Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756

ISSN (impressa): 1806-3713

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 2017 - Volume 43  - Número 5  (Setembro/Outubro)

App





Editorial

1 - Momentum

Momentum

Rogério Souza1,2

J Bras Pneumol.2017;43(5):327

PDF PT


Educação continuada: Imagem

2 - Faveolamento

Honeycombing

Edson Marchiori1, Bruno Hochhegger2, Gláucia Zanetti1

J Bras Pneumol.2017;43(5):329

PDF PT PDF EN English Text


Educação Continuada: Metodologia Científica

3 - Entendendo os testes diagnósticos. Parte 1.

Understanding diagnostic tests. Part 1.

Juliana Carvalho Ferreira1,2, Cecilia Maria Patino1,3

J Bras Pneumol.2017;43(5):330

PDF PT PDF EN English Text


Artigo Original

4 - Quebec Sleep Questionnaire sobre qualidade de vida em pacientes com apneia obstrutiva do sono: tradução e adaptação cultural para uso no Brasil

The Quebec Sleep Questionnaire on quality of life in patients with obstructive sleep apnea: translation into Portuguese and cross-cultural adaptation for use in Brazil

José Tavares de Melo Júnior1, Rosemeri Maurici1,2, Michelle Gonçalves de Souza Tavares3, Marcia Margareth Menezes Pizzichini1,4, Emilio Pizzichini1,2,5

J Bras Pneumol.2017;43(5):331-336

Resumo PDF PT PDF EN English Text Anexo

Objetivo: Traduzir para a língua portuguesa e adaptar culturalmente para uso no Brasil o Quebec Sleep Questionnaire (QSQ), um instrumento específico para a avaliação da qualidade de vida em pacientes com apneia obstrutiva do sono. Métodos: A versão em português foi desenvolvida obedecendo a uma criteriosa metodologia, que incluiu as seguintes fases: preparação; tradução do inglês para o português em três versões; conciliação para uma versão única em português; retradução da versão única para o inglês; comparação e harmonização da retradução com a versão original; revisão da versão em português; desdobramento cognitivo; revisão textual; e definição da versão final. Resultados: A versão em português falado no Brasil do QSQ apresentou um índice de clareza, aferida pelo desdobramento cognitivo, que variou de 0,81 a 0,99, demonstrando a consistência dos processos de tradução e de adaptação cultural. Conclusões: O processo de tradução e adaptação cultural do QSQ para a língua portuguesa falada no Brasil produziu um instrumento válido para avaliar a qualidade de vida em pacientes com apneia obstrutiva do sono.

 


Palavras-chave: Apneia do sono tipo obstrutiva; Qualidade de vida; Traduções; Estudos de validação.

 

5 - Fatores associados à desnutrição em pacientes adolescentes e adultos com fibrose cística

Factors associated with malnutrition in adolescent and adult patients with cystic fibrosis

Gabriela Cristofoli Barni1, Gabriele Carra Forte1, Luis Felipe Forgiarini1,2, Claudine Lacerda de Oliveira Abrahão3, Paulo de Tarso Roth Dalcin1,4

J Bras Pneumol.2017;43(5):337-343

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar a prevalência de desnutrição em pacientes de um programa para adultos com fibrose cística (FC) e investigar a relação da desnutrição com as características clínicas desses pacientes. Métodos: Trata-se de um estudo transversal com pacientes com FC clinicamente estáveis (com 16 anos de idade ou mais). Os pacientes foram submetidos a avaliação clínica, avaliação nutricional, testes de função pulmonar e avaliação da função pancreática. Eles também preencheram um questionário sobre sua adesão à dieta proposta. Os pacientes foram divididos em três grupos, de acordo com seu estado nutricional: nutrição adequada, risco nutricional e desnutrição. Resultados: O estudo incluiu 73 pacientes (média de idade: 25,6 ± 7,3 anos), dos quais 40 (54,8%) eram do sexo feminino. A média do índice de massa corporal foi de 21,0 ± 3,0 kg/m2, e a média do VEF1 foi de 59,7 ± 30,6% do previsto. Nessa amostra de pacientes, 32 (43,8%) ficaram no grupo com nutrição adequada, 23 (31,5%) ficaram no grupo com risco nutricional e 18 (24,7%) ficaram no grupo com desnutrição. A análise de regressão logística identificou três fatores independentes relacionados com o risco de desnutrição: escore de Shwachman-Kulczycki, VEF1 em % do previsto e idade. Conclusões: A desnutrição ainda é uma complicação comum em adolescentes e adultos com FC, não obstante o aconselhamento dietético. A desnutrição está relacionada com a idade, a gravidade clínica e o comprometimento da função pulmonar.

 


Palavras-chave: Fibrose cística; Desnutrição; Insuficiência pancreática exócrina; Testes de função respiratória.

 

6 - Derrame pleural parapneumônico: comparação entre toracoscopia precoce e tardia

Parapneumonic pleural effusion: early versus late thoracoscopy

Rodrigo Romualdo Pereira1, Cristina Gonçalves Alvim2, Cláudia Ribeiro de Andrade2, Cássio da Cunha Ibiapina2

J Bras Pneumol.2017;43(5):344-350

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar o melhor momento para a realização de toracoscopia no tratamento de derrame pleural parapneumônico complicado na fase fibrinopurulenta em pacientes ≤ 14 anos de idade quanto a evolução e ocorrência de complicações pós-operatórias. Métodos: Estudo retrospectivo e comparativo com pacientes com derrame pleural parapneumônico que apresentavam septações ou loculações à ultrassonografia de tórax e que foram submetidos a toracoscopia no período entre janeiro de 2000 e janeiro de 2013. Os pacientes foram divididos em dois grupos: toracoscopia precoce (TP), realizada até o 5º dia da hospitalização; e toracoscopia tardia (TT), realizada após o 5º dia de internação. Resultados: Foram incluídas 60 pacientes, 30 em cada grupo. A média de idade foi de 3,4 anos, 28 pacientes (46,7%) eram do sexo masculino, e 47 (78,3%) foram submetidos à toracoscopia primária, sem realização de drenagem simples prévia. Os grupos TP e TT foram semelhantes quanto ao sexo, idade, peso e tipo de toracoscopia (p > 0,05 para todos). Observou-se uma diferença significativa quanto à média de duração da internação nos grupos TP e TT (14,5 dias vs. 21,7 dias; p < 0,001). Houve também diferenças significativas entre os grupos quanto ao total de dias com febre, total de dias entre internação e início da drenagem e total de dias com dreno. Oito pacientes (13,6%) apresentaram alguma complicação após a toracoscopia, sem diferença entre os grupos. Não houve óbitos. Conclusões: A TP, realizada até o 5º dia da admissão hospitalar, associou-se a menor duração da internação, menor tempo de drenagem e menor duração da febre, sem estar associada a maior frequência de complicações, necessidade de CTI ou hemotransfusão.

 


Palavras-chave: Empiema pleural; Toracoscopia; Pneumonia.

 

7 - Frequência de DPOC em profissionais de saúde que fumam

Frequency of COPD in health care workers who smoke

Ivan Kopitovic1,2, Aleksandar Bokan1,2, Ilija Andrijevic1,2, Miroslav Ilic1,2, Sanja Marinkovic3, Dragana Milicic1,2, Marija Vukoja1,2

J Bras Pneumol.2017;43(5):351-356

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: A DPOC é uma das principais causas de morbidade e mortalidade em todo o mundo. Os provedores de cuidados de saúde deveriam aconselhar seus pacientes fumantes com DPOC a parar de fumar como primeiro passo de tratamento. Entretanto, em países com altas prevalências de tabagismo, os profissionais de saúde também podem ser fumantes. O objetivo deste estudo foi determinar a frequência de DPOC e sua gravidade em profissionais de saúde que fumam. Métodos: Trata-se de um estudo transversal. Todos os profissionais de saúde fumantes de nove centros de saúde na Sérvia foram convidados a participar do estudo e realizar espirometria. O diagnóstico de DPOC baseou-se em VEF1/CVF pós-broncodilatador < 0,70. Todos os pacientes preencheram o COPD Assessment Test e o Fagerström Test for Nicotine Dependence. Resultados: Participaram do estudo 305 indivíduos, e 47 (15,4%) eram do sexo masculino. A média de idade dos participantes foi de 49,0 ± 6,5 anos. A espirometria revelou defeito ventilatório obstrutivo em 33 indivíduos (10,8%), defeito ventilatório restritivo em 5 (1,6%) e doença das vias aéreas pequenas em 96 (31,5%). O diagnóstico de DPOC foi feito em 29 pacientes (9,5%), 25 (86,2%) dos quais foram recém-diagnosticados. Com base nas diretrizes da Global Initiative for Chronic Obstructive Lung Disease, a maioria dos pacientes com DPOC ficou no grupo A ou B (n = 14; 48,2%, para ambos); 1 ficou no grupo D (3,6%) e nenhum ficou no grupo C. Um grau muito alto de dependência de nicotina foi mais comum nos indivíduos com DPOC que naqueles sem a doença (20,7% vs. 5,4%; p = 0,01). Conclusões: Nesta amostra de profissionais de saúde, a frequência de DPOC foi comparável à observada na população geral. A presença de DPOC em profissionais de saúde que fumam relacionou-se com maior dependência de nicotina.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica/prevenção & controle; Hábito de fumar; Pessoal de saúde.

 

8 - Quality of Communication Questionnaire para pacientes com DPOC em cuidados paliativos: tradução e adaptação cultural para uso no Brasil

Quality of Communication Questionnaire para pacientes com DPOC em cuidados paliativos: tradução e adaptação cultural para uso no Brasil

Flávia Del Castanhel1, Suely Grosseman2

J Bras Pneumol.2017;43(5):357-362

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Realizar a tradução para a língua portuguesa e a adaptação cultural para uso no Brasil do Quality of Communication Questionnaire (QOC) para pacientes com DPOC em cuidados paliativos. Métodos: Após a aprovação do autor do questionário e do comitê de ética da instituição, a versão original do QOC com 13 itens foi traduzida, de forma independente, por dois tradutores brasileiros com fluência na língua inglesa. Uma síntese das duas traduções foi realizada por uma médica bilíngue e os dois tradutores, que chegaram a um consenso, gerando uma versão na língua portuguesa. Essa versão foi retraduzida por dois tradutores nativos de países de língua inglesa com fluência na língua portuguesa. Para resolver quaisquer discrepâncias, um comitê de especialistas comparou a versão original com todas as versões produzidas e, assim, obteve-se a versão pré-final do QOC. O pré-teste foi aplicado em 32 pacientes internados em UTIs de três hospitais públicos da grande Florianópolis (SC) para avaliar a clareza e a aceitabilidade cultural da versão pré-final do QOC. Resultados: A média de idade dos pacientes foi de 48,5 ± 18,8 anos. A maioria dos itens foi bem compreendida e aceita, recebendo pontuações ≥ 8. Um item, sobre morte, suscitou dificuldades na compreensão dos participantes do pré-teste. Ao submeter a retradução ao autor do QOC, ele solicitou alterações em dois itens, que foram acatadas. Após essas alterações, a versão final foi aprovada. Conclusões: A tradução e a adaptação cultural do QOC para uso no Brasil foi concluída com sucesso.

 


Palavras-chave: Doença pulmonar obstrutiva crônica; Inquéritos e questionários; Comunicação; Unidades de terapia intensiva.

 

9 - Câncer de pulmão: mudanças na histologia, sexo e idade nos últimos 30 anos no Brasil

Lung cancer: changes in histology, gender, and age over the last 30 years in Brazil

Maria Teresa Ruiz Tsukazan1,2, Álvaro Vigo2, Vinícius Duval da Silva3, Carlos Henrique Barrios4, Jayme de Oliveira Rios1, José Antônio de Figueiredo Pinto1

J Bras Pneumol.2017;43(5):363-367

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Descrever as tendências da histologia do tumor, do gênero e da idade em pacientes com câncer de pulmão de células não pequenas (CPCNP) tratados com ressecção pulmonar. A histologia do câncer de pulmão mudou em países desenvolvidos, e ainda há pouca informação disponível sobre o tema em países em desenvolvimento. Métodos: Estudo retrospectivo com 1.030 pacientes com CPCNP tratados através de ressecção pulmonar entre 1986 e 2015 em um hospital universitário no sul do Brasil. As diferenças em histologia, estádio e tipo de cirurgia foram analisadas por gênero e em três períodos (1986-1995, 1996-2005 e 2006-2015). Resultados: A maioria dos pacientes (64,5%) era do sexo masculino, e os principais tipos histológicos foram carcinoma de células escamosas (40,6%) e adenocarcinoma (44,5%). A média de idade à cirurgia durante o primeiro período foi de 56,4 anos para mulheres e de 58,9 anos para homens, enquanto essa foi de 62,2 para mulheres e 64,6 para homens no terceiro período (p < 0,001). A proporção de mulheres aumentou de 26,6% no primeiro período para 44,1% no terceiro. Do primeiro ao terceiro período, a proporção de pacientes com carcinoma de células escamosas diminuiu de 49,6% para 34,8% no total (p < 0,001), diminuindo para um grau ainda maior (de 38,9% para 23,2%) entre os homens. Entre os pacientes com CPCNP em nossa amostra, mulheres com adenocarcinoma representaram 11,9% no primeiro período e 24,0% no terceiro período (p < 0,001). Conclusões: Como se observa em países desenvolvidos, as taxas de câncer de pulmão em mulheres no sul do Brasil têm aumentado nas últimas três décadas, embora ainda não tenham superado as observadas em homens na região. Entre homens no sul do Brasil, a incidência de carcinoma de células escamosas diminuiu, aproximando-se a de adenocarcinoma. A incidência de adenocarcinoma entre mulheres no sul do Brasil aumentou significativamente.

 


Palavras-chave: Neoplasias pulmonares; Epidemiologia; Histologia; Carcinoma pulmonar de células não pequenas/cirurgia.

 

10 - Tendência epidemiológica das prevalências de doenças alérgicas em adolescentes

Epidemiological trends of allergic diseases in adolescents

Silvia de Souza Campos Fernandes1, Cláudia Ribeiro de Andrade1, Cristina Gonçalves Alvim1, Paulo Augusto Moreira Camargos1, Cássio da Cunha Ibiapina1

J Bras Pneumol.2017;43(5):368-372

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar as prevalências de asma, rinite alérgica e rinoconjuntivite alérgica em adolescentes da cidade de Belo Horizonte (MG) através do questionário do International Study of Asthma and Allergies in Childhood no ano de 2012, bem como compará-las com aquelas obtidas em estudos realizados 10 anos antes empregando a mesma metodologia. Métodos: Estudo transversal realizado com estudantes de 13-14 anos de idade de escolas públicas localizadas no município, selecionados de forma aleatória simples, entre maio e dezembro de 2012, com a utilização do questionário. Foram realizados cálculos das diferenças de proporções para a análise das prevalências de asma, rinite alérgica e rinoconjuntivite alérgica na amostra geral, e o teste de qui-quadrado de adesão foi utilizado para a comparação das prevalências de 2012 e 2002. Resultados: As prevalências de sintomas de asma, rinite alérgica e rinoconjuntivite alérgica em 2012 foram de 19,8%, 35,3% e 16,3%, respectivamente. Houve aumentos significativos dessas prevalências em relação ao ano de 2002 (asma, p = 0,006; rinite alérgica, p < 0.01; e rinoconjuntivite alérgica, p = 0.002). Conclusões: Foram evidenciados elevadas taxas de asma, rinite alérgica e rinoconjuntivite alérgica entre os adolescentes estudados e aumentos dessas prevalências no intervalo de 10 anos, apesar dos esforços no âmbito da prevenção, diagnóstico e tratamento dessas doenças.

 


Palavras-chave: Asma; Rinite alérgica; Prevalência; Adolescente.

 

11 - Efeitos da pressão positiva contínua nas vias aéreas na pressão arterial em pacientes com hipertensão resistente e apneia obstrutiva do sono: revisão sistemática e meta-análise de seis ensaios clínicos controlados aleatórios

Effects of continuous positive airway pressure on blood pressure in patients with resistant hypertension and obstructive sleep apnea: a systematic review and meta-analysis of six randomized controlled trials

Qiang Lei1, Yunhui Lv2, Kai Li1, Lei Ma1, Guodong Du1, Yan Xiang1, Xuqing Li1

J Bras Pneumol.2017;43(5):373-379

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Avaliar sistematicamente os efeitos da continuous positive airway pressure (CPAP, pressão positiva contínua nas vias aéreas) na pressão arterial em pacientes com hipertensão resistente e apneia obstrutiva do sono (AOS). Métodos: Estudos que investigassem os efeitos da CPAP na pressão arterial em pacientes com hipertensão resistente e AOS foram buscados nos seguintes bancos de dados eletrônicos: Cochrane Library; PubMed; ScienceDirect e Web of Science. Os estudos selecionados foram submetidos a avaliação de qualidade, meta-análise e teste de heterogeneidade. Resultados: Foram incluídos na meta-análise seis ensaios clínicos controlados aleatórios. As estimativas combinadas das alterações das médias de pressão arterial sistólica e pressão arterial diastólica (medidas por meio de monitoração ambulatorial da pressão arterial durante 24 h) foram de −5,40 mmHg (IC95%: −9,17 a −1,64; p = 0,001; I2 = 74%) e −3,86 mmHg (IC95%: −6,41 a −1,30; p = 0,00001; I2 = 79%), respectivamente. Conclusões: O tratamento com CPAP é capaz de reduzir significativamente a pressão arterial em pacientes com hipertensão resistente e AOS.

 


Palavras-chave: Pressão positiva contínua nas vias aéreas; Apneia do sono tipo obstrutiva; Hipertensão; Metanálise.

 

Artigo Especial

12 - Uso atual e aceitabilidade de novos testes diagnósticos para tuberculose ativa: um inquérito mundial

Current use and acceptability of novel diagnostic tests for active tuberculosis: a worldwide survey

Massimo Amicosante1,2A, Lia D'Ambrosio3,4, Marcela Munoz5, Fernanda Carvalho de Queiroz Mello6, Marc Tebruegge7,8,9, Novel Njweipi Chegou10, Fouad Seghrouchni11, Rosella Centis3, Delia Goletti12, Graham Bothamley13, Giovanni Battista Migliori3; TB Diagnostic Survey Working Group

J Bras Pneumol.2017;43(5):380-392

Resumo PDF PT PDF EN English Text

Objetivo: Determinar o uso atual e a aceitação potencial (por especialistas em tuberculose em todo o mundo) de novos testes rápidos para o diagnóstico de tuberculose que estão alinhados com os perfis de produtos alvo da Organização Mundial da Saúde. Métodos: Um inquérito multilingue foi divulgado on-line entre julho e novembro de 2016. Resultados: Um total de 723 indivíduos de 114 países respondeu ao inquérito. A baciloscopia foi o teste rápido para tuberculose mais utilizado (disponível para 90,9% dos entrevistados), seguida de ensaios moleculares (disponível para 70,7%). Apenas uma pequena proporção dos entrevistados de países de renda média e baixa tinha acesso a ensaios de liberação de IFN-γ. Imunoensaios de fluxo lateral e testes sorológicos eram utilizados por mais de um quarto dos entrevistados (25,4%). Entre os entrevistados que tinham acesso a testes moleculares, 46,7% utilizavam o teste Xpert de forma geral, sendo essa proporção maior em países de renda média baixa (55,6%) e renda baixa (76,6%). Os dados também sugerem que houve algum alinhamento de preços para testes moleculares. Os entrevistados afirmaram que aceitariam novos testes rápidos para tuberculose, se disponíveis, incluindo testes moleculares (aceitáveis para 86,0%) ou testes sorológicos baseados em biomarcadores (aceitáveis para 81,7%). Testes simples baseados em biomarcadores foram mais comumente considerados aceitáveis nos países de renda média e baixa. Conclusões: Os testes moleculares de segunda geração tornaram-se mais amplamente disponíveis em locais tanto com poucos quanto com muitos recursos. No entanto, o desenvolvimento de novos testes rápidos para tuberculose continua a ser considerado importante por especialistas em tuberculose. Nossos dados também ressaltam a necessidade de maior formação e educação dos usuários finais.

 


Palavras-chave: Tuberculose/diagnóstico; Inquéritos e questionários; Renda; Mycobacterium tuberculosis/isolamento & purificação; Técnicas de diagnóstico molecular/métodos; Testes sorológicos/métodos.

 

Ensaio Pictórico

13 - Pneumonia intersticial usual: padrões típico, possível e inconsistente

Usual interstitial pneumonia: typical, possible, and

Pedro Paulo Teixeira e Silva Torres1, Marcelo Fouad Rabahi2, Maria Auxiliadora Carmo Moreira2, Gustavo de Souza Portes Meirelles3, Edson Marchiori4

J Bras Pneumol.2017;43(5):393-398

Resumo PDF PT PDF EN English Text

A fibrose pulmonar idiopática é uma pneumopatia intersticial fibrosante crônica de curso grave e progressivo, e seu diagnóstico se dá em combinações específicas de correlações clínicas e radiológicas, ou ainda patológicas. A TCAR tem papel chave no diagnóstico morfológico do padrão de pneumonia intersticial usual (PIU), segundo as recomendações internacionais vigentes. Os níveis de certeza para a leitura do padrão tomográfico foram inseridos em diretrizes atuais, descritos como padrão PIU típico, padrão PIU possível e padrão inconsistente com PIU, cada qual com importantes implicações na cadeia diagnóstica. A presença do padrão PIU típico tem alta concordância com o padrão PIU histopatológico, e, nessa situação, a TCAR é tida como suficiente para a determinação do padrão morfológico. Nos demais padrões, investigações diagnósticas complementares são indicadas. O diagnóstico diferencial com outras entidades, incluindo pneumopatias intersticiais por exposição medicamentosa, exposições extrínsecas (pneumonite de hipersensibilidade crônica), doenças ocupacionais (asbestose) e doenças do tecido conjuntivo, deve ser considerado clinicamente. Dada a importância da abordagem tomográfica, a qual pode apresentar relevantes discordâncias na avaliação interobservador, nosso objetivo foi ilustrar os padrões tomográficos de PIU neste ensaio pictórico.

 


Palavras-chave: Tomografia computadorizada por raios X, Doenças pulmonares intersticiais, Fibrose pulmonar.

 

Cartas ao Editor

 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2017 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1