Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 2009 - Volume 35  - Número 5  (/Maio)






Editorial

Artigo Original

3 - Acurácia do exame clínico no diagnóstico da DPOC

Accuracy of clinical examination findings in the diagnosis of COPD

Waldo Luís Leite Dias de Mattos, Leonardo Gilberto Haas Signori, Fernando Kessler Borges, Jorge Augusto Bergamin, Vivian Machado

J Bras Pneumol.2009;35(5):404-408

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A DPOC é um problema de saúde pública, e métodos diagnósticos simples podem ser úteis para facilitar o diagnóstico desta doença. O objetivo deste estudo foi avaliar a acurácia de variáveis clínicas para o diagnóstico de DPOC. Métodos: Pacientes com DPOC e controles foram prospectivamente avaliados por dois examinadores quanto a nove variáveis clínicas. A razão de verossimilhança para o diagnóstico de DPOC foi determinada utilizando-se o modelo de regressão logística. Resultados: Foram incluídos 98 pacientes com DPOC (idade média, 62,3 ± 12,3 anos; VEF1 médio, 48,3 ± 21,6%) e 102 controles. A razão de verossimilhança e IC95% para o diagnóstico de DPOC foram: 4,75 (2,29-9,82; p < 0,0001) para uso da musculatura acessória; 5,05 (2,72-9,39; p < 0,0001) para respiração com os lábios semicerrados; 2,58 (1,45-4,57; p < 0,001) para tórax em barril; 3,65 (2,01-6,62; p < 0,0001) para redução da expansibilidade torácica; 7,17 (3,75-13,73; p < 0,0001) para redução do murmúrio vesicular; 2,17 (1,01‑4,67; p < 0,05) para índice torácico ≥ 0,9; 2,36 (1,22-4,58; p < 0,05) para comprimento laríngeo ≤ 5,5 cm; 3,44 (1,92‑6,16; p < 0,0001) para tempo expiratório forçado ≥ 4 s; e 4,78 (2,13-10,70; p < 0.0001) para limite inferior do fígado ≥ 4 cm abaixo do rebordo costal. A concordância entre observadores para as mesmas variáveis foi, respectivamente, 0,57, 0,45, 0,62, 0,32, 0,53, 0,32, 0,59, 0,52 e 0,44 (p < 0,0001 para todas). Conclusões: Vários achados do exame clínico podem ser utilizados como testes diagnósticos para DPOC.

 


Palavras-chave: Exame físico; Diagnóstico; Doença pulmonar obstrutiva crônica.

 

4 - Associação entre medidas do estado nutricional e a função pulmonar de crianças e adolescentes com fibrose cística

Association between nutritional status measurements and pulmonary function in children and adolescents with cystic fibrosis

Célia Regina Moutinho de Miranda Chaves, José Augusto Alves de Britto, Cristiano Queiroz de Oliveira, Miriam Martins Gomes, Ana Lúcia Pereira da Cunha

J Bras Pneumol.2009;35(5):409-414

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar a associação de medidas do estado nutricional com a função pulmonar de crianças e adolescentes com fibrose cística. Métodos: Foi avaliado o estado nutricional pelo índice de massa corpórea (IMC) e por medidas de composição corporal-circunferência muscular do braço (CMB) e medida da dobra cutânea triciptal (DCT)-de 48 crianças e adolescentes (6-18 anos) com fibrose cística em um centro de referência na cidade do Rio de Janeiro. A função pulmonar foi analisada por espirometria, e o parâmetro adotado para a classificação da obstrução das vias aéreas foi VEF1. Utilizou-se o teste t de Student para a comparação entre proporções e a regressão linear para associação entre variáveis contínuas. O nível de significância adotado foi p < 0,05. Resultados: A avaliação do estado nutricional através do IMC encontrou menos pacientes desnutridos do que a realizada através da CMB (14 vs. 25, respectivamente) A maioria dos pacientes apresentou doença pulmonar leve. A média do VEF1 foi de 82,5% do previsto. Houve associação do IMC, da CMB e da DCT com a função pulmonar (p = 0,001, p = 0,001 e p = 0,03, respectivamente). Todos os pacientes com comprometimento moderado e grave pulmonar eram desnutridos pela composição corporal (CMB). Entre os 25 pacientes considerados desnutridos através da composição corporal (CMB), 19 apresentavam peso adequado quando avaliados pelo IMC. Conclusões: Todas as medidas do estado nutricional apresentaram associação direta com a função pulmonar das crianças e adolescentes com fibrose cística no estudo. Entretanto, as medidas de composição corporal revelaram, de forma mais precoce, possíveis deficiências nutricionais.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Composição corporal; Espirometria; Avaliação nutricional.

 

5 - Comparação entre três equações de referência para a espirometria em crianças e adolescentes com diferentes índices de massa corpórea

Comparison of three sets of reference equations for spirometry in children and adolescents with distinct body mass indices

Sarah Costa Drumond, Maria Jussara Fernandes Fontes, Irmgard de Assis, Marco Antônio Duarte, Joel Alves Lamounier, Luciana de Carvalho Lopes Orlandi, Maria da Glória Rodrigues Machado

J Bras Pneumol.2009;35(5):415-422

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Comparar o VEF1 e a CVF, calculados a partir de três equações de referência (idealizadas por Polgar e Promadhat, Hsu et al. e Mallozi em 1971, 1979 e 1995, respectivamente) e verificar se estas se equivalem ao predizer a função pulmonar em crianças e adolescentes com diferentes índices de massa corpórea (IMC). Métodos: Os indivíduos foram divididos em quatro grupos: baixo peso (BP), eutrófico (E), sobrepeso (SP) e obeso (O), de acordo com o padrão de referência do National Center for Health Statistics, e então submetidos ao teste espirométrico. Resultados: Foram avaliadas 122 crianças e adolescentes saudáveis com idade entre 7-14 anos. Os valores de CVF previstos pela equação de Hsu et al. nos grupos E (feminino) e BP (masculino), assim como os valores de VEF1 previstos pelas equações de Polgar e Promadhat e Hsu et al. nos grupos BP (feminino e masculino), foram significativamente superiores aos valores medidos. De acordo com a equação de Polgar e Promadhat, os valores de VEF1 previstos foram significativamente superiores aos valores medidos no grupo E (feminino). ­Conclusões: Não houve equivalência dos valores de CVF e VEF1, medidos em indivíduos com diferentes IMC, e os previstos pelas equações de Polgar e Promadhat e de Hsu et al. O mesmo não ocorreu quando as equações de Mallozi foram utilizadas. O IMC não foi um fator importante para o índice preditivo nas equações de Mallozi, podendo ser utilizadas indistintamente em crianças e adolescentes com diferentes IMC.

 


Palavras-chave: Espirometria; Valores de referência; Índice de massa corporal; Criança; Adolescente.

 

6 - Validação de um protocolo para o teste de caminhada de seis minutos em esteira para avaliação de pacientes com hipertensão arterial pulmonar

Validation of a treadmill six-minute walk test protocol for the evaluation of patients with pulmonary arterial hypertension

Viviane Moreira de Camargo, Barbara do Carmo dos Santos Martins, Carlos Jardim, Caio Julio Cesar Fernandes, Andre Hovnanian, Rogério Souza

J Bras Pneumol.2009;35(5):423-430

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Elaborar e validar um protocolo para teste de caminhada de seis minutos em esteira (TC6est) para a avaliação de pacientes com hipertensão arterial pulmonar (HAP). Métodos: A população do estudo foi composta por 73 pacientes com HAP diagnosticados através de cateterismo cardíaco direito, com ou sem inalação de NO. Todos os pacientes realizaram um TC6 em solo e três TC6est baseados em um protocolo de incremento de velocidade pré-determinado e intercalados por um período de repouso. Os pacientes que haviam realizado o teste hemodinâmico com inalação de NO realizaram o terceiro TC6est com a inalação da mesma dose de NO utilizada durante o cateterismo. Resultados: Os resultados mostraram uma correlação da distância caminhada no TC6est com os dados hemodinâmicos, assim como com a classe funcional e com a distância caminhada no solo. Além disso, a distância percorrida no TC6est apresentou uma correlação significativa com a sobrevida, confirmando, portanto, sua correlação com a gravidade da doença. A inalação de NO durante o TC6est levou a variações compatíveis com as variações hemodinâmicas frente à mesma dose de NO, sugerindo que o protocolo em questão pode refletir o efeito de intervenções terapêuticas. Conclusões: Concluímos que a distância percorrida no TC6est é um marcador funcional e prognóstico na avaliação de rotina de pacientes com HAP.

 


Palavras-chave: Hipertensão pulmonar; Teste de esforço; Hemodinâmica.

 

7 - Achados de TCAR nas pneumonias bacterianas após transplante de medula óssea

Bacterial pneumonia following bone marrow transplantation: HRCT findings

Luiz Otávio de Mattos Coelho, Taísa Davaus Gasparetto, Dante Luiz Escuissato, Edson Marchiori

J Bras Pneumol.2009;35(5):431-435

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever os achados de TCAR em pacientes com pneumonia bacteriana após transplante de medula óssea (TMO). Métodos: Estudo retrospectivo com 30 pacientes diagnosticados com pneumonia bacteriana, documentada com TCAR do tórax realizada em até 24 h do início dos sintomas, e com diagnóstico comprovado com base em cultura positiva de escarro ou de aspirado brônquico associada à cultura positiva de líquido pleural ou de sangue dentro de uma semana após o início dos sintomas. Foram avaliados 20 pacientes masculinos e 10 femininos, com mediana de idade de 21 anos (variação, 1-41 anos). O TMO foi realizado para o tratamento de leucemia mieloide crônica (n = 14), anemia aplástica severa (n = 6), leucemia mieloide aguda (n = 4), anemia de Fanconi (n = 3) e leucemia linfoide aguda (n = 3). Dois radiologistas analisaram os exames de TCAR, chegando a decisões finais por consenso. Resultados: Os achados de TCAR mais frequentes foram consolidação do espaço aéreo (60%), pequenos nódulos centrolobulares (50%), opacidade em vidro fosco (40%), espessamento de parede brônquica (20%), nódulos grandes (20%), lesões pleurais (16,7%) e opacidades em padrão de árvore em brotamento (10%). As alterações pulmonares estavam distribuídas nas regiões centrais e periféricas dos pulmões em 15 pacientes e somente na periferia em 11 pacientes. As lesões estavam localizadas no terço inferior e no terço médio dos pulmões em 22 e 20 pacientes, respectivamente. Conclusões: Os achados de TCAR mais comuns na nossa amostra foram consolidações do espaço aéreo, pequenos nódulos centrolobulares e opacidades em vidro-fosco, distribuídos nas regiões centrais e periféricas dos terços médio e inferior dos pulmões.

 


Palavras-chave: Transplante de medula óssea; Pneumonia bacteriana; Tomografia computadorizada por raios X.

 

8 - Impacto da cessação tabágica na qualidade de vida dos pacientes

The impact of smoking cessation on patient quality of life

Maria Penha Uchoa Sales, Maria Irenilza Oliveira, Isabela Melo Mattos, Cyntia Maria Sampaio Viana, Eanes Delgado Barros Pereira

J Bras Pneumol.2009;35(5):436-441

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar alterações na qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) doze meses após a cessação tabágica. Métodos: Estudo prospectivo para avaliar a efetividade de um programa de tratamento de fumantes, em relação à qualidade de vida, com 60 pacientes atendidos em um hospital público no período de agosto de 2006 a dezembro de 2007. O programa consistiu de sessões em grupo semanais com 2 h de duração durante o primeiro mês e quinzenais até o sexto mês, seguidas por telefonema mensal durante mais seis meses. O tratamento foi baseado na mudança comportamental e no uso de bupropiona associada à terapia de reposição nicotínica. A abstinência foi aferida pela medida de CO exalado. A QVRS dos pacientes foi quantificada através do questionário Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36). Diferenças nos escores de qualidade de vida entre ex-fumantes e fumantes ativos doze meses após a intervenção inicial foram analisadas utilizando-se a análise de covariância com as características basais como covariáveis. Resultados: Os escores de qualidade de vida autorrelatados foram significativamente maiores nos 40 ex-fumantes do que nos 20 fumantes ativos. Os seguintes domínios do SF-36 foram mais afetados: papel emocional (p = 0,008); saúde geral (p = 0,006); vitalidade (p < 0,001) e saúde mental (p = 0,002). Doze meses após a intervenção para a cessação tabágica, os escores dos componentes físico e mental sumarizados foram maiores nos ex-fumantes do que nos fumantes (p = 0,004 e p = 0,001, respectivamente). Conclusões: Nossos achados ilustram que a abstinência tabágica está relacionada à melhora da QVRS, especialmente nos aspectos relacionados à saúde mental.

 


Palavras-chave: Qualidade de vida; Abandono do hábito de fumar; Questionários.

 

9 - Prevalência e fatores associados ao tabagismo em estudantes de medicina de uma universidade em Passo Fundo (RS)

Prevalence of and variables related to smoking among medical students at a university in the city of Passo Fundo, Brazil

Leandro Mazzoleni Stramari, Munique Kurtz, Luiz Carlos Corrêa da Silva

J Bras Pneumol.2009;35(5):442-448

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Verificar a prevalência e fatores associados ao tabagismo entre os acadêmicos de medicina e avaliar o perfil desse grupo. Métodos: Responderam a um questionário autoaplicável, contendo perguntas sobre consumo e atitudes relacionadas ao tabagismo, 316 acadêmicos de medicina (98,7% do total) da Universidade de Passo Fundo. Segundo recomendações da Organização Mundial da Saúde, os estudantes foram classificados em fumantes diários, fumantes ocasionais, ex-fumantes ou não-fumantes, sendo considerados fumantes ativos os nas duas primeiras categorias. Resultados: Observou-se que 16,5% dos acadêmicos eram fumantes ativos (5,4% diários e 11,1% ocasionais) e 3,5% eram ex-fumantes. A média de idade foi 22,2 ± 2,4 anos. Os fatores significativamente associados ao tabagismo (p < 0,05) foram sexo masculino, pai fumante, uso regular de bebidas alcoólicas e uso de antidepressivos ou ansiolíticos. Verificou-se que 69,2% dos fumantes iniciaram o tabagismo entre 15 e 19 anos, tendo como principais motivações a vontade própria e/ou a influência de amigos. A conceituação do tabagismo como doença foi significativamente maior entre os não-fumantes. Quanto à carga tabágica, 70,6% dos fumantes consumiam 1-10 cigarros por dia. Entre os fumantes, 67,3% já tentaram parar de fumar, 96,0% acreditam serem capazes de fazê-lo e 87,2% pretendem deixar de fumar, ao passo que 92,3% admitiram que o cigarro faz mal à saúde. Conclusões: A prevalência do tabagismo ainda é significativa entre os acadêmicos de medicina, sendo fundamental estabelecer estratégias preventivas e de cessação mais efetivas a fim de se tentar reduzir o número de fumantes entre os futuros médicos.

 


Palavras-chave: Tabagismo; Prevalência; Estudantes de medicina; Comportamento.

 

10 - Treinamento da equipe de saúde e busca ativa na comunidade: estratégias para a detecção de casos de TB

Health team training and active community surveillance: strategies for the detection of TB cases

Mônica Cardoso Façanha, Marina Alves Melo, Francisca de Fátima Vasconcelos, José Roberto Pereira de Sousa, Adivania de Souza Pinheiro, Ivna Aguiar Porto, Julianne Martins Parente

J Bras Pneumol.2009;35(5):449-454

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar o impacto do treinamento da equipe do Programa Saúde da Família (PSF) e da busca ativa domiciliar na detecção de casos de TB em uma comunidade de baixa renda de Fortaleza. Métodos: Intervenção realizada na área de abrangência de um centro de saúde de Fortaleza, Ceará, com cinco equipes do PSF, responsáveis por cerca de 25.000 pessoas. Treinaram-se todas as equipes de saúde do centro de saúde e implantou-se a busca ativa domiciliar apenas na área de abrangência da Equipe 5. Comparou-se o número de casos detectados em cada uma das cinco áreas antes e depois da intervenção, bem como os casos na área 5 com os das outras áreas e com os casos notificados no município de Fortaleza durante o mesmo período. Resultados: Observou-se um aumento no número de casos de TB detectados na área do estudo: de 1 caso em 2002 para 22 em 2004 (p < 0,005), sem diferença entre a área em que foi feita a busca domiciliar e as outras quatro (p > 0,05). Houve um aumento significativo no número de casos detectados na área do estudo em comparação com aquele no município como um todo (p < 0,05). Conclusões: O treinamento e a sensibilização da equipe de saúde da família foram capazes de promover um aumento na detecção de casos de TB em uma comunidade de baixa renda.

 


Palavras-chave: Tuberculose; Controle de doenças transmissíveis; Programa saúde da família; Vigilância epidemiológica.

 

Comunicação Breve

11 - Atendimento fisioterapêutico no pós-operatório imediato de pacientes submetidos à cirurgia abdominal

Physical therapy in the immediate postoperative period after abdominal surgery

Luiz Alberto Forgiarini Junior, Alexandra Torres de Carvalho, Tatiane de Souza Ferreira, Mariane Borba Monteiro, Adriane Dal Bosco, Marisa Pereira Gonçalves, Alexandre Simões Dias

J Bras Pneumol.2009;35(5):455-459

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A cirurgia abdominal causa uma série de complicações pulmonares após o processo cirúrgico. Assim, faz-se necessário um tratamento precoce adequado objetivando minimizar as complicações no período pós-operatório. Objetivamos avaliar o efeito do atendimento fisioterapêutico no pós-operatório imediato de pacientes submetidos à cirurgia abdominal. Este foi um ensaio clínico randomizado, no qual um grupo recebeu atendimento fisioterapêutico na sala de recuperação e, posteriormente, nas enfermarias, e outro grupo o recebeu somente nas enfermarias. Concluímos que a fisioterapia realizada no pós-operatório imediato reduziu a perda da função pulmonar, a perda da força muscular ventilatória e o tempo de internação na sala de recuperação.

 


Palavras-chave: Fisioterapia (especialidade); Período pós-operatório; Cirurgia/abdome.

 

12 - Associação entre coleta de escarro guiada e taxas de contaminação de culturas para o diagnóstico de TB pulmonar

Guided sputum sample collection and culture contamination rates in the diagnosis of pulmonary TB

Ethel Leonor Noia Maciel, Thiago Nascimento do Prado, Renata Lyrio Peres, Moises Palaci, John L. Johnson, Reynaldo Dietze

J Bras Pneumol.2009;35(5):460-463

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Realizou-se um estudo comparativo para avaliar a contaminação em culturas de amostras matinais de escarro coletadas em domicílio sob condições recomendadas atualmente e amostras coletadas sob supervisão após orientação e educação dos pacientes. Os grupos de coleta domiciliar e supervisionada produziram 43 e 76 amostras, respectivamente. A taxa de contaminação foi aproximadamente 3 vezes maior nas amostras coletadas em domicílio do que naquelas coletadas sob supervisão (37% vs.13%; p < 0,05; OR = 0,25). As simples medidas educacionais e de higiene descritas podem reduzir a taxa de contaminação de amostras de escarro coletadas para culturas diagnósticas.

 


Palavras-chave: Tuberculose/diagnóstico; Escarro/microbiologia; Técnicas de cultura.

 

Artigo Especial

13 - Infecção pelo vírus Influenza A (H1N1) de origem suína: como reconhecer, diagnosticar e prevenir

How to prevent, recognize and diagnose infection with the swine-origin Influenza A (H1N1) virus in humans

Alcyone Artioli Machado

J Bras Pneumol.2009;35(5):464-469

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Em março de 2009, houve o início de uma epidemia de gripe no México que, em pouco tempo, levou ao surgimento de casos semelhantes em outros países, alertando as autoridades sanitárias para o risco de uma pandemia. Neste artigo, descrevemos os principais sinais e sintomas da infecção pelo vírus Influenza A (H1N1) de origem suína, as medidas a serem tomadas para os casos suspeitos ou confirmados e como proceder em relação aos contactantes. Comentamos também quais drogas são utilizadas para o tratamento e profilaxia.

 


Palavras-chave: Vírus da Influenza A subtipo H1N1; Vírus da Influenza A; Surtos de doenças

 

Artigo de Revisão

14 - Gripe aviária: a ameaça do século XXI

Avian influenza: the threat of the 21st century

Cláudia Ribeiro de Andrade, Cássio da Cunha Ibiapina, Natália Silva Champs, Antonio Carlos Castro de Toledo Junior, Isabela Furtado de Mendonça Picinin

J Bras Pneumol.2009;35(5):470-479

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Este estudo teve como objetivo fazer uma revisão da literatura a respeito da infecção pelo vírus influenza A subtipo H5N1, levando em conta a possibilidade de as crianças serem um dos grupos etários mais acometidos caso ocorra uma pandemia. A revisão bibliográfica foi realizada nos seguintes bancos de dados, restrita aos últimos 10 anos: Medline, MD Consult, HighWire e Medscape. As crianças e os adultos jovens representam uma fração importante da população susceptível. Mais da metade dos indivíduos infectados apresentavam menos de 20 anos de idade, e um quarto era menor do que 10 anos. O período de incubação variou de 2 a 5 dias. As manifestações clínicas iniciais são não específicas, o que dificulta o diagnóstico. A maioria dos casos apresentou um quadro de pneumonia grave, que evoluiu para insuficiência respiratória em 4 dias em média. A radiografia de tórax pode mostrar infiltrado intersticial difuso ou multifocal ou consolidação lobar ou segmentar com broncograma aéreo. A infecção tem alta patogenicidade, com 63% de letalidade, o que indica que o vírus pandêmico também pode apresentar alta patogenicidade com mortalidade elevada. O conhecimento sobre os riscos da pandemia e sobre as medidas que podem ser tomadas em casos suspeitos é um importante passo para o controle de uma possível pandemia.

 


Palavras-chave: Vírus da influenza A; Vetores de doenças; Surtos de doenças; Vírus da influenza A subtipo H5N1.

 

Relato de Caso

15 - Formação de uma aspergilloma em sarcoidose com cavitação

Aspergilloma formation in cavitary sarcoidosis

Chandramani Panjabi, Sandeep Sahay, Ashok Shah

J Bras Pneumol.2009;35(5):480-483

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Pulmonary cavitation is rather uncommon in patients with sarcoidosis, and aspergilloma is even more uncommon in such cases. Here, we present the case of a 63-year-old female patient with cavitary lung disease who had been under treatment for TB for 9 months. A diagnosis of pulmonary sarcoidosis was established based on the fiberoptic bronchoscopy finding of noncaseating granuloma. Treatment with corticosteroids led to a dramatic improvement in symptoms. While under treatment for sarcoidosis, the patient developed an aspergilloma. She presented immediate skin test reactivity to Aspergillus fumigatus, as well as positivity for A. fumigatus serum precipitins. This is the first reported case of aspergilloma formation in a patient with cavitary sarcoidosis in India.

 


Palavras-chave: Sarcoidosis, pulmonary; Aspergillosis; Medical records.

 

16 - Forma pseudoneoplásica de esquistossomose pulmonar crônica sem hipertensão pulmonar

Pseudotumoral presentation of chronic pulmonary schistosomiasis without pulmonary hypertension

Gisane Cavalcanti Rodrigues, Domício Carvalho Lacerda, Edson da Silva Gusmão, Fernando Antônio Colares, Vinícius Turano Mota

J Bras Pneumol.2009;35(5):484-488

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A esquistossomose é uma doença que, no Brasil, é causada pelo Schistosoma mansoni e transmitida através da água por moluscos do gênero Biomphalaria. Essa espécie ocorre na África, nas Antilhas e na América do Sul. O parasita, ao atingir a fase adulta de seu ciclo biológico no sistema vascular do homem, alcança as veias mesentéricas. Cada fêmea põe cerca de 400 ovos por dia, e estes, a partir da submucosa, chegam à luz intestinal. Há relatos de casos a respeito de ovos de S. mansoni nos pulmões de pacientes sem evidência de fibrose hepática. Relatamos um caso dessa forma atípica de apresentação da doença. O paciente apresentava dor torácica não-ventilatório-dependente, perda ponderal significativa e tosse seca. A TC de tórax mostrou uma tumoração irregular no lobo inferior esquerdo, mas somente a biópsia pulmonar evidenciou ovos de S. mansoni degenerados. O paciente não apresentava sinais clínicos de hipertensão pulmonar ou portal, as quais tampouco foram diagnosticadas através de exames.

 


Palavras-chave: Esquistossomose; Schistosoma mansoni; Pneumopatias parasitárias.

 

17 - Hiperplasia de células neuroendócrinas pulmonares difusas com obstrução ao fluxo aéreo

Diffuse idiopathic pulmonary neuroendocrine cell hyperplasia accompanied by airflow obstruction

Ester Nei Aparecida Martins Coletta, Larissa Rêgo Voss, Mariana Silva Lima, Jaquelina Sonoe Ota Arakaki, Juvêncio Câmara, Carlos D'Andretta Neto, Carlos Alberto de Castro Pereira

J Bras Pneumol.2009;35(5):489-494

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A hiperplasia de células neuroendócrinas pulmonares difusas com obstrução ao fluxo aéreo é uma lesão pulmonar rara. Todos os casos publicados foram diagnosticados por biópsia pulmonar cirúrgica. Apenas três casos relatados apresentavam opacidades intersticiais difusas na TCAR. Nós relatamos três casos adicionais desta entidade. Todos eram mulheres, com obstrução leve ou moderada ao fluxo aéreo. No primeiro caso, uma biópsia transbrônquica, associada com dados de imagem foram considerados suficientes para o diagnóstico. Um padrão em mosaico foi observado nos três casos, mas no terceiro um infiltrado pulmonar difuso foi também observado. Em casos muito raros, o aspecto na TCAR pode simular aquele encontrado em outras doenças pulmonares intersticiais.

 


Palavras-chave: Células neuroendócrinas; Tumor carcinoide; Bronquiolite obliterante.

 

 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1