Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

Busca avançada

Ano 1999 - Volume 25  - Número 3  (Maio/Junho)






Editorial

1 - A importância da crítica na ciência

José Roberto Lapa e Silva

J Bras Pneumol.1999;25(3):3-4

PDF PT


Artigo Original

2 - Análise da biópsia pleural em 107 pacientes sem líquido pleural

Analysis of dry pleural biopsy in 107 patients

Marcelo Chalhoub, Sérgio Arruda, Ronald Fidélis, Ana Paula Barreto, Manoel Barral Netto

J Bras Pneumol.1999;25(3):141-146

Resumo PDF PT English Text

Com o objetivo de avaliar a apresentação clínico-radiográfica, variáveis preditoras de tuberculose nos pacientes submetidos a biópsia pleural a seco (BPS), bem como avaliar sua utilidade e complicações, foi conduzido um estudo retrospectivo no Hospital Octávio Mangabeira, em que foram analisados 107 pacientes consecutivos submetidos a esse exame. Um total de 108 biópsias (um paciente teve ambos os hemitórax biopsiados) foi realizado com agulha de Cope. Os 107 pacientes obtiveram os seguintes diagnósticos: a) tuberculose (n = 66); b) provável tuberculose (n = 4); c) neoplasia (n = 2); d) parapneumônico (n = 3); e e) indeterminado (n = 32). Apresentavam média de idade de 34,5 ± 15,4 anos, sendo 67 (62,6%) do sexo masculino. Para fins de análise, os pacientes com diagnóstico de tuberculose (certeza + probabilidade) foram comparados com os de outros diagnósticos (miscelânea). O primeiro grupo teve idade menor (p < 0,01), presença de expectoração menos freqüente (p < 0,01), referia menos tuberculose no passado (p = 0,04) e foi mais reativo ao PPD (p < 0,01). Não houve diferença entre os grupos quando analisada a extensão do comprometimento pleural e sua variação no período observado. A presença de infiltrações acinares em lobos superiores correlacionou-se com o diagnóstico de tuberculose nos 13 pacientes em que esteve presente. Fragmentos pleurais estavam presentes em 92,6% dos casos (100/108) e o diagnóstico foi obtido na primeira biópsia em 59,3% (64/108). Ocorreram dez complicações de pequena gravidade (9,3%) nas 108 biópsias: seis escarros sanguíneos, três pneumotórax pequenos e um enfisema subcutâneo moderado. Os autores concluem que, à exceção das infiltrações acinares em lobos superiores, ocorreu ampla superposição entre os grupos quanto aos diversos indicadores preditivos de tuberculose, não permitindo diagnóstico clínico seguro, reforçando a necessidade da biópsia. A BPS oferece rendimento diagnóstico satisfatório em áreas com alta prevalência de tuberculose e é relativamente segura se realizada por profissional experiente.

 


Palavras-chave: Tuberculose pleural. Espessamento pleural. Biópsia pleural. Diagnóstico.

 

3 - Empiema pleural experimental em ratos: avaliação dos efeitos do uso intrapleural de dextran-40 na fase fibrinopurulenta

Experimental pleural empyema in rats: effect of the intrapleural administration of dextran 40 during the fibrinopurulent stage

Tulio Tonietto, Eduardo Sperb Pilla, Gabriel Ribeiro Madke, Ubirajara de Lima e Silva, José Carlos Felicetti, José de Jesus Peixoto Camargo, Marisa Ribeiro de Itapema Cardoso, Ricardo Bettiol Nonnig, Paulo Francisco Guerreiro Cardoso

J Bras Pneumol.1999;25(3):

Resumo PDF PT English Text

O empiema pleural é patologia freqüente, apresentando morbidade e mortalidade consideráveis. O sucesso terapêutico nos empiemas baseia-se na detenção do processo em suas fases iniciais com antibióticos sistêmicos associados à drenagem e destruição dos coágulos fibrínicos intrapleurais. As propriedades do dextran na prevenção de aderências em cirurgia abdominal levou os autores à criação de um modelo de empiema pleural em ratos, em que testaram a hipótese de o dextran-40 ser capaz de reduzir a proliferação fibrínica intrapleural quando administrado juntamente com o inóculo bacteriano para produção do empiema. Foram utilizados 24 ratos Wistar com peso de 250-400g. Após anestesia, intubação orotraqueal e ventilação mecânica, os animais foram submetidos a toracotomia direita, randomizados em três grupos: grupo I (n = 8): administração intrapleural de 1ml/kg de solução de dextran-40 + 1ml/kg de inóculo contendo 1010 células/ml de Staphylococcus aureus em caldo cérebro-coração (obtidos a partir do cultivo de secreção oral dos animais); grupo II (n = 8): 1ml/kg de solução salina a 0,9% + 1ml/kg de inóculo contendo 1010 células/ml de Staphylococcus aureus em caldo cérebro-coração; grupo III (n = 8): grupo controle: instilação de caldo cérebro-coração no mesmo volume (1ml/kg) + solução salina a 0,9%. Após síntese da toracotomia, os animais foram recuperados e observados por quatro dias, sendo sacrificados. Somente os animais dos grupos I e II apresentaram derrame (volume de 9,7ml e 8,1ml, respectivamente, NS), empiema pleural na fase exsudativa e perda ponderal significativa em relação aos do grupo controle (p = 0,004). As análises bioquímicas do sangue e hemogramas não apresentaram diferenças significativas entre os grupos. A bioquímica do líquido pleural nos grupos I e II (DHL, pH, glicose e proteínas) não demonstrou diferenças. Todas as culturas dos líquidos pleurais foram positivas nos grupos I e II. Os autores concluem que nesse modelo confiável e inédito de empiema pleural em ratos, a instilação do dextran-40 intrapleural no momento da inoculação não foi capaz de induzir redução significativa na reação pleural até 96 horas de observação.

 


Palavras-chave: Empiema. Pleura. Rato. Dextrans. Estafilococo.

 

4 - Estudo prospectivo de derrames pleurais através da análise de ploidia do DNA por citometria de fluxo

A prospective study of pleural effusions through analysis of DNA ploidy by flow cytometry

Giuliano Borile, Luciano da Silva Selistre, Samir Abu El Haje, Luiz Jaime Tellez, João Carlos Prolla, Jorge Neumann, Heloisa Sporleder, José de Jesus Peixoto Camargo, José Carlos Felicetti, Paulo Francisco Guerreiro Cardoso

J Bras Pneumol.1999;25(3):153-158

Resumo PDF PT English Text

Objetivos: Avaliar prospectivamente derrames pleurais benignos e malignos através de comparação dos resultados da citopatologia convencional com a ploidia de DNA analisada por citometria de fluxo com o objetivo de esclarecer o valor desta última na diferenciação entre derrames benignos e malignos. Casuística e métodos: 26 amostras de derrames pleurais de pacientes adultos foram colhidas por toracocentese e os líquidos pleurais analisados através de citopatologia convencional e análise de conteúdo de DNA por citometria de fluxo. O diagnóstico etiológico foi confirmado por exame anatomopatológico de biópsias pleurais em todos os casos. Dez amostras foram excluídas por problemas técnicos, restando 16 para análise. Resultados: Havia 13 derrames malignos e 3 benignos. A citopatologia revelou 9 exames positivos para a malignidade e 7 benignos (4 falso-negativos). A citometria de fluxo revelou conteúdo de DNA euplóide nos 3 derrames benignos (valor preditivo positivo e especificidade de 100%) e em 8 derrames malignos (sensibilidade de 38,4%, valor preditivo negativo de 27,2%). A citopatologia revelou especificidade de 100%, sensibilidade de 69,2%, valores preditivos positivo de 100% e negativo de 42,8%, respectivamente. Conclusões: Na diferenciação entre derrames benignos e malignos, a baixa sensibilidade e o valor preditivo negativo da citometria de fluxo em relação à citopatologia convencional nesta amostra limitaram a utilidade do método ao achado da presença de conteúdo de DNA euplóide em derrames benignos.

 


Palavras-chave: Citometria de fluxo. Citopatologia. Ploidia de DNA. Derrame pleural.

 

Aprimoramento

5 - Autoria e co-autoria: justificativa e desvios

Mario R. Montenegro

J Bras Pneumol.1999;25(3):159-162

PDF PT


6 - Curso de epidemiologia básica para pneumologistas

Ana M.B. Menezes, Iná da S. dos Santos

J Bras Pneumol.1999;25(3):163-166

PDF PT


Relato de Caso

8 - Aneurismas das artérias pulmonares na doença de Behçet: regressão após tratamento imunossupressor

Pulmonary artery aneurysms in Behçet's disease: regression after immunosuppressive treatment

Isabela Fernandes de Magalhães, Iugiro R. Kuroki, Agnaldo José Lopes, Elisa M.N. Albuquerque, Evandro Mendes Klumb, Aline Elisa Goulart

J Bras Pneumol.1999;25(3):176-180

Resumo PDF PT English Text

A doença de Behçet é uma enfermidade sistêmica com múltiplas manifestações clínicas, cuja lesão histopatológica subjacente é uma vasculite não-específica. Aneurismas da artéria pulmonar e, mais raramente, manifestações pleuropulmonares podem ser encontradas. Vários relatos estão disponíveis na literatura sobre o uso de terapia imunossupressora nessas condições. Apresenta-se um caso em que remissão clínica e resolução radiológica foram observadas após tratamento com corticosteróide e ciclofosfamida.

 


Palavras-chave: Doença de Behçet. Aneurismas da artéria pulmonar.

 

Artigo de Revisão

9 - Seqüência diagnóstica no tromboembolismo pulmonar

Diagnostic sequence in pulmonary thromboembolism

Thais Helena A. Thomaz Queluz, Hugo Hyung Bok Yoo

J Bras Pneumol.1999;25(3):181-186

Resumo PDF PT English Text

Tromboembolismo pulmonar (TEP) deve ser suspeitado em pacientes com fatores de risco para trombose venosa profunda (TVP) que apresentem, isoladamente ou associados, mal-estar indefinido, dispnéia/taquipnéia, choque súbito ou síndrome pulmonar hemorrágica. A investigação começa com exames laboratoriais simples (radiografia de tórax, eletrocardiograma e análise dos gases arteriais), cujos resultados em conjunto com os dados de história e do exame físico permitem a classificação da suspeita clínica em alta, média ou baixa probabilidade. Essa fase é importante tanto para confirmar a suspeita de TEP como para excluir diagnósticos diferenciais. A seguir, passa-se para a fase de realização de exames laboratoriais sofisticados que, dependendo das alterações radiológicas do tórax, começa com a cintilografia pulmonar, investigação de TVP ou arteriografia pulmonar. Desde que não haja alto risco para anticoagulação, sempre que houver retarde na realização dos exames laboratoriais sofisticados e suspeita clínica de alta probabilidade, a heparinização deve ser iniciada enquanto se aguarda a realização de exames para confirmar ou excluir TEP. Nesta revisão são discutidos esses métodos diagnósticos e apresentados alguns esquemas de seqüência diagnóstica do TEP, procurando sobretudo adaptá-los a nossa realidade.

 


Palavras-chave: Tromboembolismo pulmonar. Diagnóstico. Seqüência diagnóstica.

 

 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1