Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 2004 - Volume 30  - Número 5  (Setembro/Outubro)






Editorial

1 - Uma realidade

Sérgio Saldanha Menna Barreto

J Bras Pneumol.2004;30(5):411-412

PDF PT PDF EN


2 - O Jornal Brasileiro de Pneumologia e a Internet

Geraldo Lorenzi-Filho

J Bras Pneumol.2004;30(5):412

PDF PT PDF EN


Artigo Original

3 - Avaliação da eficácia clínica, aceitabilidade e preferência de dois sistemas inalatórios de beclometasona no tratamento da asma : Pulvinal versus Aeroliser.

Acceptability, preference, tolerance and clinical efficacy of dipropionate beclomethasone delivered by two inhalation devices in chronic asthma patients: Clenil pulvinal® versus Miflasona Aerolizer®

Jussara Fiterman, Waldo Mattos, Alberto Cukier, Márcia Pizzichinni, Rodnei Frare e Silva, Fabiane Kahan, José Roberto Jardim, Armando Brancatelli

J Bras Pneumol.2004;30(5):413-418

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Introdução: Apenas metade dos pacientes asmáticos fazem o tratamento prescrito, o que torna a baixa adesão ao tratamento um dos principais problemas no manejo desta enfermidade. É possível que dispositivos inalatórios que combinem o melhoramento tecnológico com a simplicidade e o conforto em sua utilização possam minimizar a baixa adesão ao tratamento. Objetivo: Comparar a aceitabilidade e preferência de dois dispositivos inalatórios: Pulvinal e Aeroliser. Secundariamente, avaliar a eficácia e tolerabilidade da administração da beclometasona, por esses dois sistemas inalatórios, no controle da asma crônica. Método: Foi realizado um estudo multicêntrico, aberto, comparativo, randomizado, cruzado, de grupos paralelos, em pacientes com asma estável. Foram incluídos 83 pacientes com asma clinicamente estável em uso de 500 a 1000 g/dia de beclometasona. Após 2 semanas de observação, os pacientes iniciaram aleatoriamente, por 4 semanas, com doses equivalentes de Clenil Pulvinal (P) ou Miflasona Aeroliser (A), imediatamente seguido do outro tratamento em estudo por 4 semanas. Resultados: Em ambos os grupos, P e A, a dispnéia de esforço e o VEF1 melhoraram. Não houve diferença quanto à eficácia clínica ou à freqüência de efeitos colaterais. A aceitabilidade foi considerada boa ou excelente nos dois grupos. O P foi preferido por 50,6% dos pacientes e o A por 39%. Caso o paciente necessitasse continuar a medicação, o Pulvinal seria escolhido por 54,5% e o Aeroliser por 37,7%. Conclusões: A eficácia clínica da beclometasona administrada pelos dois dispositivos inalatórios estudados (Pulvinal e Aeroliser) foi semelhante, tendo ambos também igual aceitabilidade.

 


Palavras-chave: Asma/terapia. Beclometasone/administração & dosagem. Ensaios controlados aleatórios. Resultado de tratamento.

 

4 - Broncoscopia no Brasil

Bronchoscopy in Brazil

Mauro Zamboni, Andréia Salarini Monteiro

J Bras Pneumol.2004;30(5):419-425

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Introdução: Durante os últimos anos a endoscopia respiratória evoluiu consideravelmente. Inúmeros trabalhos na área têm sido publicados, bem como a realização de simpósios, congressos e cursos vêm acompanhados de um renovado interesse pela endoscopia respiratória. Entretanto, não sabemos o impacto dessas iniciativas sobre a prática da broncoscopia no Brasil. Objetivo: Obter informações sobre a prática da broncoscopia no Brasil. Método: um questionário contendo 56 perguntas foi enviado, pelo correio, para os 576 membros do Departamento de Endoscopia Respiratória da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. Resultados: cento e onze (19,2%) dos questionários foram respondidos e analisados. Todos os respondedores estavam familiarizados com a prática da broncofibroscopia, mas somente 45% deles estavam aptos para a realização da broncoscopia rígida. Menos de 15% dos respondedores tinham alguma experiência com a broncoscopia terapêutica. Conclusão: A maioria dos respondedores (87,3%) acha que as sociedades e os centros de treinamento especializados deveriam estimular, otimizar, disseminar e aperfeiçoar a prática da endoscopia respiratória incluindo aí a broncoscopia terapêutica.

 


Palavras-chave: Broncoscopia. Levantamento. Endoscopia Respiratória.

 

5 - Achados clínicopatológicos na tromboembolia pulmonar: estudo de 24 anos de autópsias

Clinicopathological findings in pulmonary thromboembolism: a 24-year autopsy study

Hugo Hyung Bok Yoo, Fabiana Guandalini Mendes, Christine Elisabete Rubio Alem, Alexandre Todorovic Fabro, José Eduardo Corrente, Thaís Thomaz Queluz

J Bras Pneumol.2004;30(5):426-432

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Introdução: Tromboembolia pulmonar (TEP) é ainda uma afecção enigmática em diversos aspectos clínicos e epidemiológicos e frequentemente erroneamente diagnosticada. Objetivo: Descrever a prevalência e os achados anatomopatológicos de TEP em uma série de 5261 autópsias realizadas em um hospital universitário de nível terciário, correlacionar estes achados com as doenças de base e verificar a freqüência de suspeita clínica antemortem de TEP. Método: Revisão dos registros das autópsias consecutivas realizadas de 1979 a 2002 para um estudo retrospectivo. Dos prontuários e dos relatórios de autópsias dos pacientes que tiveram TEP documentada, macro e/ou microscopicamente, foram extraídos dados demográficos, doenças de base, suspeita antemortem de TEP, localização dos trombos nos pulmões e provável local de origem da TEP. Resultados: A freqüência de autópsias foi de 42,0% e TEP foi encontrada em 544 pacientes, sendo a principal causa da morte (TEP fatal) em 225 casos. Doenças infecciosas (p=0,0003) foram associadas com TEP não fatal e trauma (p=0,007) com TEP fatal. A taxa de não suspeita antemortem de TEP foi 84,6% e 40,0% destes pacientes apresentaram TEP fatal. Doenças do sistema circulatório (p=0,0001), infecções (p<0,0001), doenças do sistema digestivo (p=0,0001) neoplasias (p=0,024) e trauma (p=0,005), foram associadas com TEP não suspeitada clinicamente. A provável origem da TEP mais freqüente foram os membros inferiores (48,9%). Conclusão: A taxa de não suspeita clínica antemortem de TEP foi elevada. Atenção especial deve ser dada para a possibilidade de TEP em pacientes com doenças do sistema circulatório, infecções, doenças do sistema digestivo, neoplasias e trauma.

 


Palavras-chave: Autópsia. Epidemiologia. Tromboembolia pulmonar.

 

6 - Estudo comparativo entre lobectomia e segmentectomia estendida para o tratamento do carcinoma brônquico não de pequenas células em estágios iniciais

Comparative study evaluating outcomes of lobectomy and extended segmentectomy used in the treatment of primary non-small cell bronchial carcinoma

Airton Schneider, Paulo Roberto Kriese, Luiz Augusto Lopes da Costa, Tiago José Refosco, Caroline Buzzatti

J Bras Pneumol.2004;30(5):433-438

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Introdução: O uso de ressecção menor que lobectomia para tumores em fase inicial continua em debate. Método: No período de 1995 até 2000 foram vistos 733 casos de carcinoma brônquico não de pequenas células. Após avaliação clínica e estadiamento cirúrgico, 191 pacientes foram submetidos a tratamento cirúrgico curativo, no qual, 63 com ressecção de tumores localmente avançados e 128 com tumores em estágio inicial (69 segmentectomias e 59 lobectomias). Utilizou-se como critério para indicar o tipo de ressecção o VEF1 pós-operatório mínimo de 800 ml. Foi utilizada segmentectomia estendida, onde a linha de ressecção ultrapassa a linha intersegmentar, incluído parênquima do segmento anexo. Resultados: Entre 128 pacientes, houve 3 óbitos e 10 perdas de acompanhamento.Um total de 62 segmentectomias e 53 lobectomias foram estudadas. Havia 72 adenocarcinomas e 43 carcinomas epidermóide. A sobrevida em 5 anos dos pacientes submetidos à lobectomia foi de 80% (T1N0), 72,7% (T2N0), 50% (T1N1) e 31,8% (T2N1) e à segmentectomia foi de 80% (T1N0), 66,6% (T2N0), 41,1% (T1N1) e 30% (T2N1) (p>0,05). O tamanho do tumor e a presença de linfonodo interlobar positivo foram decisivos para o prognóstico (p<0,001), mas o tipo de ressecção não influenciou na sobrevida e na recidiva local ou à distância (p>0,05). Conclusão: A segmentectomia estendida pode ser uma opção para o tratamento de tumores em fase inicial em pacientes com reserva funcional limítrofe.

 


Palavras-chave: Lobectomia. Segmentectomia. Câncer de pulmão. Carcinoma brônquico não-pequenas células.

 

7 - Influência da reabilitação pulmonar sobre o padrão de sono de pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica

Influence of pulmonary rehabilitation on the sleep patterns of patients with chronic obstructive pulmonary disease

Renata Cláudia Zanchet, Carlos Alberto de Assis Viegas, Terezinha do Socorro Macêdo Lima

J Bras Pneumol.2004;30(5):439-444

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Introdução: A Reabilitação Pulmonar (RP) melhora a qualidade de vida de pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). No entanto, o papel da RP sobre o padrão de sono destes pacientes ainda não está estabelecido. Objetivo: Avaliar a influência da RP sobre o padrão de sono de pacientes portadores de DPOC. Método: Foram estudados 27 pacientes (22 homens), que foram submetidos a exames espirométricos, gasométricos, antropométricos e polissonográficos antes e depois de seis semanas de RP, além de responderem a escala de sonolência de Epworth. A análise estatística foi realizada pelo teste t de Student para amostras pareadas, ANOVA e o teste de comparações múltiplas Newmans-Keuls. Resultados: Observamos que os pacientes estudados tinham idade média de 63 5 anos, VEF1 = 55 25% do previsto, VEF1/CVF = 50 12%, PaO2 em repouso de 70 7mmHg e SaO2 igual a 94 2%. A polissonografia revelou sono fragmentado, redução do sono delta e dessaturação da hemoglobina, cujas maiores quedas ocorreram durante o sono REM. Não houve diferença estatisticamente significativa (p>0,05) na comparação entre as variáveis estudadas antes e após RP. Conclusão: No grupo de pacientes estudados, o programa de RP não modificou o padrão de sono.

 


Palavras-chave: Sono. DPOC. Reabilitação Pulmonar.

 

9 - O escarro induzido no diagnóstico das doenças pulmonares em pacientes positivos ao vírus da imunodeficiência humana

Induced sputum for the diagnosis of lung disease in HIV-positive patients

Rosemeri Maurice da Silva, Paulo José Zimermann Teixeira, José da Silva Moreira

J Bras Pneumol.2004;30(5):452-458

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Introdução: O escarro induzido é utilizado para monitorar a inflamação de vias aéreas, porém seu papel como ferramenta diagnóstica de doenças pulmonares em pacientes imunocomprometidos ainda necessita de melhor definição. Objetivos: Determinar o rendimento do escarro induzido no diagnóstico das doenças pulmonares em pacientes positivos ao virus da imunodeficiência humana (HIV). Métodos: No período de janeiro de 2001 a setembro de 2002, foram avaliados todos os pacientes com idade superior a 14 anos, infectados com o HIV, admitidos em Hospital de Referência. Foram incluídos aqueles indivíduos que apresentavam manifestações clínicas do aparelho respiratório há pelo menos 7 dias, associadas, ou não, a alterações radiológicas, bem como indivíduos assintomáticos do ponto de vista respiratório, com alterações no radiograma de tórax. Os pacientes foram submetidos à avaliação clínica, radiológica e laboratorial e realizaram a indução de escarro, seguida pela broncofibroscopia (BF), lavado broncoalveolar (LBA) e biópsia pulmonar transbrônquica (BPTB). As amostras foram processadas para bacterioscopia pelo método de Gram e Ziehl-Neelsen, cultura quantitativa para bactérias, exame micológico direto, cultura para micobactérias e fungos, pesquisa de citomegalovírus e Pneumocystis jiroveci, bem como celularidade total e diferencial. Resultados: 54 pacientes foram incluídos no estudo. A pesquisa de agente etiológico resultou negativa em 7 pacientes, sendo que nos casos restantes foram isolados 60 agentes. Dentre os agentes isolados, 46,7% foram P. jiroveci; 33,5% bactérias piogênicas e 16,7% Mycobacterium tuberculosis. O escarro induzido apresentou sensibilidade de 57,5%, especificidade de 42,9%, valor preditivo positivo de 87,1%, valor preditivo negativo de 13% e acurácia de 55,6%. Conclusões: Nesta população, a análise do escarro induzido é um procedimento simples, seguro e com bom rendimento diagnóstico.

 


Palavras-chave: HIV/Aids, Escarro induzido, Pneumopatias/diagnóstico, Broncofibroscopia.

 

10 - Risco de infecção pelo Mycobacterium tuberculosis entre alunos da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Risk for Mycobacterium tuberculosis infection among medical students at the Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Medicina

Vania Maria Carneiro da Silva, Antônio José Ledo Alves da Cunha, Afrânio Lineu Kritski

J Bras Pneumol.2004;30(5):459-466

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Introdução: Até o momento raros estudos prospectivos na América Latina demonstraram que estudantes de Medicina estão sob mais alto risco de apresentar conversão tuberculínica do que a população em geral (1,3%). Objetivo: Descrever a incidência acumulada de conversão tuberculínica e o risco relativo para tuberculose infecção entre estudante de Medicina. Método: Em 1.998, uma coorte prospectiva foi iniciada entre estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, negativos ao teste tuberculínico (<10 mm) realizado em dois tempos no ano anterior. Esses estudantes foram re-testados no ano seguinte ao primeiro teste. Os estudantes têm dois níveis de treinamento: períodos básicos (sem contato com pacientes) e períodos profissionais (com contato com pacientes). Foi usado um questionário padronizado para avaliação das características sócio-demográficas, vacinação pelo BCG (remota e recente) e exposição potencial ao Mycobacterium tuberculosis. Completaram o estudo 72% dos estudantes (414/575). Resultados: Dos 414 participantes do estudo, 16 (3,9%, IC 95% 1,06% a 12,1%) apresentaram conversão tuberculínica, ou seja, a incidência acumulada de conversão foi de 3,9%. Os alunos dos períodos profissionais apresentaram um risco quatro vezes maior de infecção pelo Mycobacterium tuberculosis quando comparados com os dos períodos básicos. Conclusão: É alta a taxa de conversão tuberculínica entre alunos da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

 


Palavras-chave: PPD. Tuberculose-infecção. Conversão tuberculínica. Estudantes de medicina

 

Aprimoramento

11 - Como acessar a literatura biomédica e cruzar o "divisor de águas digital" em Pneumologia

How to Access the Biomedical Literature and Bridge the "Digital Divide" in Pulmonology

João Carlos Prolla

J Bras Pneumol.2004;30(5):467-473

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Em países pobres e subdesenvolvidos, incluindo o Brasil, os pneumologistas têm enormes dificuldades em prover assistência médica de bom nível, em manterem-se em dia e em fazer pesquisa. Um de seus principais problemas é o acesso à literatura médica e científica, com os custos altíssimos e crescentes das assinaturas das revistas biomédicas. A expressão "divisor de águas digital" ("digital divide" em inglês) refere-se ao abismo entre aqueles que podem usar efetivamente as novas tecnologias de informação, como a Internet e aqueles que não tem acesso, tanto dentro dos países como entre os mesmos. Neste trabalho, chamamos a atenção para algumas soluções para esta situação de pobreza em informação, que estão disponíveis na Internet, a baixo ou quase nenhum custo. Em especial o projeto SciELO Brasil, o portal Periódicos CAPES, o PubMed e o projeto HINARI da OMS são detalhados e explicados.

 


Palavras-chave: Digital divide. Acesso online. Internet. Bibliografia pneumológica.

 

Artigo de Revisão

12 - Diagnóstico por imagem do tromboembolismo pulmonar agudo

Imaging of acute pulmonary thromboembolism

Isabela S. Silva, Nestor L. Müller

J Bras Pneumol.2004;30(5):474-479

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O diagnóstico do tromboembolismo pulmonar agudo é baseado na probabilidade clínica, uso do dímero D (quando disponível) e na avaliação por imagem. Os principais métodos de imagem utilizados no diagnóstico são representados por cintilografia ventilação-perfusão, angiografia pulmonar e tomografia computadorizada (TC). Na última década vários estudos têm demonstrado que a TC espiral apresenta elevada sensibilidade e especificidade no diagnóstico de tromboembolismo pulmonar agudo. Uma melhor avaliação das artérias pulmonares tornou-se possível com a recente introdução dos equipamentos de TC espirais com multidetectores. Vários pesquisadores têm sugerido que a angiografia pulmonar por TC espiral deve substituir a cintilografia na avaliação de pacientes com suspeita clinica de tromboembolismo pulmonar agudo. Os autores discutem os principais métodos de imagem utilizados no diagnóstico de tromboembolismo pulmonar agudo enfatizando o papel da TC espiral.

 


Palavras-chave: Diagnóstico por imagem. Embolia pulmonar/diagnóstico. Angiografia. Pneumopatias/cintilografia. Tomografia computadorizada de emissão de fóton único/método.

 

13 - Tromboprofilaxia na colecistectomia videolaparoscópica

Thromboprofilaxis for videolaparoscopic cholecystectomy

Renato Maciel, Sérgio Saldanha Menna Barreto

J Bras Pneumol.2004;30(5):480-484

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Inspirados no caso de um paciente que desenvolveu tromboembolia pulmonar três dias após a realização de uma colecistectomia videolaparoscópica, mesmo tendo feito uso de heparina não fracionada no pré e nas primeiras 24hs de pós-operatório.Os autores analisaram a ocorrência de tromboembolia venosa na colecistectomia videolaparoscópica , os fatores de risco, as medidas de tromboprofilaxia e sugerem a conduta a ser adotada neste tipo de procedimento.

 


Palavras-chave: Colecistectomia. Vídeo laparoscopia. Pneumoperitôneo.

 

Relato de Caso

14 - Tromboendarterectomia pulmonar em paciente com 80 anos de idade

80 year old man thromboendarterectomy Pulmonary thromboendarterectomy in an 80-year-old patient

Mário Terra-Filho, Sabrina Correia da Costa Ribeiro, Rogério de Souza, Fábio Biscegli Jatene

J Bras Pneumol.2004;30(5):485-487

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A hipertensão pulmonar secundária a tromboembolismo é uma doença grave e debilitante. Ocorre em aproximadamente 0,5-1,0% dos pacientes que sobrevivem a um episódio de tromboembolismo agudo. Descreve-se pela primeira vez no Brasil, um paciente de 80 anos de idade com hipertensão pulmonar grave secundária a tromboembolismo, que foi submetido a tromboendarterectomia e que apresentou boa evolução.Os autores acreditam que este procedimento cirúrgico é uma boa opção terapêutica para este tipo de hipertensão pulmonar mesmo em pacientes com idade avançada sem co-morbidades.

 


Palavras-chave: Tromboendarterectomia/métodos. Hipertensão pulmonar/cirurgia. Evolução clínica.

 

15 - Tumor carcinóide de pele envolvendo o esterno. Ressecção e reconstrução

Carcinoid tumor of the skin involving the sternum: Resection and reconstruction

Samuel Zuínglio de Biase Cordeiro, Paulo Leal, Mauro Zamboni, Emanuel Torquato, Paulo de Biasi Cordeiro

J Bras Pneumol.2004;30(5):488-491

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Tumor carcinóide de pele é uma ocorrência rara, é uma neoplasia maligna originária do sistema neuroendócrino e tem nas células de Merkel seu substrato anátomopatológico. Sua localização mais frequente é a área de pele do pescoço e da cabeça e é mais comum em idosos. Este trabalho relata o caso de uma mulher de 35 anos que apresentava tumoração visível e palpável no terço superior do esterno. Dois episódios de sangramento importante e invasão óssea assinalaram a indicação de ressecção. A inclusão de espessura total da parede torácica ao nível do manúbrio requereu a substituição por prótese rígida. O diagnóstico definitivo do tipo histopatológico só se revelou após exame da peça operatória. A reconstrução do defeito utilizando placa de cimento cirúrgico e interposição de retalho miocutâneo confirma que este é um recurso útil quando o sítio de ressecção ocorre em área que interfere na dinâmica respiratória. pós-operatório com necessidade de prótese ventilatória até aos 6 dias. A estabilidade da parede e a viabilidade do retalho associados à recuperação das funções respiratórias permitiram a alta hospitalar aos 18 dias.

 


Palavras-chave: Carcinoma de célula de Merkel/cirurgia. Tumor carcinóide/diagnóstico. Tumor carcinóide/cirurgia. Imunohistoquímica. Esterno/cirurgia. Neoplasias cutâneas/ patologia. Metástase neoplásica.

 

16 - Pneumonia lipoídica associada à forma digestiva da doença de Chagas

Digestive Chagas disease with concomitant lipoid pneumonia

Marcelo Fernando Ranzani, Nilson Sebastião Miranda, Ulisses Frederigue Júnior, Sérgio Marrone Ribeiro, Jussara Marcondes Machado

J Bras Pneumol.2004;30(5):492-495

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Mulher de 50 anos com megaesôfago e megacólon chagásico apresentou quadro clínico de tosse seca, dor torácica e dispnéia leves. O raio X de tórax mostrou opacidade do tipo alveolar bilateral sugestivo de pneumonia. Após biópsia a céu aberto chegou-se ao diagnóstico de pneumonia lipoídica. A doença foi causada pelo uso crônico de laxantes à base de óleo mineral, utilizados nos últimos três anos. Os autores discutem a associação da forma digestiva da doença de Chagas com pneumonia lipoídica, e apresentam recomendações sobre o uso de produtos que contenham óleo mineral.

 


Palavras-chave: Pneumonia lipóidica/etiologia. Pneumonia aspirativa/etiologia. Acalásia esofágica/patologia. Doença de Chagas/complicações.

 

 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1