Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

Busca avançada

Ano 2001 - Volume 27  - Número 5  (Setembro/Outubro)






Artigo Original

1 - Emprego da determinação de monóxido de carbono no ar exalado para a detecção do consumo de tabaco

Use of breath carbon monoxide as an indicator of smoking status

Ubiratan P. Santos, Silmar Gannam, Julie M. Abe, Patricia B. Esteves, Marco Freitas Filho, Thais B. Wakassa, Jaqueline S. Issa, Mario Terra-Filho, Rafael Stelmach, Alberto Cukier

J Bras Pneumol.2001;27(5):231-236

Resumo PDF PT English Text

Introdução: O tabagismo é o principal fator de risco prevenível de morbidade e mortalidade em países desenvolvidos e está em ascensão nos países em desenvolvimento. Apesar deste fato, e do maior conhecimento sobre seus efeitos, a prevalência de tabagistas continua elevada. Com o objetivo de comparar o valor de monóxido de carbono no ar exalado (COex) entre indivíduos fumantes e não fumantes, avaliar fatores que influenciam estes valores entre os que fumam e também avaliar a possível influência do tabagismo passivo, foram medidos níveis de COex em funcionários e pacientes do Instituto do Coração HC-FMUSP. Materiais e métodos: Este estudo transversal incluiu 256 voluntários que responderam a um questionário e foram submetidos à mensuração de COex em aparelho micromedidor de CO. Resultados: Dos entrevistados, 106 eram do sexo masculino e 150 do feminino e a idade média foi de 43,4 anos (Vmin-max: 15-83). 107 informaram ser tabagistas, 118 não fumantes e 31 fumantes passivos. A média de COex dos fumantes foi de 14,01ppm (Vmin-max: 1-44), dos fumantes passivos 2,03ppm (Vmin-max: 0-5) e, dos não fumantes, 2,50ppm (Vmin-max: 0-9). Houve diferença estatisticamente significante ente o grupo de fumantes e os demais (p < 0,001), mas não entre os fumantes passivos e os não fumantes. Foi encontrada correlação positiva entre número de cigarros fumados por dia e valores de COex e negativa entre o intervalo após ter fumado o último cigarro e o valor de COex. Para um valor de corte de COex igual a 6ppm, foram encontradas sensibilidade de 77% e especificidade de 96%. Conclusão: A mensuração de COex constitui-se um indicador de fácil emprego, baixo custo, não invasivo e que permite a obtenção de resultado imediato, com o valor de corte de COex de 6ppm apresentando boa especificidade para aferir o hábito tabágico.

 


Palavras-chave: Tabagismo. Monóxido de carbono. Poluição por fumaça de tabaco.

 

2 - Variação na prevalência de asma e atopia em um grupo de escolares de Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Asthma and atopy prevalence in a group of students from Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Renata Wagner Fiore, Adriana Barbieri Comparsi, Cláudia Loss Reck, Jéferson Krawcyk de Oliveira, Karina Brasco Pampanelli, Carlos Cezar Fritscher

J Bras Pneumol.2001;27(5):237-242

Resumo English Text

Introdução: Considerável aumento na prevalência da asma e da atopia vem sendo mundialmente observado ao longo das últimas décadas, porém, em nosso país, os dados epidemiológicos ainda são insuficientes. Objetivo: Este estudo foi realizado a fim de determinar a prevalência de asma e atopia em um grupo de escolares e comparar tais dados com outros dois levantamentos previamente realizados em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Métodos: A prevalência de asma foi identificada através de um questionário aplicado a 855 alunos de cinco escolas de Porto Alegre. Foram considerados atópicos aqueles escolares que, submetidos a testes cutâneos, apresentaram pelo menos uma reação cutânea positiva. Assinatura do termo de consentimento pós-informação de um dos pais foi exigida para a realização dos testes cutâneos. Resultados: Foi identificada prevalência de 42,5% de asma cumulativa e 22% de asma ativa, com predominância nas meninas. Atopia foi identificada em 50,1% da amostra. Tais resultados foram significativamente superiores aos 6,7% (1980) e 16% (1989) de asma cumulativa, 10,9% (1989) de asma ativa e 15,8% (1980) de atopia encontrados nos dois estudos previamente realizados. Conclusões: Altas prevalências de asma e atopia foram identificadas em nossos estudantes. Futuros estudos deverão ser realizados a fim de elucidar o fenômeno aqui demonstrado.

 


Palavras-chave: Asma. Epidemiologia. Atopia.

 

3 - Tratamento do tabagismo com bupropiona e reposição nicotínica

Smoking cessation with bupropion and nicotine replacement

Fábio Maraschin Haggsträm, José Miguel Chatkin, Daniela Cavalet-Blanco, Vanessa Rodin, Carlos Cezar Fritscher

J Bras Pneumol.2001;27(5):255-261

Resumo English Text

Introdução: Aproximadamente um terço da população adulta mundial usa produtos derivados do tabaco. Devido ao novo entendimento sobre o vício tabágico e ao surgimento de novas modalidades terapêuticas, as possibilidades de sucesso nas tentativas de abandono do fumo aumentaram significativamente. Objetivos: Avaliar os percentuais de sucesso/fracasso entre os fumantes tratados no Ambulatório de Auxílio ao Abandono do Tabagismo da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (AAAT-PUCRS) e analisar possíveis fatores de risco para o fracasso no abandono do tabagismo. Pacientes e métodos: Através de ensaio clínico aberto, não randomizado, avaliaram-se os fumantes que procuraram o AAAT-PUCRS entre julho de 1999 e outubro de 2000, submetidos ao programa padronizado de auxílio ao abandono do tabagismo utilizado na instituição. A análise estatística foi feita por medidas de tendência central para variáveis quantitativas, pelo cálculo do risco relativo (com intervalo de confiança de 95%) para fatores associados e pela análise da curva de Kaplan-Meier para estudo do desfecho ao longo do tempo. Resultados: O estudo incluiu 169 pacientes (67,5% mulheres), com idade média de 46,4 (± 10,4) anos; a maioria fumava em média 20 cigarros/dia por 30 anos. Mesmo sendo esta uma coorte muito recente, pode-se verificar que, em relação aos desfechos sucesso/fracasso pontuais, 49% pararam de fumar, 14% diminuíram significativamente o número de cigarros fumados e 37% fracassaram. Entre as variáveis estudadas, a dependência grave à nicotina foi a única que esteve associada a maior risco de fracasso. Conclusões: Foi possível a obtenção de índices de abandono ao fumo satisfatórios utilizando metodologia padronizada, mas particularizada para cada paciente. O uso de terapêutica farmacológica aliada a técnicas cognitivo-comportamentais foi associado a maiores proporções de sucesso.

 


Palavras-chave: Tabagismo. Tratamento. Abandono do uso de tabaco. Assistência ambulatorial.

 

4 - Estudo de casos hospitalizados por pneumonia comunitária no período de um ano

A study of community-acquired pneumonia inpatients in a period of a year

Ricardo de Amorim Corrêa, Regina Magalhães Lopes, Luciana Macedo Guedes de Oliveira, Frederico Thadeu Assis Figueiredo Campos, Marco Antônio Soares Reis, Manoel Otávio da Costa Rocha

J Bras Pneumol.2001;27(5):243-248

Resumo PDF PT English Text

Introdução: Apesar dos avanços obtidos nos métodos propedêuticos, cerca de 50% dos casos de pneumonia adquirida na comunidade não têm sua etiologia esclarecida, inclusive os hospitalizados. Apesar disso, a terapêutica adequada proporciona baixas taxas de mortalidade na maioria dos casos. Objetivos: Descrever a epidemiologia, formas de apresentação, o rendimento dos testes diagnósticos, a permanência hospitalar, a morbidade e mortalidade de 42 pacientes consecutivos, internados para tratamento de PAC. Métodos: Foram incluídos pacientes com quadro clínico compatível com PAC, opacidade radiológica pulmonar recente e com dois itens entre febre, tosse produtiva e leucocitose. A solicitação de exames complementares obedeceu à necessidade de cada caso. Resultados: Dos 42 pacientes, com idade de 64,7 ± 16,8 anos, 27 (64,3%) masculinos, 27 (64%) apresentavam co-morbidades. Dezessete (40,5%) estavam em uso de antibióticos à admissão. Pneumonia grave ocorreu em oito casos (19%); não houve diferença quanto à gravidade (p = 0,57) e permanência hospitalar (p = 0,25) entre os grupos > de 60 ou £ de 60 anos. A permanência hospitalar média foi de 14,3 ± 7,6 dias. Diagnóstico etiológico definitivo foi obtido em três casos: Legionella sp em dois, S. aureus em um caso. Em 31 (74%), manteve-se o antibiótico inicial; em 11 (26%) houve troca, seis (54,5%) devido à má resposta clínica e cinco (45,5%) devido ao resultado microbiológico. Hemoculturas foram feitas em 16 casos (38%), positivas em apenas um (6,3%). Nove amostras de escarro (9/22, 41%) foram validadas. Ocorreu um óbito (2,4%), por pneumonia grave, em um paciente com neoplasia. Conclusões: O diagnóstico etiológico em PAC, mesmo em internados, é obtido em uma minoria de casos, contribuindo para isso o uso concorrente de antibióticos. A terapêutica empírica adequada proporciona baixas taxas de mortalidade. Os testes diagnósticos devem ser empregados de maneira individualizada.

 


Palavras-chave: Pneumonia. Infecções comunitárias adquiridas. Epidemiologia. Terapêutica.

 

5 - Efeito broncodilatador do salbutamol inalado através de espaçadores com e sem tratamento antiestático

The bronchodilatory effect of salbutamol administered through spacers with and without antistatic treatment

Luiz Eduardo Mendes-Campos, Clarissa Marina Biagioni

J Bras Pneumol.2001;27(5):249-254

Resumo PDF PT English Text

Objetivos: Comparar o efeito broncodilatador do salbutamol inalado através de aerossol dosimetrado acoplado a espaçadores com e sem tratamento antiestático prévio. Pacientes e métodos: Estudo prospectivo, aleatório, aberto e cruzado, no Ambulatório de Pneumologia do Hospital Júlia Kubitschek-FHEMIG, Belo Horizonte, Minas Gerais. Onze pacientes com asma estável leve a moderada foram submetidos a quatro testes de inalação com 100mg de salbutamol: A) boca aberta, B) espaçador de pequeno volume (50ml) sem tratamento antiestático prévio, C) espaçador de pequeno volume (50ml) com tratamento antiestático prévio e D) espaçador de grande volume (750ml) Fisonair® com tratamento antiestático prévio. O tratamento antiestático consistiu em mergulhar o espaçador em uma solução de água e detergente por dez minutos e deixá-lo secar livremente, sem enxágüe. O principal parâmetro de avaliação foi a variação do pico de fluxo expiratório (PFE), 15 minutos após cada teste, em valores absolutos, % do previsto e % do basal. Resultados: A mediana (mín.-máx.) de variação absoluta do PFE foi de 25 (5-85), 40 (0-70), 70 (25-83) e 60 (15-90) l/min para os testes A, B, C e D, respectivamente. A mediana de variação do PFE % do basal foi de 7,6, 11,0, 15,0 e 13,3, e a mediana de variação do PFE % do previsto foi de 6,0, 8,7, 12,7 e 10,7 para os testes A, B, C e D, respectivamente. Os resultados dos testes C e D foram significativamente superiores aos dos testes A e B (p < 0,01) nos três métodos analisados. Não houve diferença significativa entre os resultados dos testes C e D. Conclusão: O tratamento antiestático de um espaçador de pequeno volume com solução de água e detergente pode aumentar o efeito antiasmático de drogas inaladas através de aerossol dosimetrado, como ocorreu com o salbutamol neste estudo. Tal fato pode tornar-se ainda mais relevante no tratamento da asma com corticóide inalatório.

 


Palavras-chave: Asma. Terapia respiratória. Albuterol. Aerossóis.

 

Artigo de Revisão

6 - Discinesia ciliar primária

Primary ciliary dyskinesia

José Wellington Alves dos Santos, Aland Waldow, Claudius Wladimir Cornelius de Figueiredo, Diego Rossi Kleinubing, Severo Salles de Barros

J Bras Pneumol.2001;27(5):262-268

Resumo PDF PT English Text

Discinesia ciliar primária é uma doença autossômica recessiva caracterizada pela história de infecções repetidas do trato respiratório superior e inferior, otite média, bronquite e rinossinusite, associada a situs inversus na metade dos casos. O diagnóstico é estabelecido pela análise ciliar ultra-estrutural de espécimes respiratórios, após a exclusão inicial de outras doenças, como fibrose cística, deficiência de a-1-antitripsina, imunodeficiências (IgG, neutrófilos e complemento) e síndrome de Young. O propósito deste artigo é revisar os achados clínicos, o diagnóstico e o manejo da discinesia ciliar primária, incluindo um fluxograma diagnóstico.

 


Palavras-chave: Discinesia ciliar. Situs inversus. Diagnóstico.

 

Relato de Caso

7 - Pseudotumor inflamatório em criança pré-escolar

Inflammatory pseudotumor in childhood

Maura Malcon, Nilton Haertel Gomes, Valéria Jorge, Geraldo Geyer

J Bras Pneumol.2001;27(5):279-281

Resumo PDF PT English Text

Descreve-se o caso de um menino de cinco anos, no qual, durante o controle de tratamento de pneumonia adquirida na comunidade, foi evidenciada uma massa circunscrita, heterogênea, no lobo superior esquerdo. Foi realizada lobectomia superior esquerda, com diagnóstico histológico pós-operatório de pseudotumor inflamatório histiocítico. Não se detectou recorrência nos quatro anos de pós-operatório. De etiologia ignorada, essas lesões podem ter comportamento local semelhante ao de sarcomas, razões que fazem da exérese com amplas margens cirúrgicas o método de eleição para diagnóstico e tratamento simultâneos.

 


Palavras-chave: Pseudotumor inflamatório. Pré-escolar. Granuloma pulmonar de células plasmáticas.

 

8 - Coccidioidomicose pulmonar em caçador de tatus

Pulmonary coccidioidomycosis in a armadillo hunter

Fabrício André Martins da Costa, Ricardo Coelho Reis, Fábio Benevides, Geraldo de Sousa Tomé, Marcelo Alcântara Holanda

J Bras Pneumol.2001;27(5):275-278

Resumo PDF PT English Text

A coccidioidomicose, uma doença fúngica adquirida através da inalação do agente Coccidioides immitis sob forma de artroconídio, vem sendo descrita desde 1892. Restringe-se principalmente a áreas de clima árido, solo alcalino e regiões de baixo índice pluviométrico. Não por acaso, a maioria dos casos descritos no Brasil ocorreu na região Nordeste. Relata-se o caso de um homem de 19 anos, imunocompetente, com queixa de dor pleural bilateral, febre, adinamia e tosse seca havia dois meses. A radiografia de tórax evidenciou múltiplos nódulos bilaterais. O paciente participava de caçadas a tatus (Dasypus novemcinctus) e a pesquisa direta para fungos no escarro evidenciou Coccidioides sp. Tratado com anfotericina B, apresentou pneumotórax e insuficiência respiratória, indo a óbito. A biópsia pulmonar post mortem evidenciou Coccidioides immitis sob a forma de endósporos.

 


Palavras-chave: Coccidioidomicose. Exposição ocupacional. Tatus.

 

9 - Mediastinite descendente necrosante pós-angina de Ludwig

Necrotizing descending mediastinitis afetr Ludwig angina

Maricélia Brommelstroet, José Fioravante Tosatti da Rosa, Paulo César Buffara Boscardim, Carlos Augusto Schmidlin, Sérgio Shibata

J Bras Pneumol.2001;27(5):269-271

Resumo PDF PT English Text

A angina de Ludwig é uma infecção do espaço submandibular originada, em geral, da infecção do 2º ou 3º molar inferior. Como conseqüência, pode causar mediastinite descendente necrosante, que representa uma forma grave e rara de infecção mediastinal, a qual exige diagnóstico precoce e tratamento cirúrgico para reduzir a alta mortalidade associada a esta doença. Dois casos de mediastinite descendente necrosante pós-angina de Ludwig foram tratados com excelentes resultados em nosso hospital. A drenagem mediastinal transcervical está justificada em pacientes com doença limitada ao mediastino superior. Porém, sepse com comprometimento extenso do mediastino requer drenagem através de toracotomia sem demora.

 


Palavras-chave: Angina de Ludwig. Mediastinite. Diagnóstico. Tratamento. Cirurgia.

 

10 - Ependimoma metastático de pulmão

Metastatic ependymoma of the lung

Paulo Manuel Pêgo-Fernandes, Roger Beltrati Coser, Rosana Seleri Fontes, Fábio B. Jatene

J Bras Pneumol.2001;27(5):282-284

Resumo PDF PT English Text

Ependimomas são tumores raros de sistema nervoso central, sendo os de cauda eqüina mais freqüentes. Esses tumores raramente metastatizam. Descreve-se o caso de um homem de 35 anos que apresentou, nove anos após ressecção de ependimoma em região coccígea, queixa de dor pleurítica, dispnéia aos esforços, tosse e sudorese noturna. A radiografia pulmonar evidenciou derrame pleural e nódulos metastáticos nos pulmões. Os exames histopatológico e imuno-histoquímico de tecido obtido por biópsia pulmonar a céu aberto confirmaram o diagnóstico de ependimoma. Com quimioterapia o paciente tem boa evolução, com seguimento de 43 meses.

 


Palavras-chave: Ependimoma. Neoplasias pulmonares. Metástase neoplásica.

 

11 - Teratoma intrapulmonar

Intrapulmonary teratoma

Cleverson Winston de Liz Medeiros, William Kondo, Michelli Totti Dyckyj, Nelson Suzuki

J Bras Pneumol.2001;27(5):272-274

Resumo PDF PT English Text

Teratoma intrapulmonar é uma doença rara com cerca de 43 casos descritos na literatura internacional. Descreve-se o caso de um homem de 28 anos com queixa de febre, tosse e hemoptise havia quatro meses. A radiografia de tórax e tomografia computadorizada evidenciaram opacificação de lobo superior esquerdo e a broncoscopia mostrou presença de pêlos nesta localização. Foi realizada lobectomia superior esquerda e o anatomopatológico foi compatível com teratoma cístico pulmonar maduro. O paciente evoluiu bem com o tratamento cirúrgico.

 


Palavras-chave: Teratoma. Neoplasias torácicas.

 

Cartas ao Editor

12 - Asma brônquica e a tolerância ao exercício incremental

José Alberto Neder

J Bras Pneumol.2001;27(5):285-286

PDF PT


 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1