seixas, Daniela Miti Tsukumo Seixas, Monica Corso Pereira, Marcos Mello Moreira, Ilma Aparecida Paschoal

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a probabilidade de dessaturação arterial em indivíduos saudáveis submetidos ao incremental shuttle walk test (ISWT). Métodos: Foram estudados 83 indivíduos saudáveis, dos quais 55 eram homens (1 deles fumante) e 28 eram mulheres. Foram determinados VEF1 e VEF6 antes da realização do ISWT, assim como FC e SpO2 antes e depois do ISWT. Resultados: As médias gerais foram as seguintes: idade, 35,05 ± 12,53 anos; índice de massa corporal, 24,30 ± 3,47 kg/m2; FC em repouso, 75,12 ± 12,48 bpm; SpO2 em repouso, 97,96 ± 1,02%; VEF1, 3,75 ± 0,81 L; VEF6, 4,45 ± 0,87 L; relação VEF1/VEF6, 0,83 ± 0,08 (sem restrição ou obstrução); distância percorrida no ISWT, 958,30 ± 146,32 m; FC pós-ISWT, 162,41 ± 18,24 bpm e SpO2 pós-ISWT, 96,27 ± 2,21% Em 11 indivíduos, houve um aumento da SpO2 após o ISWT, ao passo que em 17 houve uma queda de 4%. Não houve diferença estatística entre os grupos com e sem dessaturação após o ISWT no tocante às variáveis idade, gênero, VEF1, VEF6, VEF1/VEF6, SpO2 basal, distância percorrida no ISWT, FC e porcentagem da FC máxima. Nos indivíduos que apresentaram dessaturação, o índice de massa corporal foi maior (p = 0,01) e a SpO2 pós-ISWT foi menor (p = 0,0001). Conclusões: Indivíduos saudáveis podem apresentar dessaturação após o ISWT. O uso do ISWT para prever a presença de problemas respiratórios sutis pode ser enganador. Em indivíduos saudáveis, a dessaturação é um evento comum após o ISWT, assim como o é durante a atividade física intensa.

 


Palavras-chave: Testes de função cardíaca; Testes de função respiratória; Índice de massa corporal; Oximetria.

 

8 - Contribuição da curva de fluxo-volume na detecção de obstrução da via aérea central

Contribution of flow-volume curves to the detection of central airway obstruction

Liliana Bárbara Perestrelo de Andrade e Raposo, António Bugalho, Maria João Marques Gomes

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Verificar a sensibilidade e especificidade das curvas de fluxo-volume na detecção de obstrução da via aérea central (OVAC), e se os critérios qualitativos e quantitativos da curva se relacionam com a localização, o tipo e o grau de obstrução. Métodos: Durante quatro meses foram selecionados, consecutivamente, indivíduos com indicação para broncoscopia. Todos efetuaram avaliação clínica, preenchimento de escala de dispneia, curva de fluxo-volume e broncoscopia num intervalo de uma semana. Quatro revisores classificaram a morfologia da curva sem conhecimento dos dados quantitativos, clínicos e broncoscopicos. Um quinto revisor averiguou os critérios morfológicos e quantitativos. Resultados: Foram incluídos 82 doentes, 36 (44%) com OVAC. A sensibilidade e especificidade da curva de fluxo-volume na detecção de OVAC foram, respectivamente, de 88,9% e 91,3% (critérios quantitativos) e de 30,6% e 93,5% (critérios qualitativos). Os critérios quantitativos mais frequentes na amostra foram o FEF50%/FIF50% ≥ 1 em 83% e o VEF1/PFE ≥ 8 mL . L−1 . min−1 em 36% dos doentes, e ambos se relacionaram com o tipo, a localização e o grau de obstrução (p < 0,05). Houve concordância dos revisores quanto à existência ou não de OVAC. Existe relação entre o grau de obstrução e o de dispneia. Conclusões: Os critérios quantitativos devem ser sempre calculados nas curvas de fluxo-volume de forma a detectar OVAC, dado a baixa sensibilidade dos critérios qualitativos. Os critérios FEF50%/FIF50% ≥ 1 e VEF1/PFE ≥ 8 mL . L−1 . min−1 foram relacionados com a localização, o tipo e o grau de obstrução.

 


Palavras-chave: Broncoscopia; Curvas de fluxo-volume expiratório máximo; Sensibilidade e especificidade; Neoplasias pulmonares.

 

9 - Função pulmonar em pessoas com síndrome pós-poliomielite: um estudo transversal

Lung function in post-poliomyelitis syndrome: a cross-sectional study

Claudio Andre Barbosa de Lira, Fábio Carderelli Minozzo, Bolivar Saldanha Sousa, Rodrigo Luiz Vancini, Marília dos Santos Andrade, Abrahão Augusto Juviniano Quadros, Acary Souza Bulle Oliveira, Antonio Carlos da Silva

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar a função pulmonar de pacientes com síndrome pós-poliomielite à de pacientes com sequelas de poliomielite paralítica (sem quaisquer sinais ou sintomas de síndrome pós-poliomielite) e à de sujeitos saudáveis. Métodos: Vinte e nove sujeitos do sexo masculino foram divididos em três grupos: controle, poliomielite (pacientes que sofreram de poliomielite paralítica, mas que não apresentaram síndrome pós-poliomielite) e síndrome pós-poliomielite. Os voluntários foram submetidos a avaliações da função pulmonar (espirometria e avaliação da força muscular respiratória). Resultados: Os resultados da espirometria não revelaram diferenças significantes entre os grupos, à exceção da ventilação voluntária máxima, cuja média no grupo síndrome pós-poliomielite foi aproximadamente 27% mais baixa que no grupo controle (p = 0,0127). No entanto, os valores de ventilação voluntária máxima observados no grupo pós-poliomielite foram comparados aos da população brasileira e se apresentaram dentro da faixa normal. Não foram observadas diferenças significantes entre os grupos no tocante à força muscular respiratória. Conclusões: À exceção da ventilação voluntária máxima mais baixa, não houve comprometimento significante da função pulmonar em pacientes ambulatoriais com diagnóstico de síndrome pós-poliomielite quando comparados a pacientes com sequelas de poliomielite, mas sem a síndrome pós-poliomielite e a sujeitos saudáveis. Trata-se de um importante achado clínico, pois mostra que pacientes com síndrome pós-poliomielite podem apresentar função pulmonar preservada.

 


Palavras-chave: Testes de Função Respiratória; Síndrome pós-poliomielite; Força muscular.

 

10 - Morbidade psicológica como moderador da intenção para deixar de fumar: um estudo com fumantes e ex-fumantes

Psychological morbidity as a moderator of intention to quit smoking: a study of smokers and former smokers

Maria Fernanda Besteiro Afonso, Maria Graça Pereira Alves

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar a morbidade psicológica como um moderador na relação entre as representações do tabaco e a qualidade de vida em fumantes e ex-fumantes, assim como conhecer as variáveis psicológicas que discriminam os fumantes com e sem intenção para deixar de fumar. Métodos: Estudo quantitativo, correlacional e transversal com uma amostra de conveniência constituída por 224 fumantes e 169 ex-fumantes. Resultados: Verificou-se um efeito moderador da morbidade psicológica na relação entre a qualidade de vida (física e mental) e as representações do tabaco (representações cognitivas e emocionais e compreensão) nos fumantes e nos ex-fumantes. Os fumantes com intenção para deixar de fumar apresentavam menor compreensão, representações emocionais mais ameaçadoras, mais crenças de comportamento, maior controle comportamental percebido e mais crenças normativas/controle do que aqueles sem essa intenção. Conclusões: Os resultados deste estudo enfatizam a importância da morbidade psicológica como moderadora, bem como das variáveis sociocognitivas, junto dos fumantes que querem deixar de fumar.

 


Palavras-chave: Hábito de fumar/psicologia; Abandono do hábito de fumar; Hábito de fumar/prevenção & controle.

 

11 - Adaptação a diferentes interfaces de ventilação mecânica não invasiva em pacientes críticos

Adaptation to different noninvasive ventilation masks in critically ill patients

Renata Matos da Silva, Karina Tavares Timenetski, Renata Cristina Miranda Neves, Liane Hirano Shigemichi, Sandra Sayuri Kanda, Carla Maekawa, Eliezer Silva, Raquel Afonso Caserta Eid

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Identificar as interfaces de ventilação não invasiva (VNI) mais utilizadas e os eventuais problemas relacionados a sua adaptação em pacientes críticos internados em um hospital na cidade de São Paulo, SP. Métodos: Estudo observacional, com pacientes acima de 18 anos admitidos nas unidades de pacientes graves que usaram VNI. Foram coletados a causa de uso da VNI, interface utilizada, esquema de uso da VNI, adaptação e motivos para a falta de adaptação à interface. Resultados: Avaliamos 245 pacientes, com média de idade de 82 anos. A insuficiência respiratória aguda foi a causa mais frequente de uso da VNI (71,3%). A interface mais utilizada foi a máscara facial total (74,7%), seguida por máscara facial e máscara facial quase total (24,5% e 0,8%, respectivamente). Em 82,4% dos pacientes, a VNI foi utilizada por períodos. A adaptação adequada à interface ocorreu em 76% dos pacientes. As máscaras tiveram de ser trocadas em 24% dos pacientes. Houve adaptação adequada à máscara facial total e à máscara facial em 75,5% e em 80,0% dos pacientes, respectivamente. A adaptação foi inadequada nos 2 pacientes que utilizaram a máscara facial quase total. A causa mais frequente da falta de adaptação foi o formato da face, em 30,5% dos pacientes. Conclusões: Nesta amostra, a insuficiência respiratória aguda foi a causa mais frequente de uso da VNI, e a máscara facial total foi a interface mais utilizada. A causa mais comum da falta de adaptação à máscara foi o formato da face, que foi resolvida após a troca da interface.

 


Palavras-chave: Ventilação com pressão positiva intermitente; Máscaras; Insuficiência respiratória.

 

12 - Prevalência de deficiência nutricional em pacientes com tuberculose pulmonar

Prevalence of nutritional deficiency in patients with pulmonary tuberculosis

Silvana Gomes Nunes Piva, Maria da Conceição Nascimento Costa, Florisneide Rodrigues Barreto, Susan Martins Pereira

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a prevalência de deficiência nutricional entre pacientes com tuberculose pulmonar. Métodos: Estudo transversal tendo como fontes de dados o Sistema de Informação de Agravos de Notificação e prontuários médicos de pacientes diagnosticados com tuberculose pulmonar (15-59 anos de idade) residentes nos municípios da 16a Regional de Saúde do estado da Bahia. Foram calculados os coeficientes de incidência, letalidade e mortalidade por tuberculose e a prevalência de deficiência nutricional, avaliada pelo índice de massa corpórea. Informações sobre características demográficas, sociais e clínico-epidemiológicas foram coletadas. Resultados: Dos 72 casos confirmados de tuberculose, 59 (81,9%) eram do sexo masculino, e 21 (29,2%) tinham 40-49 anos de idade. A maioria declarou-se como pardo ou preto (85,3%). O tratamento foi ambulatorial em aproximadamente 90% dos casos, e 55,2% referiram uso de álcool. A incidência de tuberculose pulmonar foi de 30,6/100.000 habitantes no distrito e faixa etária estudados. Dos 72 pacientes, 34 apresentavam dados relativos ao estado nutricional. Desses, 50% e 25%, respectivamente, apresentavam deficiência nutricional ao início e ao final do tratamento. Não houve diferenças estatisticamente significantes entre pacientes eutróficos e desnutridos quanto às características estudadas. Conclusões: A prevalência de deficiência nutricional foi elevada em nossa amostra de pacientes com tuberculose pulmonar. Isso reforça a importância do acompanhamento nutricional para a avaliação do tratamento da tuberculose para a tomada de decisão quanto a intervenções terapêuticas.

 


Palavras-chave: Desnutrição; Tuberculose; Índice de massa corporal; Desnutrição/epidemiologia

 

13 - Tuberculose pulmonar e câncer de pulmão: ocorrência simultânea ou sequencial

Pulmonary tuberculosis and lung cancer: simultaneous and sequential occurrence

Denise Rossato Silva, Dirceu Felipe Valentini Junior, Alice Mânica Müller, Carlos Podalirio Borges de Almeida, Paulo de Tarso Roth Dalcin

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: O câncer de pulmão (CP) é o tipo mais letal de câncer na população mundial e representa um importante problema de saúde pública. A tuberculose é outra causa significativa de morbidade e mortalidade, especialmente em países em desenvolvimento. A ocorrência de tuberculose pulmonar e CP no mesmo paciente, simultaneamente ou não, tem sido descrita em diversas séries de casos e estudos de caso-controle. O objetivo deste estudo foi descrever as características de pacientes com tuberculose e CP, com apresentação simultânea ou sequencial. Métodos: Estudo transversal, realizado através de revisão de prontuários. Resultados: Foram incluídos no estudo 24 pacientes com diagnósticos de tuberculose e CP no período entre 2009 e 2012. Os diagnósticos de tuberculose e CP ocorreram simultaneamente em 10 pacientes, enquanto a tuberculose foi diagnosticada antes do CP em 14. A mediana do tempo entre os diagnósticos foi de 5 anos (variação interquartil: 1-30 anos). Quatorze pacientes (58,3%) eram do sexo masculino, 20 (83,3%) eram brancos, e 22 (91,7%) eram tabagistas ativos ou ex-tabagistas. O tipo histológico mais comum foi o adenocarcinoma, em 14 casos (58,3%), seguido de carcinoma epidermoide, em 6 (25,0%). Sete pacientes (29,2%) já apresentavam metástases à distância no momento do diagnóstico; desses 7, 5 (71%) tiveram o diagnóstico de CP e TB simultaneamente. Conclusões: Neste estudo, a maioria dos pacientes com tuberculose e CP eram tabagistas ou ex-fumantes e a tuberculose foi diagnosticada tanto antes quanto simultaneamente ao diagnóstico de CP. O carcinoma brônquico não pequenas células, em especial o adenocarcinoma, foi o tipo histológico mais comum.

 


Palavras-chave: Tuberculose/diagnóstico; Neoplasias Pulmonares/diagnóstico; Comorbidade.

 

Comunicação Breve

14 - Efetividade da estimulação diafragmática com eletrodos monocanais em coelhos

Effectiveness of diaphragmatic stimulation with single-channel electrodes in rabbits

Rodrigo Guellner Ghedini, Julio de Oliveira Espinel, Elaine Aparecida Felix, Artur de Oliveira Paludo, Rodrigo Mariano, Arthur Rodrigo Ronconi Holand, Cristiano Feijó Andrade

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A cada ano um grande número de pessoas perde a função do diafragma tornando-se dependentes de ventilação mecânica. As principais causas são o trauma raquimedular da região cervical e as doenças neuromusculares. Desenvolvemos um modelo experimental para avaliar o desempenho da estimulação elétrica do diafragma em coelhos com eletrodos monocanais implantados diretamente neste músculo. Foram aplicadas diferentes intensidades de correntes (10, 16, 20 e 26 mA), as quais geraram volumes correntes acima dos valores basais, mostrando que este modelo é eficaz para estudar o desempenho do diafragma sob diferentes tipos de estimulação elétrica.

 


Palavras-chave: Coelhos; Diafragma; Estimulação elétrica; Modelos animais.

 

Artigo de Revisão

15 - Infecção por Pseudomonas aeruginosa em pacientes com fibrose cística: evidências científicas sobre o impacto clínico, diagnóstico e tratamento

Pseudomonas aeruginosa infection in patients with cystic fibrosis: scientific evidence regarding clinical impact, diagnosis, and treatment

Luiz Vicente Ribeiro Ferreira da Silva Filho, Flavia de Aguiar Ferreira, Francisco José Caldeira Reis, Murilo Carlos Amorim de Britto, Carlos Emilio Levy, Otavio Clark, José Dirceu Ribeiro

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

As técnicas de medicina baseada em evidências são cada vez mais utilizadas para a construção de diretrizes clínicas e recomendações para a prática médica. O uso de níveis de evidências permite que o leitor identifique a qualidade da informação científica que sustenta as recomendações feitas pelos especialistas. Esta revisão teve por objetivo abordar conceitos atuais sobre o impacto clínico, diagnóstico e tratamento das infecções por Pseudomonas aeruginosa em pacientes com fibrose cística. Para a elaboração desta revisão, o grupo de autores definiu as perguntas que seriam respondidas, seguindo os preceitos de PICO, acrônimo baseado em perguntas referentes aos Pacientes de interesse, Intervenção a ser estudada, Comparação da intervenção e Outcome (desfecho) de interesse. Para cada pergunta, uma revisão estruturada da literatura foi realizada nas bases de dados do Medline, buscando identificar os estudos com desenho metodológico mais adequado para responder à questão. As perguntas foram designadas para que cada um dos autores redigisse uma resposta, e um primeiro rascunho foi elaborado e discutido pelo grupo em uma reunião presencial. Após essa discussão, recomendações foram emitidas com base na força das evidências e na concordância entre os membros do grupo segundo o sistema de classificação do Oxford Centre for Evidence Based Medicine.

 


Palavras-chave: Fibrose cística/diagnóstico; Fibrose cística/quimioterapia; Pseudomonas aeruginosa; Medicina baseada em evidências.

 

Relato de Caso

16 - Hérnia intercostal transdiafragmática: aspectos de imagem em três casos

Transdiaphragmatic intercostal hernia: imaging aspects in three cases

Ana Carolina Sandoval Macedo, Fernando Uliana Kay, Ricardo Mingarini Terra, José Ribas Milanez de Campos, André Galante Alencar Aranha, Marcelo Buarque de Gusmão Funari

J Bras Pneumol.2013;39(4):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Hérnias intercostais transdiafragmáticas são eventos raros e são geralmente relacionadas a traumas abertos ou fechados, com risco de complicações. Relatamos três casos semelhantes, decorrentes de crises de tosse, destacando o aspecto das alterações anatômicas nos exames de imagem obtidos em cada situação (radiografia, ultrassonografia, TC e ressonância magnética).

 


Palavras-chave: Hérnia diafragmática; Radiografia; Ultrassonografia; Tomografia; Imagem por ressonância magnética.

 

Cartas ao Editor

17 - Nem tudo que sibila é asma!

Not all that wheezes is asthma!

José Antônio Baddini Martinez

J Bras Pneumol.2013;39(4):

English Text


18 - Escala visual para a quantificação da hiper-hidrose

Visual scale for the quantification of hyperhidrosis

Roberto de Menezes Lyra

J Bras Pneumol.2013;39(4):

PDF EN English Text


19 - Histoplasmose pulmonar presente com sinal do halo em TC em um paciente imunocompetente

Pulmonary histoplasmosis presenting with a halo sign on CT in an immunocompetent patient

Graziella Hanna Pereira, Liliane Yuri Almeida, Rosa Shizuda Okubo, Edson Marchiori

J Bras Pneumol.2013;39(4):

PDF PT PDF EN English Text


20 - Cardiomiopatia induzida por stress após acidente vascular cerebral isquêmico agudo durante broncoscopia flexível: uma rara sequência de complicações

Stress cardiomyopathy following acute ischemic stroke during flexible bronchoscopy: a rare sequence of complications

Sonja Badovinac, Marta Korsic, Branka Cucevic, Valentina Slivnjak, Andrea Vukic Dugac, Marko Jakopovic

J Bras Pneumol.2013;39(4):

PDF PT PDF EN English Text


Ano 2013 - Volume 39  - Número 5  (Setembro/Outubro)

App

Editorial

1 - O Jornal Brasileiro de Pneumologia e as bases de dados internacionais

The Brazilian Journal of Pulmonology and international databases

Carlos Roberto Ribeiro Carvalho

J Bras Pneumol.2013;39(5):529-531

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Nível de controle da asma e seu impacto nas atividades de vida diária em asmáticos no Brasil

Level of asthma control and its impact on activities of daily living in asthma patients in Brazil

Mariana Rodrigues Gazzotti, Oliver Augusto Nascimento, Federico Montealegre, James Fish, José Roberto Jardim

J Bras Pneumol.2013;39(5):532-538

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar o impacto da asma nas atividades da vida diária e na saúde em pacientes com asma controlada, parcialmente controlada ou não controlada no Brasil. Métodos: Foram utilizados dados de 400 pacientes de quatro cidades brasileiras (São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Salvador) obtidos em um inquérito realizado em países da América Latina em 2011. Todos os indivíduos do estudo tinham idade > 12 anos e responderam a um questionário padronizado por meio de entrevista presencial. As questões abordavam o controle da asma, número de hospitalizações, de consultas de urgência, absenteísmo na escola/trabalho e impacto da asma na qualidade de vida, sono e lazer. O nível de controle da asma foi verificado segundo os critérios da Global Initiative for Asthma. Resultados: Entre 400 entrevistados, a asma estava controlada em 37 (9,3%); parcialmente controlada, em 226 (56,5%); e não controlada, em 137 (34,2%). O número de pacientes com asma não controlada ou parcialmente controlada que apresentaram hospitalizações, visitas ao pronto-socorro e faltas na escola/trabalho foi maior do que o daqueles com asma controlada (p = 0,001, p = 0,05 e p = 0,01, respectivamente). Os participantes com asma não controlada apresentaram um maior impacto da doença em atividades da vida diária, sono, atividades sociais e esforço físico normal do que aqueles com asma parcialmente controlada ou controlada (p < 0,001). Conclusões: Medidas terapêuticas devem ser mais intensamente adotadas em nosso país para melhorar o controle da asma e estimular a aderência ao tratamento. Isso, seguramente, proporcionará uma melhor qualidade de vida aos pacientes e uma redução do impacto negativo da doença.

 


Palavras-chave: Asma/epidemiologia; Qualidade de vida; Hospitalização.

 

3 - Diagnóstico tardio da sarcoidose é comum no Brasil

Delayed diagnosis of sarcoidosis is common in Brazil

Mauri Monteiro Rodrigues, Ester Nei Aparecida Martins Coletta, Rimarcs Gomes Ferreira, Carlos Alberto de Castro Pereira

J Bras Pneumol.2013;39(5):539-546

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a frequência do diagnóstico tardio de sarcoidose no Brasil e os fatores relacionados a esse atraso. Métodos: Avaliamos pacientes com diagnóstico de sarcoidose confirmado por biópsia utilizando um questionário que abordava o tempo entre o início dos sintomas e a data da primeira consulta médica; e o número e especialidades dos médicos consultados. Sintomas sistêmicos e pulmonares, envolvimento extratorácico, dados espirométricos, estadiamento radiológico, escolaridade, renda individual e diagnóstico/tratamento de tuberculose foram comparados entre os pacientes com diagnóstico precoce (< 6 meses até o diagnóstico) e tardio ( 6 meses). Resultados: Foram incluídos 100 pacientes. A mediana do número de médicos consultados foi 3 (variação: 1-14). O diagnóstico de sarcoidose foi feito na primeira consulta em 11 casos. Um clínico geral foi inicialmente consultado em 54 casos. O diagnóstico de sarcoidose foi precoce em 41 casos e tardio em 59. Não houve diferença entre os grupos no tocante ao gênero, raça, tipo de seguro saúde, escolaridade, renda, sintomas sistêmicos e respiratórios, envolvimento extratorácico e estadiamento radiológico. Os pacientes com diagnóstico tardio apresentavam menor CVF (80,3 ± 20,4% vs. 90,5 ± 17,1%; p = 0,010) e VEF1 (77,3 ± 19,9% vs. 86,4 ± 19,5%; p = 0,024), além de mais frequentemente receberem diagnóstico de tuberculose (24% vs. 7%; p = 0,032) e tratamento para tuberculose ( 3 meses; 20% vs. 0%; p = 0,002). Conclusões: O diagnóstico de sarcoidose é tardio em muitos casos, mesmo quando há achados de imagem sugestivos. O diagnóstico tardio está associado a menor função pulmonar na época do diagnóstico. Vários pacientes com sarcoidose recebem diagnóstico e tratamento de tuberculose.

 


Palavras-chave: Sarcoidose; Sarcoidose pulmonar/diagnóstico; Tuberculose.

 

4 - Desenvolvimento e validação de um método de imunonefelometria em amostras de sangue em papel-filtro para a dosagem da alfa-1 antitripsina em pacientes com DPOC

Validation and development of an immunonephelometric assay for the determination of alpha-1 antitrypsin levels in dried blood spots from patients with COPD

Laura Russo Zillmer, Rodrigo Russo, Beatriz Martins Manzano, Ivan Ivanaga, Oliver Augusto Nascimento, Altay Alves Lino de Souza, Gildo Santos Júnior, Francisco Rodriguez, Marc Miravitlles, José Roberto Jardim

J Bras Pneumol.2013;39(5):547-554

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Validar e desenvolver um método de dosagem de alfa-1 antitripsina (AAT) por imunonefelometria em amostras de sangue em papel-filtro em pacientes com DPOC no Brasil. Métodos: Amostras de soro e de sangue em papel-filtro de 192 pacientes com DPOC foram utilizadas para a dosagem de AAT. Para a preparação das amostras de sangue em papel-filtro, um disco do papel com diâmetro de 6 mm foi colocado em um tubo e eluído com 200 µL de PBS, permanecendo por toda a noite a 4°C. Todas as amostras foram analisadas em duplicata por imunonefelometria. O método de reamostragem bootstrap foi utilizado para a determinação de um ponto de corte para o nível de AAT nas amostras de sangue em papel-filtro. Resultados: O coeficiente de correlação entre os níveis de AAT em soro e em sangue em papel-filtro foi de r = 0,45. Para as amostras em papel-filtro, o ponto de corte foi de 2,02 mg/dL (IC97%: 1,45-2,64 mg/dL), com sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e valor preditivo negativo de 100%, 95,7%, 27,2% e 100%, respectivamente. Conclusões: Este método de determinação dos níveis de AAT em sangue em papel-filtro se mostrou uma ferramenta confiável para o rastreamento de pacientes com deficiência de AAT.

 


Palavras-chave: Deficiência de alfa 1-antitripsina; Nefelometria e turbidimetria; Doença pulmonar obstrutiva crônica.

 

5 - Mutações no gene cystic fibrosis transmembrane conductance regulator em um centro de referência para a fibrose cística

Cystic fibrosis transmembrane conductance regulator mutations at a referral center for cystic fibrosis

Cyntia Arivabeni de Araújo Correia Coutinho, Fernando Augusto de Lima Marson, Antônio Fernando Ribeiro, José Dirceu Ribeiro, Carmen Silvia Bertuzzo

J Bras Pneumol.2013;39(5):555-561

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a frequência de seis mutações (F508del, G542X, G551D, R553X, R1162X e N1303K) em pacientes com fibrose cística (FC) de um centro de referência, diagnosticados pela presença de duas dosagens de sódio e cloro no suor alteradas. Métodos: Estudo de corte transversal com 70 pacientes com idade média de 12,38 ± 9,00 anos, sendo que 51,43% eram do sexo feminino, e 94,29% eram caucasoides. A triagem de mutações foi realizada pela técnica de reação em cadeia da polimerase (F508del), seguida por digestão enzimática (demais mutações). A análise clínica foi realizada utilizando as variáveis sexo, idade, etnia, manifestações pulmonares/digestivas e escore de Shwachman-Kulczycki (ESK). Resultados: Todos os pacientes apresentaram manifestações pulmonares, e 8 não apresentaram manifestações digestivas. Os resultados do ESK evidenciaram doença leve, moderada e grave, respectivamente, em 22 (42,3%), 17 (32,7%) e 13 (25,0%) pacientes. Não houve associação da mutação F508del com o grau de doença pelo ESK. Dos 140 alelos analisados, a mutação F508del foi identificada em 70 (50%). As demais mutações (G542X, G551D, R553X, R1162X e N1303K) foram identificadas em 12 (7,93%) dos alelos analisados. Em pacientes homozigotos F508del com doença grave, a OR foi de 0,124 (IC95%: 0,005-0,826). Conclusões: O diagnóstico molecular de FC foi confirmado pela identificação de apenas uma mutação (F508del) em 50% dos alelos estudados. Se considerarmos a análise das seis mutações de maior frequência na população brasileira (incluindo F508del), o diagnóstico molecular foi confirmado em 58,57% dos alelos analisados.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Regulador de condutância transmembrana em fibrose cística; Mutação.

 

6 - Influência da leptina no equilíbrio Th1/Th2 em crianças asmáticas obesas

The influence of leptin on Th1/Th2 balance in obese children with asthma

Doaa Mohammed Youssef, Rabab Mohamed Elbehidy, Dina Mahamoud Shokry, Eman Mohamed Elbehidy

J Bras Pneumol.2013;39(5):562-568

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A obesidade induz a produção de leptina em asmáticos e está associada à gravidade da doença. Nosso objetivo foi avaliar os níveis de leptina sérica e seu efeito no equilíbrio Th1/Th2 em crianças asmáticas obesas e não obesas e investigar a associação desses níveis com desfechos clínicos. Métodos: O estudo envolveu 50 crianças atópicas com diagnóstico médico de asma persistente moderada a grave e 20 controles. Os asmáticos foram agrupados como obesos (n = 25) e não obesos (n = 25) de acordo com o percentil do índice de massa corpórea. Amostras de sangue periférico foram coletadas de todos os sujeitos, e os níveis de leptina, IFN- e IL-4 foram determinados. A gravidade da asma foi avaliada por um escore de sintomas de asma, e os resultados foram correlacionados com os parâmetros estudados. Resultados: Os níveis séricos de leptina foram significativamente maiores nos asmáticos obesos do que nos asmáticos não obesos, assim como nos asmáticos comparados aos controles, enquanto os níveis de IFN- foram significativamente maiores e os de IL-4 foram significativamente menores nos asmáticos obesos do que nos asmáticos não obesos. Os asmáticos obesos tiveram maiores escores de sintomas de asma e VEF1 (% do previsto) significativamente menor que os asmáticos não obesos. Houve uma correlação positiva significativa entre os níveis de leptina e IFN- somente entre os asmáticos obesos. Conclusões: Embora a leptina esteja envolvida na patogênese da asma em crianças asmáticas obesas ou não, seu efeito é maior naquelas obesas. Na presença de altos níveis de leptina, somente as crianças asmáticas obesas apresentaram polarização Th1 com maiores níveis de IFN- e asma mais grave.

 


Palavras-chave: Leptina; Asma; Interferon gama; Interleucina-4.

 

7 - Critérios diagnósticos e seguimento em hiperplasia de células neuroendócrinas do lactente: uma série de casos

Diagnostic criteria and follow-up in neuroendocrine cell hyperplasia of infancy: a case series

Vivianne Calheiros Chaves Gomes, Mara Cristina Coelho Silva, José Holanda Maia Filho, Pedro Daltro, Simone Gusmão Ramos, Alan S. Brody, Edson Marchiori

J Bras Pneumol.2013;39(5):569-578

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A hiperplasia de células neuroendócrinas do lactente (HCNEL) é uma forma de doença pulmonar intersticial da infância caracterizada por taquipneia, retrações, estertores e hipóxia. O objetivo deste estudo foi descrever e discutir os achados clínicos, histopatológicos e de imagem em uma série de casos de HCNEL em um hospital pediátrico terciário, enfatizando critérios de diagnóstico e desfechos clínicos. Métodos: Entre 2003 e 2011, 12 lactentes nascidos a termo foram diagnosticados com HCNEL, com base em critérios clínico-tomográficos e acompanhados por 1-91 meses. Quatro lactentes foram submetidos a biopsia pulmonar, e as amostras histopatológicas foram coradas com anticorpo para bombesina. Resultados: Nesta série de casos, os sintomas surgiram ao nascimento em 6 lactentes e em até 3 meses de idade nos outros 6. Em todos os casos, HCNEL estava associada com infecção respiratória aguda. Os achados iniciais em TCAR de tórax foram opacidades em vidro fosco em lobo médio e língula, em 12 pacientes, e em outras regiões medulares, em 10. O aprisionamento aéreo foi o segundo achado mais frequente, em 7 pacientes. As TCAR de controle (realizadas em 10 pacientes) revelaram resultados normais (em 1) e melhorias (em 9). Os achados de biopsia foram inespecíficos, e os resultados para bombesina foram positivos em todas as amostras. A confirmação de HCNEL baseou-se principalmente em achados clínico-tomográficos. Os sintomas melhoraram durante o seguimento (média, 41 meses). Quatro pacientes apresentaram cura clínica. Conclusões: Os achados clínico-tomográficos permitiram o diagnóstico de HCNEL nesta série de pacientes, independentemente dos resultados de biopsia pulmonar. A maioria mostrou melhora clínica e persistência das alterações tomográficas durante o seguimento, independentemente da gravidade inicial da doença ou do tipo de tratamento.

 


Palavras-chave: Doenças pulmonares intersticiais/diagnóstico; Doenças pulmonares intersticiais/terapia; Tomografia computadorizada por raios X.

 

8 - Prevalência de tabagismo e fatores que o influenciam em estudantes de medicina e outros universitários em Tbilisi, Geórgia

Prevalence of and factors influencing smoking among medical and non-medical students in Tbilisi, Georgia

Ivane Chkhaidze, Nino Maglakelidze, Tamaz Maglakelidze, Nikolai Khaltaev

J Bras Pneumol.2013;39(5):579-584

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: O tabagismo é um problema sério, cujo impacto na saúde é devastador. O objetivo deste estudo foi descrever a prevalência do tabagismo e os fatores que o influenciam em estudantes de medicina e outros universitários em Tbilisi, Geórgia, bem como determinar se a educação médica tem impacto no tabagismo. Métodos: Foi realizado um estudo transversal na Universidade Médica Estadual de Tbilisi e na Universidade Estadual de Tbilisi, ambas em Tbilisi, Geórgia. Pedimos a 400 alunos de quarto ano (200 em cada universidade) que respondessem a questionários padronizados. Resultados: Do total da amostra, 48,75% eram fumantes e 51,25% eram não fumantes. A média de idade dos fumantes foi de 20,24 anos e a dos não fumantes foi de 20,26 anos. Dos estudantes de medicina, 49,5% eram fumantes, assim como o eram 48,0% dos universitários que não estudavam medicina. A razão entre os gêneros masculino e feminino foi de 0,9:1,1. O tabagismo apresentou forte relação com o gênero; 65% dos fumantes eram do sexo masculino. Dos fumantes, 56,9% disseram que gostariam de parar de fumar (por motivos de saúde ou financeiros). Dos estudantes de medicina, 59,5% disseram que estavam dispostos a parar de fumar, assim como o disseram 54,2% dos universitários que não estudavam medicina. Conclusões: É preciso melhorar a educação sobre o tabagismo nas universidades. Deve-se dar atenção especial à inclusão de educação antitabagismo no currículo das universidades e à implantação de campanhas de prevenção ao tabagismo em instituições de ensino superior. Entretanto, essas medidas só serão eficazes se as políticas de controle do tabaco forem rigorosamente observadas também em nível nacional.

 


Palavras-chave: Attitude to Health; Smoking; Students, Medical; Prevalence.

 

9 - Desfecho do tratamento da tuberculose em indivíduos com doença renal crônica no Brasil: uma análise multinomial

The outcome of tuberculosis treatment in subjects with chronic kidney disease in Brazil: a multinomial analysis

Barbara Reis-Santos, Teresa Gomes, Bernardo Lessa Horta, Ethel Leonor Noia Maciel

J Bras Pneumol.2013;39(5):585-594

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar a associação de características clínicas e epidemiológicas de indivíduos com tuberculose e doença renal crônica (DRC) com os desfechos do tratamento da tuberculose no Brasil. Métodos: Entre 2007 e 2011, foram selecionados indivíduos com DRC e tuberculose utilizando o Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde do Brasil. Foram comparados os desfechos do tratamento da tuberculose com características clínicas e epidemiológicas dos pacientes por um modelo hierárquico de regressão logística multinomial, no qual cura foi o desfecho de referência. Resultados: A prevalência de DRC entre os casos de tuberculose foi de 0,4% (IC95%: 0,37-0,42%). A amostra incluiu 1.077 indivíduos, cujos desfechos do tratamento da tuberculose foram os seguintes: cura, em 58%; abandono do tratamento, em 7%; óbito por tuberculose, em 13%; e óbito por outras causas, em 22%. As características que diferenciam as OR de abandono do tratamento e de óbito foram idade; alcoolismo; AIDS; abandono prévio; transferência para outra unidade de tratamento; suspeita de tuberculose em radiografia de tórax; baciloscopia inicial positiva; e indicação ou realização de tratamento diretamente observado. Conclusões: Os dados apontam para a importância das características sociodemográficas na determinação da tuberculose em indivíduos com DRC e reforçam a necessidade de estratégias de controle da tuberculose direcionadas a pacientes com doenças crônicas não transmissíveis, como a DRC.

 


Palavras-chave: Tuberculose/epidemiologia; Insuficiência renal crônica/epidemiologia; Fatores de risco; Modelos logísticos.

 

10 - Avaliação de reanimadores manuais utilizados em UTIs brasileiras

Evaluation of manual resuscitators used in ICUs in Brazil

Tatiana de Arruda Ortiz, Germano Forti Junior, Márcia Souza Volpe, Marcelo do Amaral Beraldo, Marcelo Britto Passos Amato, Carlos Roberto Ribeiro Carvalho, Mauro Roberto Tucci

J Bras Pneumol.2013;39(5):595-603

Resumo PDF PT PDF EN English Text Anexo

Objetivo: Analisar a morbidade psicológica como um moderador na relação entre as representações do tabaco e a qualidade de vida em fumantes e ex-fumantes, assim como conhecer as variáveis psicológicas que discriminam os fumantes com e sem intenção para deixar de fumar. Métodos: Estudo quantitativo, correlacional e transversal com uma amostra de conveniência constituída por 224 fumantes e 169 ex-fumantes. Resultados: Verificou-se um efeito moderador da morbidade psicológica na relação entre a qualidade de vida (física e mental) e as representações do tabaco (representações cognitivas e emocionais e compreensão) nos fumantes e nos ex-fumantes. Os fumantes com intenção para deixar de fumar apresentavam menor compreensão, representações emocionais mais ameaçadoras, mais crenças de comportamento, maior controle comportamental percebido e mais crenças normativas/controle do que aqueles sem essa intenção. Conclusões: Os resultados deste estudo enfatizam a importância da morbidade psicológica como moderadora, bem como das variáveis sociocognitivas, junto dos fumantes que querem deixar de fumar.

 


Palavras-chave: Hábito de fumar/psicologia; Abandono do hábito de fumar; Hábito de fumar/prevenção & controle.

 

Artigo de Revisão

11 - Apneia obstrutiva do sono e asma

Obstructive sleep apnea and asthma

Cristina Salles, Regina Terse-Ramos, Adelmir Sousa-Machado, Álvaro A Cruz

J Bras Pneumol.2013;39(5):604-612

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Tem-se observado que sintomas dos distúrbios respiratórios do sono, especialmente a síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS), são comuns em asmáticos; além disso, associam-se com a gravidade da asma. Sabe-se que durante a noite tende a haver maior gravidade dos sintomas da asma, assim como uma maior proporção de mortalidade durante a noite e as primeiras horas da manhã. Sintomas noturnos ocorrem entre 60-74% dos pacientes com asma e são marcadores de controle inadequado da doença. Vários mecanismos fisiopatológicos são relacionados a esse agravamento. A SAOS está incluída entre os fatores mais importantes. A investigação da SAOS em pacientes com asma deve ser realizada sempre que não houver um controle adequado dos sintomas noturnos da asma com o tratamento recomendado por diretrizes. Há evidências da literatura que sugerem que o uso de pressão positiva contínua nas vias aéreas pode contribuir para o controle da asma, quando o paciente asmático tem apneia obstrutiva do sono e sua asma não está controlada.

 


Palavras-chave: Apneia; Apneia do sono tipo obstrutiva; Asma.

 

Relato de Caso

12 - Pneumomediastino, enfisema subcutâneo e pneumotórax após prova de função pulmonar em paciente com pneumopatia intersticial por bleomicina

Pneumomediastinum, subcutaneous emphysema, and pneumothorax after a pulmonary function testing in a patient with bleomycin-induced interstitial pneumonitis

Mariana Sponholz Araujo, Frederico Leon Arrabal Fernandes, Fernando Uliana Kay, Carlos Roberto Ribeiro Carvalho

J Bras Pneumol.2013;39(5):613-619

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O pneumomediastino espontâneo é um evento incomum, cujo quadro clínico inclui dor pleurítica retroesternal, enfisema subcutâneo, dispneia e disfonia. O mecanismo fisiopatológico implicado é o surgimento de uma diferença de pressão entre os alvéolos e estruturas adjacentes, ocasionando ruptura alveolar com posterior dissecção da bainha peribroncovascular e infiltração do mediastino e do tecido subcutâneo pelo ar. Desencadeantes conhecidos incluem exacerbação aguda de asma e situações que exigem a realização de manobra de Valsava. Descrevemos e documentamos por imagens tomográficas a ocorrência de pneumomediastino após a realização de prova de função pulmonar em um paciente com pneumopatia intersticial induzida por bleomicina. Apesar de incomum, a associação entre provas de função pulmonar e síndromes de vazamento de ar tem sido relatada cada vez mais na literatura, e doenças pulmonares, como as pneumopatias intersticiais, contemplam alterações estruturais que facilitam a ocorrência da complicação.

 


Palavras-chave: Enfisema mediastínico; Enfisema subcutâneo; Espirometria; Bleomicina.

 

13 - Tuberculose pseudotumoral, criptococose e silicose no mesmo lobo pulmonar

Cryptococcosis, silicosis, and tuberculous pseudotumor in the same pulmonary lobe

Geruza Alves da Silva, Daniel Ferracioli Brandão, Elcio Oliveira Vianna, João Batista Carlos de Sá Filho, José Baddini-Martinez

J Bras Pneumol.2013;39(5):620-626

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A tuberculose e a criptococose são infecções que podem cursar com a formação de nódulos isolados ou múltiplos em pacientes imunocompetentes. A exposição à sílica reconhecidamente eleva o risco de doença pelo Mycobacterium tuberculosis. Apresentamos o caso de um paciente idoso sem antecedentes de infecções oportunistas, sem evidência clínica atual de imunodeficiência, com história de tosse seca e sibilos, principalmente noturnos, com duração de seis meses, cuja radiografia de tórax evidenciava uma imagem tumoral medindo 5,0 × 3,5 cm em lobo superior do pulmão direito. A abordagem diagnóstica da massa evidenciou tratar-se de tuberculose, e a análise histopatológica do parênquima circunvizinho revelou a presença de criptococose e de silicose. Criptococose foi diagnosticada também em massas linfonodais mediastinais. A conduta cirúrgica foi imposta pelo grau de comprometimento pleuropulmonar localizado, pelo caráter inconclusivo das abordagens diagnósticas invasivas e não invasivas realizadas, assim como pela possibilidade de tratar-se de neoplasia. Este caso ilustra a dificuldade inerente ao diagnóstico diferencial de massas pulmonares de natureza infecciosa ou inflamatória simulando neoplasia, o que ocasionalmente impõe uma conduta cirúrgica radical. Apesar da presença de sintomas respiratórios por seis meses, a primeira radiografia do tórax só foi realizada tardiamente. São discutidos os possíveis mecanismos patogenéticos que possam ter levado a associação de três tipos de granulomatose no mesmo lobo pulmonar e é enfatizada a necessidade de uma maior divulgação das apresentações atípicas da tuberculose pulmonar.

 


Palavras-chave: Tuberculose pulmonar; Radiografia pulmonar de massa; Silicose; Criptococose.

 

Cartas ao Editor

14 - Necrose da gordura epipericárdica: uma causa incomum de dor torácica

Epipericardial fat necrosis: an unusual cause of chest pain

Karina de Souza Giassi, André Nathan Costa, André Apanavicius, Guilherme Hipólito Bachion, Rafael Silva Musolino, Ronaldo Adib Kairalla

J Bras Pneumol.2013;39(5):627-629

PDF PT PDF EN English Text


15 - Lipomas torácicos simulando metástases

Thoracic lipomas simulating metastasis

Pedro Cabral, Manuela Baptista

J Bras Pneumol.2013;39(5):630-632

PDF PT PDF EN English Text


16 - Distribuição da mortalidade por câncer de traqueia, pulmão e brônquios no Brasil segundo sexo, 1980-2010

Mortality distribution due to tracheal, lung, and bronchial cancer by gender, Brazil, 1980-2010

Raphael Mendonça Guimarães, Talami Sayole Costa Santos

J Bras Pneumol.2013;39(5):633-635

PDF PT PDF EN English Text


17 - Cisto mediastinal como causa de grave compressão da via aérea central e disfonia

Mediastinal cyst as a cause of severe airway compression and dysphonia

Vanessa Costa Menezes, Paulo Francisco Guerreiro Cardoso, Hélio Minamoto, Márcia Jacomelli, Paulo Sampaio Gutierrez, Fabio Biscegli Jatene

J Bras Pneumol.2013;39(5):636-640

PDF PT PDF EN English Text


Ano 2013 - Volume 39  - Número 6  (Novembro/Dezembro)

App

Editorial

1 - Doença intersticial pulmonar em formas sugestivas de doença do tecido conectivo

Interstitial lung disease in suggestive forms of connective tissue disease

Aryeh Fischer

J Bras Pneumol.2013;39(6):641-643

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

2 - Metformina sinergicamente potencializa os efeitos antiproliferativos de cisplatina e etoposídeo em linhagem de células de câncer humano de pulmão NCI-H460

Metformin synergistically enhances antiproliferative effects of cisplatin and etoposide in NCI-H460 human lung cancer cells

Sarah Fernandes Teixeira, Isabella dos Santos Guimarães, Klesia Pirola Madeira, Renata Dalmaschio Daltoé, Ian Victor Silva, Leticia Batista Azevedo Rangel

J Bras Pneumol.2013;39(6):644-649

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Testar a eficácia da combinação terapêutica de antineoplásicos convencionais (cisplatina e etoposídeo) com metformina em linhagem celular NCI-H460 de câncer de pulmão não pequenas células, a fim de desenvolver novas possibilidades terapêuticas com eficácia superior e reduzida toxicidade. Métodos: Foi utilizado o ensaio de brometo de 3-(4,5-dimetiltiazol-2-il)-2,5-difeniltetrazólio (MTT) e calculado o índice de combinação dos fármacos estudados. Resultados: Observamos que o uso de metformina em monoterapia reduziu a viabilidade celular metabólica da linhagem de células estudada. O uso de metformina em combinação com cisplatina ou etoposídeo foi sinérgico e superior à monoterapia com cisplatina ou etoposídeo. Conclusões: A metformina, devido às suas ações independentes em liver kinase B1, apresentou atividade antiproliferativa na linhagem NCI-H460 e, em combinação com cisplatina ou etoposídeo, ampliou a taxa de morte celular.

 


Palavras-chave: Carcinoma pulmonar de células não pequenas; Quimioterapia combinada; Metformina.

 

3 - Análise descritiva e sobrevida global do tratamento cirúrgico das metástases pulmonares

Descriptive analysis of and overall survival after surgical treatment of lung metastases

Giana Balestro Poletti, Ivan Felizardo Contrera Toro, Thais Ferreira Alves, Eliana Cristina Martins Miranda, José Cláudio Teixeira Seabra, Ricardo Kalaf Mussi

J Bras Pneumol.2013;39(6):650-658

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever características demográficas, resultados operatórios, complicações pós-operatórias e taxa de sobrevida global em pacientes com metástases pulmonares tratados cirurgicamente. Métodos: Análise retrospectiva de 119 pacientes submetidos a um total de 154 cirurgias de ressecção de metástase pulmonar entre 1997 e 2011. Resultados: Do total de 119 pacientes, 68 (57,1%) eram do sexo masculino, e 108 (90,8%) eram brancos. A mediana de idade foi de 52 anos (variação, 15-75 anos). Nessa amostra, 63 pacientes (52,9%) apresentaram comorbidades, sendo as mais frequentes hipertensão arterial sistêmica (69,8%) e diabetes (19,0%). Tumores primários colorretais (47,9%) e musculoesqueléticos (21,8%) foram os principais sítios de origem das metástases. Aproximadamente 24% dos pacientes foram submetidos a mais de uma ressecção das lesões, e 71% fizeram tratamento adjuvante prévio à metastasectomia. A taxa de recidiva de metástase pulmonar foi de 19,3%. A mediana do intervalo livre de doença foi de 23 meses. A principal via de acesso usada foi toracotomia (78%), e o tipo de ressecção mais frequente foi em cunha e segmentectomia (51%). O índice de complicações pós-operatórias foi de 22% e o de mortalidade perioperatória foi de 1,9%. As taxas de sobrevida global em 12, 36, 60 e 120 meses foram, respectivamente, de 96%, 77%, 56% e 39%. A análise de Cox confirmou que complicações nos primeiros 30 dias pós-operatórios associaram-se a pior prognóstico (hazard ratio = 1,81; IC95%: 1,09-3,06; p = 0,02). Conclusões: O tratamento cirúrgico das metástases pulmonares oriundas de diferentes sítios tumorais é efetivo e seguro, com boa sobrevida global, especialmente nos casos com um menor número de lesões pulmonares.

 


Palavras-chave: Metástase neoplásica; Análise de sobrevida; Cirurgia torácica; Metastasectomia.

 

4 - Níveis de atividade física e preditores de mortalidade na DPOC

Levels of physical activity and predictors of mortality in COPD

Samantha Maria Nyssen, Júlia Gianjoppe dos Santos, Marina Sallum Barusso, Antônio Delfino de Oliveira Junior, Valéria Amorim Pires Di Lorenzo, Mauricio Jamami

J Bras Pneumol.2013;39(6):659-666

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar a pontuação do índice Body mass index, airway Obstruction, Dyspnea, and Exercise capacity (BODE) e seus componentes individuais em pacientes com DPOC com grave inatividade física ou não, assim como correlacionar o número de passos diários com pontuações de questionários de atividade física, idade, índice BODE e seus componentes. Métodos: Foram incluídos 30 pacientes, os quais foram avaliados quanto a sua composição corporal, função pulmonar (VEF1), percepção de dispneia (escala modified Medical Research Council) e capacidade de exercício distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos (DTC6). Além disso, os participantes responderam ao International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) versão curta e questionário de Baecke modificado (QBm). O nível de atividade desses pacientes foi avaliado pelo número de passos diários por pedômetro, utilizando-se o ponto de corte de 4.580 passos para a formação de dois grupos: grupo sem grave inatividade física (GIF−) e grupo com grave inatividade física (GIF+). Foram utilizados os testes de Mann-Whitney ou t não pareado, assim como os testes de correlação de Spearman ou de Pearson, na análise estatística. Resultados: Idade mais avançada, maiores escores no QBm (domínio lazer), menor DTC6 (em m e em % do previsto) e menores escores no IPAQ (domínios equivalentes metabólicos em caminhada e total por semana) foram encontrados no grupo GIF+ do que no grupo GIF−. Houve correlações fracas dos escores do IPAQ com o número de passos diários (r =0,399), idade (r = -0,459), DTC6 em m (r = 0,446) e em % do previsto (r = 0,422). Conclusões: Na amostra estudada, o ponto de corte de 4.580 passos diários não foi sensível para identificar diferenças entre os grupos estudados quando comparado com os preditores de mortalidade. O questionário IPAQ versão curta correlacionou-se com o número de passos diários.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica/mortalidade; Doença pulmonar obstrutiva crônica/prevenção e controle; Atividade motora.

 

5 - Hipoxemia noturna em crianças e adolescentes com fibrose cística

Nocturnal hypoxemia in children and adolescents with cystic fibrosis

Regina Terse Trindade Ramos, Maria Angélica Pinheiro Santana, Priscila de Carvalho Almeida, Almério de Souza Machado Júnior, José Bouzas Araújo-Filho, Cristina Salles

J Bras Pneumol.2013;39(6):667-674

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a prevalência de hipoxemia noturna e sua associação com função pulmonar, estado nutricional, macroestrutura do sono e eventos respiratórios obstrutivos durante o sono em uma população de crianças e adolescentes com fibrose cística (FC) clinicamente estáveis. Métodos: Estudo de corte transversal envolvendo 67 crianças e adolescentes com FC e idade entre 2 e 14 anos. Todos os participantes foram submetidos a polissonografia com medição da SpO2 por oximetria de pulso. O escore de Shwachman-Kulczycki (S-K), a espirometria e o estado nutricional dos pacientes também foram avaliados. Resultados: Foram incluídos 67 pacientes. A média de idade foi de 8 anos. Os resultados do escore de S-K diferiram significativamente entre os pacientes com e sem hipoxemia noturna, definida como SpO2 < 90% por mais que 5% do tempo total de sono (73,75  6,29 vs. 86,38  8,70; p < 0,01). A presença de hipoxemia noturna correlacionou-se com a gravidade da doença pulmonar, VEF1 (rs = −0,42; p = 0,01), CVF (rs = −0,46; p = 0,01), índice de microdespertares do sono (rs = 0,32; p = 0,01) e índice de apneia e hipopneia (rs = 0,56; p = 0,01). Conclusões: Nesta amostra de pacientes com FC e doença pulmonar leve a moderada, o nível de oxigenação noturna correlacionou-se com escore de S-K, variáveis espirométricas e da macroestrutura do sono, assim como o índice de apneia e hipopneia.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Sono; Oximetria.

 

6 - Pode o método de diluição do hélio em respiração única estimar os volumes pulmonares medidos pela pletismografia de corpo inteiro?

Can the single-breath helium dilution method predict lung volumes as measured by whole-body plethysmography?

Patrícia Chaves Coertjens, Marli Maria Knorst, Anelise Dumke, Adriane Schmidt Pasqualoto, João Riboldi, Sérgio Saldanha Menna Barreto

J Bras Pneumol.2013;39(6):675-685

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar resultados de CPT e VR obtidos pelo método de diluição de hélio em respiração única (DHRU) com aqueles obtidos por pletismografia de corpo inteiro (PCI) em indivíduos com função pulmonar normal, portadores de distúrbio ventilatório obstrutivo (DVO) e portadores de distúrbio ventilatório restritivo (DVR) com diferentes níveis de gravidade e elaborar equações para estimar CPT e VR por DHRU. Métodos: Estudo transversal retrospectivo com 169 indivíduos, dos quais, respectivamente, 93, 49 e 27 apresentavam DVO, DVR e espirometria normal. Todos realizaram espirometria e determinação de volumes pulmonares pelos dois métodos. Resultados: Os valores de CPT e VR foram maiores por PCI que por DHRU. A discrepância entre os métodos foi mais acentuada no grupo com DVO e se relacionou com a gravidade da obstrução ao fluxo aéreo. No grupo com DVO, o coeficiente de correlação da comparação entre os dois métodos foi de 0,57 e 0,56 para CPT e VR, respectivamente (p < 0,001 para ambos). Para predizer os valores de CPT e VR por PCI utilizando os respectivos valores por DHRU foram utilizadas equações de regressão, corrigidas de acordo com os grupos estudados. Somente foi possível criar equações de regressão para predizer as diferenças de CPT e VR entre os dois métodos para pacientes com DVO. Essas equações foram, respectivamente, ∆CPTPCI-DHRU em L = 5,264 − 0,060 × VEF1/CVF (r2 = 0,33; r2 ajustado = 0,32) e ∆VRPCI-DHRU em L = 4,862 − 0,055 × VEF1/CVF (r2 = 0,31; r2 ajustado = 0,30). Conclusões: A correção de CPT e VR obtidos por DHRU pode melhorar a acurácia desse método para avaliar os volumes pulmonares em pacientes com DVO. Entretanto, estudos adicionais para validar essas equações são necessários.

 


Palavras-chave: Pletismografia total; Capacidade pulmonar total; Volume residual.

 

7 - Estudo radiográfico com ingestão de bário na rotina clínica: um estudo prospectivo em pacientes com tosse crônica

Barium swallow study in routine clinical practice: a prospective study in patients with chronic cough

Carlos Shuler Nin, Edson Marchiori, Klaus Loureiro Irion, Artur de Oliveira Paludo, Giordano Rafael Tronco Alves, Daniela Reis Hochhegger, Bruno Hochhegger

J Bras Pneumol.2013;39(6):686-691

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Investigar o uso rotineiro do estudo radiográfico com ingestão de bário em pacientes com tosse crônica. Métodos: Entre outubro de 2011 e março de 2012, 95 pacientes consecutivos submetidos a radiografia de tórax devido a tosse crônica (duração > 8 semanas) foram incluídos no estudo. Como propósito do estudo, radiografias de tórax adicionais foram obtidas imediatamente após a administração oral de 5 mL de uma suspensão de sulfato de bário a 5%. Dois radiologistas avaliaram todas as imagens de forma sistemática para identificar alterações patológicas. O teste exato de Fisher e o teste do qui-quadrado para dados categóricos foram utilizados nas comparações. Resultados: As imagens obtidas imediatamente após a ingestão de bário revelaram patologias significativas potencialmente relacionadas a tosse crônica em 12 (12,6%) dos 95 pacientes. Essas patologias, incluindo hérnia diafragmática, neoplasia de esôfago, acalasia, divertículo esofágico e dilatação anormal do esôfago, não foram detectadas nas imagens obtidas sem a administração do contraste. Após o tratamento adequado, os sintomas desapareceram em 11 pacientes (91,6%), enquanto o tratamento foi ineficaz em 1 (8,4%). Não foram observadas complicações relacionadas à ingestão de bário, como aspiração. Conclusões: A ingestão de bário melhorou a detecção de achados radiológicos significantes relacionados a tosse crônica em 11,5% dos pacientes. Esses resultados iniciais sugerem que a utilização rotineira da ingestão de bário aumenta significantemente a sensibilidade de radiografias de tórax na detecção de etiologias relacionadas a tosse crônica.

 


Palavras-chave: Sulfato de bário; Tosse; Meios de contraste; Radiografia torácica.

 

8 - Avaliação imuno-histoquímica e morfométrica de COX-1 e COX-2 no remodelamento pulmonar na fibrose pulmonar idiopática e na esclerose sistêmica

Immunohistochemical and morphometric evaluation of COX‑1 and COX-2 in the remodeled lung in idiopathic pulmonary fibrosis and systemic sclerosis

J Bras Pneumol.2013;39(6):692-700

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Estudar a expressão de COX-1 e COX-2 em áreas pulmonares remodeladas em pacientes com esclerose sistêmica (ES) ou fibrose pulmonar idiopática (FPI) e correlacioná-la com a sobrevida desses pacientes. Métodos: Examinamos espécimes de biópsia pulmonar a céu aberto de 24 pacientes com ES e de 30 pacientes com FPI, utilizando-se tecido pulmonar normal como controle. Os padrões histológicos incluíram pneumonia intersticial não específica (PINE) fibrótica em pacientes com ES e pneumonia intersticial usual (PIU) nos pacientes com FPI. Imuno-histoquímica e histomorfometria foram usadas para avaliar a expressão celular de COX-1 e COX-2 em septos alveolares, vasos e bronquíolos, sua correlação com provas de função pulmonar e seu impacto na sobrevida. Resultados: A expressão de COX-1 e COX-2 em septos alveolares foi significativamente maior em FPI-PIU e ES-PINE do que no tecido controle. Não houve diferença entre FPI-PIU e ES-PINE quanto à expressão de COX-1 e COX-2. A análise multivariada baseada no modelo de regressão de Cox mostrou que os fatores associados a baixo risco de morte foram ter idade menor, valores elevados de DLCO/volume alveolar, FPI, e alta expressão de COX-1 em septos alveolares, ao passo que os fatores associados a alto risco de morte foram ter idade maior, valores baixos de DLCO/volume alveolar, ES (com PINE) e baixa expressão de COX-1 em septos alveolares. Conclusões: Nossos resultados sugerem que estratégias de prevenção de baixa síntese de COX-1 terão maior impacto sobre a ES, ao passo que as de prevenção de alta síntese de COX-2 terão maior impacto sobre a FPI. Porém, são necessários ensaios clínicos randomizados prospectivos para confirmar essa hipótese.

 


Palavras-chave: Escleroderma sistêmico; Fibrose pulmonar idiopática; Inflamação; Taxa de sobrevida.

 

9 - Densitovolumetria pulmonar por TC em crianças com bronquiolite obliterante: correlação com escores clínicos e testes de função pulmonar

CT densitovolumetry in children with obliterative bronchiolitis: correlation with clinical scores and pulmonary function test results

Helena Mocelin, Gilberto Bueno, Klaus Irion, Edson Marchiori, Edgar Sarria, Guilherme Watte, Bruno Hochhegger

J Bras Pneumol.2013;39(6):701-710

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar as correlações entre o volume de aprisionamento aéreo em relação ao volume pulmonar total (AA%) e parâmetros clínicos e funcionais em crianças com bronquiolite obliterante (BO). Métodos: Técnicas de pós-processamento de imagem foram usadas em imagens de TC de 19 crianças com BO para quantificar AA% por meio de um limiar fixo de −950 UH (AA%950) e de limiares selecionados por meio de máscaras de densidade (AA%MD). Os pacientes foram divididos em três grupos, de acordo com a gravidade de AA%. Foram examinadas as correlações entre AA% e a saturação de oxigênio (SO2) em repouso, a distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos (DTC6), a SO2 mínima durante o teste de caminhada de seis minutos (SO2_TC6), a CVF, o VEF1, a relação VEF1/CVF e parâmetros clínicos. Resultados: A DTC6 foi maior nos pacientes com maiores volumes pulmonares normais (r = 0,53). Na amostra como um todo, encontramos (antes e depois da exclusão de valores extremos, respectivamente), correlações estatisticamente significativas entre AA%950 e o escore clínico (r = 0,72; 0,80), a CVF (r = 0,24; 0,59), o VEF1 (r = −0,58; −0,67) e a relação VEF1/CVF (r = −0,53; r = −0,62), bem como entre AA%MD e o escore clínico (r = 0,58; r = 0,63), a SO2 em repouso (r = −0,40; r = −0,61), a SO2_TC6 (r = −0,24; r = −0,55), a CVF (r = −0,44; r = −0,80), o VEF1 (r = −0,65; r = −0,71) e a relação VEF1/CVF (r = −0,41; r = −0,52). Conclusões: Os resultados deste estudo mostram que AA% correlaciona-se significativamente com escores clínicos e testes de função pulmonar em crianças com BO.

 


Palavras-chave: Tomografia computadorizada multidetectores; Testes de função respiratória; Bronquiolite obliterante.

 

10 - Detecção do complexo Mycobacterium tuberculosis por nested polymerase chain reaction em espécimes pulmonares e extrapulmonares

Detection of Mycobacterium tuberculosis complex by nested polymerase chain reaction in pulmonary and extrapulmonary specimens

Adriana Antônia da Cruz Furini, Heloisa da Silveira Paro Pedro, Jean Francisco Rodrigues, Lilian Maria Lapa Montenegro, Ricardo Luiz Dantas Machado, Célia Franco, Haiana Charifker Schindler, Ida Maria Foschiani Dias Batista, Andrea Regina Baptista Rossit

J Bras Pneumol.2013;39(6):711-718

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar o desempenho da técnica nested polymerase chain reaction (NPCR) com aquele de culturas na detecção do complexo Mycobacterium tuberculosis em espécimes pulmonares e extrapulmonares. Métodos: Analisamos 20 e 78 espécimes pulmonares e extrapulmonares, respectivamente, de 67 pacientes hospitalizados com suspeita de tuberculose. Um sistema automatizado foi utilizado na identificação de culturas de Mycobacterium spp., e M. tuberculosis IS6110 foi utilizada como sequência alvo na NPCR. A estatística kappa foi utilizada para verificar a concordância entre os resultados.Resultados: Entre os 67 pacientes, 6 e 5, respectivamente foram diagnosticados com tuberculose pulmonar e extrapulmonar, e a NPCR foi positiva em todos os casos. Entre os 98 espécimes clínicos, a baciloscopia, cultura e NPCR foram positivas em 6,00%, 8,16% e 13,26%, respectivamente. Comparando-se os resultados da NPCR com aqueles da cultura (padrão ouro) nos espécimes pulmonares, a sensibilidade e a especificidade foram 100% e 83%, respectivamente, enquanto essas nos espécimes extrapulmonares foram 83% e 96% respectivamente, com boa concordância entre os testes (kappa, 0,50 e 0,6867, respectivamente). Conclusões: Embora a NPCR tenha se mostrado uma ferramenta muito útil na detecção do complexo M. tuberculosis, No entanto, os resultados positivos da NPCR devem ser associados à clínica, dados clínicos, epidemiológicos e outros dados laboratoriais devem também ser considerados no diagnóstico e tratamento da tuberculose pulmonar e extrapulmonar.

 


Palavras-chave: Tuberculose/diagnóstico; Tuberculose/microbiologia; Mycobacterium tuberculosis; Reação em cadeia da polimerase.

 

11 - Marcadores inflamatórios e imunogenéticos e sua relação com tuberculose pulmonar

Inflammatory and immunogenetic markers in correlation with pulmonary tuberculosis

Beatriz Lima Alezio Muller, Daniela Maria de Paula Ramalho, Paula Fernanda Gonçalves dos Santos, Eliene Denites Duarte Mesquita, Afranio Lineu Kritski, Martha Maria Oliveira

J Bras Pneumol.2013;39(6):719-727

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever os níveis séricos das citocinas IL-10, TNF- e IFN-, assim como polimorfismos presentes em genes envolvidos na sua transcrição, e sua associação com marcadores de resposta inflamatória aguda em pacientes com tuberculose. Métodos: Estudo descritivo e longitudinal realizado em 81 pacientes com tuberculose pulmonar atendidos em dois hospitais de referência. Foram coletadas informações sociodemográficas, conversão bacteriológica na oitava semana de tratamento antituberculose, polimorfismos relacionados às citocinas estudadas, níveis séricos dessas citocinas, assim como de proteína C reativa (PCR). Também foram avaliados VHS e contagem de CD4+. Resultados: A mediana de idade dos pacientes era de 43 anos, sendo 67 (82,7%) do sexo masculino e 8 (9,9%) infectados por HIV. Os pacientes com níveis elevados de IFN- e baixos níveis de IL-10 apresentaram valores mais elevados de VHS. Não houve associação dos polimorfismos do gene IFN- na posição +874 e do gene TNF-na posição −238 com os níveis das citocinas correspondentes. Houve uma associação entre polimorfismos do gene IL-10 nas posições −592 e −819 (mas não −1082) e baixos níveis de IL-10. Houve uma associação negativa entre a taxa de conversão bacteriológica na oitava semana de tratamento e níveis de PCR. Conclusões: Nossos resultados sugerem que marcadores genéticos e de resposta inflamatória aguda podem ser úteis na predição da resposta ao tratamento antituberculose.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Citocinas; Sistema imunológico; Polimorfismo de nucleotídeo único.

 

Artigo de Revisão

12 - Interpretação da positividade de autoanticorpos na doença pulmonar intersticial e colagenose pulmão dominante

Interpretation of autoantibody positivity in interstitial lung disease and lung-dominant connective tissue disease

Daniel Antunes Silva Pereira, Alexandre de Melo Kawassaki, Bruno Guedes Baldi

J Bras Pneumol.2013;39(6):728-741

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A avaliação inicial de pacientes com doença pulmonar intersticial (DPI) envolve primordialmente a busca ativa e detalhada por uma etiologia. A pesquisa rotineira de autoanticorpos é comum em diferentes centros e permite sugerir a presença de alguma doença do espectro reumatológico. Quando o acometimento pulmonar intersticial é a condição que permite o diagnóstico firmado de uma colagenose bem estabelecida, preenchendo os critérios clássicos, há pouco debate. Entretanto, ainda existe muita discussão sobre o significado, a relevância, a especificidade e o papel fisiopatológico da autoimunidade nos pacientes que tenham prioritariamente acometimento respiratório e apenas algum indício leve ou frustro de colagenose. O propósito dessa revisão foi apresentar o conhecimento atual e discutir possibilidades de interpretação da positividade de autoanticorpos em pacientes com DPI que não tenham associações etiológicas inequívocas, assim como aumentar o entendimento da história natural de uma possível nova doença e descrever possíveis implicações prognósticas. Discutimos ainda a proposição de uma nova terminologia na classificação das DPIs, a colagenose pulmão dominante.

 


Palavras-chave: Pneumonias intersticiais idiopáticas; Autoanticorpos; Doenças do tecido conjuntivo; Autoimunidade; Diagnóstico diferencial.

 

Relato de Caso

13 - Avaliação da ventilação pulmonar regional por tomografia de impedância elétrica em paciente com estenose brônquica unilateral pós-tuberculose

Assessment of regional lung ventilation by electrical impedance tomography in a patient with unilateral bronchial stenosis and a history of tuberculosis

Liégina Silveira Marinho, Nathalia Parente de Sousa, Carlos Augusto Barbosa da Silveira Barros, Marcelo Silveira Matias, Luana Torres Monteiro, Marcelo do Amaral Beraldo, Eduardo Leite Vieira Costa, Marcelo Britto Passos Amato, Marcelo Alcantara Holanda

J Bras Pneumol.2013;39(6):742-746

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A estenose brônquica pode comprometer a ventilação pulmonar regional devido a limitações anormais e assimétricas ao fluxo aéreo. A tomografia de impedância elétrica (TIE) é uma técnica que possibilita a avaliação da ventilação pulmonar regional por imagem e, portanto, pode complementar a avaliação funcional dos pulmões. Relatamos o caso de uma paciente com estenose brônquica unilateral à esquerda, pós-tuberculose, em que se avaliou a ventilação pulmonar regional através da TIE, relacionando-a com a cintilografia de ventilação/perfusão. Foram estudados os efeitos das mudanças posturais e da aplicação de continuous positive airway pressure (CPAP, pressão positiva contínua nas vias aéreas) nasal, uma vez que a paciente usava esse tratamento para síndrome da apneia obstrutiva do sono. A TIE demonstrou distribuição heterogênea da ventilação pulmonar regional com maior ventilação no pulmão direito, sendo essa distribuição influenciada pelas mudanças de decúbitos e pela aplicação de CPAP. A análise da ventilação pulmonar regional pela TIE se mostrou similar aos achados da cintilografia pulmonar de ventilação com a vantagem de possibilitar uma avaliação dinâmica e sem exposição à radiação.

 


Palavras-chave: Tomografia; Impedância elétrica; Respiração com pressão positiva; Ventilação pulmonar; Obstrução das vias respiratórias; Tuberculose pulmonar.

 

Cartas ao Editor

14 - Diagnóstico simultâneo de adenocarcinomas papilares primitivos: além da probabilidade

Synchronous diagnosis of primitive papillary adenocarcinomas: beyond the realm of probability

Pedro Gonçalo de Silva Ferreira, Paulo Matos, António Jorge Gouveia Ferreira

J Bras Pneumol.2013;39(6):747-749

PDF PT PDF EN English Text


15 - Malária por Plasmodium falciparum: outra infecção de interesse para o pneumologista

Plasmodium falciparum malaria: another infection of interest to pulmonologists

Edson Marchiori, Gláucia Zanetti, Bruno Hochhegger, Clarissa Canella, Klaus Loureiro Irion

J Bras Pneumol.2013;39(6):750-752

PDF PT PDF EN English Text


16 - Carcinoma sarcomatoide de pulmão com metástases cerebrais

Sarcomatoid carcinoma of the lung with brain metastases

Matheus Fernandes de Oliveira, Sílvia Conde Watanabe, Mara Patrícia Guilhermina de Andrade, José Marcus Rotta, Fernando Campos Gomes Pinto

J Bras Pneumol.2013;39(6):753-756

PDF PT PDF EN English Text


17 - Linfonodo intrapulmonar: um achado tomográfico comum e pouco reconhecido

Intrapulmonary lymph node: a common and underrecognized tomography finding

Bruno Hochhegger, Daniela Quinto dos Reis Hochhegger, Klaus Irion, Ana Paula Sartori, Fernando Ferreira Gazzoni, Edson Marchiori

J Bras Pneumol.2013;39(6):757-758

PDF PT PDF EN English Text


 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1