Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 1999 - Volume 25  - Número 1  (Janeiro/Fevereiro)






Editorial

2 - Que sejamos cientificamente prósperos

Thais Helena A. Thomaz Queluz

J Bras Pneumol.1999;25(1):3-4

PDF PT


Artigo Original

3 - Silicose em cavadores de poços da região de Ibiapaba (CE): da descoberta ao controle

Silicosis among PIT diggers in the region of Ibiapaba, State of Ceará, Brazil: from detection to control

Márcia Alcântara Holanda, Ana Carolina Peixoto do Rego Barros, Alexandre Alcântara Holanda, Cristina Gomes do Monte, Elias Bezerra Leite, Luiz Ximenes Junior, Maria Zélia Maia Holanda, Pedro Henrique Felismino

J Bras Pneumol.1999;25(1):1-11

Resumo PDF PT English Text

A ocorrência de silicose em cavadores de poços foi descoberta em 1984. Em 1988, foi evidenciado um foco da doença na região da Ibiapaba, Estado do Ceará (Brasil). O presente estudo teve por objetivos: 1) apresentar a intervenção educativa preventiva primária (IEPP) criada, segundo o método de conscientização crítica de Paulo Freire, e aplicada aos cavadores de poços e seus familiares; 2) conhecer o papel dessas medidas no aprendizado sobre silicose e nas mudanças de atitude promovidas na prática dessa atividade na região da Ibiapaba. Dos 1.202 cavadores de poços da região, 687 de cinco municípios selecionados para o estudo foram submetidos à IEPP e, destes, 283 participaram do estudo do papel da IEPP no controle da silicose. Todos eram homens, com idades variando de 18 a 78 anos; 115 eram silicóticos, 122 não silicóticos e 46 ignoravam o diagnóstico. Os resultados mostraram que a IEPP promoveu aprendizado sólido sobre a relação entre cavar poços e silicose, independentemente dos indivíduos serem ou não portadores da doença, induzindo a maioria deles (85,8%) a abandonarem a atividade. A IEPP foi capaz de promover a conscientização do problema nos cavadores de poços, interrompendo o ciclo epidemiológico da silicose na região da Ibiapaba.

 


Palavras-chave: Silicose. Epidemiologia. Doenças pulmonares ocupacionais.

 

4 - Morbimortalidade por asma no Estado do Paraná e município de Curitiba no período entre 1984 e 1995

Asthma morbidity and mortality in the State of Parana and in city of Curitiba from 1984 to 1995

Sônia Zulato, Denise Carvalho, Anne-Claire Ribeiro, Nelson Augusto Rosário Filho

J Bras Pneumol.1999;25(1):12-16

Resumo PDF PT English Text

O aumento nas taxas de hospitalização e mortalidade por asma em vários países motivou a realização deste trabalho, que tem como objetivos: avaliar a morbidade hospitalar por asma, no município de Curitiba, e verificar as taxas de mortalidade por asma no município de Curitiba e também no Estado do Paraná. A morbidade hospitalar por asma foi avaliada entre pacientes usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) no município de Curitiba, nos anos de 1994 e 1995. Os óbitos por asma foram verificados no período de 1984 a 1995, no Estado do Paraná e no município de Curitiba. A taxa específica de mortalidade por asma (TEM) foi obtida através do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) das secretarias Estadual e Municipal de Saúde e os dados populacionais fornecidos pelo IPARDES (Instituto Paranaense de Demografia e Estatística). A morbidade hospitalar por asma foi de 0,8% entre o número total de internamentos e manteve-se inalterada em 1994 e 1995. A média das taxas de mortalidade por asma no Estado do Paraná para a faixa etária de 5 a 34 anos foi de 0,24 ± 0,08/100.000 habitantes, observando-se que no ano de 1989 a TME foi maior que o desvio-padrão positivo e nos demais anos manteve-se estável. No município de Curitiba a média dos coeficientes de mortalidade por asma para a mesma faixa etária de 5 a 34 anos foi de 0,39 ± 0,28/100.000 habitantes. Em 1984 e 1989 ocorreram dois picos, respectivamente de 1,04 e 0,81/100.000 habitantes. Apesar do registro em vários países do aumento da prevalência da asma e de maiores índices nas taxas de mortalidade nos últimos anos, o município de Curitiba, assim como o Estado do Paraná, mantém taxas estáveis para a faixa etária de 5 a 34 anos.

 


Palavras-chave: Asma. Morbimortalidade. Coeficiente de mortalidade.

 

5 - Pneumopatias em pacientes positivos ao vírus da imunodeficiência humana. Avaliação de técnicas diagnósticas

Pulmonary diseases in HIV positive patients. Evaluation of diagnostic techniques

Rosemeri Maurici da Silva, Mário Sérgio Soares de Azeredo Coutinho, Márcia Margaret Menezes Pizzichinni

J Bras Pneumol.1999;25(1):17-24

Resumo PDF PT English Text

O uso da broncofibroscopia com realização de lavado broncoalveolar, escovado brônquico e biópsia pulmonar transbrônquica destaca-se como método útil no diagnóstico das afecções pulmonares em pacientes infectados com o vírus da imunodeficiência humana (HIV). Contudo, os dados referentes à acurácia dessas técnicas são conflitantes. A fim de estimar a sensibilidade do lavado broncoalveolar, escovado brônquico e biópsia pulmonar transbrônquica no diagnóstico de afecções pulmonares em pacientes infectados com o HIV em nosso meio, foram estudados consecutivamente 71 pacientes, a maioria com sintomatologia respiratória superior a 15 dias (58%) e alterações radiográficas do tipo intersticial (62%). A sensibilidade foi calculada tomando-se como referência um padrão-ouro construído, que consistiu nos resultados combinados das três técnicas diagnósticas. As sensibilidades do lavado broncoalveolar, da biópsia pulmonar transbrônquica e do escovado brônquico foram de 86%, 43% e 5%, respectivamente. A associação de lavado broncoalveolar e biópsia pulmonar transbrônquica aumentou a sensibilidade para 100%. O índice de complicações observado foi de 3%. Estes resultados sugerem que, nessa população: (1) a broncofibroscopia com realização de lavado broncoalveolar, escovado brônquico e biópsia pulmonar transbrônquica é procedimento seguro e com bom rendimento diagnóstico; (2) o lavado broncoalveolar foi a técnica isolada com maior rendimento diagnóstico, sendo que o lavado broncoalveolar e a biópsia pulmonar transbrônquica foram técnicas complementares; (3) a associação de lavado broncoalveolar e biópsia pulmonar transbrônquica foi superior ao uso do lavado broncoalveolar isolado; e (4) o uso do escovado brônquico, na seqüência utilizada neste protocolo, não aumentou o rendimento diagnóstico das técnicas realizadas.

 


Palavras-chave: Vírus da imunodeficiência humana. HIV. Doenças pulmonares. Técnicas diagnósticas. Infecções pulmonares.

 

7 - Curso de diagnóstico por imagem do tórax

Arthur Soares Souza Junior

J Bras Pneumol.1999;25(1):35-49

PDF PT


Relato de Caso

8 - Hemangiopericitoma pulmonar maligno: relato de caso

Malignant pulmonary hemangiopericytoma: report of a case

Mônica Flores Rick, Sonia Catarina de Abreu Figueiredo

J Bras Pneumol.1999;25(1):50-52

Resumo PDF PT English Text

O hemangiopericitoma é uma neoplasia rara, que pode acometer os pulmões em cerca de 10% dos casos. Apresenta-se comumente como grande massa encapsulada em pacientes assintomáticos. O tratamento de escolha é cirúrgico. Apresentamos um caso de hemangiopericitoma pulmonar maligno numa paciente de 62 anos, seguido de discussão e de revisão da literatura.

 


Palavras-chave: Hemangiopericitoma pulmonar. Neoplasias pulmonares.

 

9 - Microsporidiose disseminada na AIDS: relato de caso

Pulmonary microsporidiosis in AIDS: report of a case

Aline Elisa Goulart, Agnaldo José Lopes, José Manoel Jansen, Daurita D. Paiva, Márcio Neves Bóia, José Mauro Peralta

J Bras Pneumol.1999;25(1):53-56

Resumo PDF PT English Text

A microsporidiose é uma infecção protozoária que vem emergindo rapidamente, sendo relatada predominantemente em imunossuprimidos graves, como na síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS). Desde o primeiro caso de infecção por microsporídio em humanos, relatado em 1956, mais de 400 casos foram publicados. A descrição inicial de infecção pelo microsporídio em paciente com AIDS ocorreu em 1985. Cinco gêneros têm sido identificados como agentes de microsporidiose em pessoas imunossuprimidas (Enterocytozoon, Encephalitozoon, Septata, Pleistophora e Nosema). A infecção do trato respiratório devido ao microsporídio está associada quase exclusivamente à doença disseminada produzida pelos membros dos gêneros Encephalitozoon e Septata. O metronidazol e o albendazol foram recentemente relatados como responsáveis pela melhora clínica dos pacientes. Os autores relatam caso de uma mulher com AIDS e sintomas respiratórios associados à presença de dois patógenos pulmonares: Mycobacterium tuberculosis e Encephalitozoon cuniculi, o qual foi identificado pela reação de cadeia de polimerase (PCR) usando sonda diagnóstica direcionada a pequena subunidade ribossomal RNA.

 


Palavras-chave: Microsporidiose. Infecção do trato respiratório. Síndrome da imunodeficiência adquirida.

 

10 - Síndrome de Swyer-James-MacLeod

Swyer-James-MacLeod's syndrome

Nelson Perelman Rosenberg, Daniel Augusto Pavan, Leandro Almeida Streher, Alessandro Comarú Pasqualotto

J Bras Pneumol.1999;25(1):57-60

Resumo PDF PT English Text

A síndrome do pulmão hiperluzente unilateral, descrita inicialmente por Swyer e James em 1953, é tida como complicação pós-infecciosa de bronquiolites ocorridas na infância. Relatamos um caso de síndrome de Swyer-James-MacLeod diagnosticada em um adulto jovem, com breve revisão da literatura pertinente.

 


Palavras-chave: Swyer-James-MacLeod. Síndrome. Bronquiolite. Doença pulmonar.

 

 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1