Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

Busca avançada

Ano 1999 - Volume 25  - Número 2  (Março/Abril)






Artigo Original

1 - Transplante lobar experimental em suínos: enxerto proporcional na disparidade entre receptor e doador

Experimental lobar transplantation in swine: proportional graft in the discrepancy between donor and recipient

Nuno Ferreira de Lima, Oliver A. Binns, Scott A. Buchanan, Kimberly S. Shochey, Curtis G. Tribble, Irving L. Kron

J Bras Pneumol.1999;25(2):63-69

Resumo PDF PT English Text

Objetivo - Perante a crítica falta de orgãos disponíveis para transplante, a doação intervivos de lobos ou segmentos pulmonares é possível e necessária no transplante pulmonar pediátrico. Na grande disparidade de tamanho do doador adulto e a criança pequena receptora, o lobo médio ou segmento pulmonar representa um enxerto de restrito leito vascular. Este estudo experimental testa a hipótese de que esse tipo de enxerto pode desenvolver hipertensão pulmonar no animal receptor, ao final do período de crescimento. Métodos - Foi utilizado um modelo de sobrevivência de transplante pulmonar à esquerda em leitões. Constituíram-se três grupos de comparação: I (n = 4) - transplante de lobo superior de doador adulto, enxerto proporcional ao receptor, mas irrigado por apenas dois ramos arteriais; II (n = 5) - transplante de lobo inferior de doador adulto, enxerto desproporcional ao receptor e com amplo leito vascular; III (n = 6) - transplante de pulmão imaturo de leitão doador proporcionado. Os animais transplantados tiveram a função do enxerto pulmonar estudada ao final de 3 meses, quando completaram o período de crescimento. Resultados - A pressão da artéria pulmonar do enxerto do grupo I (51,8 ± 2,1mmHg) foi mais elevada do que no grupo II (40,4 ± 2,5mmHg) e do que no grupo III (34,8 ± 1,5mmHg), atingindo significância estatística (p = 0,0003). Conclusões - O enxerto lobar proporcional ao receptor, mas de leito vascular restrito, teve desempenho hemodinâmico comprometido no animal em crescimento. Esses dados sugerem que a proporcionalidade do enxerto não deve ser prioritária e, antes, ser secundária a um adequado leito vascular do enxerto.

 


Palavras-chave: Transplante pulmonar. Transplante lobar experimental. Suino.

 

2 - Estudo de efetividade de esquemas alternativos para o tratamento da tuberculose multirresistente no Brasil

Outcomes of multidrug resistant tuberculosis (MDR TB) treatment in Brasil - Partial results - As of April, 1998

Margareth Pretti Dalcolmo, Andrea Fortes, Fernando Fiuza de Melo, Rita Motta, Jorge Ide Netto, Ninarosa Cardoso, Monica Andrade, Angela Werneck Barreto, Germano Gerhardt

J Bras Pneumol.1999;25(2):70-77

Resumo PDF PT English Text

Objetivo: Determinar a efetividade do tratamento com esquemas alternativos para casos confirmados de tuberculose multirresistente (TBMR) primária e adquirida, em pacientes ambulatoriais. Métodos: Casos de TBMR foram definidos como cultura e isolamento de M. tuberculosis e perfil de resistência in vitro a pelo menos à rifampicina, isoniazida e a uma terceira droga dos esquemas padronizados no Brasil, tanto pelo método convencional (LJ) quanto pelo sistema radiométrico BACTEC. Desenho: Ensaio clínico, multicêntrico, não randomizado e controlado. Os pacientes foram arrolados entre abril de 1995 e dezembro de 1997, no total de 197. Por diversas razões 10 casos foram excluídos da análise. Em abril de 1998 permaneciam em tratamento 36 pacientes. Foram analisados 149 casos com duração média de tratamento de 14 meses sem interrupção. Os regimes foram escolhidos conforme o perfil de sensibilidade: 1) estreptomicina, ofloxacina, terizidona, etambutol, clofazimina ou 2) amicacina, ofloxacina, terizidona, etambutol e clofazimina. Demografia: sexo: masculino - 68,4%, feminino - 31,5%; média de idade - 36,9 anos (14-71 anos); prevalência de HIV - 1,9%; taxa de resistência primária - 8%, taxa de resitência secundária - 92%. Resultados parciais: 120 (79,5%) pacientes negativaram a cultura no período de 3 meses; cura - 53%, falência - 31%, óbito - 6%, abandono - 10%. Definições: cura - tratado por 12 meses, com 6 meses de tratamento após 2 culturas consecutivas negativas; abandono - tratamento e consultas descontinuados; óbito - morte causada por TB após 2 meses de tratamento; falência - persistência de positividade na cultura em 12 meses seguidos. Conclusão: O maior preditor da multirresistência no estudo foi tratamento prévio irregular ou incompleto. Outros preditores (p < 0,05) foram: ser homem, ter lesão radiológica cavitária bilateral e ter mais de 2 anos de doença. A taxa de conversão bacteriológica em escarro e cultura foi alta em 6 meses de tratamento.

 


Palavras-chave: Tuberculose, tratamento. Tuberculose multirresistente.

 

3 - Perfusão pulmonar anterógrada "versus" retrógrada na preservação pulmonar para transplante em modelo canino de viabilidade pulmonar pós-morte

Antegrade versus retrograde lung perfusion in pulmonary preservation for transplantation in a canine model of post-mortem lung viability

Jean Carlo Kohmann, Ubirajara Lima e Silva, Gabriel Madke, Eduardo Sperb Pilla, José Carlos Felicetti, José de Jesus Peixoto Camargo, Paulo Ivo Homem de Bittencourt, Paulo Francisco Guerreiro Cardoso

J Bras Pneumol.1999;25(2):78-83

Resumo PDF PT English Text

A doação pulmonar após parada cardiocirculatória tem sido estudada experimentalmente na obtenção de órgãos para transplante, porém a severa lesão isquêmica/reperfusão exigem métodos de preservação que permitam viabilidade pulmonar. A perfusão do enxerto com solução cristalóide hipotérmica via anterógrada (artéria pulmonar) é o método de preservação mais utilizado, porém esta via não perfunde a circulação brônquica, permitindo a retenção sanguínea neste território capaz de desencadear fenômenos de lesão de reperfusão. Isto nos levou a testar os efeitos da perfusão anterógrada versus retrógrada (via átrio esquerdo, capaz de perfundir a circulação brônquica) em modelo canino de transplante unilateral cujos pulmões foram extraídos 3 horas após parada cardiorrespiratória. Doze cães doadores foram sacrificados com tiopental sódico e mantidos à temperatura ambiente sob ventilação mecânica durante 3 horas, após as quais os animais foram randomizados e os blocos cardiopulmonares perfundidos via retrógrada (n = 6) ou anterógrada (n = 6) com solução de Euro-Collins modificada e extraídos. Os receptores (n = 12) foram anestesiados, pneumonectomizados e submetidos a transplante pulmonar esquerdo recebendo enxertos perfundidos por via retrógrada (grupo I) ou anterógrada (grupo II). Após a reperfusão do enxerto, os animais foram mantidos sob ventilação mecânica (FiO2 = 1) por 6 horas, sendo então sacrificados. Durante este período obtiveram-se medidas hemodinâmicas e gasometrias arteriais, além de amostras de tecido pulmonar para dosagem de ATP intracelular. As medidas hemodinâmicas não diferiram entre os grupos. Nos animais do grupo I a PaO2 e PaCO2 foram superiores às do grupo II (p = 0,016 e p = 0,008, respectivamente). O ATP intracelular não diferiu entre os grupos, embora tenha se reduzido nas amostras obtidas na extração do enxerto do doador quando comparados aos valores após a reperfusão (p = 0,01) e ao término do período de avaliação (p = 0,01). Os autores concluem que, neste modelo experimental, a perfusão retrógrada hipotérmica resulta em função superior do enxerto após 3 horas de isquemia normotérmica sob ventilação mecânica.

 


Palavras-chave: Pulmão. Isquemia. Preservação pulmonar. Perfusão retrógrada. ATP.

 

5 - Resolução nº 196 - De 10 de outubro de 1996

Adib D. Jatene

J Bras Pneumol.1999;25(2):94-98

PDF PT


6 - Resolução nº 251 - De 5 de agosto de 1997

Carlos César S. de Albuquerque

J Bras Pneumol.1999;25(2):99-101

PDF PT


7 - Curso de diagnóstico por imagem do tórax - Capítulo II - Imagenologia da pleura

Arthur Soares de Souza Junior

J Bras Pneumol.1999;25(2):102-113

PDF PT


Relato de Caso

8 - Síndrome de embolia gordurosa: relato de caso associado à lipoaspiração

Fat embolism syndrome: report of a case associated to liposuction

Jõao Carlos Folador, Gabriela Elisete Bier, Renata Ferreira de Camargo, Mônicca Sperandio

J Bras Pneumol.1999;25(2):114-117

Resumo PDF PT English Text

Mulher, 40 anos, 72 horas após lipossucção apresentou dispnéia súbita, febre, taquipnéia e taquicardia. Radiografia torácica e eco-doppler de membros inferiores eram normais, mas hipoperfusão pulmonar à cintilografia sugeriu tromboembolismo pulmonar. Após três dias de heparinização, observou-se hipóxia, anemia e confusão mental. Diagnosticou-se síndrome de embolia gordurosa, suspendeu-se heparinização e iniciou-se pulsoterapia com corticóide, seguida de melhora clínica e alta hospitalar.

 


Palavras-chave: Síndrome de embolia gordurosa. Tromboembolismo pulmonar. Lipoaspiração.

 

9 - Ruptura traqueobrônquica por trauma torácico fechado: avaliação e manuseio

Tracheobronchial rupture by blunt chest trauma: evaluation and management

Wilson de Souza Stori Junior, Marlos de Souza Coelho, José Antônio Zampier, Gilberto Melnick

J Bras Pneumol.1999;25(2):118-123

Resumo PDF PT English Text

O Serviço de Cirurgia Torácica e Endoscopia Respiratória do Hospital Universitário Cajuru tratou cirurgicamente dois casos de ruptura completa do brônquio principal esquerdo e um caso de ruptura traqueobrônquica por trauma torácico fechado, durante um período de dois anos. A técnica utilizada para reconstrução brônquica foi através de anastomose término-terminal com pontos separados utilizando-se fios absorvíveis, após ressecção das margens estenosadas ou desbridamento das margens afetadas. Todos os pacientes obtiveram boa evolução; o tempo médio para retirada dos drenos torácicos foi de 3,6 dias e o tempo médio para alta do Serviço de Cirurgia Torácica foi de 5,6 dias. O seguimento dos pacientes foi feito através de radiografia simples de tórax em duas incidências (PA e perfil), provas de função pulmonar e broncofibroscopia.

 


Palavras-chave: Ruptura traqueobrônquica. Trauma torácico fechado. Avaliação. Tratamento.

 

Artigo de Revisão

10 - Lesão pulmonar de reperfusão

Perfusion lung injury

Bruno do Valle Pinheiro, Marcelo Alcântara Holanda, Fernando Gomes Araújo, Hélio Romaldini

J Bras Pneumol.1999;25(2):124-136

Resumo PDF PT English Text

A lesão de isquemia-reperfusão constitui-se em um evento fisiopatológico comum a diversas doenças da prática clínica diária. O pulmão pode ser alvo da lesão de isquemia-reperfusão diretamente, como no edema pulmonar após transplante ou na resolução de tromboembolismo; ou ainda ser atingido à distância, como nos casos de choque ou por lesão de reperfusão em intestino ou em membros inferiores, como ocorre no pinçamento da aorta, utilizado nas cirurgias de aneurisma. Dentre os mediadores envolvidos na lesão de isquemia-reperfusão, foram identificados espécies reativas tóxicas de oxigênio (ERTO), mediadores lipídicos, como a tromboxana, moléculas de adesão em neutrófilos e endotélio, fator de necrose tumoral, dentre outros. As medidas terapêuticas para a lesão de reperfusão ainda são utilizadas no plano experimental e em poucos estudos clínicos. São utilizados: antioxidantes, bloqueadores de mediadores lipídicos, inibidores da interação entre leucócito e endotélio ou substâncias que favoreçam o fluxo sanguíneo pós-isquêmico.

 


Palavras-chave: Pulmão. Lesão. Reperfusão. Isquemia.

 

Cartas ao Editor

11 - Avaliação propedêutica da dispnéia crônica de etiologia indefinida: desafios atuais

Carlos Alberto de Castro Pereira

J Bras Pneumol.1999;25(2):137-140

PDF PT


 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1