Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

Busca avançada

Ano 2009 - Volume 35  - Número 2  (/Fevereiro)






Artigo Original

2 - Avaliação semiquantitativa ecocardiográfica de dilatações vasculares intrapulmonares em candidatos a transplante hepático: correlação com avaliação de shunt e parâmetros funcionais pulmonares

Semiquantitative echocardiographic evaluation of intrapulmonary vascular dilatations: correlation with evaluation of shunt levels and pulmonary function parameters

Maria Angélica Pires Ferreira, Sérgio Saldanha Menna Barreto, Marli Maria Knorst, Mario Reis Álvares da Silva, Antonio Furlan Pinotti

J Bras Pneumol.2009;35(2):106-113

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Verificar a relação entre a avaliação semiquantitativa de dilatações vasculares intrapulmonares (DVIP) e a avaliação quantitativa de shunt, e descrever achados clínicos e funcionais pulmonares em uma amostra de hepatopatas com DVIP. Métodos: Pacientes com ecocardiografia transtorácica (ETT) positiva para DVIP foram submetidos à avaliação clínica e de função pulmonar assim como à quantificação de shunt intrapulmonar (cintilografia com macroagregados de albumina marcados com tecnécio-99m e por gasometria com oxigênio a 100%). Resultados: Foram estudados 28 pacientes cirróticos (média de idade, 47,5 anos; 60,7% dos casos classificados como Child-Pugh B). Uma escala de 4 pontos, em ordem ascendente, foi utilizada para medir a intensidade das DVIP, classificada de 1 a 4, respectivamente, em 13 (46,4%), 9 (32,1%), 2 (7,1%) e 4 (14,3%) dos pacientes. A amostra foi dividida em grupo baixa intensidade (escores 1 e 2) e grupo alta intensidade (escores 3 e 4). A média de shunt por cintilografia foi 14,9% na amostra total, sendo menor no grupo baixa intensidade (11,7% vs. 26,3%; p = 0,01). O grupo alta intensidade teve maiores valores de shunt através de gasometria (8,3% vs. 16,3%; p < 0.001). A PaO2 média foi inferior no grupo alta intensidade. A intensidade de DVIP e a DLCO correlacionaram- se de forma inversa (r = −0,406, p = 0,01). Conclusões: A ETT é um método útil e seguro para avaliação da gravidade das DVIP em pacientes com hepatopatia. A classificação ecocardiográfica da intensidade das DVIP se correlacionou com valores de shunt intrapulmonar obtidos pelos métodos quantitativos avaliados, bem como com anormalidades nas trocas gasosas pulmonares.

 


Palavras-chave: Anóxia; Cirrose hepática; Síndrome hepatopulmonar; Ecocardiografia.

 

3 - Fatores de risco e profilaxia para tromboembolismo venoso em hospitais da cidade de Manaus

Risk factors and prophylaxis for venous thromboembolism in hospitals in the city of Manaus, Brazil

Edson de Oliveira Andrade, Fábio Arruda Bindá, Ângela Maria Melo da Silva, Thais Ditolvo Alves da Costa, Marcélio Costa Fernandes, Márcio Costa Fernandes

J Bras Pneumol.2009;35(2):114-121

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Identificar e classificar os fatores de risco para tromboembolismo venoso (TEV) em pacientes internados, avaliando as condutas médicas adotadas para a profilaxia da doença. Métodos: Estudo observacional, de corte transversal no período de janeiro a março de 2006, envolvendo uma população de pacientes internados em três hospitais na cidade de Manaus (AM). A estratificação do risco para TEV foi feita com base nos critérios da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e da International Union of Angiology. Foram avaliados variáveis sobre os fatores de risco clínicos, cirúrgicos e medicamentosos, assim como os métodos profiláticos para TEV. Os dados foram analisados estatisticamente, adotando-se um alfa de 5% e IC95%. Os dados qualitativos foram analisados pelo teste do qui-quadrado e os dados quantitativos pelo teste t de Student. Resultados: Foram estudados 1.036 pacientes num total de 1.051 internações, sendo 515 (49,7%) homens e 521 (50,3%) mulheres. Um total de 23 de fatores de risco para TEV foram identificados (número total de eventos, 2.319). O risco estratificado para TEV foi de 50,6%, 18,6% e 30,8% das internações para risco alto, moderado e baixo, respectivamente. Em 73,3% das internações, não foram adotadas medidas profiláticas não-medicamentosas durante o período do estudo, e em 74% das internações que apresentavam risco moderado ou alto, não foram adotadas quaisquer medidas terapêuticas medicamentosas. Conclusões: Este estudo evidenciou que, na população estudada, os fatores de risco foram frequentes e que medidas profiláticas não foram utilizadas para pacientes com riscos potenciais de desenvolverem TEV e suas complicações.

 


Palavras-chave: Tromboembolia venosa; Fatores de risco; Trombose venosa/prevenção & controle.

 

4 - Expectativas y satisfacción en el tratamiento del neumotórax espontáneo primario recurrente tratado por toracotomía o cirugía torácica video-asistida

Expectations and patient satisfaction related to the use of thoracotomy and video-assisted thoracoscopic surgery for treating recurrence of spontaneous primary pneumothorax

Jorge Ramón Lucena Olavarrieta, Pául Coronel

J Bras Pneumol.2009;35(2):122-128

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar los resultados de la toracotomía con la video-assisted thoracoscopic surgery (VATS, cirugía torácica video-asistida) en el tratamiento de las recurrencias del neumotórax espontáneo primario. Métodos: Se revisaron los expedientes clínicos de los pacientes con neumotórax primario recurrente dividiéndose en dos grupos: pacientes sometidos a toracotomía (n = 53, grupo toracotomía) y pacientes sometidos a VATS (n = 47, grupo VATS). Resultados: La morbilidad fue mayor en el grupo A. Sin mortalidad en ninguno de los dos grupos. La duración de la hospitalización fue similar. Los pacientes del grupo toracotomía necesitaron más dosis de narcóticos durante períodos más largos de tiempo que los del grupo VATS (p < 0.05). Se presentó una recurrencia en el grupo toracotomía (3%). El 68% de los pacientes del grupo VATS y el 21% del grupo toracotomía clasificaron su dolor como insignificante transcurrido un mes de la cirugía (p < 0.05). A los tres años, el 97% de los sometidos a VATS se consideraron totalmente recuperados comparado con el 79% del grupo de toracotomía (p < 0.05). El 90% del grupo toracotomía y el 3% del grupo VATS se quejaban de dolor necesitando analgésicos por más de una vez al mes, 13% de los sometidos a toracotomía requirieron la asistencia de la clínica del dolor. Conclusiones: La VATS es la primera elección en el tratamiento de la recidiva del neumotórax espontáneo primario.

 


Palavras-chave: Toracoscopía; Cirugía torácica asistida por video; Recurrencia; Neumotórax.

 

5 - Repercussões tardias de um programa de reabilitação pulmonar sobre os índices de ansiedade, depressão, qualidade de vida e desempenho físico em portadores de DPOC

Long-term repercussions of a pulmonary rehabilitation program on the indices of anxiety, depression, quality of life and physical performance in patients with COPD

Rossane Frizzo de Godoy, Paulo José Zimermann Teixeira, Benno Becker Júnior, Maurício Michelli, Dagoberto Vanoni de Godoy

J Bras Pneumol.2009;35(2):129-136

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar os efeitos, após 24 meses, de um programa de reabilitação pulmonar (PRP) sobre os níveis de ansiedade, depressão, qualidade de vida e desempenho físico em pacientes com DPOC. Métodos: Trinta pacientes com DPOC (idade média, 60,8 ± 10 anos; 70% do sexo masculino) participaram de um PRP com 12 semanas de duração, incluindo 24 sessões de exercício físico, 24 sessões de reeducação respiratória, 12 sessões de psicoterapia e 3 sessões educacionais. Os pacientes foram avaliados na linha de base (pré-PRP), ao término do PRP (pós-PRP) e dois anos mais tarde (momento atual) através de quatro instrumentos: Inventário de Ansiedade de Beck; Inventário de Depressão de Beck; Questionário Respiratório do Hospital Saint George; e teste da caminhada de 6 minutos (TC6). Resultados: A comparação entre o pré-PRP e o pós-PRP revelou uma redução significativa dos níveis de ansiedade (pré-PRP: 10,7 ± 6,3; pós-PRP: 5,5 ± 4,4; p = 0,0005) e de depressão (pré-PRP: 11,7 ± 6,8; pós-PRP: 6,0 ± 5,8; p = 0,001), assim como melhoras na distância percorrida no TC6 (pré-PRP: 428,6 ± 75,0 m; pós-PRP: 474,9 ± 86,3 m; p = 0,03) e no índice de qualidade de vida (pré-PRP: 51,0 ± 15,9; pós-PRP: 34,7 ± 15,1; p = 0,0001). Não houve diferenças estatisticamente significativas entre os resultados do pós-PRP e os do momento atual. Conclusões: Os benefícios obtidos através do PRP sobre os índices de ansiedade, depressão e qualidade de vida, assim como no TC6, persistiram ao longo dos 24 meses.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica; Reabilitação; Exercício; Qualidade de vida; Ansiedade; Depressão.

 

6 - Perfil nutricional, clínico e socioeconômico de pacientes com fibrose cística atendidos em um centro de referência no nordeste do Brasil

Nutritional, clinical and socioeconomic profile of patients with cystic fibrosis treated at a referral center in northeastern Brazil

Isabel Carolina da Silva Pinto, Cristiane Pereira da Silva, Murilo Carlos Amorim de Britto

J Bras Pneumol.2009;35(2):137-143

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever o perfil de pacientes portadores de fibrose cística (FC). Métodos: Estudo transversal, prospectivo, avaliando fibrocísticos de ≤ 18 anos, durante o período de março a julho de 2006, em um centro de referência no nordeste do Brasil. A avaliação nutricional foi realizada pelo escore Z de altura/idade (A/I), peso/idade (P/I) e peso/altura (P/A) e %peso/altura (%P/A), além de medidas de composição corporal. Foram obtidos dados socioeconômicos e clínicos. Resultados: Foram avaliados 21 pacientes, sendo 12 (57,1%) do sexo feminino. A média de idade de diagnóstico foi de 3,8 ± 3,9 anos, e as principais características ao diagnóstico foram infecção respiratória (85,7%), esteatorreia (66,7%) e déficit nutricional (47,6%). A média de escore Z para P/I, A/I e P/A, respectivamente, foi de −0,73 ± 0,28, −0,34 ± 0,21 e −0,73 ± 0,35. A média de %P/A foi de 94,52 ± 1,58. O percentual de desnutridos divergiu quando avaliado pelo escore Z e %P/A (déficit nutricional em 66,7% e 33,3%, respectivamente; p > 0,05). Os pacientes eutróficos apresentaram melhores condições socioeconômicas (p > 0,05) e clínicas, com melhor escore de Shwachman (p < 0,05) quando comparados aos distróficos. Conclusões: Eutrofia foi encontrada através dos indicadores nutricionais (P/I, A/I e P/A), ao passo que déficit nutricional foi encontrado quando avaliada a composição corporal. As condições socioeconômicas apresentaram-se favoráveis, principalmente em relação ao grau de instrução materna e renda per capita. A idade de diagnóstico foi maior do que o relatado na literatura, embora o escore de Shwachman e o número de infecções respiratórias tenham demonstrado que os pacientes tinham boas condições clínicas.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Avaliação nutricional; Sintomas clínicos; Condições socioeconômicas.

 

7 - Efetividade de um modelo fotogramétrico para a análise da mecânica respiratória toracoabdominal na avaliação de manobras de isovolume em crianças

Effectiveness of a photogrammetric model for the analysis of thoracoabdominal respiratory mechanics in the assessment of isovolume maneuvers in children

Denise da Vinha Ricieri, Nelson Augusto Rosário Filho

J Bras Pneumol.2009;35(2):144-150

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Testar a aplicabilidade de um modelo geométrico, adaptado à postura deitada, para a análise da mecânica respiratória em relação à variação das áreas toracoabdominais laterais em crianças asmáticas. Métodos: Dezenove crianças (média de idade: 11,26 ± 1,28 anos) realizaram manobras de isovolume (MIV) após inspiração máxima, seguida de fechamento da glote e alternância do ar entre os compartimentos abdominal e torácico. As manobras foram filmadas por uma câmera digital perpendicular ao plano de movimento, e as imagens de interesse foram selecionadas. O modelo geométrico foi traçado sobre cada imagem, orientado por marcadores de superfície em referências anatômicas. As áreas traçadas foram calculadas através de um programa, e os resultados foram convertidos para unidades métricas (cm2) utilizando um marcador de superfície de área conhecida. Foram calculadas as contribuições relativas (CRs) dos subcompartimentos em relação ao seu compartimento de origem e à parede torácica (PT). Resultados: O modelo foi medido a partir de 55 imagens de MIV torácicas e de 55 de MIV abdominais, e as áreas e subáreas entre as manobras foram comparadas, havendo diferenças significativas para todos os subcompartimentos (p < 0,001). Todas as CRs, em relação à PT, foram também significativamente diferentes (p < 0,001), mas não aquelas em relação às razões entre os subcompartimentos e os compartimentos de origem. Conclusões: Este modelo geométrico, aplicado em crianças e adaptado à postura deitada, foi efetivo na diferenciação das variações do contorno toracoabdominal durante as MIV, e os níveis de divisão propostos foram úteis na identificação das regiões mais e menos contributivas à composição da PT.

 


Palavras-chave: Fotogrametria; Mecânica respiratória; Processamento de imagem assistida por computador.

 

8 - Comparação de valores de PFE em uma amostra da população da cidade de São Carlos, São Paulo, com valores de referência

Comparison between PEF values obtained from a population sample in the city of São Carlos, Brazil, and reference values

Cilso Dias Paes, Bruna Varanda Pessoa, Maurício Jamami, Valéria Amorim Pires Di Lorenzo, Kamilla Tays Marrara

J Bras Pneumol.2009;35(2):151-156

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar os valores de referência para PFE sugeridos por outros autores em 1963, 1989 e 2001 (para populações nos EUA, na Inglaterra e em Cuba, respectivamente) com os valores de PFE coletados de uma amostra da população da cidade de São Carlos (SP), verificando se há concordância entre estes. Métodos: Participaram do estudo 243 indivíduos (123 mulheres; 120 homens) na faixa etária entre 20 e 70 anos. A coleta de PFE foi realizada com o indivíduo em pé, utilizando um clipe nasal, através de medidor de PFE portátil. Os valores obtidos foram comparados com os previstos, utilizando-se o teste de Friedman e post hoc de Dunn (p < 0,05). Resultados:  Observou- se diferença significativa para todas as faixas etárias, em ambos os sexos, quanto aos valores previstos em 1989; o mesmo ocorreu para as faixas etárias 20-30, 31-40 anos, em ambos os sexos, e 61-70 anos para mulheres quanto aos valores de 2001, assim como para a faixa etária 20-30 anos para homens quanto aos valores previstos em 1963. Conclusões: Os valores previstos em 1963 são aceitáveis para uma população de indivíduos com as mesmas características da amostra estudada, exceto para os homens de 20-30 anos. Nosso estudo provou ter grande relevância devido ao tamanho da amostra estudada quando comparado ao do trabalho realizado em 1963. A maioria dos valores previstos em 1989 e 2001 superestimou os valores de PFE obtidos nesse estudo, indicando sua inadequação para a população estudada.

 


Palavras-chave: Valores de referência; Testes de função respiratória; Obstrução das vias respiratórias;Pico do fluxo expiratório.

 

9 - Características de pacientes com câncer de pulmão na cidade de Manaus

Characteristics of patients with lung cancer in the city of Manaus, Brazil

Fernando Luiz Westphal, Luis Carlos de Lima, Edson Oliveira Andrade, José Corrêa Lima Netto, Andrei Salvioni da Silva, Bruna Cecília Neves de Carvalho

J Bras Pneumol.2009;35(2):157-163

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Analisar as características de pacientes com câncer de pulmão. Métodos: Estudo retrospectivo e descritivo dos pacientes com diagnóstico histopatológico de câncer de pulmão entre 1995 e 2002 em Manaus (AM). Os dados dos pacientes foram coletados nos arquivos médicos de três hospitais. As análises estatísticas foram realizadas, e as curvas de sobrevida geradas a partir do estimador atuarial. Resultados: Dos 352 pacientes selecionados, 262 (74,4%) eram do sexo masculino e 90 (25,6%) do feminino. A média de idade foi de 62 anos. Os seguintes tipos histológicos foram encontrados: carcinoma de células escamosas, 62,8%; adenocarcinoma, 24,7%; carcinoma de pequenas células, 9,1%; e carcinoma de grandes células, 3,4%. Os estádios IIIB e IV foram os mais comuns, com uma frequência de 45% e 21,5%, respectivamente. Da amostra total, 73,4% foram submetidos a tratamento. Desses, 51,4% foram submetidos à radioterapia; 16,6%, à cirurgia; 15,8%, à quimioterapia; e 16,2%, à radioterapia associada à quimioterapia. Os níveis de sobrevida acumulada foram baixos: a sobrevida em três anos foi de 6,5% e a sobrevida em cinco anos foi de 3,5%. Conclusões: Este grupo de pacientes com câncer de pulmão apresentou uma sobrevida muito pequena, divergindo dos resultados encontrados na literatura. Isto é provavelmente decorrente da dificuldade de acesso ao sistema de saúde especializado e do estágio avançado do diagnóstico.

 


Palavras-chave: Neoplasias pulmonares; Estadiamento de neoplasias; Sobrevivência.

 

10 - Influência das máscaras facial total, facial e nasal nos efeitos adversos agudos durante ventilação não-invasiva

Influence of total face, facial and nasal masks on short-term adverse effects during noninvasive ventilation

Marcelo Alcantara Holanda, Ricardo Coelho Reis, Georgia Freire Paiva Winkeler, Simone Castelo Branco Fortaleza, José Wellington de Oliveira Lima, Eanes Delgado Barros Pereira

J Bras Pneumol.2009;35(2):164-173

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Falhas da ventilação não-invasiva (VNI) têm sido relacionadas a efeitos adversos agudos do uso de máscaras. O objetivo deste estudo foi comparar a incidência, tipo e intensidade de eventos adversos e conforto das máscaras facial total (MFT), facial (MF) e nasal (MN). Métodos: Estudo randomizado, tipo cruzado, em 24 voluntários sadios submetidos a seis períodos de VNI, modo bilevel positive airway pressure em ajustes de baixa e moderada a alta pressão. Foi aplicado um questionário de avaliação de onze eventos adversos especificamente relacionados ao uso das máscaras. O conforto foi avaliado por escala visual analógica. O CO2 exalado no circuito foi medido entre a conexão da máscara e o orifício de exalação. Resultados: A MFT teve desempenho similar a MF e MN quanto a escores de conforto. A aplicação de pressões mais altas reduziu o conforto e aumentou a incidência e a intensidade dos eventos adversos, independentemente do tipo de máscara. A MFT teve melhor desempenho quanto a vazamentos e dor no nariz e pior resultado quanto ao ressecamento oronasal e claustrofobia. A MF teve o pior resultado quanto a vazamentos. A pressão parcial do CO2 exalado no circuito permaneceu em zero com a MFT. Conclusões: Os eventos adversos agudos causados pelas interfaces de VNI são relacionados ao tipo de máscara e aos parâmetros de pressão. A MFT é uma alternativa confiável às MF e MN. A reinalação de CO2 a partir do circuito é menos provável de ocorrer com a MFT.

 


Palavras-chave: Ventilação com pressão positiva intermitente; Máscaras/efeitos adversos; Insuficiência respiratória; Análise de falha de equipamento.

 

Comunicação Breve

11 - Incidência de TB diagnosticada no pronto-atendimento de um hospital escola na região sudeste do Brasil

Incidence of TB diagnosed in the emergency room of a teaching hospital in southeastern Brazil

Silvana Spíndola de Miranda, Ana Rita de Paiva Toledo, Simone Rodrigues Ribeiro, Izabela Magalhães Campos, Petra Maria de Oliveira Duarte Sthur, Afrânio Lineu Kritski

J Bras Pneumol.2009;35(2):174-178

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Neste trabalho, analisamos o número de casos de TB em um pronto-atendimento (PA) e o perfil de sensibilidade das cepas de Mycobacterium tuberculosis. Pacientes atendidos no Hospital das Clínicas, em Belo Horizonte (MG), foram selecionados. Entre 2002 e 2005, 240 pacientes com TB foram identificados. Destes, 117 (48,7%) foram diagnosticados no PA, 72 (61,5%) com baciloscopia positiva. Testes de sensibilidade foram realizados em 90 cepas, sendo 80 (89%) sensíveis, 9 (10%) resistentes e 1 (1%) multirresistente. A incidência de baciloscopia positiva e de TB resistente foi elevada, o que demanda uma adoção urgente de medidas de controle de TB no PA.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Transmissão de doença infecciosa; Resistência a medicamentos.

 

Artigo de Revisão

12 - Hipertensão arterial pulmonar e doenças da tireoide

Pulmonary arterial hypertension and thyroid disease

Denise Rossato Silva, Marcelo Basso Gazzana, Ângela Beatriz John, Débora Rodrigues Siqueira, Ana Luiza Silva Maia, Sérgio Saldanha Menna Barreto

J Bras Pneumol.2009;35(2):179-185

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Estudos recentes têm sugerido uma associação entre hipertensão arterial pulmonar (HAP) e tireoidopatias (hipotireoidismo e hipertireoidismo). Esta associação tem um bom prognóstico, porque o aumento na pressão da artéria pulmonar geralmente é leve e reversível com o tratamento da tireoidopatia. O mecanismo exato envolvido na patogênese desta associação não está estabelecido, e a influência direta dos hormônios da tireoide e a autoimunidade são consideradas como hipóteses. Devido à alta prevalência de doenças da tireoide em pacientes com HAP, testes de função tireoidiana devem ser considerados na investigação de todo paciente com HAP. Neste artigo de revisão, descrevemos a prevalência de HAP em pacientes com doenças da tireoide e a prevalência de tireoidopatias em pacientes com HAP, assim como destacamos os principais efeitos das doenças da tireoide no sistema respiratório. A seguir, relatamos os efeitos do tratamento destas patologias.

 


Palavras-chave: Hipertensão pulmonar; Doença de Graves; Hipertireoidismo; Hipotireoidismo; Hormônios tireóideos; Ecocardiografia.

 

Relato de Caso

13 - Um caso raro de tumores torácicos malignos sincrônicos

A rare case of synchronous malignant thoracic tumors

Benoit Jacques Bibas, Marcos Madeira, Rodrigo Gavina, Leonardo Hoehl-Carneiro, Sergio Sardinha

J Bras Pneumol.2009;35(2):186-189

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Tumores neurogênicos malignos do mediastino em adultos são raros e extremamente agressivos. Este artigo relata o caso de um paciente de 61 anos com a ocorrência simultânea de schwannoma maligno de mediastino e carcinoma bronquíolo-alveolar. Apesar do carcinoma bronquíolo-alveolar estar presente em 4-7% dos tumores torácicos sincrônicos ressecados, essa associação nunca foi apresentada na literatura. É, no entanto, um achado frequente em pacientes com infiltrados aparentemente inflamatórios e com opacidades em vidro fosco, como apresentado neste caso.

 


Palavras-chave: Neoplasias do mediastino; Neoplasias da bainha neural; Neurilemoma; Neoplasias primárias múltiplas; Adenocarcinoma bronquíolo-alveolar.

 

14 - Carcinoma de pequenas células na síndrome de Pancoast

Small cell carcinoma in Pancoast syndrome

Jefferson Fontinele e Silva, Melânio de Paula Barbosa, Cláudio Luiz Viegas

J Bras Pneumol.2009;35(2):190-193

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A síndrome de Pancoast consiste de sinais e sintomas decorrentes do acometimento do ápice pulmonar e estruturas adjacentes por um tumor. Na maioria das vezes, o processo causal é uma neoplasia. O carcinoma broncogênico é a principal neoplasia causadora da síndrome. Os subtipos histológicos mais encontrados são o adenocarcinoma e o carcinoma epidermoide. A ocorrência de carcinoma de pequenas células de pulmão como gênese da síndrome de Pancoast é rara, com poucos relatos na literatura. Descrevemos o caso de um doente com síndrome de Pancoast causado por um carcinoma de pequenas células de pulmão, discutindo aspectos referentes ao diagnóstico e à terapêutica.

 


Palavras-chave: Síndrome de Pancoast; Carcinoma de pequenas células; Neoplasias pulmonares.

 

15 - Pneumotórax espontâneo simultâneo bilateral em um paciente adulto com fibrose cística

Simultaneous bilateral spontaneous pneumothorax in an adult patient with cystic fibrosis

Kamlesh Mohan, Martin James Ledson, Martin John Walshaw, Edson Marchiori

J Bras Pneumol.2009;35(2):194-196

Resumo PDF PT PDF EN English Text

O pneumotórax é uma complicação comum na fibrose cística e está associado com a piora da função pulmonar. Entretanto, o pneumotórax simultâneo bilateral na fibrose cística é um achado raro. Nesse artigo é descrito o caso de uma paciente de 17 anos com fibrose cística que cursou com pneumotórax espontâneo simultâneo bilateral. Clinicamente ela apresentou dor torácica à direita e dificuldade respiratória progressiva. Embora o pneumotórax não tenha respondido bem ao tratamento inicial (drenagem torácica), ela foi posteriormente tratada com drenagem e pleurodese com talco, com sucesso. São discutidos também a etiologia e a conduta nesta condição, que está associada com o aumento da morbidade e mortalidade.

 


Palavras-chave: Fibrose cística/fisiopatologia; Pneumotórax; Pleurodese.

 

 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1