Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 2015 - Volume 41  - Número 3  (Maio/Junho)

App





Artigo Original

2 - Teste de caminhada de seis minutos e força muscular respiratória em pacientes com asma grave não controlada: um estudo piloto

Six-minute walk test and respiratory muscle strength in patients with uncontrolled severe asth-ma: a pilot study

Luiz Fernando Ferreira Pereira1, Eliane Viana Mancuzo2, Camila Farnese Rezende3, Ricardo de Amorim Côrrea4

J Bras Pneumol.2015;41(3):211-218

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a força muscular respiratória e variáveis obtidas no teste de caminhada de seis minutos (TC6) em pacientes com asma grave não controlada (AGNC). Métodos: Estudo transversal, envolvendo pacientes com AGNC acompanhados em um hospital universitário. Os pacientes foram submetidos a TC6, espirometria e medidas da força muscular respiratória e responderam o Asthma Control Test (ACT, Teste de Controle da Asma). O teste de Mann-Whitney foi utilizado na análise das variáveis do TC6, e o teste de Kruskal-Wallis foi utilizado na verificação de uma possível associação do uso de corticoide oral com a força muscular respiratória. Resultados: Foram incluídos 25 pacientes, com médias de VEF1 de 58,8  21,8% do previsto e escore do ACT de 14,0  3,9 pontos. Não houve diferença significativa entre a mediana da distância percorrida no TC6 dos pacientes com AGNC e aquela prevista para brasileiros saudáveis (512 m e 534 m, respectivamente; p = 0,14). Durante o TC6, não houve queda significativa da SpO2. As médias de PImáx e PEmáx foram normais (72,9  15,2% e 67,6  22,2%, respectivamente). Não houve diferenças significativas nas medidas de PImáx (p = 0,15) e PEmáx (p = 0,45) entre os pacientes que usavam ao menos quatro ciclos de corticoide oral por ano e os que o usavam por três ou menos ciclos por ano. Conclusões: Nossos achados sugerem que os pacientes com AGNC são semelhantes a indivíduos normais em termos das variáveis do TC6 e da força muscular respiratória. Não se observou um impacto do uso de corticoide oral na força muscular respiratória.

 


Palavras-chave: Asma; Tolerância ao exercício; Músculos respiratórios.

 

3 - Rendimiento diagnóstico de la ultrasonografía endobronquial con aspiración transbronquial por aguja fina en el estudio de etapificación mediastínica en pacientes con cáncer pulmonar

Diagnostic yield of endobronchial ultrasound-guided transbronchial needle aspiration for mediastinal staging in lung cancer

Sebastián Fernández-Bussy1; Gonzalo Labarca2; Sofia Canals3; Iván Caviedes4; Erik Folch5; Adnan Majid6

J Bras Pneumol.2015;41(3):219-224

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: La ultrasonografía endobronquial con aspiración transbronquial por aguja fina (EBUS-TBNA, por sus siglas en inglés) es una alternativa mínimamente invasiva con un alto rendimiento diagnóstico para lesiones pulmonares centrales sospechosas de cáncer o para etapificación de linfonodos mediastínicos. El objetivo principal de este trabajo es describir el rendimiento de EBUS-TBNA como método de etapificación de linfonodos mediastínicos en pacientes con sospecha de cáncer pulmonar. Métodos: Estudio prospectivo de pacientes sometidos a EBUS-TBNA como método diagnóstico. Se seleccionaron pacientes mayores de 18 años entre julio del 2010 y agosto del 2013. Se registraron variables demográficas, características radiológicas mediante TC axial de tórax, localización mediastínica según clasificación de la International Association for the Study of Lung Cancer y resultado diagnóstico definitivo (EBUS con biopsia diagnóstica o método diagnóstico definitivo). Resultados: Se incluyeron 145 pacientes con un total de 354 biopsias. El 54,48% de los pacientes eran hombres, con edad promedio de 63,75 años. El tamaño promedio de los linfonodos fue de 15,03 mm, y 90 fueron menores de 10,0 mm. El rendimiento diagnóstico fue: sensibilidad, 91,17%; especificidad, 100,0%; y valor predictivo negativo, 92,9%. El diagnóstico histológico más frecuente fue adenocarcinoma. Conclusiones: EBUS-TBNA es una herramienta diagnóstica con buenos resultados en el estudio de etapificación de lesiones neoplásicas en mediastino.

 


Palavras-chave: Neoplasias pulmonares; Broncoscopía; Endosonografía; Estadificación de neoplasias.

 

4 - Realização de fisioterapia motora e ocorrência de eventos adversos relacionados a cateteres centrais e periféricos em uma UTI brasileira

Mobility therapy and central or peripheral catheter-related adverse events in an ICU in Brazil

Natália Pontes Lima1, Gregório Marques Cardim da Silva1, Marcelo Park2, Ruy Camargo Pires-Neto3

J Bras Pneumol.2015;41(3):225-230

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Verificar se a realização de fisioterapia com foco na reabilitação motora está associada a eventos adversos em cateteres centrais e periféricos em uma UTI brasileira. Métodos: Análise retrospectiva das fichas de evolução diária dos pacientes internados, de dezembro de 2009 a abril de 2011, na UTI de Emergências Clínicas do Instituto Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Além das características clínicas e demográficas dos pacientes, foram coletados dados referentes aos cateteres venoso central (CVC), de hemodiálise (HD) e de pressão arterial invasiva (PAi), tais como sítio de inserção, tempo de permanência e eventos adversos relacionados, bem como à caracterização da fisioterapia motora realizada. Resultados: De um total de 275 pacientes, 49% utilizaram CVC, 26%, cateter de HD e 29%, cateter de PAi em algum momento da internação. Um total de 1.268 sessões de fisioterapia motora ocorreu enquanto o paciente apresentava algum tipo de cateter inserido. Os eventos adversos relacionados à inserção dos dispositivos ocorreram em 20 pacientes, totalizando 22 ocorrências: 32% de infecção, 32% de obstrução e 32% de retirada acidental. Neste estudo, verificou-se que não existe relação entre eventos adversos nos cateteres e a realização de fisioterapia motora: fisioterapia motora e CVC - OR = 0,8; IC95%: 0,7-1,0; p = 0,14; fisioterapia motora e cateter de HD - OR = 1,04; IC95%: 0,89-1,21; p = 0,56; e fisioterapia motora e cateter de PAi - OR = 1,74; IC95%: 0,94-3,23; p = 0,07. Conclusões: A realização de fisioterapia motora em pacientes críticos não está relacionada à incidência de eventos adversos em CVC, cateteres de HD e cateteres de PAi.

 


Palavras-chave: Neoplasias pulmonares; Broncoscopía; Endosonografía; Estadificación de neoplasias.

 

5 - Pneumonia em organização: achados da TCAR de tórax

Organizing pneumonia: chest HRCT findings

Igor Murad Faria1, Gláucia Zanetti2, Miriam Menna Barreto3, Rosana Souza Rodrigues4, Cesar Augusto Araujo-Neto5, Jorge Luiz Pereira e Silva5, Dante Luiz Escuissato6, Arthur Soares Souza Jr7, Klaus Loureiro Irion8, Alexandre Dias Mançano9, Luiz Felipe Nobre10, Bruno Hochhegger, Edson Marchiori11

J Bras Pneumol.2015;41(3):231-237

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a frequência dos achados tomográficos e sua distribuição no parênquima pulmonar de pacientes com pneumonia em organização. Métodos: Estudo retrospectivo das imagens de TCAR de 36 pacientes adultos (26 mulheres e 10 homens) com pneumonia em organização confirmada por exame histopatológico. A faixa etária dos pacientes incluídos foi de 19 a 82 anos (média: 56,2 anos). As imagens foram avaliadas por dois observadores, de forma independente, e os casos discordantes foram resolvidos por consenso. Resultados: O achado tomográfico mais comum foi o de opacidades em vidro fosco, presentes em 88,9% dos casos. O segundo achado mais comum foi o de consolidação (em 83,3% dos casos), seguido de opacidades peribroncovasculares (em 52,8%), reticulação (em 38,9%), bronquiectasias (em 33,3%), nódulos intersticiais (em 27,8%), espessamento de septos interlobulares (em 27,8%), padrão perilobular (em 22,2%), sinal do halo invertido (em 16,7%), nódulos do espaço aéreo (em 11,1%) e sinal do halo (em 8,3%). As lesões foram predominantemente bilaterais, e os terços médios e inferiores dos pulmões foram as regiões mais afetadas. Conclusões: Os achados mais frequentes foram opacidades em vidro fosco e consolidações, com distribuição predominantemente aleatória, embora tenham sido mais comuns nos terços médios e inferiores dos pulmões.

 


Palavras-chave: Pneumonia em organização criptogênica; Doenças respiratórias; Tomografia computadorizada por raios X.

 

6 - Fatores de risco para complicações respiratórias após adenotonsilectomia em crianças com apneia obstrutiva do sono

Risk factors for respiratory complications after adenotonsillectomy in children with obstructive sleep apnea

Renato Oliveira Martins1, Nuria Castello-Branco2, Jefferson Luis de Barros1, Silke Anna Theresa Weber3

J Bras Pneumol.2015;41(3):238-245

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Identificar fatores de risco para complicações respiratórias após adenotonsilectomia em crianças ≤ 12 anos com apneia obstrutiva do sono encaminhadas à UTI pediátrica (UTIP). Métodos: Estudo de coorte histórica com corte transversal que analisou 53 crianças após adenotonsilectomia que preencheram os critérios pré-estabelecidos para encaminhamento à UTIP em um hospital escola de nível terciário. Foram utilizados o teste t de Student, o teste de Mann-Whitney e o teste do qui-quadrado para identificar os fatores de risco. Resultados: Das 805 crianças submetidas à adenotonsilectomia entre janeiro de 2006 e dezembro de 2012 no hospital escola, 53 foram encaminhadas à UTIP. Vinte e uma crianças (2,6% do total de submetidas à adenotonsilectomia e 39,6% das que foram encaminhadas à UTIP) apresentaram complicações respiratórias, sendo 12 do gênero masculino e a idade média de 5,3  2,6 anos. Maior índice de apneia-hipopneia (IAH; p = 0,0269), maior índice de dessaturação de oxigênio (IDO; p = 0,0082), baixo nadir da SpO2 (p = 0,0055), maior tempo de intubação orotraqueal (p = 0,0011) e rinopatia (p = 0,0426) foram preditores independentes de complicações respiratórias. Foram observadas complicações respiratórias menores (SpO2 entre 90-80%) e maiores (SpO2 ≤ 80%, laringoespasmos, broncoespasmos, edema agudo de pulmão, pneumonia e apneia). Conclusões: Em crianças de até 12 anos e com apneia obstrutiva do sono, aquelas que têm maior IAH, maior IDO, menor nadir da SpO2 e/ou rinopatia são mais predispostas a desenvolver complicações respiratórias após adenotonsilectomia do que aquelas sem essas características.

 


Palavras-chave: Complicações pós-operatórias; Tonsilectomia; Apneia do sono tipo obstrutiva.

 

Comunicação Breve

7 - Critérios psicológicos para contraindicação em candidatos a transplante pulmonar: um estudo de cinco anos

Psychological criteria for contraindication in lung transplant candidates: a five-year study

Elaine Marques Hojaij1, Bellkiss Wilma Romano1, André Nathan Costa2, Jose Eduardo Afonso Junior3, Priscila Cilene Leon Bueno de Camargo3, Rafael Medeiros Carraro3, Silvia Vidal Campos4, Marcos Naoyuki Samano5, Ricardo Henrique de Oliveira Braga Teixeira6

J Bras Pneumol.2015;41(3):246-249

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O transplante de pulmão apresenta uma ampla gama de desafios para as equipes multidisciplinares que gerenciam o atendimento aos beneficiários. As equipes de transplante devem realizar uma avaliação abrangente dos candidatos a transplante, a fim de garantir os melhores resultados pós-transplante possíveis. Isso é especialmente verdadeiro para o psicólogo, pois problemas psicológicos podem surgir a qualquer momento durante o período perioperatório. O objetivo do nosso estudo foi avaliar as causas psicológicas da contraindicação da inclusão na lista de espera para transplante de pulmão em um programa de referência. Analisamos retrospectivamente dados sobre problemas psicológicos apresentados por candidatos a transplante pulmonar, a fim de compreender essas questões em nossa população e refletir sobre formas de melhorar o processo de seleção.

 


Palavras-chave: Transplante de pulmão; Entrevista psicológica; Testes psicológicos; Cuidados pré-operatórios.

 

Educação continuada: Imagem

8 - Pequenos nódulos intersticiais

Small interstitial nodules

Edson Marchiori1, Gláucia Zanetti2, Bruno Hochhegger3

J Bras Pneumol.2015;41(3):250

PDF PT PDF EN English Text


Artigo de Revisão

9 - Diagnóstico de discinesia ciliar primária

Diagnosis of primary ciliary dyskinesia

Mary Anne Kowal Olm1, Elia Garcia Caldini2, Thais Mauad3

J Bras Pneumol.2015;41(3):251-263

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Discinesia ciliar primária (DCP) é uma doença genética que compromete a estrutura e/ou a função ciliar, causando retenção de muco e bactérias no trato respiratório e levando a infecções crônicas nas vias aéreas superiores e inferiores, defeitos de lateralidade visceral e problemas de fertilidade. Revisamos os sinais e sintomas respiratórios da DCP, os testes de triagem e a investigação diagnóstica, bem como detalhes relacionados ao estudo da função, ultraestrutura e genética ciliar. Descrevemos também as dificuldades em diagnosticar a DCP por meio de microscopia eletrônica de transmissão, bem como o seguimento dos pacientes.

 


Palavras-chave: Síndrome de Kartagener; Cílios; Depuração mucociliar; Transtornos da motilidade ciliar; Diagnóstico.

 

10 - PET/TC em câncer de pulmão: indicações e achados

PET/CT imaging in lung cancer: indications and findings

Bruno Hochhegger1, Giordano Rafael Tronco Alves2, Klaus Loureiro Irion3, Carlos Cezar Fritscher4, Leandro Genehr Fritscher5, Natália Henz Concatto6, Edson Marchiori7

J Bras Pneumol.2015;41(3):264-274

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O uso de PET/TC na avaliação e manejo de pacientes com câncer de pulmão aumentou substantivamente durante as últimas décadas. A capacidade de combinar informações funcionais e anatômicas permite a PET/TC analisar diversos aspectos do câncer de pulmão, desde um estadiamento mais preciso da doença até a capacidade de prover dados úteis na caracterização de nódulos pulmonares indeterminados. Além disso, a acurácia de PET/TC tem se demonstrado maior do que a de modalidades convencionais em alguns cenários, tornando a PET/CT um valioso método não invasivo para a investigação de câncer de pulmão. Entretanto, a interpretação dos achados de PET/TC apresenta numerosas armadilhas e potenciais fatores de confusão. Portanto, é imperativo que pneumologistas e radiologistas familiarizem-se com as principais indicações e limitações desse método, com o intuito de proteger os pacientes da exposição desnecessária à radiação e de terapias inapropriadas. Este artigo de revisão objetivou sumarizar os princípios básicos, indicações, considerações sobre o estadiamento tumoral e futuras aplicações de PET/TC em câncer de pulmão.

 


Palavras-chave: Carcinoma pulmonar de células não pequenas; Carcinoma de pequenas células do pulmão; Tomografia por emissão de pósitrons; Tomografia computadorizada por raios X; Estadiamento de neoplasias.

 

Série de Casos

11 - Uso de sirolimo no tratamento de linfangioleiomiomatose: resposta favorável em pacientes com diferentes manifestações extrapulmonares

Use of sirolimus in the treatment of lymphangioleiomyomatosis: favorable responses in patients with different extrapulmonary manifestations

Carolina Salim Gonçalves Freitas1, Bruno Guedes Baldi2, Mariana Sponholz Araújo1, Glaucia Itamaro Heiden1, Ronaldo Adib Kairalla3, Carlos Roberto Ribeiro Carvalho4

J Bras Pneumol.2015;41(3):275-280

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A linfangioleiomiomatose (LAM) é uma doença rara que é atualmente considerada uma neoplasia de baixo grau com potencial metastático e evolução variável. Os inibidores de mammalian target of rapamycin (mTOR), como o sirolimo e o everolimo, recentemente se tornaram uma opção para o tratamento de pacientes com LAM, especialmente daqueles com manifestações extrapulmonares. O objetivo deste estudo foi descrever quatro casos de pacientes com LAM no Brasil que apresentaram melhora, especialmente das manifestações extrapulmonares, após tratamento com sirolimo (em doses de 1-4 mg/dia). Métodos: Descrevemos quatro casos de pacientes com LAM e diferentes manifestações extrapulmonares tratados com sirolimo. Resultados: Após o tratamento com sirolimo por 12 meses, um paciente apresentou resolução do quilotórax de difícil manejo, um paciente teve redução significativa do volume do angiomiolipoma renal, e uma paciente apresentou regressão importante de linfangioleiomiomas retroperitoneais e linfonodomegalias abdominais. Após tratamento com sirolimo por 6 meses, um paciente apresentou redução significativa de volumoso linfangioleiomioma retroperitoneal. Conclusões: Nossos achados confirmam que os inibidores de mTOR são benéficos para pacientes com LAM, especialmente para aqueles com manifestações extrapulmonares, tais como angiomiolipomas renais, linfangioleiomiomas e derrames de origem quilosa. Entretanto, alguns pontos, tais como a dose ideal, a duração do tratamento e os efeitos adversos em longo prazo, ainda precisam ser esclarecidos para que os inibidores de mTOR possam ser incorporados na abordagem da LAM.

 


Palavras-chave: Neoplasias; Linfangioleiomiomatose/terapia; Serina-treonina quinases TOR; Sirolimo.

 

Relato de Caso

12 - Formação de múltiplos nódulos pulmonares durante tratamento com leflunomida

Formation of multiple pulmonary nodules during treatment with leflunomide

Gilberto Toshikawa Yoshikawa1, George Alberto da Silva Dias1, Satomi Fujihara1, Luigi Ferreira e Silva2, Lorena de Britto Pereira Cruz3, Hellen Thais Fuzii4, Roberta Vilela Lopes Koyama1

J Bras Pneumol.2015;41(3):281-284

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O comprometimento pulmonar é uma das manifestações extra-articulares da artrite reumatóide e pode ser devido à própria doença ou secundário às medicações utilizadas para seu tratamento. Este trabalho relata um caso de uma paciente de 60 anos de idade com diagnóstico de artrite reumatoide que evoluiu com múltiplos nódulos pulmonares durante o tratamento com leflunomida.

 


Palavras-chave: Artrite reumatoide; Imunossupressores; Nódulo reumatoide; Pulmão.

 

Imagens em Pneumologia

13 - Aspergiloma pulmonar intracavitário: aspectos endoscópicos

Intracavitary pulmonary aspergilloma: endoscopic aspects

Evelise Lima1, André Louis Lobo Nagy1, Rodrigo Abensur Athanazio2

J Bras Pneumol.2015;41(3):285

PDF PT PDF EN English Text


Cartas ao Editor

14 - Sinal do halo invertido em esquistossomose aguda

Reversed halo sign in acute schistosomiasis

Arthur Soares Souza Jr.1, Antonio Soares Souza2, Luciana Soares-Souza3, Gláucia Zanetti4, Edson Marchiori5

J Bras Pneumol.2015;41(3):286-288

PDF PT PDF EN English Text


 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1