Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 2002 - Volume 28  - Número 2  (Março/Abril)






Artigo Original

1 - Cricotireoidotomia modificada: opção para remoção das secreções traqueobrônquicas

Modified crichothyroidotomy: an alternative for tracheobronchial secretions removal

Wilson Paloschi Spiandorello, Darcy Ribeiro Pinto Filho, Gisele Bassani, Franca Stedile Angeli Spiandorello

J Bras Pneumol.2002;28(2):61-64

Resumo PDF PT English Text

Introdução: As medidas naturais para remoção das secreções traqueobrônquicas, como nebulizações, drenagem postural e fisioterapia respiratória, nem sempre são efetivas. Objetivo: Avaliar uma técnica cirúrgica alternativa, a cricotireoidotomia modificada, para aspiração das secreções traqueobrônquicas. Método: A cricotireoidotomia modificada consiste na introdução de uma sonda uretral nº 8, 10 ou 12, na membrana cricotireoidiana para estimular a tosse e aspirar secreções. Foi feito um estudo descritivo dos benefícios e complicações imediatas e tardias do uso dessa técnica em 45 pacientes com secreções traqueobrônquicas excessivas inadequadamente removidas pelos métodos habituais. Resultados: As complicações cirúrgicas imediatas foram sangramento local (10 pacientes), desvio de orofaringe (três), enfisema subcutâneo (um) e dificuldade de introdução (um). O tempo médio de permanência do cateter foi de 14 ± 16 dias. Em todos os casos o cateter provocou tosse e permitiu a aspiração das secreções com facilidade. A intercorrência mais freqüente (17 pacientes) foi a expulsão do cateter por tosse, seu manuseio inadequado nas aspirações e movimentação dos pacientes. Conclusão: Esta é uma técnica simples, com baixa morbidade, sendo uma alternativa efetiva para a aspiração de secreções traqueobrônquicas.

 


Palavras-chave: Drenagem postural. Aspiração.

 

2 - Efetividade da reabilitação pulmonar como tratamento coadjuvante da doença pulmonar obstrutiva crônica

The effectiveness of the pulmonary rehabilitation program as an ancillary treatment for chronic obstructive pulmonary disease

Sérgio Leite Rodrigues, Carlos Alberto de Assis Viegas, Terezinha Lima

J Bras Pneumol.2002;28(2):65-70

Resumo PDF PT English Text

Introdução: O paciente portador de DPOC diminui sua atividade física global devido a piora progressiva da função pulmonar como conseqüência de qualquer forma de esforço físico por ele realizado. A reabilitação pulmonar (RP) é utilizada nos EUA e Europa como alternativa terapêutica no tratamento da DPOC. Objetivo: Avaliar a efetividade do programa de RP como tratamento coadjuvante da DPOC. Pacientes e métodos: 30 pacientes prospectivamente submetidos ao programa de RP desenvolvido em seis semanas com freqüência semanal de três sessões. A avaliação compôs-se da história clínica e exame físico completos, do teste de caminhada de seis minutos, do teste de carga máxima sustentada pelos MMSS, do teste de potência máxima de MMII, do questionário de percepção de esforço físico e espirometria e gasometria. Resultados: No que se refere às variáveis espirométricas e gasométricas pré e pós-programa de RP, não houve alterações estatisticamente significativas (p > 0,05). Observaram-se diferenças estatisticamente significativas (p < 0,05) nos períodos pré e pós-programa de RP em relação à diminuição da percepção do esforço físico e aumento da capacidade física funcional, do teste de carga máxima para MMSS e testes incrementais de MMII. Conclusões: Para o grupo estudado, os autores concluem que o programa de RP aumentou a sua capacidade física, carga máxima sustentada pelos MMSS e não alterou as variáveis espirométricas e gasométricas.

 


Palavras-chave: Reabilitação. Condutas terapêuticas. Pneumopatias obstrutivas. Resultado de tratamento. Terapia por exercícios.

 

3 - Custo-efetividade de programa de educação para adultos asmáticos atendidos em hospital-escola de instituição pública

Cost-effectiveness of an education program for asthmatic adults of a public university hospital

Maria Alenita de Oliveira, Maria Tereza Muniz, Lucia Ande Santos, Sônia Maria Faresin, Ana Luisa Godoy Fernandes

J Bras Pneumol.2002;28(2):71-76

Resumo PDF PT English Text

Introdução: A asma pouco controlada acarreta custo econômico substancial para o sistema de saúde, principalmente, decorrente de gastos diretos. Programas de educação podem levar à redução desses custos. Objetivo: Avaliar os custos econômicos diretos resultantes da implantação de um programa de educação para asmáticos quando comparado com o atendimento usual especializado. Método: Foram calculados, retrospectivamente, e comparados os custos diretos de um programa de educação e do atendimento usual ao asmático. As hospitalizações, visitas ao pronto-socorro e visitas ambulatoriais, em ambos os grupos, foram registradas durante o período da intervenção educacional. Os valores utilizados para o cálculo desses custos foram baseados nos dados disponíveis no banco de dados do Datasus de 1996. O custo total com medicação/paciente no grupo educação (E) e controle (C) foi baseado no consumo de medicação durante o mês anterior à ultima visita e estimado pelo guia farmacêutico de fevereiro de 1996. Os valores finais foram convertidos em US dólar. Resultados: O custo médio direto em US dólar por paciente (US$) dos grupos C e E e a diferença de custos (Δ) entre os dois foram, respectivamente: para hospitalizações - US$183, US$0, Δ = $183; visitas ao PS - US$14, US$ 5, Δ = US$9; visitas ambulatoriais agendadas - US$10, US$24, Δ = -US$14; medicações - US$124,3, US$195,6, Δ = -US$71,3. O custo total foi de US$331 para o grupo C e US$224 para o grupo E, o que permitiu redução de gastos da ordem de US$107/paciente do grupo educação em relação ao controle. Conclusão: No grupo educação o custo total com medicamentos é superior ao observado no grupo controle, refletindo maior gasto com medicação de prevenção. Entretanto, a implantação do programa de educação leva a redução dos gastos com hospitalização e visitas ao PS, o que diminui os custos totais e torna o programa economicamente atrativo.

 


Palavras-chave: Asma. Análise custo-benefício. Educação do paciente.

 

4 - Pesquisa sobre tabagismo entre médicos de Rio Grande, RS: prevalência e perfil do fumante

Cigarette smoking survey among physicians of Rio Grande, Rio Grande do Sul: prevalence and smoker's profile

Luís Suárez Halty, Maura Dumont Hüttner, Isabel de Oliveira Netto, Thaís Fenker, Tatiana Pasqualini, Berenice Lempek, Adriana Santos, Alessandra Muniz

J Bras Pneumol.2002;28(2):77-83

Resumo PDF PT English Text

O tabagismo é um grave problema de saúde pública. A luta antitabágica está em grande parte alicerçada nos profissionais da área da saúde, em especial, nos médicos. O médico frente à sua comunidade é um modelo de conduta e como tal deve dar o exemplo de não fumar. Objetivo: Avaliar a magnitude e distribuição do tabagismo na população médica de Rio Grande, RS, e caracterizar o perfil do fumante. Método: Os dados foram obtidos no ano de 1999, através da aplicação e análise de questionário, elaborado segundo modelo proposto pela OMS, entre 333 médicos, sendo 213 (64%) homens e 120 (36%) mulheres. A média de idade da amostra foi de 43 (± 10,5) anos, com 65,1% no grupo de 30 a 50 anos. Resultados: Constatou-se prevalência de tabagismo atual de 18,3% (15,9% fumantes regulares + 2,4% fumantes ocasionais). A prevalência de tabagismo regular quanto ao gênero foi de 17,8% entre homens e 12,5% entre mulheres, sem diferença estatisticamente significante (p > 0,05). O consumo de cigarros foi, em média, de 24,3 maços/ano, sendo maior no sexo masculino e aumentando com a idade. Verificou-se que 86,8% dos fumantes iniciaram o tabagismo antes dos 20 anos de idade, tendo por motivação, em 63,2% dos casos, a vontade própria e/ou influência dos amigos. Conclusão: Embora a prevalência tabágica entre os médicos rio-grandinos seja inferior à de outros países, ainda é inaceitável, visto que esta categoria tem papel determinante na prevenção e na luta antitabágica, justificando uma campanha contra o fumo entre eles.

 


Palavras-chave: Prevalência. Tabagismo. Médicos. Perfis epidemiológico

 

Artigo de Revisão

5 - A correção das estenoses traqueobrônquicas mediante o emprego de órteses

Therapeutic management of tracheobronchial stenosis with stent application

Maurício Guidi Saueressig, Amarílio Vieira de Macedo Neto, Alexandre Heitor Moreschi, Rogério Gastal Xavier, Paulo Roberto Stefani Sanches

J Bras Pneumol.2002;28(2):84-93

Resumo PDF PT English Text

O tratamento cirúrgico do paciente com estenose traqueobrônquica exige uma avaliação individualizada em razão da complexidade de sua origem, sendo a traqueoplastia considerada a modalidade ideal. As causas mais comuns de estenose são devidas à intubação traqueal e ao desenvolvimento de neoplasias e estas condições são justamente as que mais se beneficiam com o tratamento endoscópico quando a correção cirúrgica não está indicada. Na atualidade, os meios endoscópicos incluem a aplicação de diversos tipos de laser e sondas de dilatação, habitualmente com o uso de broncoscópio rígido, e emprego de radioterapia e órteses, separadamente ou em associação. Basicamente, as órteses são de dois tipos: metálicas e de silicone. As metálicas têm sua indicação mais freqüente para os casos de traqueomalacia e estenoses por compressão neoplásica extrínseca. Nos casos de obstrução da via aérea por inflamação aguda, restrita à sua luz ou sem envolvimento mais profundo da parede traqueobrônquica, ou em presença de neoplasia endoluminal, é recomendável a órtese de silicone. Embora em algumas situações essas diversas formas de tratamento possam ser intercambiáveis, não costumam ser a regra. Portanto, a estratégia terapêutica visando à resolução mais eficaz da estenose traqueobrônquica baseia-se na seleção dos métodos empregados desde o primeiro tratamento.

 


Palavras-chave: Traqueal. Dispositivo de fixação ortopédica. Angioplastia.

 

6 - Radiologia do câncer de pulmão

Lung cancer radiology

Maysa Gomes Barcellos

J Bras Pneumol.2002;28(2):94-99

Resumo PDF PT English Text

A avaliação do paciente com câncer de pulmão envolve a detecção de aumento linfonodal mediastinal, invasão das estruturas mediastinais e também a determinação de metástases extratorácicas. Este artigo revisa a maioria das técnicas de imagem mais utilizadas no processo de estadiamento do câncer pulmonar broncogênico. O estudo radiológico do nódulo pulmonar solitário tem tido grande impacto. Estadiamento mediastinal com os métodos de imagem correntes é impreciso. TC e RM do tórax e abdome superior são freqüentemente usados para estadiar o câncer pulmonar presumido ou conhecido. A despeito de suas limitações, os estudos de imagem podem prevenir toracotomias ou procedimentos invasivos desnecessários na presença de achados inequívocos de doença avançada. RM pode ser útil na avaliação de regiões do tórax que são maldemonstradas nas imagens axiais de TC. PETFDG é um método complementar ao TC na avaliação do paciente com câncer de pulmão, porém estratégias para o seu uso merecem futuras investigações.

 


Palavras-chave: Radiologia. Carcinoma broncogênico. Neoplasias pulmonares. Diagnóstico por imagem. Tomografia computadorizada de emissão. Ressonância magnética nuclear.

 

Relato de Caso

7 - Dirofilariose pulmonar humana: relato de sete casos

Human pulmonary dirofilariasis: a report of seven cases

Rodrigo Silva Cavallazzi, Antônio César Cavallazzi, Irene Vieira Souza, João José de Deus Cardoso

J Bras Pneumol.2002;28(2):100-102

Resumo PDF PT English Text

Dirofilariose pulmonar humana é uma doença rara causada pelo parasita Dirofilaria immitis. Apresenta-se usualmente como um nódulo pulmonar solitário que mimetiza câncer de pulmão. Embora considerada uma doença clinicamente benigna, uma biópsia pulmonar excisional é quase sempre necessária para o diagnóstico. Relatam-se as características epidemiológicas, clínicas e radiológicas de sete casos de dirofilariose pulmonar humana em Florianópolis. De sete pacientes relatados, seis tiveram como achado radiológico um nódulo pulmonar e foram submetidos à biópsia pulmonar excisional para o diagnóstico. Em um paciente, a imagem radiológica não estava disponível para revisão e, portanto, não foi descrita no trabalho; o diagnóstico foi estabelecido pela biópsia transbrônquica.

 


Palavras-chave: Dirofilariose. Dirofilaria immitis. Lesão numular pulmonar.

 

8 - Traqueobroncomegalia em criança: relato de caso e revisão da literatura

Tracheobronchomegaly

Eliana H. Mihara Varella, Patrícia F. Miamoto, Fabíola V. Adde, Cleyde M.A. Nakaie, Joaquim C. Rodrigues

J Bras Pneumol.2002;28(2):103-106

Resumo PDF PT English Text

Objetivo: Alertar para o diagnóstico de traqueobroncomegalia como um diagnóstico diferencial em pacientes pediátricos portadores de pneumopatias crônicas. Métodos: Revisão do prontuário de um paciente com traqueobroncomegalia em seguimento no ambulatório de Pneumologia do Instituto da Criança. Foi realizada uma revisão deste tema com base em pesquisa no banco de dados do sistema Medline, abrangendo as publicações dos últimos 10 anos. Resultados: Trata-se de um paciente de 15 anos, do sexo masculino, branco, que iniciou seguimento no ambulatório de Pneumologia do Instituto da Criança do HCFMUSP aos 10 anos de idade. Apresentava história de sibilância e infecções respiratórias de repetição desde os cinco meses de idade, sendo a princípio tratado como asmático, porém com pouca resposta. Durante a investigação foi realizada tomografia computadorizada de tórax, que revelou aumento dos diâmetros da traquéia e do brônquio fonte direito, sendo então confirmado o diagnóstico de traqueobroncomegalia. Conclusão: A traqueobroncomegalia é uma entidade rara em crianças. Deve ser investigada em pacientes com pneumopatias crônicas, sem diagnóstico etiológico definido. Até o momento não há tratamento específico.

 


Palavras-chave: Traqueobroncomegalia. Pneumopatias obstrutivas.

 

9 - Osteocondroma: relato clínico

Osteochondroma

Nelson Perelman Rosenberg, Ivo Leuck Jr., Mario de Luca Jr., Miguel Angelo Martins Castro Jr.

J Bras Pneumol.2002;28(2):107-108

Resumo PDF PT English Text

O osteocondroma é encontrado geralmente como um pequeno tumor indolor, duro, crescendo da superfície externa da metáfise costal. Relata-se o caso de uma mulher de 19 anos com dor torácica, sem comprometimento respiratório ou hemodinâmico, cujos exames radiológicos evidenciaram extensa lesão calcificada intratorácica com compressão de vasos mediastinais.

 


Palavras-chave: Osteocondroma. Traumatismos torácicos.

 

10 - Fístula nefrobrônquica em paciente com infecção por "Pasteurella aerogenes"

Nephrobronchial fistula due to Pastereula aerogenes infection

Renato Della Santa, Cláudio Leo Gelape, Felipe Duborqc, Ricardo Lira, João Cabral

J Bras Pneumol.2002;28(2):109-112

Resumo PDF PT English Text

Apresenta-se o caso de uma paciente com nefrolitíase que, após submeter-se a uma litotripsia, evoluiu com pielonefrite xantogranulomatosa, fístula nefrobrônquica, abscesso pulmonar e septicemia. O tratamento incluiu drenagem da loja renal, drenagem tubular da pleura e do abscesso pulmonar por toracotomia e nefrectomia direita. A bactéria isolada, tanto da loja renal, quanto do abscesso pulmonar, foi a Pasteurella aerogenes, sendo este o primeiro caso na literatura médica mundial relacionado a este patógeno.

 


Palavras-chave: Fístula brônquica. Pielonefrite xantogranulomatosa. Abscesso pulmonar. Infecções bacterianas gram-negativas. Litíase. Rim.

 

Cartas ao Editor

 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1