Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

Busca avançada

Ano 2007 - Volume 33  - Número 3  (Maio/Junho)






Artigo Original

3 - Endoprótese auto-expansível de malha de poliéster revestida por silicone (Polyflex®) no tratamento de estenoses traqueais não-cirúrgicas

Self-expanding stent made of polyester mesh with silicon coating (Polyflex®) in the treatment of inoperable tracheal stenoses

Ricardo Mingarini Terra, Helio Minamoto, Miguel Lia Tedde, José Luiz Jesus de Almeida, Fabio Biscegli Jatene

J Bras Pneumol.2007;33(3):241-247

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a prótese Polyflex® quanto à sua eficácia, facilidade de implantação e complicações em pacientes com afecções traqueobrônquicas. Métodos: Foram acompanhados, prospectivamente, dezesseis pacientes com estenoses traqueais secundárias à intubação orotraqueal (n = 12), neoplasia (n = 3) e granulomatose de Wegener (n = 1), não candidatos a tratamento cirúrgico. Desses, onze eram mulheres e cinco eram homens, com idade média de 42,8 anos (intervalo de 21 a 72 anos). Os pacientes foram submetidos à implantação de um total de 21 próteses Polyflex®. Os procedimentos foram realizados no centro cirúrgico, sob anestesia geral e as próteses implantadas através de laringoscopia de suspensão e aplicador próprio. Resultados: Em todos os casos foi possível implantar a prótese e observamos resolução de sintomas. Os pacientes permaneceram com a prótese por tempo médio de 7,45 meses, variando entre 2 e 18 meses. As complicações pós-operatórias imediatas observadas foram disfonia em dois pacientes (12,5%) e odinofagia em dois pacientes (12,5%). As complicações tardias foram tosse em dez pacientes (62,5%), migração em sete pacientes (43,75%), formação de granulomas em dois pacientes (12,5%) e pneumonia em um paciente (6,25%). Conclusão: A prótese Polyflex® é fácil de implantar e retirar, é bem tolerada e efetiva na resolução dos sintomas, porém, está associada a alto índice de migração, principalmente em estenoses pós-intubação orotraqueal.

 


Palavras-chave: Estenose traqueal; Intubação intratraqueal; Próteses e implantes; Contenedores.

 

4 - Simpatectomia torácica por videotoracoscopia para tratamento da hiperidrose primária: estudo retrospectivo de 521 casos comparando diferentes níveis de ablação

Video-assisted thoracic sympathectomy in the treatment of primary hyperhidrosis: a retrospective study of 521 cases comparing different levels of ablation

Jorge Montessi, Edmílton Pereira de Almeida, João Paulo Vieira, Marcus da Matta Abreu, Renato Lucas Passos de Souza, Oswaldo Victor Duarte Montessi

J Bras Pneumol.2007;33(3):248-254

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar grau de satisfação dos pacientes simpatectomizados e presença de sudorese reflexa, de acordo com diferentes níveis de ablação. Métodos: Estudo retrospectivo de 521 pacientes com hiperidrose primária, submetidos à simpatectomia torácica no Hospital Monte Sinai e Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF, de janeiro de 2001 a dezembro de 2005. Grupo I (n = 162): termoablação do tronco simpático, tendo T2 como nível mais cranial da ressecção, independentemente de outros níveis seccionados caudalmente. Grupo II (n = 65): termoablação do tronco simpático, tendo T3 como nível mais alto. Grupo III (n = 294): termoablação do tronco simpático, tendo T4 como nível mais alto. Resultados: Pós-operatório ótimo no controle da hiperidrose palmar/axilar em, respectivamente, 94/82% dos pacientes do grupo I, 89/89% do grupo II e 80/80% do grupo III. Sudorese reflexa em 67% dos pacientes dos grupos I e II, caindo para 61,29% no grupo III devido à maior termoablação a partir de T4. Ocorreu sudorese reflexa severa em 32% dos pacientes do grupo I, 9% do grupo II e 4% do grupo III. Conclusão: A simpatectomia propiciou excelente grau de satisfação e baixo índice de complicações. Não houve diferença na incidência de sudorese reflexa com diferentes níveis seccionados; porém, a intensidade desta complicação se mostrou menor quando optamos por níveis de bloqueio mais baixos, principalmente T4.

 


Palavras-chave: Simpatectomia; Toracoscopia; Hiperidrose.

 

5 - Modelo mecânico para simulação do condicionamento pulmonar do ar respirado

Mechanical model for simulating the conditioning of air in the respiratory tract

Nelson Bergonse Neto, Luiz Carlos Von Bahten, Luís Mauro Moura, Marlos de Souza Coelho, Wilson de Souza Stori Junior, Gilberto da Fontoura Rey Bergonse

J Bras Pneumol.2007;33(3):255-262

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A criação de um modelo mecânico que pudesse ser regulado para simular o condicionamento do ar inspirado e expirado nos mesmos valores normais de temperatura, pressão e umidade relativa do aparelho respiratório de um homem jovem hígido sob ventilação mecânica. Métodos: Utilizando-se diversos tipos de materiais, um aparelho mecânico foi construído e regulado com valores normais de capacidade vital, volume corrente, pressão inspiratória máxima, pressão expiratória final positiva e temperatura do gás dentro do sistema. O aparelho foi submetido a ventilação mecânica por um período de 29,8 min. A cada dois segundos, foram registradas as alterações de temperatura do ar circulado no sistema. Resultados: Mediante análise estatística dos dados coletados observou-se que o aparelho construído foi eficiente no condicionamento do ar aproximadamente nos moldes do aparelho respiratório de um ser humano. Conclusão: Ao final deste estudo, conseguiu-se desenvolver um aparelho mecânico capaz de simular o condicionamento do ar respirado nas mesmas condições de temperatura, pressão e umidade do aparelho respiratório de um ser humano hígido.

 


Palavras-chave: Termodinâmica; Respiração artificial; Temperatura ambiente.

 

6 - Capacidade submáxima de exercício em pacientes adolescentes e adultos com fibrose cística

Submaximal exercise capacity in adolescent and adult patients with cystic fibrosis

Bruna Ziegler, Paula Maria Eidt Rovedder, Janice Luisa Lukrafka, Claudine Lacerda Oliveira, Sérgio Saldanha Menna-Barreto, Paulo de Tarso Roth Dalcin

J Bras Pneumol.2007;33(3):263-269

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a capacidade submáxima de exercício através do teste de caminhada de seis minutos (TC6) em pacientes com fibrose cística (FC), correlacionando-a com: escore clínico, estado nutricional, escore radiológico e função pulmonar. Métodos: O estudo realizado foi transversal e prospectivo, em pacientes (16 anos ou mais), atendidos em um programa para adultos com FC. Os pacientes foram submetidos a uma avaliação clínica, ao TC6, à medida das pressões respiratórias máximas, a espirometria e exame radiológico do tórax. Resultados: O estudo incluiu 41 pacientes com média de idade de 23,7 ± 6,5 anos e média de volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) de 55,1 ± 27,8%. Em 30 pacientes (73,2%), a distância percorrida (556,7 ± 76,5 m) esteve abaixo do limite inferior previsto da normalidade. Não houve correlação significativa entre a distância percorrida e o índice de massa corporal, escore clínico, escore radiológico, pressões respiratórias máximas, saturação periférica de oxigênio em repouso, dessaturação durante o TC6, sensação de dispnéia e fadiga. Observou-se correlação significativa entre a distância percorrida e idade do diagnóstico, VEF1 em litros e capacidade vital forçada em litros. O prejuízo da função pulmonar se associou com maior dessaturação no TC6. Conclusão: Este estudo mostrou que a maioria dos pacientes atendidos por um programa de adultos para FC apresentaram redução na capacidade submáxima de exercício. O TC6 mostrou-se útil para identificar os pacientes que poderiam apresentar dessaturação de oxigênio e limitação física durante suas atividades diárias.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Testes de função respiratória; Tolerância ao exercício.

 

7 - Estudo comparativo entre pacientes idosos internados com diagnóstico clínico de pneumonia comunitária, com ou sem confirmação radiológica

Comparative study of elderly inpatients clinically diagnosed with community-acquired pneumonia, with or without radiological confirmation

Daniel Knupp Augusto, Luís Felipe José Ravic de Miranda, Carlos Eduardo Gazinelli Cruz, Ênio Roberto Pietra Pedroso

J Bras Pneumol.2007;33(3):270-274

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivos: Comparar aspectos clínicos, radiológicos e evolutivos de idosos internados com diagnóstico clínico de pneumonia comunitária, com ou sem confirmação radiológica. Métodos: Foram estudados, retrospectivamente, 141 pacientes com idade acima de 60 anos. Resultados: Em 45 pacientes, os achados radiológicos corroboraram o diagnóstico clínico e, em 96 pacientes, a radiologia não foi compatível com a suspeita clínica. Os sinais, os sintomas, a terapêutica e os desfechos destes dois grupos foram comparados. Os achados do estudo sugerem que não houve diferença significativa entre os grupos segundo os critérios analisados. A prevalência de radiografias de tórax compatíveis com pneumonia entre pacientes com suspeita clínica da doença foi de pouco mais de 30%. Conclusão: O diagnóstico clínico de pneumonia comunitária tem baixa especificidade em idosos e deve ser usado com cautela. Devido ao pequeno número de pacientes estudados, mais estudos sobre o tema são necessários para confirmar os achados.

 


Palavras-chave: Pneumonia; Idoso; Diagnóstico; Radiologia; Hospitalização.

 

8 - Qualidade de sono e função pulmonar em adolescentes portadores de anemia falciforme clinicamente estáveis

Quality of sleep and pulmonary function in clinically stable adolescents with sickle cell anemia

Lisliê Capoulade Nogueira Arrais de Souza, Carlos Alberto de Assis Viegas

J Bras Pneumol.2007;33(3):275-281

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a qualidade de sono e função pulmonar em adolescentes portadores de anemia falciforme (AF), clinicamente estáveis. Métodos: Estudo trasversal descritivo de 50 pacientes portadores de AF submetidos a polissonografia noturna e espirometria no Hospital Universitário de Brasília. Analisamos dados antropométricos, polissonográficos e de função pulmonar. Dividimos os pacientes em dois grupos segundo a saturação periférica de oxigênio (SpO2) em sono com movimentos oculares rápidos (MOR): SpO2 ≤ 93%; e SpO2 > 93%. Realizamos estatística descritiva, teste t de Student, qui-quadrado e correlação de Pearson. Resultados: A média de idade foi de 13,9 ± 2,5 anos. O tempo total de sono e percentagem do sono em MOR estavam diminuídos; dois pacientes (4%) não apresentaram sono MOR. Latência de sono MOR, número de despertares, movimentação em sono, mudança de estágio, índice de distúrbios respiratórios e índice de apnéia obstrutiva estavam aumentados. Entre os dois grupos, houve diferenças estatisticamente significativas na maioria das variáveis polissonográficas. A SpO2 em sono MOR correlacionou-se de forma forte e positiva com a SpO2 em vigília, bem como com a SpO2 em sono não-MOR; e correlacionou-se de forma forte e negativa com a percentagem do tempo total de sono em que a SPO2 foi < 90%. Os valores médios espirométricos estavam dentro da normalidade. O volume residual e a relação volume residual/capacidade pulmonar total/capacidade residual funcional estavam aumentados. Conclusão: A qualidade de sono alterada nos pacientes portadores de AF, clinicamente estáveis, se deve provavelmente à dessaturação da hemoglobina e não às alterações individuais da função pulmonar.

 


Palavras-chave: Distúrbios do sono; Polissonografia; Adolescente; Anemia falciforme; Espirometria.

 

9 - Programa de cessação de tabagismo como ferramenta para o diagnóstico precoce de doença pulmonar obstrutiva crônica

Smoking cessation program as a tool for the early diagnosis of chronic obstructive pulmonary disease

Ilda de Godoy, Suzana Erico Tanni, Liana Sousa Coelho, Rosana dos Santos e Silva Martin, Luciana Cristina Parenti, Luiz Mauro Andrade, Irma Godoy

J Bras Pneumol.2007;33(3):282-286

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é subdiagnosticada e subtratada, o que resulta em subestimação do impacto da doença. O objetivo deste estudo foi avaliar se a inclusão da espirometria na avaliação dos fumantes que ingressam em programas de cessação do tabagismo contribui para o diagnóstico precoce da DPOC. Métodos: Análise retrospectiva de dados médicos de 158 fumantes atendidos no programa cessação de tabagismo (Faculdade de Medicina de Botucatu, São Paulo, Brasil), de janeiro 2003 a novembro 2005. Todos os indivíduos tinham mais de 40 anos (idade média: 55 ± 8,5 anos), sendo 99 (62,6%) do sexo feminino. Foram analisados os dados clínicos, os diagnósticos médicos prévios e os resultados da espirometria. Resultados: Dos 158 fumantes avaliados, 57 (36,1%) indivíduos preenchiam os critérios diagnósticos para DPOC e 14 (8,9%) foram considerados em risco para o desenvolvimento da doença. Dos 57 que preenchiam os critérios diagnósticos para DPOC, 39 (68,4%) foram diagnósticos novos e 18 (31,6%) foram confirmação de diagnóstico prévio da doença. Entre os 18 com diagnóstico anterior, 10 (56%) tinham doença leve/moderada e 8 (44%) doença grave. Sete pacientes com diagnóstico anterior de DPOC apresentaram resultados de função de pulmonar não compatíveis com os critérios diagnósticos da doença. Entre os 39 novos diagnósticos, 38 (97,4%) eram de doença leve/moderada e apenas 1 (2,6%) tinha DPOC grave Conclusão: A inclusão da espirometria na avaliação inicial dos fumantes admitidos em programa de cessação de tabagismo pode ser uma ferramenta útil para o diagnóstico precoce da DPOC.

 


Palavras-chave: Abandono do hábito de fumar; Espirometria; Doença pulmonar obstrutiva crônica.

 

10 - Análise do Programa de Controle da Tuberculose em Cáceres, Mato Grosso, antes e depois da implantação do Programa de Saúde da Família

Analysis of the Tuberculosis Control Program in the city of Cáceres, Brazil, prior to and after the implementation of a Family Health Program

Eliane Ignotti, Beatriz Fátima Alves de Oliveira, Shaiana Hartwig, Hellen Caroline de Oliveira, João Henrique Gurtler Scatena

J Bras Pneumol.2007;33(3):287-294

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar o Programa de Controle da Tuberculose em Cáceres, Mato Grosso, entre 1999 e 2004, e o impacto que sobre ele teve a implantação do Programa de Saúde da Família, ocorrida em 2000. Métodos: Estudo epidemiológico descritivo, com base nos registros de casos de tuberculose diagnosticados e tratados em Cáceres, segundo as características dos doentes, o cumprimento ou não do protocolo para o diagnóstico, tratamento e acompanhamento dos doentes e o tipo de unidade de saúde responsável pelo atendimento. Resultados: A incidência de tuberculose foi reduzida de 99,4 para 49,8 (por 100 mil habitantes) de 1999 a 2004. Os doentes apresentaram características similares às dos doentes de outras regiões do Brasil, com maioria do sexo masculino em idade economicamente produtiva. Entre os portadores de formas pulmonares atendidos pelo Programa de Saúde da Família, o número de baciloscopias realizadas no momento do diagnóstico (OR = 0,33; IC95%: 0,16-0,66) e no momento da alta (OR = 0,32; IC95%: 0,18-0,59) foi menor. Os pacientes acompanhados pelo Programa de Saúde da Família apresentaram uma taxa de cura 16,4% menor do que os pacientes atendidos na unidade de referência, assim como tiveram maior probabilidade de abandonarem o tratamento (OR = 2,93; IC95%: 1,15-7,46) e maior probabilidade de irem a óbito (OR = 5,71; IC95%: 1,85-18,1). Conclusão: A desconcentração do atendimento para unidades de saúde da família não resultou em melhoria no atendimento e acompanhamento dos casos de tuberculose do município de Cáceres.

 


Palavras-chave: Tuberculose/epidemiologia; Programa Saúde da Família; Reforma dos serviços de saúde/Brasil.

 

11 - Associação entre paracoccidioidomicose e tuberculose: realidade e erro diagnóstico

Association between paracoccidioidomycosis and tuberculosis: reality and misdiagnosis

Reynaldo Quagliato Júnior, Tiago de Araújo Guerra Grangeia, Reinaldo Alexandre de Carvalho Massucio, Eduardo Mello De Capitani, Sílvio de Moraes Rezende, Alípio Barbosa Balthazar

J Bras Pneumol.2007;33(3):295-300

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a freqüência da real associação entre paracoccidioidomicose (PCM) e tuberculose (TB) e a freqüência do diagnóstico errôneo prévio de TB em doentes com PCM entre os pacientes atendidos na Disciplina de Pneumologia do Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas, Campinas (SP). Métodos: Estudo retrospectivo de 227 pacientes adultos com diagnóstico confirmado de PCM (forma crônica) entre 1980 e 2005. Resultados: Dos 227 casos, 36 (15,8%) haviam sido tratados anteriormente para TB. Porém, apenas 18 (7,9%) apresentaram baciloscopia positiva. Os outros 18 (7,9%) nunca tiveram o diagnóstico confirmado pela baciloscopia nem responderam ao tratamento específico para TB. Conclusão: Apesar de a associação entre PCM e TB existir e estar documentada na literatura, o erro diagnóstico é bastante comum, haja vista a sobreposição e similaridade das apresentações clínicas e radiológicas dessas duas doenças, havendo, portanto, a necessidade do diagnóstico bacteriológico antes de se iniciar o tratamento específico.

 


Palavras-chave: Paracoccidioidomicose; Tuberculose pulmonar; Diagnóstico diferencial.

 

12 - Avaliação da notificação no Distrito Federal de casos de tuberculose residentes em dez municípios goianos do Entorno e análise da incidência de tuberculose nestas localidades

Evaluation of the reporting of tuberculosis cases occurring in ten cities in the Entorno region of the state of Goiás and reported in the neighboring Federal District: analysis of the incidence of tuberculosis in those cities

Maria Auxiliadora Carmo Moreira, Aline Sampaio Bello, Maristela dos Reis Luz Alves, Miramar Vieira da Silva, Vincenza Lorusso

J Bras Pneumol.2007;33(3):301-310

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a notificação, no Distrito Federal (DF), de casos de tuberculose em residentes nos municípios goianos da região do Entorno e possíveis influências no Plano de Controle da Tuberculose; analisar a taxa de incidência da tuberculose nos municípios e a interferência da situação socioeconômica e das características demográficas sobre esta taxa. Método: Analisaram-se dados relativos à incidência de tuberculose, taxas de cura, abandono, falência de tratamento, óbito, transferência e informações socioeconômicas e demográficas de dez municípios goianos. Resultados: No período de 2000 a 2004, foram notificados 714 casos novos de tuberculose em residentes nos municípios estudados, sendo que 436 (61,0%) foram atendidos no DF, não sendo registrados no Sistema de Informação de Goiás. Considerando-se os casos atendidos somente em Goiás, a média de incidência de tuberculose do grupo variou de 4,40 a 10,02/100.000 habitantes; somando-se os atendidos no DF, a incidência aumentou significativamente, variando de 15,16 a 20,54/100.000 habitantes (p < 0,001). A taxa de contatos examinados foi baixa e os resultados de tratamento insatisfatórios, tanto em Goiás como no DF. Os dados socioeconômicos e demográficos foram compatíveis com as taxas de incidência. Conclusão: O número de casos de tuberculose atendidos pelos próprios municípios foi abaixo do esperado e o atendimento fora do município de residência pode comprometer o controle da tuberculose. A incidência de tuberculose recalculada é compatível com o perfil socioeconômico e demográfico da região. Um sistema de vigilância com base territorial pode ter sua eficiência otimizada, melhor contribuindo para o controle da enfermidade.

 


Palavras-chave: Tuberculose/epidemiologia; Vigilância epidemiológica; Programas governamentais.

 

13 - Fatores associados ao óbito por tuberculose na zona leste da cidade de São Paulo, 2001

Factors associated with death by tuberculosis in the eastern part of São Paulo city, 2001

Monica Hid Haddad Pelaquin, Rebeca Souza e Silva, Sandra Aparecida Ribeiro

J Bras Pneumol.2007;33(3):311-317

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Identificar os fatores mais associados à evolução para óbito por tuberculose (TB), comparando casos de TB que evoluíram para óbito com os que evoluíram para cura, entre os casos notificados em 2001, nas subprefeituras de Cidade Tiradentes, Guaianazes, Itaquera e São Mateus, na zona leste do município de São Paulo. Métodos: Foram investigados todos os óbitos (n = 48) que tiveram como causa básica TB, com análise do prontuário hospitalar e posterior visita domiciliar com entrevista do(s) cuidador(es). Paralelamente, investigaram-se 96 casos de TB que tiveram alta cura. Em ambos os grupos, foram excluídos pacientes portadores de HIV. Resultados: A distribuição dos casos curados e óbitos de TB foi igual em ambos os grupos para forma clínica da TB, confirmação laboratorial do diagnóstico e tipo de tratamento. Os casos de óbito tiveram associação estatisticamente significante com sexo masculino, idade maior que 50 anos, escolaridade menor que 3 anos, alcoolismo e desemprego. A regressão logística mostrou que as variáveis de maior significância para evolução para óbito foram: alcoolismo e idade maior que 50 anos, enquanto ser virgem de tratamento e ter ocupação foram fatores de proteção. A associação de alcoolismo, desemprego e idade superior a 50 anos em um mesmo paciente aumentou 25 vezes a chance de evoluir para óbito (IC95%: 6,43‑97,20). Conclusão: O treinamento continuado das equipes de saúde, também em nível hospitalar, com prontidão nas ações de vigilância epidemiológica e um adequado funcionamento do sistema de referência/contra-referência em muito melhorarão os indicadores da doença.

 


Palavras-chave: Tuberculose/mortalidade; Epidemiologia descritiva; Atestado de óbito.

 

14 - Peculiaridades do controle da tuberculose em um cenário de violência urbana de uma comunidade carente do Rio de Janeiro

Peculiarities of tuberculosis control in a scenario of urban violence in a disadvantaged community in Rio de Janeiro, Brazil

Fabiana Barbosa Assumpção de Souza, Tereza Cristina Scatena Villa, Solange Cesar Cavalcante, Antonio Ruffino Netto, Luciane Blanco Lopes, Marcus Barreto Conde

J Bras Pneumol.2007;33(3):318-322

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever as dificuldades e peculiaridades encontradas por profissionais de saúde durante o tratamento e a investigação de contatos de pacientes com tuberculose (TB) em comunidades carentes. Métodos: Estudo de abordagem qualitativa realizado nas unidades de saúde localizadas na Área Programática 1.0, no município do Rio de Janeiro, Brasil, com taxa de incidência de TB de 240/100.000 habitantes. Foram selecionados para o estudo dois visitadores domiciliares e um auxiliar de enfermagem, responsáveis pela visita e atendimento dos casos de TB e contatos. Os dados foram transcritos e estruturados sob forma de citação, com destaque para as idéias mais predominantes. Resultados: As idéias centrais têm como eixo a dimensão da violência que se expressa através das regras do tráfico de drogas, das barreiras ao deslocamento dos pacientes e profissionais de saúde para o tratamento da TB, e da segurança pública (policiais). Conclusão: Este estudo fornece dados para reflexão e análise aos formuladores de políticas de saúde e aos órgãos formadores de profissionais de saúde sobre a dificuldade que a violência urbana impõe ao controle da TB em uma comunidade carente.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Prevenção e controle; Violência; Terapia diretamente observada; Enfermagem em saúde comunitária.

 

Artigo de Revisão

15 - Diagnóstico imunológico da tuberculose: problemas e estratégias para o sucesso

Immunological diagnosis of tuberculosis: problems and strategies for success

Henrique Couto Teixeira, Clarice Abramo, Martin Emilio Munk

J Bras Pneumol.2007;33(3):323-334

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A tuberculose continua sendo um grave problema social e de saúde, afetando milhões de pessoas anualmente. A vacina Bacille Calmette-Guerin (BCG), usada no controle profilático, é incapaz de conter a progressão da doença, que usualmente se manifesta através da queda da imunidade celular do indivíduo. O diagnóstico da tuberculose em seus estágios iniciais, aliado à poliquimioterapia, pode contribuir para o controle da disseminação da infecção. Os atuais métodos de diagnóstico apresentam problemas, como: baixa sensibilidade da baciloscopia; longo tempo de realização das culturas microbiológicas; e baixa especificidade do teste cutâneo com o derivado protéico purificado do Mycobacterium tuberculosis. Novos métodos de diagnóstico que utilizam antígenos específicos (por exemplo, os conhecidos em inglês como o early secreted antigenic target 6-kDa e o culture filtrate protein 10-kDa), estão sendo testados. Os genes que codificam esses antígenos estão localizados na região de diferença 1 do M. tuberculosis, M. africanum e M. bovis, mas estão ausentes no M. bovis (BCG) e na maioria das micobactérias do meio ambiente. Métodos de diagnóstico baseados na produção de interferon-gama por linfócitos T, em resposta a esses antígenos, como o QuantiFERON-TB® e o T SPOT.TB®, estão sendo testados, e superam o teste cutâneo com o derivado protéico purificado nas seguintes características: maior sensibilidade; menor reatividade cruzada devido à vacinação com o BCG ou infecção por micobactérias do meio ambiente; e tempo de execução. A introdução de métodos de diagnóstico mais específicos e sensíveis, assim como um maior entendimento dos mecanismos moleculares e celulares que regulam a interação parasito-hospedeiro, pode contribuir para um eficiente combate à tuberculose.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Mycobacterium tuberculosis; Diagnóstico; Antígenos de bactérias; Proteínas de bactérias; Imunidade.

 

16 - Inter-relação entre asma, atopia e infecções helmínticas

Interrelationship among asthma, atopy, and helminth infections

Eduardo Vieira Ponte, José Ângelo Rizzo, Álvaro Augusto Cruz

J Bras Pneumol.2007;33(3):335-342

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Este estudo teve como objetivo descrever as principais evidências encontradas na literatura acerca da inter-relação entre infecções helmínticas, atopia e asma. Foi feita uma revisão não sistemática da literatura. Encontramos numerosas publicações sobre o tema nas quais se verifica controvérsia quanto à capacidade das infecções por geohelmintos de inibir a reatividade ao teste alérgico cutâneo e os sintomas das doenças alérgicas. Por outro lado, estudos em pacientes infectados por Schistosoma spp., apesar de escassos, sugerem que estes helmintos são capazes de inibir a reatividade ao teste alérgico cutâneo e os sintomas de asma. Nos estudos in vitro, as evidências sugerem que as helmintíases inibem as respostas imunes mediadas por linfócitos T auxiliares do tipo 1 e 2, o que abre novas possibilidades terapêuticas para o tratamento de doenças do sistema imunológico.

 


Palavras-chave: Asma; Helmintos; Hipersensibilidade; Epidemiologia.

 

Relato de Caso

17 - Amiloidose pulmonar: relato de caso de achado radiológico da apresentação nodular em grande fumante

Pulmonary amyloidosis: radiographic finding of nodular opacities in a heavy smoker

Jorge Montessi, Edmilton Pereira de Almeida, João Paulo Vieira, Cândida Maria Horta, Marcus da Matta Abreu, Carlos Eduardo Dainezzi Bolognani, Sandra Márcia Carvalho Ribeiro Costa

J Bras Pneumol.2007;33(3):343-346

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A amiloidose pulmonar é uma doença rara, caracterizada pelo depósito extracelular de proteínas fibrilares no pulmão. Amiloidose é um termo genérico para grupos heterogêneos de doenças, incluindo doença de Alzheimer e diabetes mellitus tipo II. Apresenta-se no aparelho respiratório sob as formas traqueobrônquica, nodular pulmonar e septal alveolar (parenquimatosa difusa). Relata-se o caso de uma mulher, tabagista (20 anos/maço), portadora de amiloidose nodular pulmonar, diagnosticada através de exames pré-operatórios à realização de colecistectomia videolaparoscópica.

 


Palavras-chave: Amiloidose/diagnóstico; Transtornos linfoproliferativos; Neoplasias; Pulmão.

 

18 - Aplicação do índice antropométrico para avaliação do Pectus excavatum em pacientes submetidos à técnica de Nuss: relato de 2 casos

Application of the anthropometric index for the assessment of Pectus excavatum in patients submitted to the Nuss technique: two cases

Rodrigo Ribeiro Brigato, José Ribas Milanez de Campos, Fabio Biscegli Jatene

J Bras Pneumol.2007;33(3):347-350

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O Pectus excavatum (PEX) é a deformidade congênita mais freqüente da parede torácica anterior e é definido como o afundamento da porção média ou inferior da região esternal no sentido da coluna vertebral. Há muitos modos de medir a deformidade. Neste trabalho, damos ênfase a um método objetivo de avaliação ou mensuração do PEX, o índice antropométrico para PEX (IA-PEX). O IA-PEX foi desenvolvido pelo Serviço de Cirurgia Torácica do Instituto do Coração - Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Este índice afere a deformidade por medidas antropométricas realizadas durante o exame físico. Relatamos, neste trabalho, dois casos de pacientes com PEX tratados pela técnica minimamente invasiva de Nuss e avaliados pelo IA-PEX. As medidas foram realizadas sempre no local de maior deformidade. Os pacientes foram medidos no dia da operação e também após o período de 60 dias da cirurgia. O IA-PEX permitiu mensurar adequadamente o defeito. Os resultados de pós-operatório de ambos os pacientes foram satisfatórios.

 


Palavras-chave: Parede torácica; Cirurgia torácica vídeo-assistida; Tórax em funil.

 

19 - Toracoplastia traumática: relato de caso

Trauma-related thoracoplasty: case report

Gabriela Addor, Andreia Salarini Monteiro, David Henrique Nigri, Luiz Felippe Judice, Rui Haddad, Carlos Alberto de Barros Franco

J Bras Pneumol.2007;33(3):351-354

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O trauma é uma doença que afeta predominantemente os jovens, sendo a principal causa de morte nas primeiras três décadas de vida. O tórax instável é observado em aproximadamente 10% dos casos de trauma de tórax, com mortalidade de 10-15%. O caso clínico apresentado refere-se a uma paciente, vítima de acidente automobilístico, com trauma de tórax, ocasionando hemopneumotórax e fratura de múltiplos arcos costais, dor de difícil controle e deformidade torácica. São discutidas as opções terapêuticas. No presente caso, foi realizada fixação cirúrgica, com bom resultado.

 


Palavras-chave: Traumatismos torácicos; Tórax fundido; Toracoplastia.

 

20 - Tuberculose do timo

Tuberculosis of the thymus

Mauro Tadeu Ajaj Saieg, Fabíola del Carlo Bernardi, Roberto Gonçalves, Márcio Botter, Roberto Saad Junior, Geanete Pozzan

J Bras Pneumol.2007;33(3):355-357

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Os tumores do mediastino anterior incluem várias entidades com diferentes manifestações radiológicas e clínicas, consistindo em um grupo heterogêneo de condições congênitas, inflamatórias ou neoplásicas. Entre essas lesões, o tumor primário mais comum do mediastino é o timoma, seguido de perto por tumores de células germinativas e linfomas. A tuberculose do timo é extremamente rara, embora o envolvimento dos linfonodos mediastinais por essa entidade seja comum. Apresentamos aqui achados patológicos, radiológicos e clínicos de um caso de tuberculose tímica em um paciente de 18 anos de idade, que apresentou dor torácica, dispnéia a pequenos esforços e piora contínua dos sintomas em uma semana. A radiografia torácica mostrou uma grande massa no mediastino e a tomografia computadorizada mostrou que a localização era anterior. O paciente foi operado, sendo feita a exérese da massa, com aspecto microscópico de uma reação inflamatória maciça e presença de granulomas no tecido tímico. A pesquisa de bacilos álcool ácido resistentes pelo método de Ziehl-Neelsen foi positiva e o diagnóstico de tuberculose foi fechado. Portanto, o cirurgião e o patologista devem estar alertas quanto à essa entidade, bem como incluí-la na lista de diagnósticos diferenciais de massas mediastinais.

 


Palavras-chave: Timo; Tuberculose; Cirurgia torácica; Patologia.

 

Artigo Especial

21 - Estudio situacional de siete revistas latinoamericanas de neumología

Situational study of seven Latin-American pulmonology journals

Manuel Oyarzún Gómez, Alejandra Ramírez Venegas, Adalberto Agüero Fernández, José Antônio Baddini Martínez, Mary Bermúdez Gómez, Jorge O. Cáneva, Jaime E. Morales Blandir, Rogelio Pérez-Padilla

J Bras Pneumol.2007;33(3):

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Caracterizar la situación de las revistas de neumología publicadas en Latinoamérica. Métodos: Fue realizada una encuesta en reunión organizada por la Sociedad Latinoamericana de Tórax. Cada editor presentó un reporte y respondió a un cuestionario. Resultados: Mejora en la adquisición de informaciones es la principal motivación para las sociedades de neumología para la edición de sus propias revistas, considerando que la diseminación de conocimiento médico y el reporte de experiencias son los principales motivos para que los autores envíen sus trabajos. El error más común en los trabajos enviados es la poca conformidad con las directrices de la revista. Mejorar las relaciones entre autor, editor y revisor sería la mejor estrategia para perfeccionar la calidad de los textos. Algunas sugerencias para mejorar las revistas latinoamericanas: promover profesionales en tareas editoriales; encorajar a los revisores a que sean más meticulosos; y adoptar normas internacionales para la edición de revistas médicas. Fueron reportados los siguientes problemas: falta de periodicidad adecuada y regular de las ediciones; una disminución en la cantidad de trabajos originales que son considerados ejemplares en la especialidad; baja tasa de rechazo de trabajos enviados; alta rotación de editores. Conclusión: Podemos hacer las siguientes recomendaciones: a pesar de varias revistas estar en formato electrónico, ellas también deben ser mantenidas en formato impreso; cada revista debe informar su tasa de suscripción, aunque esté incluida en los gastos de inscripción anual; a pesar de cada país de Latinoamérica poder optar por publicar su propia revista, la posibilidad de publicación de una revista multinacional de neumología latinoamericana debe ser explotada.

 


Palavras-chave: Publicaciones periódicas; Manuscritos; América Latina; Enfermedades respiratorias.

 

 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1