Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 2000 - Volume 26  - Número 4  (Julho/Agosto)






Artigo Original

1 - Lesão pulmonar de reperfusão por oclusão da aorta abdominal: modelo experimental em ratos

Pulmonary reperfusion injury by aortic occlusion: experimental model in rats

Bruno do Valle Pinheiro, Cândida Maria Moreira Horta, Bruno Guedes Baldi, Leonardo de Lucca Schiavon, Ângela Maria Gollner, Júlio César Abreu de Oliveira

J Bras Pneumol.2000;26(4):163-168

Resumo PDF PT English Text

Introdução: Procedimentos cirúrgicos com oclusão da aorta têm sido associados a lesão pulmonar de reperfusão. O objetivo deste trabalho foi estudar a presença de edema pulmonar em um modelo de lesão de reperfusão por oclusão da aorta em ratos. Material e métodos: 33 ratos Wistar foram anestesiados com tiopental sódico (20mg/kg, via intraperitoneal), seguindo-se laparotomia por incisão mediana, para isolamento da aorta e cava inferior. A seguir, os animais foram randomizados em três grupos. Grupo isquemia-reperfusão (GIR, n = 5): animais submetidos a 30min de oclusão dos vasos, seguindo-se 120min de reperfusão. Grupo isquemia (GI, n = 5): animais submetidos a 30min de oclusão dos vasos. Grupo controle (GC, n = 5): animais submetidos apenas ao procedimento cirúrgico, sem oclusão dos vasos, acompanhados por 150min. Após o sacrifício, em 15 animais foram realizados estudos histopatológicos dos pulmões. Para caracterização de edema, foi realizada a análise morfométrica por contagem de pontos, determinando-se o índice de edema alveolar. Realizou-se também uma análise semiquantitativa da infiltração de polimorfonucleares nos pulmões. Em 18 animais retirou-se o pulmão direito para a determinação da relação entre os pesos úmido e seco. O índice de edema alveolar e a relação peso úmido/peso seco foram comparados entre os grupos através de ANOVA, com a correção de Bonferroni para comparação entre os grupos dois a dois. Resultados: Os animais do GIR apresentaram maior edema alveolar em relação aos do GI e GC (0,24; 0,18; 0,17; respectivamente, com p < 0,001). Não houve diferenças nas relações peso úmido/peso seco dos três grupos. Houve maior infiltração de células inflamatórias nos pulmões dos ratos submetidos a isquemia-reperfusão. Os autores concluem que a oclusão e desoclusão da aorta infra-renal está associada à lesão pulmonar. Essa lesão não foi induzida pela elevação da pressão hidrostática na circulação pulmonar em função da oclusão da aorta, pois ela não foi encontrada no grupo submetido apenas à isquemia.

 


Palavras-chave: isquemia, reperfusão, edema pulmonar, ratos de cepas endogâmicas

 

2 - Diagnóstico e tratamento dos tumores mediastinais por toracoscopia

Diagnosis and treatment of mediastinal tumors by thoracoscopy

José Ribas Milanez de Campos, Luís Marcelo Inaco Cirino, Angelo Fernandez, Marcos Naoyuki Samano, Paulo Pego Fernandez, Luiz Tarcísio Britto Filomeno, Fábio Biscegli Jatene

J Bras Pneumol.2000;26(4):169-174

Resumo PDF PT English Text

Objetivos: O uso da toracoscopia nos tumores mediastinais ainda é motivo de análise. Setenta e três pacientes foram submetidos à toracoscopia para o diagnóstico e tratamento das massas mediastinais e analisados retrospectivamente, com o objetivo de avaliar a eficácia deste procedimento e suas complicações. Métodos: Entre 1983 e 1999, 21 toracoscopias convencionais e 51 toracoscopias videoassistidas foram realizadas (33 como proposta diagnóstica e 40 como terapêutica). A idade dos pacientes variou de 2 a 81 anos (média de 43,8) e com discreta predominância das mulheres (41 para 32 homens). Todos foram submetidos à anestesia geral com intubação simples (22) ou com duplo lume (51). Resultados: O tipo histológico do tumor foi obtido em todos os pacientes. A conversão para toracotomia foi necessária em nove pacientes que tinham proposta terapêutica, devido ao tamanho do tumor ou invasão de estruturas vizinhas, dificuldade para continuar a dissecção, para fazer uma lobectomia superior e para suturar lesão iatrogênica do diafragma. Quatro pacientes morreram durante os primeiros 30 dias de pós-operatório em conseqüência da patologia de base. Conclusões: A toracoscopia mostrou-se uma alternativa eficaz no diagnóstico e na terapêutica dos tumores mediastinais.

 


Palavras-chave: Toracoscopia, cirurgia torácica, neoplasias do mediastino, cisto mediastinal.

 

3 - Aplicação clínica dos marcadores tumorais séricos em carcinoma não-pequenas células do pulmão

Clinical application of serum tumor markers in patients with non-small cell lung carcinoma

Jefferson Luiz Gross, Riad Naim Younes, José Alexandre Marzagão Barbuto, Fabio José Haddad, Daniel Dehenzelin

J Bras Pneumol.2000;26(4):175-182

Resumo PDF PT English Text

O valor clínico dos marcadores tumorais séricos em câncer de pulmão é incerto. Objetivos: Avaliar a associação da concentração sérica de marcadores tumorais com a extensão da neoplasia e seu valor prognóstico. Casuística e método: Entre fevereiro de 1995 e setembro de 1997 foram estudados 103 pacientes, no Departamento de Cirurgia Torácica do Hospital do Câncer. Antes do tratamento os pacientes foram submetidos à coleta de sangue para dosagem da concentração do CEA, CYFRA21.1, CA15.3, CA19.9, CA72.4 e NSE. Resultados: O CYFRA21.1 foi o marcador mais freqüentemente elevado (55%). Os pacientes com neoplasia avançada tiveram concentração sérica média do CEA (90,82 ± 329,08ng/ml), CYFRA21.1 (20,34 ± 58,42ng/ml) e CA15.3 (56,54 ± 86,81U/ml) significativamente superior às observadas nos tumores localizados, respectivamente, 10,24 ± 35,96ng/ml, 12,67 ± 25,23ng/ml e 22,22 ± 15,86U/ml. Mesmo considerando todos os marcadores deste estudo, apenas os pacientes com CEA elevado tiveram chance 5,6 vezes maior de ser portadores de neoplasia avançada, quando comparados com aqueles com CEA normal. A sobrevida foi influenciada pelo performance status (p = 0,001), extensão anatômica (p = 0,006), concentração aumentada do CEA (p = 0,043), mais que dois marcadores aumentados (p < 0,001) e tipo de tratamento (p < 0,001). O valor prognóstico da extensão da neoplasia atingiu o limite da significância (p = 0,052); entretanto, a presença de mais do que dois marcadores aumentados e a modalidade terapêutica tiveram valor prognóstico independente (respectivamente, p = 0,035 e p = 0,005). Conclusões: Nenhum dos marcadores tumorais séricos avaliados apresenta utilidade clínica no manejo dos pacientes com CNPCP.

 


Palavras-chave: marcadores biológicos de tumores, estadiamento de neoplasias, carcinoma pulmonar de células não-pequenas, prognóstico

 

4 - Tomografia por emissão de pósitrons (PET) no tórax: resultados preliminares de uma experiência brasileira

Thoracic positron emission tomography: preliminary results of a Brazilian experiment

Mário Terra Filho, Sidney Bombarda, José Soares Júnior, José Cláudio Meneghetti

J Bras Pneumol.2000;26(4):183-188

Resumo PDF PT English Text

Novos métodos não invasivos estão sendo desenvolvidos para a detecção de neoplasias malignas pulmonares. Dentre estes destaca-se a tomografia por emissão de pósitrons (PET), que utiliza como radiotraçador a deoxi-2-D glicose marcada com fluor-18 (FDG). Objetivo: Avaliar os resultados do FDG-PET, realizado em câmara híbrida com circuito de coincidência em pacientes portadores de doenças pleuropulmonares infecciosas ou tumorais. Material e Métodos: Foram avaliados 15 pacientes divididos em: grupo I - 5 portadores de tuberculose pulmonar, e grupo II - 10 pacientes com possíveis neoplasias pleuropulmonares. Após a administração endovenosa de 185MBq de FDG as aquisições foram feitas em câmara de cintilação ADAC Vertex Plus de duas cabeças. Resultados: No grupo I todos os exames foram positivos. No grupo II, após o estabelecimento diagnóstico por toracotomia em nove e mediastinoscopia em um, observaram-se: dois adenocarcinomas, dois granulomas, um hamartoma, um mesotelioma, uma atelectasia redonda, um carcinoma indiferenciado de pequenas células, um carcinoma indiferenciado de grandes células, uma antracose. Os exames foram positivos em seis pacientes (cinco neoplasias malignas e em um caso de granuloma) e negativos nos outros quatro. Conclusão: O FDG-PET realizado através de câmara híbrida produz imagens de boa qualidade que permitem a identificação de processos infecciosos em atividade. O FDG-PET associado ao quadro clínico/radiológico pode diferenciar as neoplasias pulmonares malignas das benignas.

 


Palavras-chave: tomografia computadorizada por emissão, neoplasias pulmonares, pneumopatias

 

5 - Prevalência da infecção pelo HIV em pacientes internados por tuberculose

Prevalence of HIV infection in patients hospitalized due to tuberculosis

Guilherme Freire Garcia, Paulo César Rodrigues Pinto Corrêa, Márcia Gregory Tavares Melo, Márcia Beatriz de Souza

J Bras Pneumol.2000;26(4):189-193

Resumo PDF PT English Text

Objetivos: Verificar a prevalência da co-infecção tuberculose (TBC)/HIV e a capacidade da anamnese em detectar a infecção pelo HIV em pacientes internados por TBC. Local: Hospital Eduardo de Menezes, Belo Horizonte, MG, referência para TBC e SIDA. Material e métodos: Todos os pacientes internados com TBC na enfermaria de pneumologia foram avaliados prospectivamente no período de 1/1/1997 até 31/1/1998, com anamnese dirigida para fatores de risco para SIDA, TBC, tratamentos anteriores e abandonos de tratamento para TBC, e verificadas as formas clínicas de TBC. Foram excluídos pacientes com doenças marcadoras de SIDA com exceção da TBC, ou com sorologia anti-HIV realizada anteriormente. Foram realizadas sorologias anti-HIV (ELISA) e, quando positivas, confirmadas pelo teste Western-Blot. Os testes do qui-quadrado e de Fisher foram usados para análise estatística. Resultados: Sessenta e cinco pacientes avaliados foram divididos em grupo I (sorologia positiva para HIV, n = 6) e grupo II (sorologia negativa para HIV, n = 59). Não houve diferença significativa entre os dois grupos quanto a fatores de risco para SIDA, TBC, abandonos de tratamento ou tratamentos anteriores para TBC ou formas clínicas de TBC. Conclusões: Devido à alta prevalência da infecção pelo HIV (9,2%) no grupo estudado, estes achados reforçam as orientações do Consenso Brasileiro de Tuberculose no sentido de: 1) a anamnese não consegue detectar uma parcela significativa dos pacientes com co-infecção TBC/HIV; e: 2) a solicitação de sorologia anti-HIV deve ser feita de forma rotineira em todos os pacientes com TBC ativa.

 


Palavras-chave: tuberculose, síndrome de imunodeficiência adquirida, prevalência

 

Artigo de Revisão

6 - Avaliação de mecânica ventilatória por oscilações forçadas: fundamentos e aplicações clínicas

Analysis of the ventilatory mechanics by forced oscillations technique: main concepts and clinical applications

Pedro Lopes de Melo, Marcelo Martins Werneck, Antonio Giannella-Neto

J Bras Pneumol.2000;26(4):194-206

Resumo PDF PT English Text

Requerendo apenas cooperação passiva e fornecendo novos parâmetros para análise da mecânica ventilatória, a técnica de oscilações forçadas (TOF) apresenta características complementares aos métodos clássicos de avaliação pulmonar. Neste trabalho, inicialmente é apresentada uma revisão dos princípios da técnica juntamente com uma discussão sobre suas vantagens e atuais limitações. A performance da técnica é comparada com a dos métodos clássicos na detecção de afecções respiratórias. As principais aplicações clínicas reportadas anteriormente na literatura, incluindo a avaliação da mecânica ventilatória infantil, estudos em neonatos, monitorização de pacientes sob ventilação mecânica, medicina ocupacional e avaliação de distúrbios no sono, são revisadas e discutidas. Com base na revisão efetuada e nos resultados obtidos em estudos efetuados em laboratório, os autores concluem que a TOF pode contribuir para um exame mais detalhado, assim como para facilitar a realização de testes de função pulmonar em condições nas quais as técnicas tradicionais não são adequadas.

 


Palavras-chave: mecânica respiratória, oscilometria, testes de função respiratória

 

Aprimoramento

7 - Qualidade de vida em doenças pulmonares crônicas: aspectos conceituais e metodológicos

Quality of life in chronic pulmonary diseases: conceptual and methodological aspects

Ana Teresa de Abreu Ramos-Cerqueira, André Luiz Crepaldi

J Bras Pneumol.2000;26(4):207-213

Resumo PDF PT English Text

O presente artigo teve por objetivo rever aspectos relativos ao conceito de qualidade de vida, tendo em vista a relevância de estabelecer parâmetros que permitam avaliar esse aspecto, especialmente em pacientes com doenças crônicas. Essa análise considerou a qualidade de vida como um dos componentes essenciais do cuidado médico e indicou as precauções a serem tomadas na escolha de instrumentos de avaliação, que devem ser sensíveis e fidedignos às dimensões que se pretende avaliar.

 


Palavras-chave: qualidade de vida, doenças crônicas, asma, doença pulmonar obstrutiva crônica

 

Relato de Caso

8 - Bronquiectasias associadas à síndrome de Sjögren

Bronchiectasis associated to Sjögren syndrome: case report

Simone Aparecida Câmara Tecchio, José Antônio Baddini Martinez, Adriana Inácio de Pádua, João Terra Filho

J Bras Pneumol.2000;26(4):214-217

Resumo PDF PT English Text

Diversas formas de comprometimento pulmonar têm sido descritas na síndrome de Sjögren, incluindo raros casos em que bronquiectasias foram o achado predominante. Relata-se o caso de uma paciente com história de infecções respiratórias de repetição e dispnéia progressiva de longa evolução, cuja tomografia computadorizada de alta resolução evidenciava inúmeras bronquiectasias. A revisão de uma biópsia pulmonar realizada no início dos sintomas mostrava alterações bronquiolares de natureza inflamatória e fibrótica. Apesar da presença de sintomas de síndrome seca há anos, o diagnóstico de SS foi feito apenas tardiamente. São discutidos os possíveis mecanismos patogenéticos que possam ter levado ao desenvolvimento das bronquiectasias e a necessidade de um apurado senso clínico para o diagnóstico precoce de tais condições.

 


Palavras-chave: síndrome de Sjögren; bronquiectasia; bronquiolite

 

 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1