Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 1997 - Volume 23  - Número 4  (Julho/Agosto)






Artigo Original

1 - Estudo comparativo entre a técnica de uso, efeito broncodilatador e efeitos adversos imediatos de terbutalina via "Turbuhaler" e salbutamol via aerossol em asmáticos

Comparative study between technical use, immediate bronchodilation, and adverse effects of the terbutaline turbuhaler and salbutamol (albuterol) in asthmatic patients

Luiz Fernando F. Pereira, Nelson Morrone

J Bras Pneumol.1997;23(4):167-173

Resumo PDF PT English Text

Resumo: Os b-agonistas, por via inalatória, são considerados broncodilatadores de primeira escolha para alívio dos sintomas da asma. O dispositivo mais utilizado para sua administração é o aerossol. Entretanto, estes utilizam propelente que lesa a camada de ozônio e são usados incorretamente pela maioria dos pacientes. Uma das alternativas mais usadas em sua substituição, ainda pouco utilizada no Brasil, é o nebulizador de pó de múltiplas doses (Turbuhaler). Objetivos: Comparar a técnica de uso, efeito broncodilatador e efeitos adversos de salbutamol aerossol (SA) com terbutalina Turbuhaler (TT), em doses eqüipotentes, em asmáticos ambulatoriais com obstrução leve do fluxo aéreo (pico de fluxo expiratório - PFE: ³ 60% e < 80% do previsto). Material e métodos: Em estudo aberto e paralelo foram randomizados dois grupos de 20 pacientes para receber 200mg de SA ou 500mg de TT. Após 30 minutos os pacientes com melhora do PFE inferior a 15% do basal e/ou 30L/min ou com persistência deste em valores inferiores a 80% do previsto recebiam nova dose das mesmas drogas. Todos os pacientes eram orientados quanto à técnica correta de uso dos dispositivos imediatamente antes de cada inalação. Resultados: A melhora clínica e a do PFE foram semelhantes nos dois grupos (SA 69,5L/min e TT 58,1L/min, p > 0,05). Seis pacientes do grupo SA e 7 do grupo TT necessitaram de 2ª dose de broncodilatadores, sendo a melhora clínico-funcional semelhante. Todos os pacientes do grupo SA tiveram pelo menos um erro de técnica de uso do nebulizador comparado com 11 do grupo TT (p < 0,05). Os efeitos adversos foram mais freqüentes com TT, devido a queixa de gosto desagradável por 9 pacientes. Quinze dos 18 pacientes que usaram TT consideraram este mais simples de usar do que o SA. Conclusões: 1) a técnica de uso do Turbuhaler é mais simples do que a do nebulizador dosimetrado; 2) o efeito broncodilatador e adverso de SA 200mg é semelhante ao efeito de TT 500mg; 3) metade dos pacientes que utilizaram TT se queixou de gosto desagradável na boca.

 


Palavras-chave: Asma. Salbutamol aerossol. Terbutalina Turbuhaler.

 

2 - Avaliação da associação de quinolona e ampicilina no tratamento hospitalar de pneumonias graves adquiridas na comunidade

Evaluation of ampicillin-quinolone association in hospital treatment of severe community-acquired pneumonia

Dinália Maria Ribeiro, Marísia de Almeida Ritti, Cátia Esmeralda do Carmo, Bruno do Valle Pinheiro, Jorge Baldi, Júlio César Abreu de Oliveira

J Bras Pneumol.1997;23(4):174-178

Resumo PDF PT English Text

Objetivo: Avaliar a eficácia da associação de ampicilina e quinolona no tratamento das PAC graves. Natureza do estudo: Prospectivo, aberto, realizado no Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora, entre março de 1994 e setembro de 1995. Casuística e métodos: Foram estudados os pacientes com diagnóstico de PAC grave. O diagnóstico de pneumonia baseou-se na presença de febre associada a pelo menos três das seguintes condições: tosse, expectoração purulenta, dor torácica pleurítica, leucocitose ou leucopenia, radiografia de tórax com infiltrados compatíveis com pneumonia. A gravidade da pneumonia foi definida pela presença de manifestações clínicas e laboratoriais que enquadrassem o paciente no diagnóstico de sepse grave, segundo o consenso do Colégio Americano de Pneumologia e da Sociedade de Terapia Intensiva. Resultados: Foram estudados 23 pacientes, sendo um excluído após o diagnóstico de tuberculose pulmonar. Entre os 22 pacientes que permaneceram, houve cura da pneumonia em 21, com apenas 1 óbito. Efeitos adversos ocorreram em um paciente (farmacodermia). Conclusão: A associação ampicilina-quinolona é eficaz no tratamento da pneumonia grave adquirida na comunidade.

 


3 - Prevalência de sintomas respiratórios e avaliação espirométrica em trabalhadores de marmorarias

Prevalence of respiratory symptoms and spirometric evaluation in marble workers

Ayrdes Benedita Duarte dos Anjos Pivetta, Clóvis Botelho

J Bras Pneumol.1997;23(4):179-188

Resumo PDF PT English Text

A prevalência de sintomas respiratórios em uma população de risco, ou não, é um indicador indireto de doenças respiratórias agudas e crônicas, com alto grau de confiabilidade do ponto de vista epidemiológico. Com o objetivo de contribuirmos para tanto, realizamos estudo de prevalência, em trabalhadores de marmorarias ocupacionalmente expostos a poeira de sílica, cujo critério de admissão foi trabalhar no beneficiamento de pedras brutas de granito, ardósia e mármore. Através da aplicação de um questionário padronizado de sintomas respiratórios, 84 trabalhadores de marmorarias foram estudados. Todos eram do sexo masculino, com média de idade de 26,2 (± 7,4) anos e baixo tempo de exposição a poeiras de pedras, sendo que 52 deles tinham menos de cinco anos de exposição. Quanto ao tabagismo, 34 eram fumantes (10,0 ± 2,3 anos-maço), 9 ex-fumantes e 41 não fumantes. Detectaram-se 24 trabalhadores com tosse, 30 com catarro, 1 com dispnéia grau III, 5 com chiado, 38 sintomáticos respiratórios e 9 trabalhadores bronquíticos. A função pulmonar, avaliada pela espirometria em 82 trabalhadores, foi normal em 78 e revelou obstrução leve em 4. Inicialmente, encontrou-se associação significante entre tempo de exposição a poeira e bronquite crônica (OR = 5,37; IC de 95% = 1,01-28,74). Entretanto, após controlar por tabagismo e idade, em regressão logística, a associação foi perdida (OR = 1,21; IC de 95% = 0,12-11,93). Já a associação estatisticamente significante entre tabagismo e bronquite crônica (OR = 14,18; IC de 95% = 1,80-111,62) permaneceu de forma marginal, mesmo após controlar por tempo de exposição a poeira e idade (OR = 6,34; IC de 95% = 0,76-52,94). Estes resultados sugerem que a prevalência de bronquite crônica, entre os trabalhadores das marmorarias estudadas, está mais fortemente associada com tabagismo do que com tempo de exposição a poeira de pedras.

 


4 - Resultado da timectomia em doentes com miastenia gravis

Response to thymectomy in patients with myasthenia gravis

Roberto Saad Jr., Cristina Cordeiro Arranz, Vicente Dorgan Neto, Jaqueline Arantes Giannini, Márcio Botter

J Bras Pneumol.1997;23(4):189-192

Resumo PDF PT English Text

O objetivo deste trabalho foi o de mostrar os resultados do tratamento operatório, realizado em 17 doentes portadores de miastenia gravis, no Departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo no período de 1985 a 1994. Nove doentes (52,9%) eram do sexo feminino e a média de idade foi de 30,3 anos. Ptose, astenia e diplopia foram os sintomas mais comuns. Outros sintomas incluíram: dispnéia, disfonia, disfagia, dor torácica e emagrecimento. O tempo de evolução médio da doença foi de 17,5 meses (variando de 3 a 96 meses). Os métodos diagnósticos utilizados foram: radiografia de tórax, teste do Tensilon, eletroneuromiografia e tomografia computadorizada do tórax. Todos os doentes foram submetidos a timectomia; a via de acesso escolhida foi a esternotomia mediana. O acompanhamento ambulatorial pós-operatório variou de um mês a dez anos. Apenas um doente não retornou ao ambulatório. Remissão ou notável melhora da sintomatologia foi obtida em 12 doentes (75%). Os quatro doentes restantes apresentaram pouca ou nenhuma resposta à timectomia.

 


Palavras-chave: Timectomia. Miastenia gravis.

 

Relato de Caso

5 - Abordagem atual no tratamento da neoplasia de pulmão não-pequenas células avançada: revisão

Current approach to advanced non-small cell lung cancer: review

Mauro Zukin, Rogério Lilenbaum

J Bras Pneumol.1997;23(4):193-196

Resumo PDF PT English Text

Muitos avanços têm sido realizados no tratamento da neoplasia de pulmão não-pequenas células nos últimos anos. O tratamento combinado utilizando quimioterapia aumentou a sobrevida dos pacientes com doença localmente avançada (estágio III) quando comparado com radioterapia ou cirurgia. A utilização dos novos agentes quimioterápicos, usados tanto isoladamente quanto em combinação, representou grande impacto nos resultados dos pacientes com doença metastática (estágio IV). Os estudos randomizados em andamento certamente definirão os novos tratamentos-padrão e provavelmente irão melhorar o prognóstico para os pacientes com neoplasia de pulmão não-pequenas células avançada.

 


Palavras-chave: Localmente avançado. Neoplasia de pulmão não-pequenas células.

 

Artigo de Revisão

6 - Padrões histológicos dos processos infiltrativos difusos em colagenoses

Ester Nei Aparecida Martins Coletta

J Bras Pneumol.1997;23(4):197-207

PDF PT


Relato de Caso

7 - Regressão de aneurisma pulmonar na doença de Behçet

Pulmonary aneurysm regression in Behçet's disease

Walder G. Pereira de Barros, Nelson Morone Jr., Roseli R. Brito, José A. Baddini Martinez

J Bras Pneumol.1997;23(4):208-210

Resumo PDF PT English Text

Os autores apresentam um caso de paciente com doença de Behçet que se queixava de início súbito de dispnéia aos pequenos esforços, tosse seca, astenia e cefaléia frontal. Relatava também emagrecimento importante no último mês, quando foi feito tratamento presuntivo para tuberculose e, após apresentar hemoptise volumosa, foi encaminhado para esclarecimento diagnóstico. Com história clínica e exame físico detalhados, foi feito o diagnóstico de doença de Behçet, sendo iniciado tratamento com droga imunossupressora associada a corticosteróide e conseqüente regressão dos aneurismas. Neste artigo são discutidos também os aspectos clínicos, radiológicos, histopatológicos e terapêuticos dessa síndrome.

 


Palavras-chave: Doença de Behçet. Aneurismas de artéria pulmonar.

 

8 - Nocardiose pulmonar: apresentação de caso clínico com evolução desfavorável

Pulmonary nocardiosis: presentation of a clinical case with poor evolution

Lilia Azzi Collet R. Camargo, Edmir Fêlix da Silva Junior, Miltom S. Lapchik, Celso Di Loreto

J Bras Pneumol.1997;23(4):211-214

Resumo PDF PT English Text

É apresentado um caso de nocardiose pulmonar com evolução desfavorável ocorrido em um paciente de 62 anos com quadro de confusão mental, choque séptico e leucocitose importante. A má evolução do caso ocorreu mesmo na vigência de antibioticoterapia com sulfametoxazol + trimetoprim (SMX + TMP) e posteriormente com ceftriaxona + clindamicina. São discutidos e revisados os métodos diagnósticos, epidemiologia e terapêutica desta infecção, salientando-se a importância de um diagnóstico presuntivo precoce e isolamento por cultura com antibiograma das amostras de Nocardia spp com objetivos de adequação terapêutica.

 


Palavras-chave: Pneumonia. Nocardia.

 

9 - Paciente jovem com derrame pleural e insuficiência respiratória

Rosali T. Rocha, Januário M. Souza, Sergio A. Oliveira, Edson Norbert Genta

J Bras Pneumol.1997;23(4):215-219

PDF PT


 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1