Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 2008 - Volume 34  - Número 3  (/Março)






Artigo Original

2 - Detecção de micrometástases em câncer de pulmão não-pequenas células estádio pN0: um método alternativo combinando imunohistoquímica e análise em microsséries

Detection of micrometastases in pN0 non-small cell lung cancer: an alternative method combining tissue microarray and immunohistochemistry

Maíra Rovigatti Franco, Edwin Roger Parra, Teresa Yae Takagaki, Fernando Augusto Soares, Vera Luiza Capelozzi

J Bras Pneumol.2008;34(3):129-135

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Apresentar um método alternativo para detectar micrometástases em linfonodos previamente negativos para câncer de pulmão não-pequenas células (CPNPC) pela coloração de rotina com hematoxilina-eosina. Métodos: Setenta e sete linfonodos hilares e mediastinais ressecados de 18 pacientes portadores de CPNPC foram investigados para a presença de micrometástases associando-se análise em microsséries e imunoistoquímica. Resultados: Micrometástases foram detectadas após a identificação de células neoplásicas citoqueratina e cromogranina positivas em microsséries de linfonodos. Dos 18 pacientes inicialmente estadiados como pN0 pela coloração de rotina com hematoxilina-eosina, 9 (50%) foram reestadiados como N1, e o prognóstico foi reavaliado em função de parâmetros histológicos e clínicos. A comparação das curvas de sobrevida mostrou que os pacientes sem micrometástases tiveram maior sobrevida do que os portadores de micrometástases. Além disso, após a análise multivariada controlada para idade, sexo, tipo histológico e reestadiamento, a presença de micrometástases mostrou-se como um fator independente na sobrevida. Entre os pacientes que haviam sido previamente estadiados como pN0, o risco de morte mostrou-se 7 vezes maior para os que foram posteriormente diagnosticados com micrometástases do que para aqueles nos quais não foram identificadas micrometástases. Conclusão: A combinação da análise em microsséries com a imunoistoquímica pode representar um método alternativo de baixo custo e menos demorado para identificar metástases ocultas e prever o prognóstico em pacientes portadores de CPNPC pN0 cujos tumores foram cirurgicamente ressecados. São necessários estudos prospectivos randomizados com casuísticas maiores para determinar a acurácia desse método alternativo.

 


Palavras-chave: Neoplasias pulmonares; Análise em microsséries; Cromogranina A; Análise da sobrevida.

 

3 - Incidência de pneumotórax residual após simpatectomia torácica videotoracoscópica com e sem drenagem pleural e sua possível influência na dor pós-operatória

The incidence of residual pneumothorax after video-assisted sympathectomy with and without pleural drainage and its effect on postoperative pain

Alexandre Garcia de Lima, Giancarlo Antonio Marcondes, Ayrton Bentes Teixeira, Ivan Felizardo Contrera Toro, Jose Ribas Milanez de Campos, Fábio Biscegli Jatene

J Bras Pneumol.2008;34(3):136-142

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar se o pneumotórax residual após simpatectomia torácica videotoracoscópica tem incidência diferente quando utilizada a drenagem pleural pós-operatória ou não e se este pneumotórax residual, quando presente, pode influenciar a dor pós-operatória até o 28º dia. Métodos: Foram incluídos todos os pacientes com queixa de hiperidrose palmoplantar primária atendidos no Ambulatório de Cirurgia Torácica do Hospital Estadual Sumaré, de julho a dezembro de 2006. Todos foram submetidos à simpatectomia do terceiro gânglio torácico por videotoracoscopia e aleatorizados para receber ou não drenagem pleural pós-operatória por 3 h. Todos foram avaliados no pós-operatório imediato com radiogramas de tórax e tomografia computadorizada de tórax de baixa emissão de energia para detecção de pneumotórax residual. Foram avaliados quanto à dor pós-operatória em diferentes momentos até o 28º dia de pós-operatório, por meio de escala numérica visual e dosagem requerida de analgésicos opióides. Resultados: Foram incluídos 56 pacientes neste estudo, 27 com drenagem pleural bilateral e 29 sem drenagem pleural. Não houve diferença estatística entre a incidência de pneumotórax residual após simpatectomia com e sem drenagem pleural. O pneumotórax residual, quando presente e diagnosticado por qualquer um dos métodos, não influenciou a dor pósoperatória até o 28º dia. Conclusão: Concluiu-se que a drenagem pleural tubular fechada, por um período de 3 h, no pós-operatório imediato de simpatectomia torácica videotoracoscópica, foi tão eficiente quanto a não drenagem, em relação à reexpansão pulmonar e à presença de pneumotórax residual. O pneumotórax residual, quando presente, não interferiu na dor pós-operatória até o 28º dia.

 


Palavras-chave: Hiperidrose; Simpatectomia; Dor pós-operatória; Pneumotórax; Drenagem; Pleura

 

4 - Versão brasileira da escala London Chest Activity of Daily Living para uso em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica

The Brazilian Portuguese version of the London Chest Activity of Daily Living scale for use in patients with chronic obstructive pulmonary disease

Marta Fioravante Carpes, Anamaria Fleig Mayer, Karen Muriel Simon, José Roberto Jardim, Rachel Garrod

J Bras Pneumol.2008;34(3):143 -151

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Traduzir a escala London Chest Activity of Daily Living (LCADL) para o português e verificar se essa versão é reprodutível em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) grave no Brasil. Métodos: Foram realizadas a tradução da escala LCADL para o português e a tradução retrógrada dessa versão em português para o inglês. Essa primeira versão em português foi aplicada a 8 pacientes com DPOC, e possíveis dificuldades em relação ao texto foram investigadas. As principais dificuldades encontradas foram discutidas com os autores da escala, chegando-se a uma versão final do instrumento. Essa versão final foi aplicada duas vezes a 31 pacientes com DPOC por dois observadores separadamente em um primeiro dia. Após 15-20 dias, essa mesma versão foi aplicada novamente aos mesmos pacientes por um dos observadores. No primeiro dia os pacientes foram submetidos à prova de função pulmonar e ao teste de caminhada de seis minutos (TC6). Resultados: A versão brasileira da escala LCADL demonstrou excelente reprodutibilidade no escore total e na maioria das questões, com um coeficiente alfa de Cronbach interobservador de 0,97 (IC95%: 0,89-0,97; p < 0,05) e um coeficiente alfa de Cronbach intra-observador de 0,96 (IC95%: 0,83-0,96; p < 0,05). O escore total dessa versão apresentou correlação negativa com o volume expiratório forçado no primeiro segundo em litros (r = −0,49; p < 0,05) e a distância percorrida no TC6 (r = −0,56; p < 0,05). Conclusão: A versão brasileira da escala LCADL é um instrumento confiável, reprodutível e válido para avaliar a dispnéia durante atividades de vida diária em pacientes com DPOC grave.

 


Palavras-chave: Atividades Cotidianas; Dispnéia; Técnicas de diagnóstico e procedimentos; Reprodutibilidade dos Resultados.

 

5 - Exame do escarro no manejo clínico dos pacientes com pneumonia adquirida na comunidade

Sputum examination in the clinical management of community-acquired pneumonia

Leonardo Gilberto Haas Signori, Maurício Weyh Ferreira, Luiz Carlos Hack Radünz Vieira, Karen Reetz Müller, Waldo Luís Leite Dias de Mattos

J Bras Pneumol.2008;34(3):152-158

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Este estudo retrospectivo avaliou a freqüência do uso da bacteriologia do escarro no manejo clínico de pacientes com pneumonia adquirida na comunidade (PAC) em um hospital geral, e se a utilização deste método modificou a mortalidade. Métodos: Os prontuários de pacientes internados no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre (RS) Brasil, para tratamento de PAC entre maio e novembro de 2004 foram revisados quanto aos seguintes aspectos: idade; sexo; gravidade da pneumonia (escore de Fine); presença de expectoração; bacteriologia do escarro; história de tratamento; resposta clínica; troca de tratamento; e mortalidade. Resultados: Foram avaliados 274 pacientes com PAC, sendo 134 do sexo masculino. Dentre os 274 pacientes, 79 (28,8%) apresentavam, de acordo com o escore de Fine, classe II; 45 (16,4%), classe III; 97 (35,4%), classe IV; e 53 (19,3%), classe V. Em 92 pacientes (33,6%), uma amostra de escarro foi colhida para exame bacteriológico. Obtivemos amostra válida em 37 casos (13,5%) e diagnóstico etiológico em 26 (9,5%), o que resultou em modificação do tratamento em apenas 9 casos (3,3%). A mortalidade geral foi 18,6%. Idade acima de 65 anos, a gravidade da PAC e a ausência de escarro associaram-se à maior mortalidade. A bacteriologia do escarro não influenciou o desfecho clínico, nem a taxa de mortalidade. Conclusão: O exame do escarro foi uma ferramenta diagnóstica utilizada na minoria dos pacientes, e não trouxe benefício detectável no manejo clínico dos pacientes com PAC tratados em ambiente hospitalar.

 


Palavras-chave: Pneumonia/etiologia; Escarro; Diagnóstico.

 

6 - Abandono do tratamento de tuberculose utilizando-se as estratégias tratamento auto-administrado ou tratamento supervisionado no Programa Municipal de Carapicuíba, São Paulo, Brasil

Noncompliance with tuberculosis treatment involving self administration of treatment or the directly observed therapy, short-course strategy in a tuberculosis control program in the city of Carapicuíba, Brazil

Amadeu Antonio Vieira, Sandra Aparecida Ribeiro

J Bras Pneumol.2008;34(3):159-166

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Verificar as taxas de abandono e identificar as variáveis relacionadas ao abandono do tratamento, segundo o tipo de estratégia utilizada em pacientes matriculados no Programa de Controle da Tuberculose do município de Carapicuíba (SP) Brasil. Método: Estudo longitudinal não concorrente de duas coortes de tratamento de tuberculose, a primeira de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2003 com a estratégia tratamento auto-administrado (173 casos) e a segunda de 1 de julho de 2004 a 30 de junho de 2005 com a estratégia tratamento supervisionado (187 casos). Resultados: A taxa de abandono diminuiu significativamente (p < 0,05), de 13,3% (tratamento auto-administrado) para 5,9% (tratamento supervisionado). Na estratégia tratamento auto-administrado, as variáveis associadas significativamente ao abandono foram: estar trabalhando na informalidade (risco relativo [RR] = 3,06); ser caso de retratamento (RR = 2,73); ser alcoolista (RR = 3,10); e não ter os contatos examinados (RR = 8,94). Não houve variável associada ao abandono para os casos sob a estratégia tratamento supervisionado. Conclusão: A estratégia tratamento supervisionado reduziu a taxa de abandono e produziu bons resultados quanto ao desfecho do tratamento, mesmo nos pacientes com fatores de risco para abandono como na coorte tratamento auto-administrado.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Auto-administração; Terapia diretamente observada; Recusa do paciente ao tratamento.

 

7 - Adaptação do Bird Mark 7 para oferta de pressão positiva contínua nas vias aéreas em ventilação não-invasiva: estudo em modelo mecânico

Adapting the Bird Mark 7 to deliver noninvasive continuous positive airway pressure: a bench study

Beatriz Mayumi Kikuti, Karen Utsunomia, Renata Potonyacz Colaneri, Carlos Roberto Ribeiro de Carvalho, Pedro Caruso

J Bras Pneumol.2008;34(3):167-172

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Testar a eficiência da adaptação do ventilador Bird Mark 7 para oferecer pressão positiva contínua nas vias aéreas, conhecida como continuous positive airway pressure (CPAP) em inglês, em ventilação não-invasiva. Métodos: Estudo experimental utilizando um modelo mecânico do sistema respiratório. O Bird Mark 7 foi alimentado com 400 e 500 kPa e foi testado em CPAP de 5, 10 e 15 cmH2O. Para avaliar a eficiência da adaptação foram analisados os seguintes variáveis: diferença entre a CPAP pré-determinada e a CPAP realmente atingida (CPAPreal); área da pressão da via aérea sob o nível de CPAP ajustado (ÁREACPAP); e volume corrente gerado. Resultados: A adaptação do Bird Mark 7 para oferecer CPAP em ventilação não-invasiva conseguiu atingir o volume corrente esperado em todas as situações de esforço inspiratório (normal ou elevado), pressão de alimentação (400 ou 500 kPa) e valor de CPAP (5, 10 ou 15 cmH2O). Para os CPAPs de 5 e 10 cmH2O, o CPAPreal foi muito próximo do pré-determinado, e a ÁREACPAP teve valor próximo de zero. Para o CPAP de 15 cmH2O, o CPAPreal ficou abaixo do pré-determinado, e a ÁREACPAP teve valor elevado. Conclusão: A eficiência da adaptação do Bird Mark 7 para oferecer CPAP em ventilação não-invasiva foi boa para os valores de CPAP de 5 e 10 cmH2O e insuficiente para CPAP de 15 cmH2O. Se adaptado como em nosso estudo, o Bird Mark 7 pode ser uma opção para oferta de CPAP até 10 cmH2O em locais onde equipamentos de ventilação não-invasiva são escassos ou inexistentes.

 


Palavras-chave: Respiradores mecânicos; Respiração com pressão positiva; Pressão positiva contínua nas vias aéreas.

 

Artigo de Revisão

8 - Diagnóstico dos transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano

Diagnosis of circadian rhythm sleep disorders

Denis Martinez, Maria do Carmo Sfreddo Lenz, Luiz Menna-Barreto

J Bras Pneumol.2008;34(3):173-180

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Queixas de insônia e sonolência excessiva são comuns na investigação dos distúrbios respiratórios do sono; os transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano talvez sejam as causas mais freqüentemente esquecidas no diagnóstico diferencial destes sintomas. Estes transtornos se manifestam por desalinhamento entre o período do sono e o ambiente físico e social de 24 h. Os dois transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano mais prevalentes são o de fase atrasada (comum em adolescentes) e avançada do sono (comum em idosos), situações nas quais o período de sono se desloca para mais tarde e mais cedo, respectivamente. As possíveis confusões com insônia e sonolência excessiva tornam importante ter sempre em mente estes transtornos. Entretanto, há nove possíveis diagnósticos, e todos são de interesse clínico. Como a luz é o principal sinal para sincronizar os relógios biológicos, pessoas cegas e trabalhadores em turnos e noturno são os mais propensos a desenvolver transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano. Neste artigo, revisa-se a nova classificação internacional dos transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano.

 


Palavras-chave: Ritmo circadiano; Transtornos do sono; Distúrbios do início e da manutenção do sono; Fases do sono; Síndromes da apnéia do sono.

 

Relato de Caso

9 - Pneumonia eosinofílica crônica secundária ao uso prolongado de nitrofurantoína: achados da tomografia computadorizada de alta resolução do tórax

Chronic eosinophilic pneumonia secondary to long-term use of nitrofurantoin: high-resolution computed tomography findings

Rosane Rodrigues Martins, Edson Marchiori, Sérgio Lopes Viana, Luiz Sérgio Pereira Grillo Júnior, Vera Luiza Capelozzi, Laércio Moreira Valença

J Bras Pneumol.2008;34(3):181-184

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Os autores relatam o caso de uma paciente com estenose de uretra que desenvolveu pneumonia eosinofílica crônica secundária ao uso prolongado de nitrofurantoína como profilaxia para infecção urinária de repetição. A paciente havia sido submetida a uma biópsia pulmonar a céu aberto. É dada ênfase aos achados da tomografia computadorizada de alta resolução do tórax, já que, embora as alterações pulmonares associadas à toxicidade da nitrofurantoína geralmente sejam basais e bilaterais, no caso aqui descrito, as lesões de natureza interstícioalveolares situaram-se nas regiões subpleurais dos lobos superiores. Esses achados, por si só, são muito sugestivos de pneumonia eosinofílica crônica. O diagnóstico foi confirmado por meio da revisão da biópsia.

 


Palavras-chave: Pneumonia; Eosinofilia pulmonar; Nitrofurantoína/efeitos adversos; Tomografia computadorizada por raios X.

 

10 - Tumor de células gigantes costal ocupando todo o hemitórax

Giant cell tumor of the rib occupying the entire hemithorax

Samuel Zuínglio de Biasi Cordeiro, Paulo de Biasi Cordeiro, Aureliano Mota Cavalcanti Sousa, Deborah Cordeiro Lannes, Gustavo Soares de Moura Pierro

J Bras Pneumol.2008;34(3):185-188

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Os autores relatam o caso de uma paciente de 28 anos de idade portadora de tumor de células gigantes originário da costela. O tumor de grandes dimensões (25 × 17 cm) ocupava todo o hemitórax e causava atelectasia do pulmão esquerdo. Tratava-se de uma neoplasia mesenquimal benigna, a qual raramente acomete as costelas. Foi realizada toracotomia com ressecção em bloco da parede torácica e do tumor. O objetivo deste artigo é enfatizar que, apesar da grande dimensão do tumor, ele pôde ser completamente ressecado, e o pulmão foi reabilitado.

 


Palavras-chave: Neoplasias; Células gigantes; Mesoderma; Toracotomia; Registros médicos.

 

 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1